Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

MANGUEIRA INAUGURA A MELHOR ARTE NO MUNDO DO SAMBA E RESTAURA O CAOS

Por Rita Alves* (curadora da I Exposição de Arte “Mangueira é Música do Brasil!”)

Foto: Rosely Pellegrino

O homem tem a estranha capacidade de se adaptar às mais diversas situações da realidade, no entanto, tem também a capacidade de recriar o cotidiano, reinventar situações, reorganizar o espaço em que vive para fazer deste um ambiente mais confortável, mais próximo a si, mas não menos caótico.

O pessimismo de Saramago se justifica a partir do momento em que se constata que o dinâmico processo histórico não restaura o caos criado pelo próprio homem.

No entanto, a arte ainda é – e sempre será, ora “longa é a arte, tão breve a vida” – aquela que inaugura em nós nascimentos infindáveis de imagens, cores, formas e conceitos, dando não à realidade, mas ao mais profundo de nós, a possibilidade do novo.

A Estação Primeira de Mangueira, fincada no Morro da Mangueira, objeto de análise e reflexão, se insere exatamente no contexto dessa restauração. Sua história é paradigma do que é ‘ser brasileiro’, ou seja, consegue retirar da situação limítrofe da dura realidade de miséria e pobreza o suprimento de superação.

Cartola e seus companheiros criaram muito mais que letras e melodias perfeitas, recriarem o espaço em que viviam, através da arte musical. A possibilidade de imaginar apenas beleza na alvorada do morro, onde não há sofrimento, apenas o sol que colore a paisagem natural: “Alvorada lá no morro, que beleza, ninguém chora, não há tristeza, ninguém sente dissabor. O sol colorindo é tão lindo, é tão lindo, e a natureza sorrindo, tingindo, tingindo a Alvorada (…)” Alvorada esta que se tornou símbolo do nascimento da Escola, em 28 de Abril, quando reunidos no Palácio do Samba, moradores da comunidade festejam o aniversário da escola, ao som dos sambas exaltação.

DSC09566 Rita Alves, Curadora do Projeto, o artista plástico Luiz Gagliastri e sua esposa Fernanda

Mangueira surpreende, como o faz o nosso “Povo Brasileiro” ( enredo de 2009 – numa referência à obra do grande Darcy Ribeiro), preparando uma exposição de arte – a primeira no mundo do samba deste porte – em que o enredo é projetado, antes da carnavalesca, em telas, painéis e esculturas.

Artistas como Gustavo Rosa, Luiz Gagliastri (artista de Curitiba que preparou dois painéis com relevos em bronze, dignos da Estação Primeira de Mangueira), Ivald Granato, Cláudio Tozzi, Marysia Portinari (sobrinha do grande Candido Portinari), Inos Corradin, entre outros, mostrarão sua visão sobre o enredo “MANGUEIRA É MÚSICA DO BRASIL”, numa exposição pioneira e que promete marcar o calendário de eventos no mundo do samba.

Nota desta editora: Brevemente informaremos a data e o local do evento.

Anúncios

Setembro 30, 2009 - Posted by | arte, jornalismo, shows e eventos, social, turismo

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: