Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

RJ-104 ganha novo sistema de iluminação

A RJ-104 (Rodovia Amaral Peixoto), uma das rodovias mais importantes do estado, responsável pela interligação dos municípios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, ganhou um novo sistema de iluminação com tecnologia que possibilita maior segurança e conforto aos motoristas e pedestres

Fonte: O São Gonçalo

Anúncios

Novembro 23, 2011 Posted by | jornalismo, vias públicas | | Deixe um comentário

Mínimo vai a R$ 623

O salário mínimo passará de R$ 545 para R$ 622,73 a partir de 1º de janeiro de 2012, conforme proposta enviada pelo ministério do Planejamento à Comissão Mista de Orçamento, ontem. Isso representa uma revisão do valor da previsão inicial que era de R$ 619,21, de acordo com proposta enviada em agosto.

Essa diferença de R$ 3,52 representa a revisão do INPC, índice utilizado para correção do salário mínimo, que passou de 5,7% para 6,3%. O reajuste total do mínimo será de 14,26%.

A política de recuperação do salário mínimo prevê reajuste com base na inflação de 2011 mais a taxa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2010, que foi de 7,5%. Com a projeção de aumento do INPC haverá também aumento nos benefícios assistenciais e previdenciários para os que recebem acima de um salário mínimo. A previsão de reajuste para esses casos subiu de 5,7% para 6,3%

.

Novembro 23, 2011 Posted by | jornalismo, mercado financeiro | | Deixe um comentário

Rio de Janeiro aprova por unanimidade lei da Ficha Limpa

Na prática, cargos do legislativo, executivo e judiciário, como de secretário, defensores públicos e delegados de polícia não poderão ser ocupados por quem tenha sido condenado

Foi aprovada por unanimidade nesta terça-feira a proposta que institui no Estado do Rio de Janeiro a Ficha Limpa para nomeação de cargos nos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. Avalizada pelos 60 deputados presentes, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 5/11 será promulgada pelo presidente da Casa, deputado Paulo Melo (PMDB), no Diário Oficial do Legislativo desta quarta-feira (23/11), já impedindo futuras nomeações para o alto escalão dos três poderes de pessoas enquadradas nos critérios da inelegibilidade na norma federal.

Na prática, cargos como de secretário, procurador-geral do estado e de Justiça, defensores públicos, diretores de agências reguladoras e chefes e delegados de polícia não poderão ser ocupados por quem tenha sido condenado sem que caiba recurso. A PEC foi apresentada pelos deputados Comte Bittencourt (PPS), Luiz Paulo (PSDB) e Robson Leite (PT). “Esta é uma emenda constitucional do Parlamento, a unanimidade mostra isso”, comemorou Luiz Paulo.

Segundo Luiz Paulo, não faz sentido que políticos, que precisam comprovar sua condição de ficha limpa ao concorrer, possam depois nomear pessoas que não se enquadrem nesse critério. Em plenário, ele defendeu que a norma é vantajosa para os líderes das três esferas de poder.

“É um enorme ganho para o desempenho das funções de cada um, uma vez que não serão mais nomeados aqueles que têm prática nefasta, prejudicial ao serviço pública”, aponta.

Robson Leite destacou que a proposta amplia o efeito de combate à corrupção e demais crimes na política, o que atende às recentes manifestações populares. “É uma necessidade urgente para a construção de um projeto de nação verdadeiramente fundamentado em pilares democráticos. Não podemos jamais abrir mão dos princípios republicanos, e essa PEC vem neste sentido”, argumenta. Já para Comte Bittencourt, é importante que pessoas já punidas pela inelegibilidade não tenham acesso a cargos públicos, “onde podem dar sequência aos crimes já cometidos”.

Sem necessidade de ir à sanção do governador, a PEC é segunda no País criada por meio de uma PEC, atrás apenas do estado de Minas Gerais. “A medida, no entanto, tem equivalente em importância a outras medidas precursoras da Alerj como a aprovação do fim do nepotismo”, lembra, citando ainda a extinção do pagamento de adicional por sessão extraordinária e a redução do recesso parlamentar.

Fonte: O FLUMINENSE

Novembro 23, 2011 Posted by | jornalismo, política | | Deixe um comentário

Presidente Dilma vem a Niterói na próxima sexta-feira

 

Ela vai participar da cerimônia de entrega do primeiro navio construído no Estado do Rio dentro do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef)

A presidente Dilma Rousseff virá a Niterói nesta sexta- feira, dia 25 de novembro, para prestigiar a entrega do Navio Celso Furtado à Petrobras Transporte S/A (Transpetro). A embarcação, feita pelo Estaleiro Mauá, foi o primeiro navio construído no Estado do Rio dentro do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef). A cerimônia ocorrerá às 11 horas, na sede do estaleiro

A entrega do navio estava inicialmente marcada para o dia 18, mas teve de ser adiada duas vezes devido às dificuldades com a agenda da presidente. O Celso Furtado será o segundo navio que a Transpetro receberá desde que decidiu se converter em motor da reconstrução da indústria naval brasileira. É uma embarcação para transporte de derivados claros de petróleo, com capacidade para 48,3 mil toneladas de porte bruto e 183 metros de comprimento. O primeiro navio recebido, o João Cândido, ainda não navegou.

O Promef tem atualmente 49 navios encomendados, o que abriu mercado para a indústria naval brasileira, permitindo a abertura de novos estaleiros e a modernização dos estaleiros existentes. Atualmente o Brasil tem a quarta maior carteira de encomendas de petroleiros do mundo e ocupa a quinta posição no ranking de encomendas de navios em geral. O setor emprega hoje cerca de 60 mil pessoas.

Esta será a quarta visita da presidente ao estado desde a posse. Dilma já esteve na Região Serrana, em janeiro, para visitar as cidades atingidas pelas chuvas e no mesmo mês foi à capital prestigiar o Centro de Operações do Rio. Em junho, ela voltou ao Rio, desta vez para participar da inauguração do teleférico do Complexo do Alemão.

Fonte: O FLUMINENSE

Novembro 23, 2011 Posted by | jornalismo, política, setor naval | Deixe um comentário

Seminário abordará o papel da cultura negra na superação da miséria

Alinhado aos objetivos do Plano Brasil Sem Miséria do Governo Federal, o seminário O Papel da Cultura Negra na Superação da Miséria a ser promovido pela Fundação Cultural Palmares nos dias 25 e 26 de novembro tem por objetivo debater temas relativos à cultura negra, à inclusão social e àcidadania cultural.  

O evento encerrará um conjunto de atividades realizadas pela Palmares no mês de novembro, em celebração ao Dia Nacional da Consciência Negra – 20 de novembro – uma das datas mais importantes do calendário da cultura negra. 

Tanto a cerimônia de abertura quanto a de encerramento trarão o melhor do samba, a fim de valorizar o patrimônio cultural afro-brasileiro. O ritmo, considerado o mais popular do País, representa a música brasileira em todo o mundo e simboliza a força domovimento negro para preservar uma de suas mais fortes expressões culturais. 

As inscrições estão limitadas a 200 participantes. Para inscrever-se clique aqui. 

Confira a programação:  

Dia 25/11 – Seminário 

18h30 – Cerimônia de Abertura
Local: Auditório Bolsa do Rio 

19h – Apresentação Cultural
Show “Meu samba, teu samba”, do cantor angolano Abel Duerê. 

19h30 – Degustação Afro  

Dia 26/11 – Seminário

Local: Auditório Bolsa do Rio 

09h – 12h

Mesa – Cultura Negra, inclusão social ecidadania
Adriana Barbosa – Presidenta do Instituto Feira Preta
Giovanni Harvey – Diretor Executivo da Incubadora Afro-Brasileira
Nilcemar Nogueira – Diretora de Projetos Especiais do Centro Cultural Cartola 

12h – Brunch  no local 

14h – 17h30

Mesa – Cultura Negra: superar a miséria e ampliar a cidadania
Júlio Tavares –Professor da Universidade Federal Fluminense
Ruth Pinheiro – Presidenta do Centro deApoio ao Desenvolvimento Osvaldo dos Santos Neves (CADON)
Netinho de Paula  – Vereador da Câmara Municipal de São Paulo 

18h30 – Apresentação Cultural
Local: Auditório Bolsa do Rio
Show “Encontro de Gerações”, com a Banda DNA do Samba e participação especial de D. Ivone Lara.

Novembro 23, 2011 Posted by | cultura, direitos humanos, jornalismo | Deixe um comentário