Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Brasil 0 x 0 Portugal; veja a avaliação dos jogadores brasileiros e a Torcida Brasileira em Maricá

25, junho, 2010 – Fonte:  Editores Abril

Foto: Reuters

Foto: Reuters

Júlio César – nota 7 – Salvou o Brasil. Mostrou que está jogando no sacrifício e mesmo assim não compromete

Maicon – nota 6 – Muito marcado por Coentrão, mas mesmo assim lutou e tentou mostrar a sua qualidade

Lúcio – nota 6,5 – Com o meio de campo sem criar nada, o capitão tentava tomar todas as ações da equipe. Voz ativa do time.

Juan – nota 5,5 – Foi bem na marcação, mas quase entregou a vitória para Portugal ao sair jogando errado nos minutos finais

Michel Bastos – nota 4,5 – Ruim na marcação e limitado no ataque. Gilberto deveria merecer uma chance de Dunga

Gilberto Silva – nota 3 – Um dos piores em campo. Errou muitos passes, porém seguro na marcação

Felipe Melo – nota 5, 5 – Firme na marcação, não errou um passe sequer enquanto esteve em campo. Saiu para não ser expulso após o árbitro inverter uma falta e dar cartão amarelo para ele

VEJA MAIS:

Fotos da partida entre Brasil e Portugal pelo Grupo G

Torcidas fazem festas nas arquibandas do Moses Mabhida

Brasileiros fazem festa no Rio e em São Paulo em jogo contra Portugal

Daniel Alves – nota 7 – Com Júlio Baptista muito apagado, Dani era o único que tentava armar as jogadas ofensivas. Foi motor do time. Arriscou chutes, tentou tabelas, mas não conseguiu tirar o zero do placar

Júlio Baptista – nota 3,5 – Lento demais, não conseguiu executar sua tarefa básica, armar o jogo.

Nilmar – nota 4,5 – Perdeu um gol cara a cara. Se a bola não chegava ele também não voltava para buscar. Faltou maturidade

Luís Fabiano – nota 5 – Saiu no congestionado meio da área e buscou os lados do campo, mas não contou com um bom companheiro

Josué – nota 5 – Incansável na marcação, porém nada acrescenta com a bola no pé. Um bom operário. Entrou na vaga de Felipe Melo no final do primeiro tempo

Ramires – nota 7 – Eentrou na vaga de Júlio Baptista aos 33 minutos do segundo tempo e melhorou muito a mobilidade do time. Quase fez o gol brasileiro nos minutos finais dego

Grafite – sem nota – Entrou na vaga de Luís Fabiano aos 40 minutos e quase não jogou

[notas: Ricardo Zanirato]

Torcida Brasileira em Maricá no jogo Brasil X Portugal

Fotos Rosely Pellegrino

As ruas ficaram desertas nesta sexta feira dia 25 de Julho, durante a disputa do Jogo Brasil X Portugal.

DSC08243DSC08242

Milhões de brasileiros se concentrarem em clubes, praças, bares e restaurantes. Em Maricá não foi diferente. Veja com estavam alguns locais

DSC08232DSC08233

No Esporte Cube Maricá

DSC08196 DSC08200

Estrada do Boqueirão e Araçatiba

DSC08201 DSC08203

Em frente a prefeitura e ao lado do Esporte Cube Maricá

DSC08204 DSC08205

Nos bares da Praça Orlando de Barros Pimentel

DSC08207 DSC08210 DSC08211 DSC08212 DSC08237DSC08213

Neco e seu artesato em latinhas de alumínio, no estilo bem brasileiro.

DSC08215 DSC08216 DSC08218 DSC08219 DSC08220 DSC08221 DSC08224 DSC08226 DSC08228DSC08229 DSC08231DSC08232   DSC08241 DSC08245 DSC08246 DSC08235 DSC08152 - Cópia

As baquetas ficaram no ar, e grito de Gol ficou guardado na garganta e no peito de cada torcedor.

Anúncios

Junho 26, 2010 Posted by | esportes, jornalismo, Maricá | Deixe um comentário

Imperdível: Visite a Biblioteca Mundial da Unesco

www.wdl.org

Fonte Eli Ninja:  – Estou enviando o que considero, sem dúvida, o arquivo CULTURAL mais importante que recebi!!!

A NOTÍCIA DO LANÇAMENTO NA INTERNET DA WDL….. A BIBLIOTECA DIGITAL MUNDIAL…

QUE PRESENTE DA UNESCO PARA A HUMANIDADE INTEIRA !!!!                               (especialmente para os jovens)

A WDL Já está disponível na Internet, através do síte  www.wdl.org

É uma notícia QUE NÃO SÓ VALE A PENA REENVIAR MAS É UM DEVER ÉTICO, FAZÊ-LO!!

Reúne mapas, textos, fotos, gravações e filmes de todos os tempos e explica em sete idiomas as jóias e relíquias culturais de todas as bibliotecas do planeta. Tem, acima de tudo, caráter patrimonial", conforme afirmou em LA NACION Abdelaziz Abid, coordenador do projeto realizado pela UNESCO e outras 32 instituições.
A BDM não oferecerá documentos correntes , a não ser "com valor de património, que permitirão apreciar e conhecer melhor as culturas do mundo em idiomas diferentes: árabe, chinês, inglês, francês, russo, espanhol e português. Mas há documentos em linha em mais de 50 idiomas".

Entre os documentos mais antigos há alguns códices precolombianos, graças à contribuição do México, além dos primeiros mapas da América, desenhados por Diego Gutiérrez para o rei de Espanha em 1562", explicou Abid.

Os tesouros incluem ainda o Hyakumanto darani , um documento em japonês publicado no ano 764 e considerado o primeiro texto impresso da história; um relato dos azetecas que constitui a primeira menção do Menino Jesus no Novo Mundo; trabalhos de cientistas árabes desvendando o mistério da álgebra; ossos utilizados como oráculos e esteiras chinesas; a Bíblia de Gutenberg; antigas fotos latino-americanas da Biblioteca Nacional do Brasil e a célebre Bíblia do Diabo, do século XIII, da Biblioteca Nacional da Suécia
.

Fácil de navegar
Cada jóia da cultura universal aparece acompanhada de uma breve explicação do seu conteúdo e seu significado. . Os documentos foram escaneados e incorporados no seu idioma original, mas as explicações aparecem em sete línguas, entre elas O PORTUGUÊS
A biblioteca começa com 1200 documentos, mas foi pensada para receber um número ilimitado de textos, gravados, mapas, fotografias e ilustrações.

Como se acessa o site global
Embora só agora esteja sendo apresentado oficialmente na sede da UNESCO, em Paris, a Biblioteca Digital Mundial já está disponível na Internet, através do site www.wdl.org .

O acesso é gratuito e os usuários podem ingressar directamente pela Web , sem necessidade de se registarem. Quando se faz o clique sobre o endereço www.wdl.org , tem-se a sensação de tocar com as mãos a história universal do conhecimento. Permite ao internauta orientar a sua busca por épocas, zonas geográficas, tipo de documento e instituição. O sistema propõe as explicações em sete idiomas (árabe, chinês, inglês, francês, russo,espanhol e português).

Os documentos, por sua parte, foram escaneados na sua língua original. Desse modo, é possível, por exemplo, estudar em detalhe o Evangelho de São Mateus traduzido em aleutiano pelo missionário russo Ioann Veniamiov, em 1840. Com um simples clique, podem-se passar as páginas de um livro, aproximar ou afastar os textos e movê-los em todos os sentidos. A excelente definição das imagens permite uma leitura cómoda e minuciosa.

Entre as jóias que contem no momento a BDM está a Declaração de Independência dos Estados Unidos, assim como as Constituições de numerosos países; um texto japonês do século XVI considerado a primeira impressão da história; o jornal de um estudioso veneziano que acompanhou Fernão de Magalhães na sua viagem ao redor do mundo; o original das "Fábulas" de Lafontaine, o primeiro livro publicado nas Filipinas em espanhol e tagalog, a Bíblia de Gutemberg, e umas pinturas rupestres africanas que datam de 8.000 A .C..

Duas regiões do mundo estão particularmente bem representadas: América Latina e Médio Oriente. Isso deve-se à activa participação da Biblioteca Nacional do Brasil, a biblioteca Alexandrina do Egipto e a Universidade Rei Abdulá da Arábia Saudita. A estrutura da BDM foi decalcada do projecto de digitalização da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, que começou em 1991 e actualmente contém 11 milhões de documentos em linha.

Os seus responsáveis afirmam que a BDM está sobretudo destinada a investigadores, professores e alunos. Mas a importância que reveste esse site vai muito além da incitação ao estudo das novas gerações que vivem num mundo áudio-visual. Este projeto tampouco é um simples compêndio de história em linha: é a possibilidade de aceder, intimamente e sem limite de tempo, ao exemplar sem preço, inabordável, único, que cada um alguma vez sonhou conhecer.

Junho 26, 2010 Posted by | cultura, cultura, Educação, educacão, jornalismo, Lazer | Deixe um comentário