Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

MPRJ denuncia principais integrantes da milícia de Rio das Pedras

O Núcleo de Combate ao Crime Organizado e às Atividades Ilícitas Especializadas do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (NCCO) ofereceu denúncias contra 22 integrantes de uma das mais antigas milícias em atividade no Estado: a de Rio das Pedras.

Devido a essas denúncias, o Delegado Titular da DRACO-IE, Cláudio Armando Ferraz, deflagrou, hoje (24/11), operação envolvendo cerca de 100 policiais visando a prisão dos denunciados e o cumprimento das demais medidas judiciais deferidas, o que resultou na desarticulação do comando da milícia, reconhecidamente poderosa economicamente em função da exploração ilegal de “serviços de segurança”, “monopólio da venda de gás”, “transporte alternativo” e “gatonet” (furto de sinal de TV fechada).

O NCCO ofereceu, no último dia 11, coordenadamente, três denúncias contra os líderes da quadrilha e seus integrantes mais destacados, imputando a 22 deles o crime de formação de quadrilha. Desses, oito foram denunciados também por tentativas de homicídio, praticadas contra o ex-Vereador Nadinho de Rio das Pedras, posteriormente assassinado; e contra a mulher do antigo líder da milícia Félix Tostes, esse também vítima de homicídio em razão de disputas internas.

As denúncias foram recebidas, respectivamente, pelos Juízos da 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá, II Tribunal do Júri da Capital e III Tribunal do Júri da Capital, que determinaram a expedição de 36 mandados de prisão preventiva e 22 de busca e apreensão, acolhendo ainda postulação no sentido do imediato bloqueio das contas bancárias dos quatro apontados como líderes da milícia.

Entre os denunciados estão os irmãos Dalmir e Dalcemir Pereira Barbosa, e os oficiais da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) Dilo Pereira Soares Júnior, vulgo “Major Dilo”, e Epaminondas de Queiroz Medeiros Júnior, vulgo “Queiroz”, bem como das esposas desses dois últimos, Andréa de Souza Santana Soares e Gláucia Costa Alves. Todo foram alvo de denúncia recente oferecida pela 1ª Central de Inquéritos do Ministério Público, que imputou-lhes a prática do delito de lavagem de dinheiro.

Nos últimos quatro meses, o NCCO denunciou vários dos principais líderes milicianos do Estado, tais como o ex-Deputado Natalino Guimarães, os ex-Vereadores Carminha Jerominho e Jerominho, seu filho Luciano Guinâncio Guimarães, “Toni Ângelo”, “Batman”, “Chico Bala”, “Escangalhado” e “Doem”, entre outros, e participou da operação que culminou com a prisão em flagrante da Prefeita afastada de Magé Núbia Cozzolino.

Assessoria de Comunicação Social MPRJ

Anúncios

Novembro 24, 2009 Posted by | jornalismo, justiça | 1 Comentário