Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Quaquá recebeu Secretária Estadual de Ambiente

DSC06257 

Marilene Ramos é a primeira secretária do Governo Estadual a visitar o prefeito Washington Quaquá

DSC06261  

Na equipe, Walter Plácido, Alan Novais, Willian Prima, Marilene Ramos, Quaquá e Osmar de Oliveira

O prefeito de Maricá, Washington Quaquá, recebeu, no dia 7 de Janeiro a visita da Secretária Estadual de Ambiente, Marilene Ramos. Durante o encontro, que também contou com a presença do presidente da SERLA e futuro presidente do INEA, Luiz Firmino, do secretário municipal do Ambiente e Urbanismo, Alan Novais; do sub-secretário de gestão ambiental Willian Prima, o secretário municipal de Obras, Arthur Billé; do vice presidente da Serla, Carlos Abenza, do superintendente de resíduos sólidos da secretaria do estado Walter Plácido , do coordenador estadual de resíduos sólidos Osmar de Oliveira Dias Filho, do responsável pelas eco-barreiras Marcio Carvalho, do presidente da Câmara Municipal de Maricá, Luciano Rangel Junior, e dos vereadores Helter Ferreira, Alberto da maricaense, Ronny e Fabiano Horta, oportunidade em que foi feita uma avaliação dos principais problemas ambientais do município.

DSC06282

Secretária Estadual de Ambiente Marilene Ramos ao lado de Luiz Firmino, presidente da SERLA e futuro presidente do INEA, durante conversa com o secretário municipal de meio ambiente Alan Novais e o prefeito Washington Quaquá

DSC06284

Marcio Carvalho, Walter Plácido, Osmar de Oliveira, Carlos Abenza, Marilene Ramos, José Firmino, Allan Novais e o prefeito Washington Quaquá 

O Aterro Sanitário, transformado em lixão; pelo governo anterior, foi o primeiro lugar a ser visitado. Além de ter sido construído fora dos padrões ambientais, não possui tratamento do chorume, fator que está causando a contaminação do lençol freático e das nascentes da região.

DSC06295 DSC06298

Fotos registrando como se encontra atualmente o local que seria o início de um aterro sanitário que foi transformado em um imenso mar de lixo durante os últimos anos

DSC06301

DSC06315 

Caminhões de coleta trabalhando em mutirão para tentar auxiliar na coleta do lixo

DSC06306DSC06313 

O superintendente de estado de resíduos sólidos Walter Plácido dando seu parecer para solucionar o problema. Ao lado a equipe durante visita ao caos que se encontra o lixão 

Marilene Ramos comentou a respeito da visita: “Vim a Maricá, acompanhada da equipe de técnicos  da secretaria, ajudar o Quaquá a melhorar o município e, para isso, estamos detectando os principais problemas ambientais, para buscarmos encaminhar soluções rápidas e eficazes, como o problema social, não apenas da coleta de lixo, que está sendo tratado em forma de mutirão, como temos que solucionar o problema deste lixão. Maricá hoje é um município que apresenta problemas ambientais graves, ainda que existam muitas áreas preservadas. O problema mais grave e nossa prioridade é o lixão que está contaminando o lençol freático assim como as nascentes da região. Nós temos solucionar isto que vimos aqui, que é um perigo para saúde pública. Este é um problema ambiental enorme, estamos buscando para o prefeito a melhor forma, tanto para que Maricá tenha um aterro sanitário para tratar o lixo, como para remediar o que existe, assim como também estamos levantando a possibilidade de Maricá participar do consórcio para o tratamento do lixo. Estamos também estudando a dragagem de alguns rios e canais e detectando as invasões da área marginal dos rios, como por exemplo, na Mumbuca, onde vamos fazer um projeto de recuperação da margem do rio e tratar da retirada das famílias que ali se encontram em área de risco. Estudaremos e solucionaremos estes, dentre outros, problemas que ele queira discutir conosco. Estamos aqui para ajudar”.

DSC06312

Marilene Ramos acompanhada da equipe da secretaria estadual de ambiente

DSC06318

O secretário municipal de meio ambiente, Allan Novais, durante conversa com Luiz Firmino, futuro presidente do INEA e Márcio Carvalho.

O futuro presidente do INEA, Luiz Firmino, também comentou a respeito da visita ao município, “Estamos acompanhando a equipe da secretaria de ambiente ainda como SERLA, onde sou presidente, para não apenas estudarmos o problema do lixo, mas também estudar o desassoreamento de vários corpos hídricos que estão com problema de drenagem, problema este que afeta diretamente a SERLA e que a partir da próxima semana todos estes assuntos, não só da Agenda Azul, que trata da questão das águas, como a Agenda Marrom que trata do problema do lixo, vão estar afetos a um único instituto que é o INEA que passa a funcionar à partir do próximo dia 12.

DSC06339Segundo Washington Quaquá, a situação do grande lixão pode ser considera de calamidade. “A cidade não pode mais conviver com isso. Junto a Secretaria de Ambiente algumas alternativas estão sendo estudadas, entre elas o consórcio com Niterói e São Gonçalo, para o tratamento e disposição do lixo, e a recomposição ambiental do lixão, disse o prefeito que acrescentou ainda: “Nós temos um problema que o prefeito antigo deixou, uma dívida de R$ 300 mil reais, uma verba recebida pelo Programa Pró Lixo, que não foi utilizado como deveria, não houve prestação de contas, não se sabe onde está o dinheiro e o município está em dívida com o estado. Mas nós vamos enfrentar todos os problemas e buscar e encontrar as melhores soluções.

Além do lixão foram visitados, o Rio Mumbuca e os canais que cortam os bairros de São José e Itaipuaçu. Como o Canal São Bento, onde existe uma colônia de pescadores e no Risca-Faca. O objetivo do novo Governo Municipal é retirar as construções irregulares que foram feitas às margens dos canais e fazer suas dragagens. Farei a retirada das construções, mesmo que, inicialmente, seja necessário alugar casas para que as pessoas possam morar até a solução do problema, concluiu o prefeito.

Durante a visita ao Canal de São Bento, o prefeito Washington Quaquá, comentou: “Há muito tempo que a boca do canal está obstruída, junto a equipe da secretaria estadual de ambiente iremos realizar um estudo emergencial e um projeto para solucionar o problema desta colônia de pescadores definitivamente.

DSC06327 DSC06329

A secretária estadual de ambiente durante visita a boca de saída do canal São Bento de São Bento que será dragado 

DSC06344

vereador Fabiano Horta, secretário municipal de ambiente Allan Novais, vereador Ronny, secretária estadual de ambiente, Marilene Ramos, Prefeito Washington Quaquá, vereadores Alberto da maricaense e Helter Ferreira e o secretário municipal de obras, Arthur Billé

DSC06342

Marilene Ramos falando com a imprensa sobre os problemas ambientais encontrados

A secretaria estadual de ambiente também falou a respeito do problema do canal, “Como nós temos um contrato permanente e nossos próprios equipamentos, mandaremos uma equipe técnica que fará um levantamento preliminar e em seguida virão os equipamentos para realizar esta limpeza no canal e o desassoreamento da boca do canal.

O pescador Adilson, residente no local há 16 anos comentou sobre o problema, “O canal assoreou além de impossibilitar nossa saída para o mar, quando o sol esquenta o mau cheiro é horrível aqui na Praia da Amendoeira, pois, é muito grande o número de esgotos que deságuam no canal.

Após a vistoria no canal de São José, a comitiva seguiu para o canal do Risca-Faca, local onde inúmeras famílias vivem em condições insalubres.

DSC06349 DSC06348

O Canal do Risca-Faca totalmente assoreado

DSC06356 DSC06362

O presidente da Câmara Municipal de Maricá, Luciano Rangel Junior, comentou a respeito do problema no local. “Aqui não tem água ou saneamento algum, isto sem falar do canal que está totalmente poluído e assoreado. Muitas famílias construíram suas casas com paredes e muros invadindo o canal, impedindo a entrada de máquinas. Agora este problema se tornou muito grave para todos que aqui vivem e medidas enérgicas terão que ser tomadas para solucionar o problema. Tenho certeza que com o auxilio desta equipe aqui hoje presente somada à vontade do prefeito Washington Quaquá em solucionar o problema, e a vontade do legislativo em trabalhar em prol do bem-estar social, estas famílias passarão a viver com qualidade de vida”.

A Secretária Estadual de Ambiente, primeiro secretário de estado a visitar o município de Maricá, antes retornar ao Rio de Janeiro, juntamente com sua equipe deixou uma mensagem para população: “Maricá vai contar com todo apoio da secretaria de ambiente para reverter os problemas detectados, e eu tenho certeza que a prefeitura trabalhando com seriedade e com nosso apoio, nós teremos uma Maricá mais limpa com o meio ambiente mais cuidado”.

DSC06340 DSC06339

O prefeito Washington Quaquá ao finalizar o encontro também enviou uma mensagem para população do município de Maricá: “A gente não tem um mandato de Deus para resolver as coisas no milagre, mas temos o mandato do povo para resolver ao longo do tempo. Estamos trabalhando sem parar, sábados, domingos, estou entrando na prefeitura às 8 horas da manhã e saindo às vezes as dez, onze horas da noite. Então estamos realmente trabalhando muito, e em breve vamos normalizar as questões que são emergenciais, e temos o nosso projeto que nós vamos tocar, um projeto estrutural de planos de metas. Em quatro anos nós vamos fazer uma grande revolução em Maricá, muito maior que o do Rio de Janeiro”.

Com relação à dívida deixada pelo antigo prefeito, e ao entrosamento com o estado, Quaquá informou que após constatar a real situação do município a secretária estadual de ambiente, Marilene Ramos, disse que a dívida que já chega a aproximadamente 500 mil reais, do município para com o estado, deve ser revertida para recomposição do lixão de Maricá.

Anúncios

Janeiro 9, 2009 Posted by | jornalismo | 2 comentários