Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

LULA DIZ QUE VOTAR EM CABRAL É QUASE OBRIGAÇÃO ÉTICA

Dilma afirma que continuará a parceria iniciada entre o governador e o presidente

Em discurso para milhares de pessoas que se aglomeravam debaixo de chuva, na noite desta sexta-feira (16/07), na Cinelândia, no Centro do Rio de Janeiro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ao governador Sérgio Cabral que, se pudesse, iria transferir para o Rio o seu título de eleitor para votar pela reeleição dele.

Marcos Michael / Divulgação

– Votar em Sérgio Cabral é quase um obrigação moral, ética, política. Um compromisso para garantir um futuro melhor para aqueles que amamos. Ele já provou que é um homem de bem, que gosta do Rio e tem competência para fazer o que os outros não fizeram. Se não votasse em São Paulo, transferiria meu título para votar em você, no Rio de Janeiro – disse o presidente ao governador.
Cabral ressaltou a grande presença de público no comício, mesmo sob chuva, e agradeceu a Lula, Dilma e aos partidos que dão sustentação à aliança com o governo federal.
– Quero dizer da minha alegria de estar aqui, debaixo de chuva, mostrando a força do Rio de Janeiro. Quero agradecer aos partidos aliados, aos deputados, aos vereadores, aos prefeitos, agradecer aos partidos que dão sustentação a essa aliança. Dilma, muitos achavam que a praça estaria vazia hoje, mas essa praça resistiu, porque esta é a praça da resistência e a praça do agradecimento a você e a Lula, por tudo que o presidente fez pelo povo brasileiro e pelo povo do Rio de Janeiro. Por isso, Dilma, nós vamos continuar juntos, avançando, fazendo do Brasil um país mais justo, fazendo do Rio de Janeiro um estado mais justo, enfrentando a violência com pacificação das comunidades, com o investimento do PAC das Comunidades – disse o governador, que no palco estava acompanhado do candidato a vice, Luiz Fernando Pezão, e dos candidatos da chapa ao Senado, Lindberg Farias e Jorge Picciani, além do prefeito Eduardo Paes e de políticos da coligação Juntos Pelo Rio.

Sérgio Cabral anunciou mais investimento para os próximos anos.
– Vem aí, companheiros e companheiras, o PAC 2 para mais moradores de favela serem atendidos no Rio de Janeiro. E vem aí mais investimento em todas as cidades do estado, nos 92 municípios. Por isso, meus amigos e minhas amigas, esta é a aliança que está dando certo. Eduardo Paes, que representa aqui todos os prefeitos, nós estamos juntos, mesmo contra a vontade de uma minoria. Vitória, vitória, vitória! – vibrou o governador.
Para o presidente Lula, nem a chuva poderia impedi-lo de participar do primeiro ato da campanha de Dilma e Cabral, juntos, no Rio de Janeiro.
– Quero dizer a vocês que, nesses 40 anos de experiência em campanha, aprendi que não é habitual fazer comício na chuva. Eu estava em São Paulo quando recebi a informação de que tinha começado a chover no Rio de Janeiro. Poderia ter ido para Brasília e agendado esse compromisso para outra data. Entretanto, acho que a primeira vez a gente nunca esquece. E essa é a primeira vez que viemos fazer a campanha da Dilma e do Sérgio Cabral no Rio de Janeiro. Por isso, não poderia deixar de vir para o comício. O Estado do Rio e o Brasil estão passando por um processo de transformação que há mais de 50 anos não se via – discursou o presidente.
Marcos Michael / Divulgação

Dilma Rousseff reforçou a importância da atual parceria entre os três níveis de governo para a transformação pela qual o Rio está passando.
– Hoje, podemos dizer que Sérgio Cabral é o melhor governador que esse estado teve. Ele trouxe de volta a indústria naval, mais empregos formais na siderurgia, obras de infraestrutura, como o Arco Rodoviário. Trouxe programas de segurança pública, como as UPPs, que hoje são exemplo nacional no combate ao crime organizado. Trouxe para as favelas investimento em habitação, construção de rede de esgoto, formação profissional. Esse governador, que é um parceiro do presidente Lula, tem que continuar ajudando a mudar o Rio de Janeiro. Ele deve ser eleito porque esse é um povo generoso e que não esquece quando um homem assume a direção do Estado e o leva a melhores condições de desenvolvimento. Tenho certeza de que a parceria que o Lula começou com você, nós vamos continuar. E vamos transformar a cada dia mais o estado, tornando-o um dos melhores locais para que a população possa usufruir, além da beleza, qualidade de vida para todos – disse Dilma.
Lula também elogiou os projetos que, segundo ele, vêm mudando a realidade das comunidades carentes do Rio.
– O que estou vendo acontecer no Complexo do Alemão, em Manguinhos, na Rocinha, no Pavão-Pavãozinho é o que quero ver acontecer em todas as favelas do Rio. Para não chamar de favela, mas chamar de bairro e acabar com a safadeza que a elite construiu, segregando o povo pobre deste país. Queremos transformar as favelas do Rio de Janeiro em bairros – afirmou.
Dilma lembrou momentos históricos do Brasil que foram vividos na Cinelândia e convocou a população do Rio de Janeiro a votar em Cabral:
– Aqui nesta praça houve as Diretas, que transformaram o país numa democracia. Assumimos o compromisso de melhorar este país. Começamos nossa caminhada em direção a 3 de outubro. Tenho certeza de que os homens e mulheres não permitirão a volta do desemprego, da desigualdade, e vão nos conduzir, com o seu voto, no dia 3 de outubro, à vitória. Vamos continuar mudando para melhor a vida dos brasileiros e das brasileiras. E, com Sérgio Cabral, a vida dos cariocas. Vamos todos juntos. Todos juntos pelo Rio!
O presidente Lula falou sobre o início da aliança com Cabral, em 2006, para resolver o que chamou de “problemas crônicos do Rio de Janeiro”.
– Não tinha ganho no primeiro turno e ele também não. Aí, nós nos encontramos. Eu disse a ele: Sérgio Cabral, eu tenho a convicção de que você, eleito governador desse estado, e eu, reeleito presidente da República, vamos criar a mais importante aliança já feita entre o governo federal e o governo do Rio, para que possamos resolver os problemas crônicos do estado. Há muito tempo o Rio de Janeiro não tinha um candidato com a cara do carioca como tem o Sérgio Cabral. Hoje, posso olhar na cara de cada mulher e de cada homem e dizer que, nestes últimos 30 ou 50 anos, não houve um presidente da República que tenha trabalhado em harmonia com o governo do Rio de Janeiro como nós trabalhamos – afirmou o presidente.

Anúncios

Julho 23, 2010 - Posted by | Campanha Eleições 2010, Eleições 2010, jornalismo

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: