Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Campeã de pesca desportiva é de Maricá

Texto: Odemir Capistrano   Foto: Paulo Polônio

Uma mulher maricaense é campeã onde os homens reinam

DSC02845 Marta Xavier Gonçalves, de Maricá, presidente da Federação de Pesca e Desportos Subaquáticos do Estado do Rio de Janeiro (Fepdsrj)

Nascida em Maricá, Marta Xavier Gonçalves, de Maricá, presidente da Federação de Pesca e Desportos Subaquáticos do Estado do Rio de Janeiro (Fepdsrj), pratica esse esporte há 30 anos, “desde que me conheço por gente”, registra ela, recuperando datas na memória. “Sempre gostei”, diz. “Acompanhava meu pai todo final de semana quando era criança”, recorda. “Depois, comecei a ir sozinha, de ônibus, e então uma pessoa de Maricá me convidou a ingressar no clube Barracuda, no Rio”, relata, resumindo uma longa história de relação com o mar, tradicionalmente um reino dos homens. E estão aí o brasileiro Amyr Klink para provar isso, além de um grande número de narrativas literárias. Por exemplo: “Os velhos marinheiros”, de Jorge Amado, e o clássico “O velho e o mar”, do norte-americano Ernest Hemingway.

Servidora municipal que trabalha na Saúde, Marta faz parte da seleção brasileira de pesca e desportos subaquáticos. Com apoio da Prefeitura de Maricá, ela disputa, em Cabo Verde, de 10 a 15 de novembro, o 28° campeonato mundial feminino da modalidade, competição já vencida cinco vezes pelo Brasil, aliás, o único país pentacampeão nesse esporte, exatamente como no futebol.

Marta, mãe de um atleta igualmente de esporte aquático, vai pagar as passagens do próprio bolso, enquanto a Prefeitura fornece o material esportivo. Bicampeã brasileira de água doce, campeã brasileira de seleções e por clube, várias vezes campeã estadual, entre tantos outros títulos, ela acredita que a equipe brasileira “tem boas chances de conquistar o hexacampeonato”. Se isso acontecer, nossa campeã maricaense, já uma personalidade esportiva por seu currículo de mulher no mar, vai se tornar também personagem de um feito histórico. 

Outubro 29, 2010 Posted by | agricultura e pesca, esportes, jornalismo, Pesca | Deixe um comentário

Maricá recebe plano diretor para uso da bicicleta

*texto: Sérgio Renato *fotos: Rodrigo Descovi

Maricá será um dos quatro municípios do estado do Rio a ser contemplado pelo Plano Diretor de Transportes Não Motorizados, que a Secretaria Estadual de Transportes vai implementar com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com investimento total de aproximadamente R$ 800 mil. A intenção do projeto é incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte mais comum entre os moradores, através da construção de bicicletários, calçadas e ciclovias.
Em reunião nesta sexta-feira (29/10), o secretário estadual de Transportes, Sebastião Rodrigues, se encontrou com o titular da pasta em Maricá, Rony Peterson Dias, e com a primeira dama do município, Rosângela Zeidan, que representou o prefeito Washington Quaquá. No encontro, a administração municipal se comprometeu a entregar um projeto com a concepção local para as instalações previstas no plano.

DSC05547
“O bicicletário inaugurado no Dia Mundial sem carro, em setembro, foi o ponto de partida para chegarmos a esse conceito. É uma oportunidade única para Maricá ter uma cultura que já é comum em países de primeiro mundo, principalmente da Europa”, ressaltou Sebastião Rodrigues, acompanhado de um grupo de técnicos e lembrado que, inicialmente, a secretaria estadual fará um estudo das condições da cidade.
De acordo com Rony Peterson Dias, o plano diretor vai ajudar a mudar a cultura de transporte em Maricá.
“A ordem lógica do trânsito seria o pedestre, a bicicleta e o carro, mas o que se vê atualmente é o carro predominando. É isso que precisamos mudar” avaliou o secretário de Transportes de Maricá, acrescentando que obras já em andamento, como o calçadão de Inoã, terão bicicletários e um espaço para a circulação desses veículos, além da acessibilidade.
“Participamos ativamente de processo e nosso empenho terá agora um incentivo a mais”, disse Rony.
Rosângela Zeidan afirmou que a cidade se sente privilegiada com esse investimento. “É algo que nos oferece uma alternativa de trânsito mais tranqüilo e sem poluição, além do mais, nossa natureza proporciona trajetos bem agradáveis. Vamos procurar valorizar isso em nosso projeto. Estamos felizes por estarmos entre os primeiros a ter esse plano”, disse a primeira dama.

Outubro 29, 2010 Posted by | jornalismo, Maricá, meio ambiente, transporte | Deixe um comentário