Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Maricá: Prefeitura cria aplicativo para usuários dos “vermelhinhos”

app-vermelhinho aplicativo para usuários dos “vermelhinhos”

A prefeitura de Maricá desenvolveu um aplicativo para os usuários dos ônibus “vermelhinho” – como os ônibus da Empresa Pública de Transportes (EPT) são conhecidos – para smartphone, cujo lançamento será na próxima segunda-feira (19/09). Com ele, os usuários do sistema Tarifa Zero de Maricá poderão saber previamente o itinerário dos veículos e principalmente os horários, já que o aplicativo informa em quanto tempo o ônibus da linha chegará ao local onde o usuário se encontra.

Desenvolvido pela equipe da Prefeitura, através do acordo de cooperação técnica existente entre as instituições, o sistema trará, ainda, as notícias do próprio site da prefeitura. O aplicativo estará disponível para download, gratuito, nas lojas que atendem tanto aos smartphones com sistema IOS quanto os que utilizam o sistema Android.

Para quem ainda não baixou, para fazer o download basta pesquisar na PlayStore do sistema Android e realizar o download. Para usuários dos sistemas iOS e Windows, o download está disponível através do link: http://www.marica.rj.gov.br/2016/09/15/prefeitura-tem-novo-portal-e-aplicativo-para-acompanhar-rotas-dos-vermelhinhos/

Setembro 16, 2016 Posted by | Maricá, Transporte Gratuito, Transporte Publico Gratuito de Maricá | | Deixe o seu comentário

TCE aprova por unanimidade contas da Prefeitura de Maricá

Contas da Prefeitura de Maricá são aprovadas por unanimidade pelo Tribunal de Contas do Estado

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) aprovou por unanimidade nesta quinta-feira (15/09) as contas do exercício de 2015 da Prefeitura de Maricá. O parecer favorável à aprovação foi votado pelos cinco conselheiros no plenário da corte, que fica na Praça da República, região central do Rio. O corpo técnico do tribunal avaliou os percentuais de gastos com diversos itens como funcionalismo, investimentos em educação e saúde e gestão dos royalties recebido pela exploração do pré-sal em águas maricaenses.

O destaque da análise dos números, feita pela conselheira Mariana Montebello, ficou para o gasto com pessoal, que foi de 36,25% (o teto permitido é de 54%), enquanto os investimentos em saúde foram de 17,17% (acima do mínimo obrigatório de 15%). A aplicação dos recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB) também superou os percentuais mínimos estipulados: o investimento foi de 98,61% (mínimo de 95%) e o pagamento de profissionais foi de 78,96% (mínimo de 60%).

Ainda de acordo com o parecer final do processo 215.890-1/16, não houve abertura de créditos adicionais com base em leis específicas e também não há qualquer indício de aplicações de royalties do petróleo que sejam vedadas pela legislação, com o resultado financeiro da gestão apontando um superávit de R$ 24,5 milhões. O parecer aprovado foi promulgado pelo presidente da corte, Jonas Lopes de Carvalho Júnior.

tceSecretários Márcio Leite (executivo de Gestão de Governo), direita na foto, e Joab Santana (Controladoria Geral) esquerda foto. Crédito foto: Fernando Silva

O julgamento das contas foi acompanhado no TCE-RJ pelos secretários Márcio Leite (executivo de Gestão de Governo) e Joab Santana (Controladoria Geral), que comemoraram a aprovação unânime pelo segundo ano consecutivo. Ambos ressaltaram, ainda, o equilíbrio demonstrado entre a gestão dos recursos e os benefícios. “O governo mostrou que é possível fazer uma transformação aliada a uma gestão responsável dos recursos, isso em um momento em que o município, assim como outros, se vê sobrecarregado em razão da crise financeira do estado do Rio”, afirmou Márcio Leite.

Setembro 16, 2016 Posted by | jornalismo, Maricá | | Deixe o seu comentário

Projeto Sob o Céu Sob o Sol de Maricá no embalo do rock

Texto: Jorge André (edição: FSB Comunicação) | Fotos: Clarildo Menezes

A tradicional programação do projeto “Sob o Céu, Sob o Sol de Maricá” que acontece todas as sextas-feiras na Praça Conselheiro Macedo Soares, Centro, terá o rock como tema na edição desta semana. O projeto, realizado pela Secretaria Municipal Adjunta de Turismo e Lazer, é uma oportunidade para os músicos locais mostrarem seus trabalhos. O happy hour começa às 17h com Raul Palmeira. A programação prossegue com Bruna Mendez e Rodrigo Schiavo. Sidney Santos se apresenta em seguida, deixando o palco para Roberta Tílio e Ricardo Agura. Jô Borges e Aldo Corrêa sobem ao palco logo depois e, encerrando a noite, a banda Amákina que traz no repertório musicas do Legião Urbana, Capital Inicial, U2 entre outros. O trio é formado por Tuca Marques (Voz e Guitarra), Gerson Monteiro (Baixo) Aldo Sá (Bateria).

O projeto também estará acontecendo no CEM Joana Benedicta Rangel, Centro, a partir das 18h, quando estará acontecendo o projeto “Caça Talentos/AJA”, desenvolvido pela Secretaria Adjunta de Educação. Já no domingo (18/09) em Cordeirinho o Sob o Céu, Sob o Sol de Maricá vai estar no Quiosque da Rua 90. Lá se apresentam, a partir das 14h, os músicos Edy Baiano, Givan e Junio, Edinho Manhoso, além de Moniquinha e Ismayer do Teclado.

As apresentações começaram há quatro anos com o intuito de valorizar os músicos locais e oferecer um happy hour, criando assim mais um espaço de lazer e entretenimento na cidade. Desde que foi lançado mais de 100 músicos já passaram pelo palco do projeto em mais de quatro mil shows gratuitos.

Setembro 15, 2016 Posted by | jornalismo, Lazer, Maricá, musica, projeto cultural, shows e eventos, turismo | | Deixe o seu comentário

Sistema de Tarifa Zero inicia operação com vermelhinhos em Jaconé

Texto: Jorge André (edição: FSB Comunicação) | Fotos: Divulgação

A Empresa Pública de Transporte (EPT) incluiu o bairro de Jaconé o itinerário dos ônibus gratuitos, os chamados “Vermelhinhos”. A iniciativa tem como objetivo atender aos moradores da localidade oferecendo o transporte gratuito até a Praça Nossa Senhora das Graças, em Ponta Negra. De lá, os usuários poderão utilizar a outra linha até o centro da cidade. A nova rota será feita por um micro-ônibus com intervalos ainda em avaliação, mas que ser de aproximadamente 1h30, regulando com a linha que segue para o Centro da Cidade. No fim de semana ainda não há um horário definido.

Com a nova linha, os alunos da E.M. Professora Dilza da Silva Sá Rego serão beneficiados, já que o ônibus passa em frente ao colégio. O ponto final será no marco limite da cidade com a vizinha Saquarema. O itinerário do circular começa na Praça Nossa Senhora das Graças, passa pela Rua Jaconé, RJ 102, Avenida Beira Mar, no retorno em frente à Rua 96 (ponte), RJ 102, Avenida Beira Mar, Avenida Dois, Estrada da Coréia, Estrada Sampaio Correia-Jaconé (RJ-118), até o Condomínio Villagio del Solle II. A volta será pela RJ-102 e Rua Jaconé, até a Praça Nossa Senhora das Graças.

Setembro 15, 2016 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte, Transporte Gratuito, Transporte Publico Gratuito de Maricá | , , | Deixe o seu comentário

Aprovado por unanimidade na Alerj o relatório final da deputada Zeidan

Após o recesso, de volta a ALERJ, a deputada Zeidan já volta aprovando o seu relatório da Comissão do Empoderamento da Mulher no Esporte e na Política

Deputada Zeidan na Alerj

As mulheres foram destaque nas Olimpíada e o desempenho das meninas do futebol mostrou o quanto as atletas não recebem o apoio que merecem nessa área. Como resultado de uma parceria com o Congresso Nacional, as deputadas criaram na Alerj a Comissão Especial pelo Empoderamento na Politica e nos Esportes, cujo relatório final foi aprovado hoje, por unanimidade.

Foram feitas audiências em todas as regiões do Estado e expedidos 93 deles para as Prefeituras do Estado, solicitando informações sobre políticas públicas que incentivem a prática de esporte entre mulheres. Ao longo do trabalho de um ano, a Comissão realizou oito audiências públicas regionais, além de reuniões administrativas preparatórias.

Deputada Zeidan e companheiras de lutaAs audiências foram realizadas, em sua maioria, na Alerj, mas também nos municípios de Mesquita, Volta Redonda, Araruama, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Resende e São Gonçalo, onde cumpriram uma função regional. Novamente foi reeditada uma dobradinha que deu certo na CPI da Violência contra a Mulher, a deputada Marta Rocha, como presidente, e a deputada Zeidan como relatora. As deputada Daniele Guerreiro e Ana Paula Reichuan completaram o quadro de parlamentares à frente da Comissão.

Recomendações da relatora, deputada Zeidan

Nos Esportes:

  • Promover a visibilidade dos Jogos Paralímpicos na mesma medida em que se produz a dos Jogos Olímpicos, utilizando sempre a expressão “Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016”.
  • Incentivar a presença de profissionais do sexo feminino nos cargos de gerência no esporte.
  • Incentivar a produção, nas Universidades, de indicadores estaduais sobre a participação das mulheres no esporte, bem como de pesquisas sobre a realidade das mulheres esportistas, no que diz respeito às suas dificuldades para obtenção de patrocínio, diferenças salariais em relação aos homens, situações de assédio moral e sexual, com atenção às especificidades das mulheres com deficiência e/ou negras.
  • Incentivar a equidade de gênero na cobertura de mídia destinada à participação dos e das atletas durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.
  • Aumentar a oferta de oportunidades de entrada das mulheres no mercado de esportivo, como cursos profissionalizantes para arbitragem e outros.
  • Promover a prática esportiva entre mulheres como uma ferramenta de promoção da igualdade e autonomia femininas, visando a mudança em relação aos estereótipos e discriminações de gênero no esporte.
  • Oferecer aos estudantes das escolas públicas condições de prática de educação física e esportiva com qualidade, promovendo sua saúde, com direito de acesso e escolha à modalidade esportiva desejada, independentemente de seu sexo.
  • Ofertar, por meio das instâncias municipais responsáveis pelo esporte, atividades esportivas gratuitas para mulheres, em diferentes faixas etárias, com vistas à promoção de sua saúde e bem estar.
  • Incentivar a proposição de Leis Municipais de Incentivo ao Esporte, à semelhança da Lei já existente na cidade de Resende.
  • Instituir um calendário oficial para as competições de futebol feminino no Estado de Rio de Janeiro.
  • Incentivo à pratica de esportes em comunidades e áreas rurais de todo o estado.

Setembro 14, 2016 Posted by | direitos humanos, esportes, Legislativo | , , | Deixe o seu comentário

Projeto Maricá Mostra Cultura leva Africanidade ao Centro

Texto: Jorge André (edição: FSB Comunicação)

Amanhã (10/09) é dia de “Maricá Mostra Cultura”, projeto da Secretaria de Cultura, Ciência e Tecnologia que transforma, a partir das 10h,  a Praça Orlando de Barros Pimentel em uma galeria de arte a céu aberto. Nesta edição, a mostra vai contar mais uma vez com a participação da ELOYA Feira Cultural Africanidade e terá uma quantidade ainda maior de expositores. Segundo a coordenadora do projeto, Rosely Pellegrino, a previsão é a de a feira ter mais de trinta tendas, que estarão expondo diferentes artigos remetendo à cultura afro, como roupas, acessórios, enfeites e outros. Além da qualidade do material, outro atrativo são os preços populares.

Para a responsável pela ELOYA Feira Cultural Africanidade, Sely Cristina da Silva, a iniciativa amplia a presença da cultura africana em Maricá. “Teremos um grande material, é uma ótima oportunidade para as pessoas conhecerem, um pouco mais sobre o continente”, afirma. A feira “Maricá Mostra Cultura”, que acontece sempre o primeiro e segundo sábado do mês, tem movimentado o Centro, com visitantes levando para casa diversos artigos como turbantes, brincos, tecidos do Senegal e até biquínis. Os expositores, por sua vez, estão satisfeitos com a receptividade." Tem sido uma interação bacana”, conta Sely.

Para expor e comercializar produtos durante a feira basta levar uma tenda branca e lâmpada de emergência. As inscrições são feitas através do telefone 96990-9640, com a própria Rosely Pellegrino.

Setembro 9, 2016 Posted by | arte, cultura, Exposições, Feiras e Eventos, jornalismo, Lazer, Maricá, Maricá Mostra Cultura, projeto cultural, turismo | | Deixe o seu comentário

Artesanato feito de materiais diferentes são marca do Maricá Mostra Cultura

Texto: Sergio Renato (edição: FSB Comunicação) | Fotos: Clarildo Menezes

A Praça Orlando de Barros Pimentel recebeu no último sábado (03/09) mais uma edição do projeto Maricá Mostra Cultura, desenvolvido pela Secretaria Adjunta de Cultura, Ciência e Tecnologia onde cerca de 30 expositores exibiram seus trabalhos de artes plásticas, artesanato e gastronomia. A galeria a céu aberto acontece sempre nos dois primeiros sábados do mês, das 10h às 21h, e é sempre uma boa oportunidade para os artesãos do município, que usam muitos ítens diferentes como matéria-prima.

Um desses artistas é Rafael Billé, que há dois anos expõe no local mostrando peças feitas com casca de coco e calotas de carros, por exemplo. Ele divide seu espaço com a pintora Valéria Dias, que faz quadros inspirados no internacionalmente consagrado artista Romero Brito. Mas um dos trabalhos que mais chama a atenção é o da artesã gaúcha Glória Scolmeister, que faz bijuterias a partir da reciclagem de peças como CDs usados, lentes de óculos descartadas e até ladrilhos de paredes.

“Já fazia artesanato em Porto Alegre, onde nasci, e nas cidades onde morei, pois é algo que faço desde meus 9 anos. Quando cheguei a Maricá, há cerca de 25 anos, achei que era hora de modificar meu trabalho e comecei a observar materiais que pessoas jogavam fora e poderiam virar boas peças. Hoje minha barraca é uma das mais concorridas da feira, tem até fila”, conta ela, orgulhosa.

Aos 61 anos, Glória conta que está de mudança para a Espanha, onde passa seis meses por ano. “Já mostro meus trabalhos lá na região das Astúrias e agora vou de vez por razões pessoais. Mas virei sempre aqui mostrar minhas peças”, garante.

Africanidade – No próximo sábado (10/09), o projeto volta à praça trazendo novamente a Eloya Feira Cultural Africanidade, onde são oferecidos os mais diferentes artigos remetendo à cultura afro, como roupas, acessórios, enfeites e outros. Os bons preços atraíram um bom público na primeira participação da feira no projeto, ocorrida no dia 13 de agosto. De acordo com a coordenadora do Maricá Mostra Cultura, Rosely Pellegrino, desta vez deverão participar aproximadamente 30 expositores, dez a mais que no mês passado. Para quem quiser participar como expositor, é preciso entrar em contato com Rosely através do telefone 96990-9640. Os interessados devem levar uma tenda branca e lâmpada de emergência.

Setembro 9, 2016 Posted by | arte, Exposições, Feiras e Eventos, jornalismo, Maricá Mostra Cultura, projeto cultural, turismo | , | Deixe o seu comentário

Público lota duas noites no Cinema Henfil de Maricá para espetáculo teatral

Texto: Sérgio Renato (edição: FSB Comunicação) | Fotos: Clarildo Menezes

O Cinema Público Municipal Henfil teve duas noites de casa cheia neste fim de semana para receber a peça ‘Minha Alma é Nada Depois dessa História”, encenada pelo grupo teatral Os Ciclomáricos. No sábado (03/09), 155 espectadores assistiram à estreia do espetáculo, público que aumentou no domingo (04), quando 163 pessoas foram prestigiar a apresentação final da curta temporada. No palco, a história de amor do vigia de uma fábrica por uma misteriosa mulher chamada Cleide (vivida por quatro atrizes que também ajudam a narrar as passagens do texto) encantou a plateia nas duas sessões, sob a direção de Ribamar Ribeiro.

Antes do início da encenação, os atores falaram sobre a receptividade do público de Maricá para com a peça. “Pessoalmente, fiquei muito feliz e até surpresa com o interesse e a acolhida do público da cidade, que para até a gente na rua pra falar do espetáculo”, relatou Fabíola Rodrigues, que teve o apoio da colega Carla Meireles. “Isso é algo importante porque cria público para o teatro. Nós adoramos a cidade e queremos voltar sempre que for possível”, disse ela, que se preparava para subir ao palco com Nívea Nascimento, Fernanda Dias e Júlio César Ferreira, que interpretou o vigia. Com eles, também estavam os músicos Getúlio Nascimento e Renato Neves.

Na saída do espaço, o público elogiou o que viu. “É uma história envolvente, com um bom figurido, todos interpretando bem, gostei muito”, afirmou a professora Cátia Szigethi, de 50 anos, moradora do Recanto de Itaipuaçu. Já a diretora escolar Ivonete Santos Carvalho, de 48 anos, classificou o espetáculo de ‘emocionante’ e já espera pelo próximo. “Tem que ter mais eventos culturais assim em Maricá, a cidade merece e carece disso, principalmente agora com esse espaço”, sugeriu ela ao lado do marido, o vigilante Cláudio Luiz dos Santos, também de 48 anos. “Vamos sempre a teatros no Rio e esse aqui está no mesmo nível”, completou.

Setembro 9, 2016 Posted by | cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural, Teatro | Deixe o seu comentário

Circuito Ecológico no Morro do Caju e travessia Farol-Sacristia

Texto: Rafael Zarôr (edição: FSB Comunicação)

As inscrições para o Circuito Ecológico de Maricá, projeto da Secretaria Municipal Adjunta de Turismo, serão abertas nesta quinta-feira (08/09). No sábado (10), a atividade acontece na Serra do Caju com 410 metros de altura e realizada em quatro horas. No mirante, os visitantes terão uma visão do litoral de Ponta Negra a Itaipuaçu. Já no domingo (11), os participantes irão fazer a travessia Farol de Ponta Negra/Praia da Sacristia, com nível médio de intensidade e quatro horas de duração. O passeio inicia pela praça do bairro, passa pelo Farol (um dos cartões postais da cidade) até a praia, local cercado de pedras negras entre Ponta Negra e Jaconé, ideal para prática de mergulho e rica em vida marinha.

As vagas são limitadas (na atividade do domingo) e inscrições feitas somente na secretaria (Praça Conselheiro Macedo Soares, Centro) até sexta-feira (09/09) das 8h às 17h ou pelo telefone 3731-5094. Os interessados preenchem um formulário com um documento de identificação e endereço, além de um termo de responsabilidade de que estão aptos a praticar a atividade física – o circuito não é recomendado para cardíacos.

No sábado, o grupo se encontrará na Rua Clímaco Pereira, próximo ao Posto de Saúde Central, às 8h. O ponto de encontro no domingo é na Praça de Ponta Negra, também às 8h. A orientação da secretaria é que os visitantes usem roupas leves e trajes de banho, chapéu, tênis com travas, além de levar água (2 litros, no mínimo) e lanches.

Setembro 9, 2016 Posted by | Circuito Ecológico, esportes, Lazer, Maricá, turismo | Deixe o seu comentário

5 de setembro, DIA INTERNACIONAL DA MULHER INDÍGENA

Em homenagem ao dia da mulher indígena, o texto de Eliane Potiguara “O ATO DE CRIAÇÃO: o começo da cura!”

 

O ato de criação é um ato de amor. Amor a si mesmo, amor ao próximo, amor à natureza. Seja criar um texto, uma música, uma pintura ou qualquer outra arte. Mas para se chegar até aí, muitos caminhos foram bloqueados, muitas águas envenenadas tivemos que tomar; muitos fantasmas tivemos que enfrentar. Permanecemos como um rio que morre, que não corre e não ecoa ao encontrar-se com as pedras. Nos tornamos uma fome desesperada pelo novo, se enfraquecendo a nossa fecundidade. Enfim um caminho árido e infértil. Estivemos enclausurados dentro de nós mesmos. Mas não aguentamos mais e damos um basta! É hora de criar pacientemente o novo! Aí soltamos as amarras que sufocam a nossa alma, o nosso "ânima", a nossa essência para que os pássaros possam cantar de novo dentro de nosso espírito. Parece tudo muito simples. Mas não é. Reencontrar-nos com nosso ser selvagem, com nossa intuição, com nosso ser sutil, com nossos ancestrais, com nossa força interior é um desafio diário, principalmente quando a força externa impõe condicionantes sociais, psicológicos, político-econômicos maléficos, que lançam as sementes da enfermidade da alma e que lá na frente se transformam em enfermidades da mente e do corpo. Nosso corpo pode estar doente, porque nossa alma o está. E temos que buscar a cura do espírito, a cura do "ânima". Somente nós mesmos podemos fazer isso, assim como somente nós mesmos, podemos sentir o ato do nascimento, quando nascemos, e ato da morte, quando morremos. São atos só nossos. Ninguém pode senti-los. Por isso quando morre um parente indígena, seus pertences são todos depositados em sua tumba. Somos seres coletivos, mas antes temos nossa individualidade, inclusive nossa solidão, como no ato do pensar e da escrita. Nos tempos atuais, é hora do desafio. Extirpar o monstro que nos mata no dia-a-dia é dura tarefa. Primeiro se sofre calado. Há os que se acostumam com a dor, a opressão e a repressão social e política, desembocando no desequilíbrio ou na loucura. Mas há os que clamam, depois de invernos. Há os que berram ! Neste momento, abre-se uma porta. A mudança dentro de nós só se dá, quando identificamos o inimigo interno (às vezes o inimigo somos nós mesmos ) e o rejeitamos, seja da maneira que for. Então podemos parecer loucos, mas no ato de "vomitar" é que está a transformação do espírito para o novo homem, para a nova mulher! Sofremos e não estamos aqui para sofrer. O Criador oferece grandes dádivas de vida para seu filho, senão ele não criaria tantas belezas, tantos mares, planícies, céus, montanhas, pássaros, seres humanos, ad infinitum… E quando o homem selvagem e a mulher selvagem gritam dentro de nós querendo voltar para a casa primitiva é chegada a hora da mudança. Atente para significado de selvagem e primitiva que nada tem a haver com historiografia, mas sim com interior humano, âmago, essência espiritual, ser sutil, a casa da alma, ancestralidade. Quando perdemos os tesouros de Deus e ficamos desnudos e damos um basta, é chegada a hora da criação. Ficamos quietos, sentimos solidão, solidão que parece que mata, que maltrata, mas necessária. E entramos em outras esferas superiores e sagradas. Esse selvagem sagrado que foi resgatado e que já estava dentro de nós e não sabíamos, está também nos "recriando" e nos enchendo de amor e nos fortalecendo. Nasce a criatividade. E renascemos. E florescemos para o futuro. O processo de criação emana de algo que surge e que vai crescendo em nosso âmago, é como um novo amor em nossos corações. Vai crescendo e não temos rédeas para segurá-lo. É um vulcão. É a (r) evolução do espírito. É o êxtase. É o insight para o novo ser humano"(a)". E esse único ato de criação é o suficiente para alimentar um oceano, assim como o leite doce e materno de uma jovem mãe é o suficiente para trazer de volta um ser nascido prematuramente. No ato da criação se dá a purificação do espírito, do "ânima", da alma e consequentemente a purificação do corpo e a extirpação de velhos tumores, velhos fantasmas… O termo purificação não está ligado a facções religiosas ou conotações cristãs. O termo refere-se ao ser primeiro, ao ser sutil, à compreensão simples de que a vida precisa ser vivida com amor, dignidade e que o amor, a compreensão, o diálogo e cooperação são os alicerces para o novo homem , a nova mulher. O processo anterior à criação – o sofrimento, o coração endurecido, o " ânima" esfacelado – é agora neutralizado e transformado em pó, diante da grandiosidade da BUSCA pela transformação e purificação do espírito. Tudo isso é simplesmente política, a política da existência. CRIEMOS, então… porque a criação é um ato divino que tende a mudar consciências, formar opiniões, suavizar o individualismo que ronda às mentes. E a mulher indígena que passou por toda a sorte de massacres ao longo da história, condicionadas ao medo e ao racismo, sobrevivem porque são criativas, xamãs, visionárias, curandeiras, guerreiras e guardiãs do planeta. Seu inconsciente coletivo ancestral refloresce a cada ato de criação delas, porque elas são capazes de beijar as cicatrizes do mundo, num ato de caridade. E a palavra delas é sagrada como a terra que dá o alimento ao próximo, alimento da CURA em todos os sentidos. . IDENTIDADE PERDIDA Amanhã é o último dia que venho aqui Vou prestar as contas Vou tirar essas roupas sujas E vou lavar minha alma Acho que vou ser feliz Ou então vou viver na inércia da própria existência.

Setembro 5, 2016 Posted by | jornalismo, literatura | , , | Deixe o seu comentário