Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Yves Serpa fará exposição “Amor à Serra” em Petrópolis

O artista plástico Yves Serpa estará expondo suas obras em Petrópolis, durante a exposição “Amor à Serra”, na Galeria Djanira.

Vernisage 2 de Julho as 19 horas. Abertura ao público de 3 a 25 de Julho. Confira dias e horários no cartaz abaixo.

No dia 14 de Julho ém exposção também no Centro Cultural Raul de Leoni, as 14:30 h

 

Yves_serpa_convite_previewen

Anúncios

Julho 2, 2010 Posted by | arte, cultura, jornalismo | Deixe um comentário

UPA de Maricá deve ser inaugurada em setembro

FONTE: Enviado por Julio Cesar Brazil e Andrezza Henriques 30/6/2010 23:08:08

Pezão anunciou a implantação de um Centro Vocacional Tecnológico voltado à indústria naval

(Foto: Lucas Figueiredo) ::

Maricá vai ganhar a sua primeira unidade de pronto atendimento 24 horas ainda neste segundo semestre. O prefeito Washington Quaquá (PT) anunciou a novidade, quarta-feira (30), durante a inauguração das obras de reconstrução do Colégio Estadual Caio Francisco de Figueiredo, em Inoã.
Segundo Quaquá, a UPA, que também ficará em Inoã, entrará em funcionamento em setembro. O subsecretário estadual da Região Metropolitana, Alexandre Felipe, que está deixando o cargo, confirmou que a unidade deverá ser inaugurada daqui a 60 dias.
“A UPA fica ao lado do terreno onde construiremos a primeira escola integral do município, que será chamada de Escola Popular transformadora. Até 2016 serão mais 17 escolas integrais, usando o repasse dos royalties de petróleo pré-sal de Tupi a partir de dezembro deste ano”, declarou Quaquá.
Além da UPA 24h, o vice-governador Luiz Fernando Pezão disse que a cidade receberá investimentos em cursos profissionalizantes voltados para a indústria naval.
“O Centro de Vocação Tecnológica (CVT) vai profissionalizar os jovens da região para que eles possam trabalhar nos estaleiros que estão vindo para a região”, comentou Pezão.
Custos – O diretor do colégio, José Pereira Lima da Costa Neto, contou que foram gastos R$ 2,4 milhões nas obras de reconstrução da unidade de ensino. Ele ressaltou que o antigo prédio estava totalmente deteriorado e por isso foi necessário demoli-lo e erguer um novo.
Ônibus – Na cerimônia de inauguração do Colégio Estadual Caio Francisco de Figueiredo, o governo fluminense entregou 21 ônibus escolares, que foram distribuiídos por sete cidades (São Gonçalo, Cachoeiras de Macacu, Itaboraí, Niterói, Rio Bonito, Silva Jardim e Tanguá).

  • Pezão anunciou a implantação de um Centro Vocacional Tecnológico voltado à indústria naval (Foto: Lucas Figueiredo) ::

Julho 2, 2010 Posted by | jornalismo, Maricá, saúde | Deixe um comentário

CANTAGALO PANORÂMICO

Fonte: site Sérgio Cabral

Dois elevadores ligam a Rua Barão da Torre ao Morro do Cantagalo – Foto: Isabela Kassow

Novo acesso do metrô em Ipanema e torres com elevadores aproximam favela e asfalto

A relação entre favela e asfalto deu um novo e panorâmico salto em direção à boa convivência nesta quarta-feira, 30 de junho. E o marco deste processo é a inauguração da monumental terceira saída da estação General Osório do Metrô em Ipanema, na Zona Sul do Rio. O novo acesso, que conta com duas torres com dois elevadores ligando a Rua Barão da Torre ao Morro do Cantagalo, recebeu o nome de Complexo Rubem Braga, homenageando o escritor que por anos morou na cobertura do prédio vizinho à estação.

A costureira Edna Constância foi uma das primeiras a usar o novo elevador  - Foto: Isabela Kassow

Moradora há 53 anos do Cantagalo, a costureira Edna Constância foi uma das primeiras a usar o novo elevador e se diz maravilhada com todas as mudanças no lugar onde vive, que já recebeu uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e inagura agora mais obras do PAC das Comunidades.
– Para quem ganhou esse elevador, essas escadas são o de menos. Nós temos que pensar que agora vamos ganhar ruas, rampas mais largas. As pessoas só fazem reclamar da vida, eu só tenho a agradecer, agradecer, agradecer -diz Edna, que não vê a hora de embalar suas coisas para mudar para o apartamento novo, uma das 64 unidades habitacionais entregues pelo governo do estado nesta quarta-feira, concluindo a primeira fase do PAC das Comunidades no Cantagalo/Pavão-Pavãozinho.

A ascensorista Monica Costa, em seu primeiro dia de trabalho, no elevador do Cantagalo - Foto: Isabela Kassow

Com duas torres, uma de 64 metros e outra de 31 metros, a construção está sendo encarada como uma revolução para os parâmetros de integração social e mobilidade da cidade. Os elevadores, com capacidade para transportar até 100 pessoas ao mesmo tempo, facilitarão a locomoção de mais de 10 mil moradores do Cantagalo e Pavão/Pavãozinho que, antes, tinham que enfrentar uma longa e íngreme escada para chegar às suas casas.
Autor do livro "Cidade Partida", o escritor e jornalista Zuenir Ventura vê um forte simbolismo na homenagem a Rubem Braga.
-É uma ponte, simbolicamente, muito importante ligando a chamada "cidade partida" , ou pelo menos uma parte dela. Esses gestos são importantes porque rompem preconceitos, mostram que é tudo uma coisa só. O Rio de Janeiro é a cidade do encontro, não de segregação. E a homenagem ao Rubem Braga faz todo sentido, porque ele era um símbolo de Ipanema. Nada acontecia de bom em Ipanema que não passasse pelo Rubem e pelas crônicas do Rubem – comemora
A inauguração das torres coincidiu com o primeiro dia de trabalho da ascensorista Mônica Costa, comandando feliz da vida o novo meio de transporte dos moradores da comunidade e dos turistas, que ganharam um ponto turístico.
– Eu estava falando com as minhas amigas que agora, quando eu estiver estressada, quando eu chegar aqui tudo vai mudar. Não dá para ficar estressada olhando para esse mar, esse visual aqui do meu novo escritório – se diverte Mônica.
Além do emprego, ele também ganhou um dos novos apartamentos do PAC, para onde deve se mudar em breve.
A vista deslumbrante, aos poucos revelada por quem usa os elevadores, encantou o psicanalista Paulo Próspero, também vizinho da torre. Morador do apartamento exatamente abaixo da antiga cobertura de Rubem Braga, Paulo reivindica a sugestão da homenagem ao escritor.
– É a primeira vez que venho aqui. O Rio de Janeiro, a população de Ipanema e do Cantagalo estão de parabéns. Isso aqui era um verdadeiro lixo, um descaso completo das autoridades que não tinham olho para ver o óbvio. O Nelson Rodrigues dizia que só os profetas enxergam o óbvio. E essa era uma obra óbvia, mas ninguém se alertava para isso – diz Próspero.

O governador Sérgio Cabral observa a vista do elevador panorâmico - Foto: Isabela Kassow

O psicanalista diz que mudou para a Rua Barão da Torre há 13 anos, e já enfrentou dias de pavor dentro de casa, tendo muitas vezes que se deitar no chão, juntamente com visitas, para se esconder de balas perdidas.
– O que foi feito aqui é mais do que acessibilidade, é mais do que novas habitações, é mais do que cidadania, é reintegrar a cidade. O Rio é uma cidade de montanhas, onde houve uma ocupação irregular, porque o poder público não deu condições e infraestrutura. Essas pessoas moram de maneira irregular sob todos os aspectos. Isso aqui é uma síntese do que nós podemos fazer na cidade inteira – explica o governador Sérgio Cabral, presente à cerimônia. 

Entre as autoridades, compareceram ainda o prefeito Eduardo Paes, o vice-governador Luiz Fernando Pezão, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani.

Julho 2, 2010 Posted by | jornalismo, transporte | Deixe um comentário