Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Brasil vence Coreia do Norte por 2×1 e torcida brasileira comemora em Maricá

Fotos: Rosely Pellegrino Fonte informações Abril.com

Brasil vence Coreia do Norte "jogando só" no 2º tempo na estreia da Copa

Time sofre para chegar ao gol na etapa inicial, mas joga um pouco melhor no último tempo para vencer a Coreia do Norte com gols de Maicon e Elano

O Brasil venceu a Coreia do Norte por 2 a 1 e começou a Copa do Mundo de 2010 com uma vitória apertada. Depois de um primeiro tempo apático, com quase nenhuma chance de gol, a seleção brasileira achou no lado direito a solução de todos os problemas. Na primeira, Maicon recebeu belo passe de Elano e praticamente junto à linha de fundo abriu o placar. Pouco tempo depois, Robinho deu a bola para Elano, que aumentou a vantagem.
A vitória dá a chance ao Brasil de se classificar já na próxima rodada. Basta vencer a Costa do Marfim neste domingo e torcer para que a Coreia do Norte vença Portugal ou segure o empate. Assim, o time garantiria a classificação para as oitavas de final sem a necessidade de nenhum resultado contra Portugal. A igualdade garantiria, até mesmo, a liderança antecipada.

Em Maricá torcedores se concentraram nos Bares, Restaurantes e no Esporte Clube Maricá, confiram as fotos

DSC08115 DSC08119

“Torcida feminina na prefeitura, se preparando para o jogo, e fotos tiradas no início do segundo tempo durante minha caminhada pelo Centro da Cidade de Maricá” (Rosely Pellegrino).

DSC08120 DSC08122DSC08146

Olhos na telinha, e a espera de soltar o grito guardado na garganta,

 DSC08123DSC08125

as ruas ficaram desertas e na praça Orlando de Barros Pimental a concentração de centenas de torcedores

DSC08128DSC08126 

O amor a bandeira e ao País demonstrado pelos pequenos, emociona.

DSC08130 DSC08131

torcida organizada na espera do GOL

DSC08132 DSC08134 DSC08136 DSC08137

Gooooooooooooooooooooooooollllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll

DSC08138 DSC08139

Muita festa para comemorar

DSC08142

DSC08143Zazá era pura alegria!!!

 

DSC08141DSC08145

A felicidade radiante da pequena torcedora

DSC08140 

DSC08149 DSC08148

No Esporte Clube Maricá, telão, dobradinha do Wilson e muitas cervas geladas

DSC08150 DSC08152DSC08151 Viva Brasil !!!

COPA DO MUNDO

O jogo começou bom para o Brasil. O time parecia impor bem o seu ritmo para cima da Coreia do Norte, inicialmente assustada dentro de campo. Aos 3 minutos, Robinho já pedalava e dava rolinho. Quatro minutos depois, pedalou mais uma vez e chutou, mas sem direação. Aos 12 minutos, Elano aproveitou rebote do chute de Maicon e chutou em cima do goleiro norte-coreano.
A partir daí os asiáticos pareciam mais calmos dentro de campo. Tanto que aos 15 minutos Jong Kyonk chutou da entrada da área, não chegou a assustar Júlio César, mas mostrou que o time saberia lidar com a pressão. A reposta brasileira veio aos 20 minutos, com Robinho. O santista recebeu passe da Kaká, mas chutou fraco, em cima do goleiro. Seis minutos depois, Maicon chutou mais uma vez depois de receber a bola pela direita e chutou em cima do goleiro.
O primeiro tempo acabava, e o problema da Era Dunga imperava dentro de campo. Não conseguir criar jogadas ofensivas quando o time adversário fica com dez no campo de defesa. O time foi para o vestiário sob vaias mais fortes do que as vuvuzelas e com uma apresentação que não agradou apenas aos norte-coreanos.
Na volta para o segundo tempo, sem nenhuma alteração, o time voltou ainda com o domínio da bola, mas com problemas para chegar com perigo ao gol de Myong Guk. A primeira chance aconteceu aos 5 minutos, em uma cobrança de falta. Michel Bastos chutou com força e muito efeito, mas para fora do gol.
Dois minutos depois, em ótima jogada pela direita, o Brasil abriu o placar. Elano passou para Maicon, que passou em velocidade e arriscou um chute quase sem ângulo, colado à linha de fundo. Se antes o efeito da Jabulani era problema, naquele instante, virou solução. O goleiro Myong Guk caiu sem entender como aquela bola havia entrado. As câmeras mostraram efeitos mirabolantes que acabaram dando mais tranquilidade para o Brasil.
O Brasil trocava passes e mostrava tranquilidade dentro de campo. A Coreia do Norte tentava algumas jogadas a longa distância, mas não chegava a assustar. Foi aí que Robinho achou um buraco perfeito da entrada da área e deu um passe para Elano, que entrava sozinho na área. O meio-campo tocou de chapa, para o fundo da rede e sem nenhuma chance para Myong Guk. Por coincidência, o camisa sete já seria substituído antes de fazer o gol e acabou deixando o campo para a entrada de Daniel Alves.
Depois, quando o time já se tranquilizava com a vitória, quando Yun Nam foi para dentro da área e chutou forte sem chances para Júlio César. Apesar da derrota, os coreanos comemoravam como se fosse estivessem triunfando no Ellis Park.
Na próxima rodada, o Brasil enfrenta a Costa do Marfim, também às 15h30, no domingo, e a Coreia do Norte joga contra Portugal

FICHA TÉCNICA
BRASIL 2 X 1 COREIA DO NORTE

Local: Estádio Ellis Park, em Joanesburgo (África do Sul)
Data: 15 de junho de 2010, terça-feira
Horário: 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Viktor Kassai (Hungria)
Assistentes: Gabor Eros e Tibor Vamos (Ambos da Hungria)
Gols: Maicon, aos 07 min do 2º tempo, e Elano, aos 25 min do 2º tempo (BRA); Yun Nam, aos 44 minutos do 2º tempo
Brasil: Júlio César, Maicon, Lúcio, Juan, Felipe Melo (Ramires), Michel Bastos, Elano (Daniel Alves), Gilberto Silva, Kaká (Nilmar), Luís Fabiano e Robinho
Coreia do Norte: Myong Guk, Jong Hyok, Jun Il, Nam Chol, Kwang Chon, Yun Nam, Tae Se, Yong Jog, In Guk (Kim Kum Il), Chol Jin e Yong Hak

Anúncios

Junho 15, 2010 Posted by | esportes, jornalismo | Deixe um comentário

Festa de Santo Antônio no Espraido em Maricá

SANTO ANTÔNIO

Santo Antônio é o Santo mais popular do Brasil e, também, é conhecido por ser o Padroeiro dos pobres, Santo casamenteiro, sempre sendo invocado para se achar objetos perdidos.

 DSC08110 DSC08107

Na Capela de Santo Antônio no Espraido, dezenas de pessoas louvaram ao Santo.

A VIDA DE SANTO ANTÔNIO
Fernando de Bulhões (verdadeiro nome de Santo Antônio), nasceu em Lisboa em 15 de agosto de 1195, numa família de posses. Aos 15 anos entrou para um convento agostiniano, primeiro em Lisboa e depois em Coimbra, onde provavelmente se ordenou. Em 1220 trocou o nome para Antônio e ingressou na Ordem Franciscana, na esperança de, a exemplo dos mártires, pregar aos sarracenos no Marrocos. Após um ano de catequese nesse país, teve de deixá-lo devido a uma enfermidade e seguiu para a Itália. Indicado professor de teologia pelo próprio são Francisco de Assis, lecionou nas universidades de Bolonha, Toulouse, Montpellier, Puy-en-Velay e Pádua, adquirindo grande renome como orador sacro no sul da França e na Itália. Ficaram célebres os sermões que proferiu em Forli, Provença, Languedoc e Paris. Em todos esses lugares suas prédicas encontravam forte eco popular, pois lhe eram atribuídos feitos prodigiosos, o que contribuía para o crescimento de sua fama de santidade.
A saúde sempre precária levou-o a recolher-se ao convento de Arcella, perto de Pádua, onde escreveu uma série de sermões para domingos e dias santificados, alguns dos quais seriam reunidos e publicados entre 1895 e 1913. Dentro da Ordem Franciscana, Antônio liderou um grupo que se insurgiu contra os abrandamentos introduzidos na regra pelo superior Elias.
Após uma crise de hidropisia (Acúmulo patológico de líquido seroso no tecido celular ou em cavidades do corpo). Antônio morreu a caminho de Pádua em 13 de junho de 1231. Foi canonizado em 13 de maio de 1232 (apenas 11 meses depois de sua morte) pelo papa Gregório IX.
A profundidade dos textos doutrinários de santo Antônio fez com que em 1946 o papa Pio XII o declarasse doutor da igreja. No entanto, o monge franciscano conhecido como santo Antônio de Pádua ou de Lisboa tem sido, ao longo dos séculos, objeto de grande devoção popular.
Sua veneração é muito difundida nos países latinos, principalmente em Portugal e no Brasil. Padroeiro dos pobres e casamenteiro, é invocado também para o encontro de objetos perdidos. Sobre seu túmulo, em Pádua, foi construída a basílica a ele dedicada.

Junho 15, 2010 Posted by | jornalismo, religioso | Deixe um comentário