Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

GRANDE NOITE CIGANA DO ORIENTE À CAMINHO DAS ÍNDIAS

LUNA GITANA apresenta:
27 DE JUNHO ÀS 20 horas
CLUBE CANTO DO RIO
Av Visconde do Rio Branco,701 Centro/ Niterói –RJ
(próximo às Barcas)
DANÇA CIGANA
DANÇA DO VENTRE
DANÇA INDIANA MODERNA (Bollywood)
RITUAL DE CASAMENTO INDIANO COMO NA NOVELA
Participação da banda “FURIA GITANA”
CONVITES R$15,OO (antecipados) + 1 k de alimentos
Onde comprar:
RIO:
LOJA MORADA DOS DEUSES (Mercadão de Madureira Galeria C lj 218 , 3355.9272)
LOJA LUA TENDA DE SARA – Shopping 45, /Praça Saens Peña-TIJUCA
NITERÓI : CASA BRUMAR (R.Cel Gomes machado, 143 , 2620.5980)
SÃO GONÇALO: LOJA LUZ DA UMBANDA –(Rua Zeferino Reis, 107-Centro SG , 3706-1785)
contatos:9359-8098 / 9134-1025
Traje: Passeio ou Cigano

Anúncios

Junho 23, 2009 Posted by | cultura, jornalismo, turismo | Deixe um comentário

FÓRUM ÁGUAS DO RIO ACONTECE EM JULHO NO RIO DE JANEIRO

O evento Fórum Águas do Rio e o Futuro da Água no Brasil, acontece no Rio de Janeiro, no dia 3 de julho próximo, propondo-se ao debate do panorama atual e perspectivas para o futuro da água no Brasil. O evento é promovido pela Synergia Editora e o Centro Cultural da Sociedade dos Engenheiros e Arquitetos do Estado do Rio de Janeiro (SEAERJ) e acontece a partir das 13:30h, na Associação Comercial do Rio de Janeiro – Rua da Candelária, nº 9 – Centro – Rio de Janeiro. Entre os palestrantes já confirmados estão: Jerson Kelman (ex-diretor da ANA e da Aneel), Wagner Victer (presidente da Cedae), Haroldo de Mattos Lemos (diretor do Conselho de Meio Ambiente da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), e Paulo Canedo, (coordenador do Laboratório de Hidrologia e Estudos do Meio Ambiente da Coppe/UFRJ). Maiores informações e inscrições em www.aguasdorio.com.br, pelos telefones 21-3273-8250 ou 21-3624-4301 ou synergia@synergiaeditora.com.br ou aguasdorio@aguasdorio.com.br.

Junho 23, 2009 Posted by | jornalismo | Deixe um comentário

Enfim chegaram as obras da estrada Venda das Pedras – Maricá

15/jun/2009

Texto: Liliandayse Marinho

fonte: Revista do Pólo Petroquímico de Itaborai

Utilizada como rota turística, além de servir para o escoamento da produção de manufaturas de cerâmica e fruticultura, a RJ 144 que liga Itaboraí a Maricá, agora terá interesse nacional e deverá estar com suas obras concluídas até janeiro de 2010. É o que garante o Departamento de Estradas de Rodagem ( DER). Considerada uma das estradas mais estratégicas de Itaboraí a RJ será de fundamental importância com a construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro ( Comperj) já que sendo elo entre diversos municípios do funcionará como ponto de apoio para escoamento de diversos tipos de negócios que serão gerados tendo como base o Comperj.
Em condições precárias a rodovia começou a receber os serviços de restauração e melhorias operacionais que estão distribuídos em atividades de drenagem, terraplanagem, recapeamento asfáltico, sinalização e acostamento. Os serviços serão realizados em 15 km de extensão da estrada, no trecho entre a Serra do Lagarto e a entrada da BR-101, na altura de Itaboraí.
A expectativa do DER é que com as obras os problemas de tráfego e pavimento ocasionados pelas chuvas locais sejam solucionados. Para que os trabalhos possam ser executados dentro do prazo, o DER prevê a criação de 80 empregos diretos e indiretos até o término das obras. Engenheiros do DER acreditam que em oitos meses a obra estará concluída.
As obras da RJ 114 fazem parte do conjunto que compõem o arco metropolitano, construído com o objetivo de movimentar e gerar negócios nos municípios do estado do Rio de Janeiro. Ao participar de um evento em Itaboraí no mês de maio o governador Sergio Cabral lembrou que a obra era uma antiga reivindicação dos moradores dos dois municípios.
A RJ-114, que tem o nome oficial de Rodovia Vereador Oldemar de Figueredo, possui 35,8 quilômetros de extensão, ligando o município de Itaboraí ao município de Maricá, na Região Metropolitana do Estado. Ao todo mais de R$ 20 milhões serão investidos na obra.
– Todos os programas das obras que estamos realizando têm que ser adequados aos recursos disponíveis, mas o governo do estado deu prioridade à infra-estrutura rodoviária e, dentro disso, o DER está otimizando sua aplicação para a melhoria da malha fluminense – explicou o presidente do DER, Henrique Ribeiro.

Junho 23, 2009 Posted by | jornalismo | 1 Comentário