Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Maricá na mira do Arco Metropolitano

O grupo de trabalho formado por técnicos da Unidade de Gerenciamento de Projetos (UGP), da Secretaria Estadual de Obras, e o Consórcio Tecnosolo Tetraplan, reuniu-se ontem (27/07), com secretários municipais de Maricá, para discutir o plano de inclusão do município no Arco Metropolitano. Representando o prefeito Washington Quaquá, os secretários Rony Peterson Dias (Transporte), Celso Cabral (Meio Ambiente e Urbanismo), Joab Santana (Planejamento) e Wagner Medeiros (Turismo), além da superintendente de Habitação Rita Rocha, discutiram a pauta da reunião e apresentaram suas demandas. As verbas para implantação do projeto, parte integrante do PAC I, são da ordem de R$ 900 milhões, sendo R$ 2 milhões para o Plano Diretor do projeto, com 20% de contrapartida do Governo do Estado.
O Arco abrange trechos das rodovias RJ-106 e RJ-114, e fará conexão logística com as rodovias RJ-116 e BR-101. Uma das pontas do projeto é o porto de Itaguaí, corredor de exportação do Complexo Petroquímico de Itaboraí (Comperj), no escoamento da produção de derivados do petróleo. Vinte e um municípios participam do plano, incluindo as cidades do Conleste. Projetos como o Pólo Industrial Naval de Jaconé (Maricá) serão também incluídos como estratégia e suporte econômico do Arco, cuja proposta principal é a integração dos municípios e regionalização da economia. Para o Plano Diretor, o município entra com 20% de contrapartida.
Setores básicos
As carências dos municípios em setores básicos como saneamento, habitação, transportes, preservação ambiental, educação e saúde, estão sendo levantadas pelos técnicos do consórcio, para estudo e posterior investimento do projeto, no município. Foram registradas informações para estudos de impacto sócio-ambiental, formação de diagnósticos e inserção no plano de trabalho do Arco Metropolitano.
O programa tem a coordenação dos arquitetos Paulo Cesar Costa e Affonso Accorsi (UGP-RJ), e Delson Queiroz (engenheiro), Clicínia Aguiar (arquiteta), Marcelo Guerreiro (engenheiro) e Israel Marcelino (administrativo), do Consórcio Tecnosolo Tetraplan. Foram discutidas questões como ocupação do solo, habitação, saneamento, vocações do município, transportes, oferta de ensino, geração de emprego e renda e industrialização.
O projeto prevê a melhoria da qualidade de vida dos moradores nas áreas abrangidas pelo Arco Metropolitano, devido à expansão urbana e demanda de postos de trabalho que ocorrerão por conta do grande volume de investimentos previsto para a região.
“Existem áreas de densidade demográfica e urbanização diferenciadas. O projeto tem capacidade de adaptação às realidades locais, embora siga as diretrizes gerais de  desenvolvimento definidas pelo governo. É meta da União e do Estado, o crescimento conjunto de toda a região, respeitando, logicamente, as características, vocações e  identidade de cada município”, declarou o professor Paulo César Costa.

arco rodoviário maricá 004

Anúncios

Julho 30, 2010 - Posted by | jornalismo

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: