Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Causas da violência foi o tema do primeiro dia da Semana da Mulher

Crédito Fotos: Dilvulgação / Raimundo Lima

 Mostra Poesia 232

Primeira dama Rosangela Zeidan abrindo o evento

Para discutir políticas de gênero e as causas da violência contra a mulher, a Secretaria de Assistência Social de Maricá, através da Subsecretaria de Políticas para as Mulheres, deu início nessa segunda-feira, dia 23 de março, à Semana da Mulher. O primeiro dia do evento aconteceu na Universidade Severino Sombra, no Centro, e foi aberto pela primeira-dama de Maricá Rosângela Zeidan.
Durante o encontro, a coordenadora do Programa Nacional de Trabalho e Empreendedorismo da Mulher, Ângela Fontes, falou da importância da integração entre as secretarias para que a mulher seja melhor atendida e apresentou dados que mostram que 30% dos lares brasileiros são chefiados por mulheres.
Moradora do município há 10 anos e doutora em Serviço Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Nívea Barros apresentou estudos recentes que mostram que apesar dos avanços na legislação que protegem a mulher, como a Lei Maria da Penha, em relação a outros países, o Brasil ainda é o que detém o maior número de vítimas da violência doméstica. “Estudos mostram que é preciso investir em áreas bem específicas para se erradicar a violência contra a mulher, como Assistência Social, Saúde, Educação e Segurança”, disse Nívea.
A Subsecretária de Políticas para Deficientes, Verônica Rocha dos Santos, chamou atenção para a discriminação que sofre a mulher deficiente. “Queremos ter acesso aos mesmos direitos e ser vistas, principalmente, como mulher,”ressaltou.
A subsecretária de Políticas para as Mulheres, Luciana Piredda, lembrou que o evento só se tornou possível pela integração das secretarias. No dia 27 de março, o encontro vai contar com a presença da ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Nilcéa Freire, e com a secretária estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, Benedita da Silva. Nesse dia, o prefeito Washington Quaquá assina o Pacto de Enfrentamento à Violência contra a Mulher.
Estiveram presentes ao evento os secretários de Assistência Social, Marcos de Dios, Gestão das Metas de Governo, Janete Valladão, Segurança, Jorge Braga, Obras, Arthur Billé, Saúde, Marcos Victoriano, Planejamento,Luiz Otávio Ferreira, o Ouvidor Municipal, César Roberto Alves, a presidente do Instituto de Seguridade Social de Maricá, Elizabeth Lagoeiro, a presidente da Fundação Cultural, Andréa Cunha, além de representantes da Cultura, Educação e Guarda Municipal.

 

Prefeitura Municipal de Maricá
Subsecretaria de Comunicação Social

Anúncios

Março 24, 2009 Posted by | campanha social, cultura, educacão, jornalismo | Deixe um comentário

Maricá homenageia comunidade árabe no Brasil

Nesta quarta-feira, dia 25 de março, Maricá irá comemorar o Dia Nacional da Comunidade Árabe no Brasil, com a presença de representantes da Síria, Líbia, Líbano, Emirados Árabes, Egito, Palestina, entre outros, e que já chegaram à cidade nesta terça-feira, dia 24 de março. O evento é uma realização da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Petróleo, com a colaboração das secretarias de Cultura, Educação, Esportes e Turismo. À noite, no restaurante Maria do Céu, membros da delegação receberão o título de Cidadão Maricaense. A data de 25 de março é Lei Federal, n° 11.764, promulgada no dia 5 de agosto de 2008.

“O presidente Lula já deu prioridade a boa relação com os povos árabes. Essa visão é necessária para o novo mundo que queremos construir. Os árabes deixaram marcas importantes na nossa cultura. Só estamos resgatando isso. Fico feliz por sermos o primeiro município brasileiro a comemorar esta data”, disse o prefeito durante o almoço oferecido aos árabes.

Como o objetivo é estimular o intercâmbio cultural e comercial entre brasileiros e árabes, a delegação fará um city tour, a partir das 9 horas, por diversos pontos da cidade, entre eles, a lagoa de Araçatiba, as praias da Barra de Maricá e de Ponta Negra e o Espraiado, além de visitar a Casa Darcy Ribeiro, em Cordeirinho.

Quando estiverem no Espraiado, os árabes assistirão a uma demonstração de Tiro com Arco, no Sítio do Riacho, com a atleta Dirma Miranda dos Santos, que é moradora de Maricá e 14 vezes campeã brasileira desta modalidade olímpica.

A programação inclui ainda um torneio de futebol sub-17, com a participação do Botafogo, do Vasco, do Bela Vista, de São Gonçalo e do Maricaense, este em substituição ao Al Ittihad Trípoli, da Líbia. A final será às 15h30m, no Esporte Clube Maricá.

Foto: Divulgação / Zola Xavier

visita dos arabes 049

O prefeito Washington Quaquá (ao centro) recebe a delegação árabe. Primeiro à esquerda: Armed Raid Mohaned Abdslam, primeiro jogador árabe a atuar no futebol brasileiro

Prefeitura Municipal de Maricá
Subsecretaria de Comunicação Social

Março 24, 2009 Posted by | cultura, jornalismo, política externa e política internacional, social, turismo | 1 Comentário

Dia Mundial de Luta de Luta contra à Tuberculose – 24 de Março

  Considerando o Dia Mundial de Luta de Luta contra  à Tuberculose – 24 de Março, nós organizações da sociedade civil, representadas pelo Fórum ONGs TB-RJ, instância de articulação, mobilização e representação política do coletivo de 170 entidades envolvidas no combate à Tuberculose, composto por ONGs, Ativistas TB/HIV, lideranças comunitárias, redes sociais e pessoas afetadas pela TB/HIV/Aids.

Vimos por meio desta marcar a data e tornar pública a notificação do Dia Mundial de luta contra a Tuberculose – 24 de Março, e convidar à todos os Brasileiros a participarem da mobilização e intensificação das ações de combate a tuberculose.

Em 24 de março próximo – Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose, a Organização Mundial de Saúde, em conjunto com organizações da sociedade civil, e diversos atores se mobilizam para chamar a atenção sobre a emergência Global da tuberculose e a associação TB/HIV/Aids no mundo. A data visa chamar a atenção da população e cobrar das autoridades ações políticas e técnicas mais concretas para o combate à Tuberculose e denunciar a negligência da saúde junto ás populações mais vulneráveis à TB.

O Brasil de 23 a 23 de março no Rio de Janeiro, será palco do Fórum Internacional do Stop TB Partnership – a maior rede global de luta contra a tuberculose – com previsão de dois mil participantes de diversos países e da presença do Sr. Presidente da República e do Ministro da Saúde, na abertura do encontro. http://www.stoptb.org/events/partners_forum/2009/theforum.asp

Documentos em anexo:

1-Carta aberta à população do Fórum das ONGs na Luta contra a Tuberculose

2-Manifesto pelo Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose

3-Agenda Comunitária – RJ

clip_image001

Fundado em agosto de 2003, O Fórum Estadual das ONG no Combate à Tuberculose no Estado do Rio de Janeiro,  instância de articulação, representação e mobilização social do coletivo de 170 entidades, é  um movimento  da sociedade civil organizada de base comunitária engajada na luta contra a tuberculose. Articulando atores governamentais e não governamentais, o fórum atua para conter o avanço da doença e seus agravos, e a garantia dos direitos sociais e humanos das pessoas afetadas pela tuberculose. A prioridade são os grupos mais vulneráveis como comunidades empobrecidas, populações de rua, carcerária e pessoas com HIV/AIDS, que por desinformação quanto à doença ou dificuldade de acesso não procuram os serviços de saúde e o tratamento.

O papel da mobilização social no controle da tuberculose

A tuberculose tem cura e o tratamento começa com informação. É missão do Fórum Estadual de Combate a Tuberculose dar visibilidade ao problema, promover o acesso a informação, mobilizar e capacitar a Sociedade Civil para lutar contra todas as formas de omissão e violação dos direitos humanos resultantes do estigma e discriminação às pessoas afetadas pela tuberculose.

Controle da tuberculose – o desafio

As ações oficiais de controle da tuberculose estão muito aquém das necessidades da população. Por isso, torna-se fundamental a união de todos mobilizando esforços para o enfrentamento do problema. É preciso estabelecer respostas inovadoras e articuladas, destinadas a garantir qualidade de vida e acesso adequado aos serviços de saúde para quem vive com TB. Como?

Todos nós podemos e devemos exercer o controle social, monitorando e intervindo nas políticas públicas de saúde, interagindo com o Estado, na promoção do direito à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento supervisionado (DOTS).

Integrando uma rede de promoção da saúde e bem-estar

É através do esforço coletivo que a tuberculose será definitivamente uma doença do passado. Seja solidário.

Participe!  24 de março Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose.

Fórum Estadual das ONGs na Luta contra a Tuberculose –RJ

Av. Marechal Câmara 350/807-  CEP: 20020-080 – Rio de Janeiro – Brasil

Tel :55 (21) 2240.1352

Fax:55 (21) 2240.2082

Cel:55 (21) 9807.6622

E-mail: forumongstbrj@yahoo.com.br

Março 24, 2009 Posted by | campanha social, educacão, jornalismo, saúde | Deixe um comentário