Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Fator Realty inicia ciclo dos grandes empreedimentos imobiliários em Maricá

Prefeito visita obras do stand de vendas  do Vida Nova Maricá I

Prefeito Washington Quaquá (2 dir) foi recebido pelos empreendedores da Vida Nova Maricá, Arcellio e Anna  Bety Moreira da Promoterra e Paulo Fabbriani da Fator Realty

O prefeito Washington Quaquá visitou a obra do stand de vendas do empreendimento Vida Nova Maricá, que estará lançando no final deste mês, as primeiras 176 unidades no Vida Nova Maricá I.
O projeto total será de 12 mil unidades, Shopping Center, Centro Médico, etc. O investimento total estimado é de 1,5 bilhões de reais.
“Este é o início de uma grande série de projetos imobiliários de alta qualidade, que irá melhorar o padrão de vida do maricaense, disse o prefeito
A Fator Realty, a pedido do prefeito irá doar aos moradores de Inoã a continuidade do calçadão até o empreendimento.

DSC08873Os empreendedores da Vida Nova Maricá, Paulo Fabbriani da Fator Realty, o Prefeito Washington Quaquá durante a visita e o casal Arcellio  e Anna  Bety Moreira da Promoterra

 

logo minha casa minha vidaImagem do TerrenoImagem do Terreno

EmpreendimentoO empreendimento Vida Nova Maricá I

guaritaGuarita

Churrasqueira e Quadra EsportivaChurrasqueria e Quadra Esportiva

PergoladoPergolado

PiscinaPiscina

Play GroundPlay Ground

logo Vida Nova Vida Nova Maricá I é um empreendimento que será construído no Terceiro Distrito de Inoã, em uma Area Total de terreno de 11.584,38 m².  A Área de Ocupação Total será de 2.279,81 m², referente a 19.68 %  da Area Total.

O projeto conta com um total de 5 blocos – 176 apartamentos (Sendo 4 unidades de 1 quarto, 140 unidades de 2 quartos e 32 unidades de 3 quartos). Divididos da seguinte forma:

Blocos 1 e 3 – térreo + 3 pavimentos  – 8 apartamentos de 2 quartos por andar , Blocos 2 e 4 – térreo + 3 pavimentos – 4 apartamentos de 2 quartos e 4 apartamentos de 3 quartos por andar e Bloco 5 – térreo + 5 pavimentos – 8 apartamentos de 2 quartos por andar.

ÁREAS PRIVATIVAS
• 1 quarto = 36,05m2(térreo)
•    2 quartos = de 45,05m2 a 45,55m2 •    3 quartos = 55,77m2
ÁREAS ÚTEIS
•    1 quarto = 32,55m2(térreo) •    2 quartos = de 39,77m2 a 41,53m2 •    3 quartos = 50,84m2 
ÍTENS DE LAZER
Churrasqueira, piscina infantil e adulto com deck, quadra esportiva e salão de festas
1 vaga por apartamento

Anúncios

Abril 5, 2011 Posted by | jornalismo, Maricá, Mercado Imobiliário | , , | Deixe um comentário

ADEMI, há 40 anos trabalhando pelo Rio

A Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Rio de Janeiro tem o prazer de comunicar que em sessão solene, 4 de abril, nos Salões do Hotel Copacabana Palace, estará comemorando os seus 40 anos e a posse da nova diretoria, presidida por José Conde Caldas, eleita para o biênio 2011-2013. Na ocasião, a ADEMI prestará homenagem àqueles que em muito contribuíram para a construção de sua história.

Capa%20Convite

Abril 5, 2011 Posted by | Associações, jornalismo, Mercado Imobiliário, social | Deixe um comentário

Prefeito de Maricá agradece a Câmara Municipal de Vereadores

O prefeito de Maricá Washington Quaquá, publicou no site de relacionamentos Facebook uma mensagem de agradecimento à Câmara Municipal de Vereadores

DSC07204Washington Quaquá

“Nesse dia tão corrido, não poderia deixar de agradecer a Câmara de Vereadores por ter aprovado o Projeto de Lei enviado por mim, cedendo o terreno para a construção do Centro de Treinamento (CT) das divisões de base do Clube de Regatas Vasco da Gama, em Maricá! Essa e mais uma vitória de nossa cidade, que vai atrair a midia esportiva para nossa cidade, tornando nossa Maricá cada vez mais conhecida em todo o Brasil!”

Abril 5, 2011 Posted by | esportes, jornalismo | , , | Deixe um comentário

BNDES apoia modernização da gestão de Maricá com financiamento de R$ 10,5 milhões

O diretor da Área de Inclusão Social do BNDES, Elvio Gaspar, e o prefeito de Maricá, Washington Quaquá, assinaram nesta segunda-feira, 4, contrato de financiamento para modernização da gestão municipal no valor de R$ 10,5 milhões.
O financiamento será feito no âmbito do Programa de Modernização da Administração Tributária e Gestão dos Setores Sociais Básicos (BNDES PMAT). Este é o primeiro contrato do PMAT celebrado com um dos 12 municípios inseridos na área de entorno do Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (COMPERJ).
O BNDES espera que ele sirva de estímulo para que os demais municípios da região solicitem este apoio, já que o fortalecimento e a modernização da gestão pública municipal é essencial para o desenvolvimento de projetos ou atividades que visem potencializar as transformações urbanas, ambientais, sociais e econômicas que serão geradas pela instalação do complexo petroquímico. O Banco também espera que esse contrato ajude a prevenir ou mitigar os impactos negativos que poderão ocorrer na região.

Objetivos –
O PMAT Maricá tem como objetivos contribuir para a modernização da administração tributária, financeira, geral e patrimonial do município, com o aumento da arrecadação própria, o aperfeiçoamento da gestão e do controle do gasto público municipal e a melhora do atendimento ao contribuinte.
O alvo estratégico será fazer também da prefeitura de Maricá um modelo de excelência na gestão de recursos humanos. Além disso, pretende-se criar infraestrutura de tecnologia para disponibilizar serviços de atendimento ao cidadão pela internet.
Produtos – O PMAT Maricá vai gerar alguns produtos. Entre eles, uma completa central de atendimento ao contribuinte, fixa e móvel, para 500 atendimentos por dia. Hoje, existe uma central parcial, que faz 200 atendimentos. O tempo médio de atendimento diminuirá de 22 minutos para apenas 10 minutos em junho do próximo ano.
O PMAT também vai incrementar o Programa Seja Legal com Maricá. Através dele, é feito o recadastramento de unidades imobiliárias e a identificação das unidades não residenciais. Já foram recadastradas 45.546 unidades e a meta é chegar a 80.000.
O PMAT foi criado em 1997, visando aumentar o nível de eficiência fiscal dos municípios, considerando o grande potencial inexplorado de geração de receita tributária própria, a partir da base de receita tributária já existente, aprimorando o aparelho arrecadador.
Inicialmente, o programa estava voltado apenas para a modernização da administração tributária. Mas, hoje, o PMAT também abrange a gestão de setores sociais básicos, colaborando, assim, para o aumento da eficiência do gasto público.
Podem ser financiados, entre outros itens, equipamentos de informática e de apoio à fiscalização, programas de treinamento e reciclagem de pessoal e melhoria de atendimento ao cidadão.

Fonte: Portal do BNDES

Abril 5, 2011 Posted by | jornalismo | Deixe um comentário