Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Samba da Mangueira é eleito o melhor pra 2011, segundo jurados do SRZD-Carnavalesco

Alberto João, Guilherme Marques e Vicente Almeida | Carnavalesco | 01/12/2010 00h40

mangueira‘Impossível não emocionar’. Através de um verso do seu samba-enredo para o Carnaval 2011, o mangueirense pode comemorar e acreditar em uma bela homenagem para Nelson Cavaquinho.

Oito personalidades de carnaval e jornalistas, convidados pelo SRZD-Carnavalesco, analisaram a safra de sambas do Grupo Especial para o Carnaval 2011, segundo o CD oficial. A Mangueira levou o título de melhor obra. Participaram do júri: os colunistas Eugênio Leal, Luis Carlos Magalhães e Anderson Baltar, o repórter Raphael Azevedo, de O DIA na Folia, o jornalista Aydano André Motta, da coluna de Ancelmo Gois, no Globo, o jornalista Leonardo Bruno, do Expresso, o jornalista Fábio Fabato, do site Galeria do Samba, e o ex-Rei Momo Alex de Oliveira. * Confira todas notas

notas_espec_jur2011_1
Cada jurado podia dar notas de 7 a 10, incluindo, pontuação fraccionada, ou seja, 7.8, 8.9 e 9.8. Com isso, a agremiação podia no máximo chegar aos 80 pontos. A Verde e Rosa fez 78,2 e levou o título de melhor samba do Grupo Especial para 2011. Vila Isabel e Beija-Flor ficaram empatadas com 77,6 pontos, mas a Vila terminou na frente, porque recebeu duas notas dez e a agremiação de Nilópolis apenas uma. A surpresa negativa ficou com a Portela. A escola de Oswaldo Cruz e Madureira, maior campeã do carnaval carioca, terminou na última posição com 72,4 pontos.

Ainda hoje você vai conferir toda festa da Mangueira. É imperdível. Fique ligado durante toda quarta-feira no SRZD-Carnavalesco, que é garantia de muita informação.

Confira o ranking final:

1 – Mangueira: 78,2
2 – Beija Flor e Vila Isabel: 77,6
4 – Salgueiro: 76,4
5 – Imperatriz: 75,6
6 – Grande Rio: 75,4
7 – Unidos da Tijuca: 75,2
8 – Porto da Pedra: 75,1
9 – São Clemente: 74,3
10 – Mocidade: 73,9
11 – União da Ilha: 73,5
12 – Portela: 72,4

Para celebrar a conquista mangueirense, a equipe do SRZD-Carnavalesco reuniu os três cantores da escola na Cidade do Samba. Luizito, Zé Paulo e Ciganerey deram um show de interpretação da obra, que homenageia Nelson Cavaquinho. Confira abaixo:

ATENÇÃO: SÁBADO TEM ENSAIO DE RUA NA VISCONDE DE NITERÓI
HORÁRIO 20:00 HORAS – Concentração no Corpo de Bombeiros.

Att,
Daniel Mazola Fróes de Castro
Vice Presidente de Divulgação

Dezembro 1, 2010 Posted by | Carnaval, jornalismo, musica | Deixe um comentário

Imperdível: Nesta sexta 3 de Dezembro tem Preta Gil em Maricá no Maria do Céu

Dezembro 1, 2010 Posted by | campanha social, jornalismo, musica, shows e eventos, social | Deixe um comentário

Obras de instalação de redes pluviais em toda a extensão da Avenida Roberto Silveira, em Maricá, chegou na Praça Cinco

Continuam as obras de instalação de redes pluviais em toda a extensão da Avenida Roberto Silveira, que liga o Centro de Maricá ao bairro do Flamengo. A intervenção foi iniciada em novembro pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Rio (DER-RJ), com colocação de manilhas de 1,8 metro de diâmetro na rodovia RJ 106, onde começa a via.
Atualmente, as intervenções estão sendo feitas na altura da Praça Cinco, no Flamengo, com instalação de manilhas de 1,5 metro. O objetivo é evitar o acúmulo de chuva no local e, com isso, impedir enchentes como as que aconteceram em abril deste ano.
Após essa etapa serão colocadas manilhas menores até a altura do Complexo Esportivo Leonel Brizola. De acordo com o DER-RJ, em um trecho de 300 metros a partir do Terminal Rodoviário, deverão ser feitas galerias.

Dezembro 1, 2010 Posted by | jornalismo, meio ambiente, transito | Deixe um comentário

Maricá terá Fórum Permanente de Prevenção às Drogas

A Prefeitura de Maricá, através da Subsecretaria de Prevenção e Combate à Dependência Química, realizou na manhã de hoje (01.12), reunião para discutir planos e estratégias de ação que já estão sendo trabalhados pelo órgão e que serão abordados no Fórum Permanente de Prevenção e Combate às Drogas, cuja primeira edição mensal foi marcada para o dia 12 de janeiro de 2011, às 10h, na Sala Multimídia do Centro de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde.
Participaram da reunião, coordenada pela subsecretária Laura Vieira da Costa, o secretário municipal de Direitos Humanos, Marcos de Dios; o superintendende de Prevenção às Drogas, Marcos Bompet; o coordenador de Saúde Mental do município, médico Alan Christi, representando a secretária de Saúde Lesirée Rejane de Figueiredo ; a coordenadora de Práticas da Saúde na Escola, professora Milena de Almeida Melo, representando o secretário de Educação Marcos Ribeiro; a conselheira Glória Maria Levy Cardoso, do Conselho Tutelar de Maricá.
Foram discutidas propostas, algumas delas já apresentadas em reunião anterior, entre elas:  maior articulação entre Executivo, Legislativo e Judiciário, para criação de uma rede social que envolva secretarias afins, instituições de classe como a OAB, e a sociedade civil organizada, através das associações de moradores, igrejas, e outros, na prevenção e enfrentamento da dependência química;  criação de equipe multidisciplinar  para atendimento especializado a usuários de drogas, em plantão 24 horas, na 82ª DP; aulas regulares de Prevenção e Enfrentamento da Dependência Química nas escolas, conforme prevê a nova Lei de Diretrizes e Bases (LDB); e projetos educacionais alternativos, com adolescentes e jovens, no contra-turno escolar, como o Cine Educador, entre outros.
Mesma linguagem
O coordenador de Saúde Mental de Maricá, Dr. Alan Christi, ressaltou que, em outubro deste ano, foram implantados o Plano Municipal de Saúde Mental e o Programa Municipal de Saúde Mental. “Porém, precisamos urgentemente instalar o projeto terapêutico do CAPS (Centro de Atenção Psicosocial), que depende apenas do espaço físico. Formamos uma equipe médica em Saúde Mental, conseguimos dois leitos de suporte no Hospital Conde Modesto Leal, e o ambulatório SOS, porém existem recursos diretos do Ministério da Saúde para atender casos de Saúde Mental, e estamos perdendo essa oportunidade. Constatamos que 25% dos casos atendidos são provenientes de coma alcoólico, ou de co-morbidades decorrentes do álcool. Essas enfermidades afetam não só a saúde física como também a saúde mental”, declarou.
A conselheira Glória Maria Levy declarou que, foram registrados casos de coma alcoólico em meninas de 13 a 16 anos, que deram entrada no Hospital Conde Modesto Leal, com uniforme de escolas da rede pública estadual e municipal. “É preciso uma fiscalização mais rigorosa, por parte da Inspetoria de Educação, da Guarda Municipal e mesmo da Polícia Militar. Essas menores estão faltando às aulas e vão a algum bar ou evento que acontece ás terças-feiras, acompanhadas sabe-se por quem. A maioria dos casos foi registrada nesse dia da semana”, afirmou.
Segundo a coordenadora Laura Vieira da Costa, “é preciso que todos falemos a mesma linguagem. Algumas ações assistenciais estão sendo realizadas, como o atendimento médico emergencial, o ambulatório de saúde mental,  e o encaminhamento de dependentes químicos a centros de referência de tratamento continuado. Em relação à prevenção, temos realizado palestras e mini-cursos em escolas. É preciso planejar ações integradas, pois a população aumenta e os problemas também. A dependência química é um fato que se agrava a cada ano que passa, devido à venda e uso de drogas, mais baratas e letais, como o crack (refugo de cocaína, cal, querozene) e ox, que é o sub-crack.  Já se detectou “cracolândias” em Inoã e Itaipuaçu.  O delegado da 82ª DP, Dr. Marcelo Maia, nos passou uma estatística de registros de ocorrência com um número de 31 usuários de drogas detidos nos últimos meses. Outro dado relevante foi saber que Maricá  tem apenas um grande fornecedor de drogas, em todo território. Se unirmos os setores de Educação, Saúde, Segurança, Assistência Social e outros, temos como concentrar esforços, e captar recursos para prevenção e enfrentamento da dependência química, resgatando adolescentes e jovens do vício. Contamos também com a parceria importante do AA (Alcóolicos Anônimos), Anon (Narcóticos Anônimos), e Al Anon (Familiares de Narcóticos Anônimos). A família tem de ser tratado junto, pois absorve toda a problemática do dependente. É uma luta árdua, mas temos como avançar e vencer. O prefeito Washington Quaquá apóia o nosso trabalho, por reconhecer a importância do assunto. Somos procurados constantemente por pessoas de outros municípios. Maricá é o único município do Estado do Rio e talvez do país, que dispõe de uma Subsecretaria de Prevenção e Combate à Dependência Química”, concluiu.
Texto: Fernando Uchôa

Dezembro 1, 2010 Posted by | campanha social, Educação, jornalismo, projeto social | Deixe um comentário

Maricá/RJ – Festa de Natal da Casa da 1ª a 3ª Idade é adiada

Devido a questões administrativas e burocráticas, a Festa de Natal da Casa da 1ª a 3ª Idade, centro de referência da Secretaria de Direitos Humanos, foi adiada do dia 3 de dezembro para o dia 10 do mesmo mês, às 17h.
Na programação, cantata de Natal com o coral “Alegria de Viver”; peça teatral “O Natal de Clarinha e Joca”, escrita e dirigida pelos professores Antonio Nonato e Simone Figallo; apresentação de artesanato – pintura em tecido, pelos alunos da professora Cristiany Oliveira; luminárias Pet, que farão parte da decoração natalina da Praça Macedo Soares; e peças de vestuário para bebês (toucas, meias, roupas e agasalhos), do projeto “Costurando Generosidade”, que serão doadas a entidades filantrópicas do município.
A Casa da 1ª a 3ª Idade fica à Rua Clímaco Pereira, 269, Boa Vista, Maricá.
Texto: Fernando Uchôa

Dezembro 1, 2010 Posted by | jornalismo | Deixe um comentário

Maricá participa do Dia Mundial de combate a Aids

O Hospital Escola São Francisco de Assis junto à Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ) promoveram a mesa-redonda “Jovens e a Prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST/Aids)”, nessa quarta-feira (1/12) , Dia Mundial de Luta contra a Aids. O evento contou com a presença do subsecretário de Educação Básica de Maricá, Luis Cláudio da Silva, que falou sobre o programa de combate à doença no município, e de diversos profissionais da UFRJ que fizeram a abordagem de temas relacionados à DST/Aids, como “a prevenção das DST/Aids e adolescentes usuários de álcool e outras drogas ilícitas” e “a prevenção das DST/Aids entre adolescentes em situação de rua”. A mesa redonda, que ocorreu no auditório do Hospital Escola São Francisco de Assis, no Centro do Rio de Janeiro, 13 às 17 horas, foi transmitida pela internet.

Prevenção – Em Maricá, também teve uma programação de prevenção contra a doença, organizado pele secretaria de Saúde. Os profissionais que fazem parte do programa de DST/Aids do município investiram na informação. A Praça Orlando de Barros Pimentel foi o local principal da campanha, onde foram distribuídos panfletos com informação sobre a doença e principais meios de contágio, além de preservativos para quem passou pelo local. A última pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde constatou que 96,6% da população com idade entre 15 e 64 anos sabe que o uso de preservativo é a melhor maneira de evitar a infecção pelo HIV. E 93,6% sabe que a AIDS não tem cura. Entretanto, apenas 58,8% usa preservativo em relações casuais.

Em entrevista a Agência Brasil, o Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, declarou que um dos principais desafios da campanha sobre a Aids é o preconceito.

“É preciso que a população brasileira entenda que o avanço da ciência faz do portador do HIV uma pessoa com doença crônica e não mais alguém com uma sentença de morte. Fazendo o acompanhamento adequado, ela pode ter uma vida normal como qualquer outra pessoa. Pode trabalhar, casar, ter filhos”, disse.

Dezembro 1, 2010 Posted by | campanha social, Educação, jornalismo, saúde | 1 Comentário

Paralisação temporária dos bondes de Santa Teresa

           Por motivo de segurança, a Secretaria Estadual de Transportes paralisou temporariamente a circulação dos bondes de Santa Teresa, no final da tarde desta quarta-feira (01/12). A medida visa a retirada de um poste da rede elétrica – no Largo dos Guimarães – que, segundo a equipe técnica da Secretaria, apresenta risco em decorrência de corrosão. Os profissionais já estão trabalhando no restabelecimento do sistema de bondes, e a previsão é de que nesta quinta-feira, as duas linhas já estejam operando normalmente. A Secretaria de Transportes já entrou em contato com a Light, a fim de providenciar a instalação de um novo poste parta o local.


Secretaria Estadual de Transportes

Dezembro 1, 2010 Posted by | jornalismo, transporte | Deixe um comentário