Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Lançamento da Agenda 21 de Maricá reúne 300 pessoas

DSC05508

Foi lançado nesta sexta-feira, em Maricá, o Plano Local do Desenvolvimento Sustentável (PLDS), que engloba temas pertinentes às cidades do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) e fortalece a Agenda 21 do município.
 
A publicação contou com apoio da Petrobras e foi distribuído aos cerca de 300 convidados. Entre os assuntos focados no PLDS estão meio ambiente, saneamento, habitação, transporte, segurança, educação, saúde e cultura.  
DSC05505DSC05501 
Para Ricardo Frosini, representante da Petrobras e coordenador geral do projeto Agenda 21 Comperj, este é o primeiro passo para que a cidade pense e construa seu desenvolvimento baseado nos princípios da economia sustentável, lembrando a correlação das questões envolvidas.
 
“Todos os temas se ligam e são importantes, saneamento, saúde, meio ambiente, mas, acima de tudo, a educação é fundamental para que o desenvolvimento aconteça levando em conta todos os setores envolvidos, moradores, empresários, governo. É preciso que as pessoas conversem e se entendam, sabendo respeitar as diferenças. Nesse sentido, Maricá dá o primeiro passo para tornar a proposta da Agenda 21 possível”, avaliou.  
 
A secretária Municipal de Projetos Especiais, Luciana Andrade, também se mostrou confiante, ressaltando que o livro chama a atenção para a importância de se avançar com políticas públicas integradas e alcançar uma Maricá sustentável.
 
“Acredito que Agenda 21 atraia pessoas e instituições que desejam realmente contribuir com ideias e propostas inteligentes”, disse.
 
Já Marcelo Sereno, secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Petróleo de Maricá, enfatizou a esperança de o município não repetir experiências de crescimento desordenado como a de Macaé e Duque de Caxias.
 
“Estou esperançoso de que a população de Maricá saberá conciliar crescimento com sustentabilidade e esta publicação é muito importante para trilharmos esse caminho”, comentou.   
 
O evento foi aberto pela Banda Tambores de Ouro, da Escola Municipal João Bezerra, e encerrado pelo Coral Maricanto

 DSC05501

Agenda 21 – o processo da Agenda 21 teve origem no Rio de Janeiro, em 1992, quando os países reunidos na Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento (mais conhecida como Eco 92) traçaram metas para o Século 21 – daí o nome. Nesse encontro, foram buscados novos caminhos ante os problemas ambientais causados pela exploração descontrolada da natureza.
Ao final do evento, 179 países assinaram o acordo para que fossem aplicadas, global e localmente, ações no sentido de preservar os recursos naturais, visando melhorar a qualidade de vida das comunidades sem perder o foco do desenvolvimento sustentável.
No Estado do Rio, a primeira Agenda lançada foi a de Teresópolis, em dezembro de 2010, seguida de Guapimirim, em março, e de Saquarema, em abril. Até julho de 2011, as cidades de Cachoeiras de Macacu, Itaboraí, Magé, Niterói, Nova Friburgo, Rio Bonito e Silva Jardim também terão suas Agendas 21 locais lançadas.

Anúncios

Maio 7, 2011 Posted by | Agenda 21 do COMPERJ | Deixe um comentário

Alunos plantam mudas de árvores à beira da lagoa do Boqueirão em Maricá

Motivados pela atitude um dentista e sua família, que plantou cerca de 80 árvores na orla da lagoa do Boqueirão, que vai de Zacarias até a ponte, alunos da Escola Municipal Vereador João da Silva Bezerra resolveram formar um grupo para limpar as margens e plantar novas mudas. O primeiro plantio ocorreu nesta quinta-feira (05/5) na Avenida Prefeito Ivan Mundim.

DSC00770DSC00778DSC00784

Sensibilizadas pela atitude de Marcos Aurélio Silva do Nascimento, a diretora da escola, Simone Reis, e a orientadora educacional Verônica Gomes Aquino, convidou o cirurgião dentista para uma palestra na escola. Até então anônimo, ele resolveu apoiar o evento na ocasião, por acreditar que “a criança que cata o lixo hoje, não vai ser o adulto que polui amanhã”.
DSC00780DSC00781

Os jovens recolheram também o lixo que é deixado nas margens por banhistas ou arremessado por carros que passam pela via. Agentes da Secretaria Municipal de Transportes orientaram os motoristas que passavam pelo local.
Durante o plantio das árvores, um dos alunos foi homenageado pelos colegas dando nome a uma das árvores. O menino tinha falecido na última segunda-feira, vítima de câncer.

Maio 7, 2011 Posted by | Educação, jornalismo, meio ambiente | | Deixe um comentário