Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Estado do Rio de Janeiro e Banco Mundial assinam empréstimo para compra de mais 60 novos trens

Novas composições representam mais de 300 mil novos lugares por dia no sistema ferroviário

O Governo do Estado do Rio e o Banco Mundial (BIRD) celebram nesta quarta-feira (05.09), às 11h30, em evento no auditório do Prédio Anexo do Palácio Guanabara, a aprovação de empréstimo de U$600 milhões para compra de 60 novos trens para o sistema operado pela SuperVia.

O evento contará com a presença do Governador Sérgio Cabral e da Diretora do BIRD para o Brasil, América Latina e Caribe, Deborah Wetzel.
 
O empréstimo integra o programa Modernizando e Tornando Verde o Sistema Ferroviário do Rio de Janeiro, desenvolvido em conjunto com a Secretaria Estadual de Transportes e com a Central Logística.

Os 60 novos trens, com menor emissão de carbono, já foram licitados, e vão seguir as mesmas características de comodidade, rapidez e tecnologia das 30 composições compradas pelo Estado, que já começaram a atender aos passageiros da SuperVia.

Serviço

Celebração de aprovação de empréstimo para compra de novos 60 trens

Data:quarta-feira, 05 de setembro

Horário:11h30

Local: Auditório do prédio anexo/ Palácio Guanabara

Fonte: Secretaria Estadual de Transportes

Anúncios

Setembro 4, 2012 Posted by | jornalismo, transporte | | Deixe um comentário

3º Concurso Fotográfico “Você nos Trilhos”

Válidas fotos de trens e ferrovias de todo território Nacional

cartaz 1 terceiro concurso fotografico 4.indd

Setembro 4, 2012 Posted by | jornalismo, turismo | , , , | Deixe um comentário

Acesso liberado à Ponte da Mumbuca em Maricá

Texto: Sérgio Renato | Fotos: Fernando Silva

O primeiro veículo a cruzar a ponte

Após dois anos de transtornos, os motoristas de Maricá e visitantes ganharam finalmente, nesta segunda-feira 03/09, mais uma importante via de acesso e saída à cidade, com a abertura das duas pistas de rolamento da nova Ponte da Mumbuca ao tráfego – há quase um mês já era usada por pedestres. Com o acesso agora livre, uma série de mudanças que chegam a reboque deverá dar mais fluidez ao trânsito na região do Centro. A obra, de aproximadamente R$ 10 milhões, durou quase um ano e foi feita com peças de concreto pré-moldado.

Antes da liberação, uma equipe da Secretaria de Obras reforçou a camada de asfalto na cabeceira da descida para o centro e na Rua Joaquim Eugenio dos Santos. O primeiro motorista a cruzar a ponte, por volta de 12h40, foi o aposentado Robson Tadeu Guedes, de 57 anos. Ao volante do seu Fiat Palio Weekend, Robson seguia para o Centro e ficou surpreso ao saber que era protagonista de um momento histórico.

“Queríamos muito ver esse dia chegar depois desses anos, mas agora podemos usar a ponte. Espero que o trânsito realmente melhore para nós”, comemorou Robson após a travessia. Na saída da ponte, pedestres e motociclistas iam sendo orientados sobre a liberação do trânsito na via.

Equipes da Secretaria de Transportes de Maricá vão permanecer no local por um período de testes de tráfego, durante o qual as opções serão demarcadas por cones. Por enquanto, para chegar à Mumbuca pela ponte, a única opção para os motoristas é a Rua Joaquim dos Santos, cujo acesso foi proibido para quem vem da Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa. Estes deverão passar pela Rua Athayde Parreiras para chegar à ponte e ao bairro Parque Eldorado.

“Estamos oferecendo maior mobilidade para quem transita pelo Centro e acabando com um cruzamento historicamente perigoso. Temos mais projetos
que vão aumentar ainda mais essa mobilidade e que vamos implementar nos próximos dias”, afirmou o secretário Rony Peterson Dias, que antecipou também um deles: a proibição de estacionamento no trecho da Rua Barão de Inoã entre as esquinas das ruas Prefeito Hilário da Costa e Silva e Senador Macedo Soares, próximo ao Colégio Cenecista Maricá. Naquele ponto, convergem motoristas vindos de vários pontos do Centro e que fazem retorno no local.

Outra mudança para facilitar o fluxo em direção à ponte deverá vigorar ainda esta semana. A Rua Barão de Inoã terá sua mão única estendida até a Rua Antônio Vieira Sobrinho, na altura da praça do skate. Esta última vai passar a ter sentidos distintos em suas duas pistas, divididas por um canal.

A nova ponte da Mumbuca começou a ser construída no fim do ano passado, após a demolição da antiga estrutura de mais de 50 anos, comprometida
pelas enchentes de 2010. A obra foi executada pelo Estado, responsável pela contratação da empresa, com repasses do Ministério da Integração Nacional para ações emergenciais.

Entrada na cidade pelo bairro da Mumbuca

A nova ponte representa também um segundo acesso à cidade, o que ajudará a desafogar o tráfego nos dois sentidos. Basta sair da rodovia logo após o radarda RJ-106, na Rua Antônio Eduardo e seguir até a Abreu Sodré. O caminho inverso também pode ser feito. Para quem pretende trafegar pela ponte da Mumbuca sentido Centro, Araçatiba e praias a previsão inicial é a apenas entrar à direita na Rua Joaquim Eugênio dos Santos. Os técnicos da Prefeitura, no entanto, vão estudar a viabilidade da abertura de uma passagem Mumbuca-Centro.

No sentido oposto, será permitido entrar à esquerda, na ponte, ou à direita, na Abreu Rangel ou na ainda contornar a rotatória, cruzando para a Abreu Sodré ou saindo pela Francisco Sabino da Costa. Os veículos que trafegam pela Francisco Sabino da Costa em direção à rodovia não mais poderão entrar à esquerda na Rua Amadeu Pugliese. O retorno sobre a ponte, antes do sinal, será fechado.

Via moderna vai melhorar o acesso ao Centro

Operários dão os últimos retoques

Setembro 4, 2012 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Estudantes de Maricá se preparam para as oportunidades do Comperj

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Clarildo Menezes

Jorge Jofils é orientando pelo professor Carlos Fernandes durante aulas práticas do curso de carpinteiro

As futuras oportunidades de emprego que serão geradas em Maricá, principalmente em construção civil, em decorrência dos impactos diretos e indiretos do Complexo Petroquímico da Petrobras (Comperj), estão atraindo muitos moradores às salas de aula. Há duas semanas, foram iniciados cursos de qualificação profissional do Prominp (Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural) em parceria com a prefeitura.

São turmas de armador, carpinteiro, eletricista, pedreiro e pintor. Ao todo, 100 estudantes passaram no processo de seleção do Prominp e buscam aprimorar conhecimentos para disputar as vagas no mercado de trabalho. Os alunos Jorge Jofils e Joice Azeredo da Silva, ambos de 18 anos, estão entre eles.

Os estudantes estão no último ano do curso Técnico em Edificações, oferecido pelo Senai em parceria com a prefeitura, e resolveram fazer o curso de carpinteiro. “Quero aperfeiçoar meus conhecimentos em construção civil. Já fiz cursos de ladrilheiro e hidráulica no Senai e no final deste ano estarei apto para conseguir um emprego na minha área”, destaca Jorge. “Essas qualificações serão determinantes para conseguir um bom trabalho em construção civil”, completa Joice, que também fez os cursos de ladrilheiro e hidráulica.

Outro morador do município que aproveita a oportunidade para qualificar seu currículo é Valdiney Sampaio de Figueiredo, de 24 anos. Morador do Caxito, ele trabalha em obras na cidade e quer ampliar seus conhecimentos no curso de pedreiro. “Além de ser gratuito, tem a qualidade do Senai, o que abre muitas portas para um emprego com carteira assinada. Estou aprendendo a utilizar equipamentos de segurança e a preparar o cimento com a quantidade necessária de água para não estragar o concreto”, declarou.

Músico e restaurador de quadros, Walter Luiz Fernandes Vieira, de 56 anos, também viu nos cursos do Prominp a oportunidade de conseguir um emprego na área de construção civil. “Muitas oportunidades de trabalho serão criadas na cidade com o Comperj e as obras do Minha Casa, Minha Vida, por exemplo. Essa qualificação será primordial para conseguir um bom emprego”, conclui Walter, que mora em Araçatiba.

Os cursos profissionalizantes têm carga horária entre 191 e 256 horas e são realizados no anexo do Centro Educacional Municipal Joana Benedicta Rangel, em Araçatiba.

Alunos participam da aula do curso de pedreiro

Joice da Silva aprende técnicas do curso de carpinteiro

O professor Carlos Fernandes com os alunos Walter (E) e Valdiney

Setembro 4, 2012 Posted by | COMPERJ, cursos, jornalismo, Maricá | Deixe um comentário

Reforma do Paço Municipal de Maricá avança

Texto: Marcelo Ambrosio

Avança reforma do Paço Municipal.

A segunda etapa da reforma do Paço Municipal está próxima de ser concluída. Segundo a Secretaria de Fazenda, que acompanha o projeto por este ser parte do Programa de Modernização da Administração Tributária (PMAT) do BNDES, até o fim de setembro o segundo pavimento terá sido concluído e entregue pela construtora Luxor para ser novamente reocupado. No momento, os operários finalizaram o acabamento do novo piso e preparam a colocação do teto de gesso rebaixado , antes de iniciar a instalação dos vidros nas novas esquadrias.

Da mesma forma que no terceiro andar, toda a estrutura elétrica e hidráulica foi substituída e modernizada, deixando o prédio apto para o ambiente altamente informatizado exigido pela demanda de crescimento da cidade. A reforma, orçada em R$ 3,9 milhões, faz parte do programa de investimentos do banco de fomento federal, no qual Maricá vem se destacando pela aplicação de soluções de modernização da gestão que se transformaram em modelo para outras cidades. A primeira etapa da obra foi concluída antes do carnaval, quando secretarias e outros setores instalados no segundo pavimento foram realocados no terceiro.

Na nova fase, o projeto segue as mesmas características da anterior, com a supressão de paredes divisórias ao máximo com o objetivo de dar mais transparência, integrar o trabalho de todos os servidores e tornar mais racional o gasto com a climatização, entre outras iniciativas. No novo segundo pavimento serão instalados os gabinetes do prefeito e do vice prefeito e as equipes que atuam na assessoria direta ao executivo, como a secretaria executiva e a chefia de gabinete. A última fase da reforma será realizada no primeiro piso, onde a previsão é concentrar todo o serviço no qual haverá atendimento direto ao cidadão. A previsão dada pela construtora ao BNDES é de entregar a obra concluída em dezembro deste ano.

Os operários preparam para a colocação do teto de gesso rebaixado.

Até o fim de setembro, o segundo pavimento terá sido concluído.

Setembro 4, 2012 Posted by | jornalismo, Maricá, Obras em Maricá | Deixe um comentário

Espraiado de Portas Abertas recebe elogio dos turistas

Maricá de portas abertas pro turista no Espraiado celebra a primavera

Texto: Leandra Costa (edição: Marcelo Moreira) | Fotos: Clarildo Menezes

Artesanato local exposto no Sítio do Riacho.

Artesanato, gastronomia, música e integração com a natureza marcaram a terceira edição do evento em 2012
As bandeiras amarelas nos sete quilômetros da Estrada do Espraiado eram o sinal para o leque de atividades oferecidas durante o Espraiado de Portas Abertas, realizado neste domingo (02/09).

O evento trimestral de cultura e turismo rural, apoiado pela Prefeitura de Maricá, chegou a sua terceira edição deste ano homenageando a primavera. Mais de quinze pontos, entre sítios, ranchos e estabelecimentos comerciais organizaram atrações para a população e os visitantes, numa viagem pela arte, gastronomia, religião e outros aspectos da cultura local.

Leia também: Prefeitura reforça apoio ao Espraiado

Ponto de grande concentração de turistas, a cachoeira que faz parte da Área de Relevante Interesse Ecológico do Espraiado (ARIE) reuniu centenas de pessoas, que aproveitaram o belo dia de sol na água cristalina do riacho. Entre elas, estavam Viviane Cunha e sua mãe, Maria do Rosário Cunha, que visitavam pela primeira vez o local. “Algumas amigas já tinham comentado comigo sobre o Espraiado, mas me surpreendi. Todas as atividades resgatam valores antigos e nos mostram um caminho diferente para a preservação cultural”, declarou Viviane, que é professora e mora em São Gonçalo. “Seremos participantes assíduas do evento a partir de agora”, confessou.

No Sítio Esperança, que integra a rota do Espraiado nos dias de evento, mais surpresas para quem resolveu conhecer a localidade. Um minizoológico, com aves (pavões, perus e galinhas), cachorros, cavalos e bodes fizeram a alegria de famílias inteiras. Os proprietários, Rosana Carvalho e o frânces Hubert Guillard, tratam os animais como filhos e eles atendem aos donos pelo nome – uma atração à parte, principalmente para as crianças. Os cavalos China, Madalena e Falcão e o bode Drako atendiam prontamente toda vez que eram chamados. A cada encontro com seus cuidadores, eram recompensados com frutas e outros tipos de alimento. “Eles são muito perceptivos e nos correspondem ao tratamento que oferecemos, sempre com muito respeito, alegria e carinho”, afirmou Rosana, acrescentando que as crianças adoram e que, nos dias do evento, elas também podem dar comida aos animais. “Esse evento é um incentivo importante à integração do homem com a natureza e também ao turismo local”, explicou.
Outro espaço de visitação foi o Horse Center, para os amantes da equitação. Segundo o proprietário, Alessandro Souza, o local oferece aulas de hipismo. “Mesmo quem não sabe nada e tem medo pode participar”, informou.

Representantes do artesanato típico do Espraiado, as artistas Claudine Mendonça e Adriana Ferreira expuseram arranjos florais, vasos, arcos, descansos de mesa e outros objetos feitos com matéria-prima encontrada na região, em especial a fibra de bananeira. Hoje com 42 anos, Claudine participa do evento desde a sua criação, há mais de quatro anos, e confessa que vive do artesanato. “Comecei fazendo tapeçaria, depois crochê e bordado. Atualmente me dedico às peças com fibra da bananeira e elas são o meu sustento, além de uma realização pessoal, ressaltou”.

Promovido pela secretaria municipal de Turismo e Lazer, o já consagrado “Sob o Céu Sob o Sol de Maricá” transferiu as apresentações de MPB das praças da cidade para quatro pontos do Espraiado. Os músicos Fátima Leroz, Jacaré, Mel Meirelles, Raul Palmeira, Baiano, Brunno Berne e Ronaldo Valentim receberam os turistas com boa música no Sítio do Riacho, Bar da Izabel, Largo de Santo Antônio e na cachoeira, deixando o domingo ainda mais prazeroso.
Golfe e bobó de camarão

Essa edição do “Espraiado de Portas Abertas” contou, pela primeira vez, com a parceria do condomínio Privilège Golf Clube, localizado na Estrada do Espraiado e que abriga um campo profissional de golfe. Quem conheceu as instalações do empreendimento se surpreendeu com um delicioso bobó de camarão, feito com aipim da terra. Receita do chef cearense Raimundo Oliveira, que por 12 anos foi o responsável pela alimentação da Seleção Brasileira de Futebol. “O segredo desse prato está exatamente na qualidade do aipim colhido nas terras do Espraiado. Ele é a cara do bairro”, confessou Raimundo. Nos campos do condomínio, um torneio relâmpago de golfe animou a tarde dos turistas.
Sítio do Riacho: onde tudo começou

Entre tantas propriedades particulares que integram o evento, o Sítio do Riacho tem uma história peculiar. Foi lá que nasceu a ideia do Espraiado de Portas Abertas, organizado pela proprietária do sítio, Regina Sebould Gomes, e é lá que estavam concentradas algumas atrações, como uma exposição com seis espécies de orquídeas e dezenas de tapetes produzidos pelas tapeceiras do Espraiado. Legado da artista Madeleine Colaço, a técnica é mantida atualmente por sete integrantes, como Ilma Macedo da Costa. “A maior parte das obras da nossa tapeçaria destacam a fauna e a flora da região”, explicou.
Também no Sítio do Riacho, uma apresentação feita por moradores da comunidade encenou um ritual tradicional no Espraiado: a debulhação do guandu, vagem típica da região. O contador de histórias e pesquisador da cultura local, Dauá Puri, explicou ao público que a debulhação era um acontecimento social, em que as famílias vizinhas se reuniam. Segundo Dauá, a tradição também era responsável por formar novos casais. “Era uma oportunidade das pessoas se conhecerem melhor, e com o consentimento dos pais. Muitos começavam a namorar e depois casavam graças a esses encontros”, explicou Dauá.

Dauá Puri e a moradora do Espraiado Sandra Regina de Souza participam do ritual de debulhação do guandu.

A cantora Fátima Leroz apresentou o melhor da MPB pelo projeto "Sob o Céu, Sob o sol de Maricá", no Sítio do Riacho.

O preparo do bobó de camarão com aipim da terra.

O prato característico do evento servido no condomínio.

O cheff de fama internacional Raimundo apresenta sua criação culinária.

No condomínio, também foi realizado um minitorneio de golfe no campo profissional.

A artista Claudine Mendonça participa do evento desde o início utilizando matéria-prima local para confecção de suas peças.

No Sítio Esperança, Rosana e seu marido Hubert tratam os animais como filhos e eles atendem aos donos pelo nome.

No Horse Center, a jovem Débora Viana, de 17 anos, realiza aulas de equitação.

A cachoeira é um dos locais mais procurados no Espraiado.

Prefeitura de Maricá reforça apoio ao Espraiado

 

Durante o evento, o pátio da Escola Municipal do Espraiado se transformou numa central de serviços da prefeitura.

O pátio da Escola Municipal do Espraiado se transformou neste domingo (02/09) numa central de serviços da prefeitura de Maricá durante o Espraiado de Portas Abertas. Foi uma das diversas ações promovidas pela prefeitura em apoio ao evento.

A secretaria municipal de Trabalho emitiu 1ª e 2ª vias de carteiras de trabalho e cadastrou para vagas de emprego. A secretaria municipal de Assistência social deu informações sobre programas sociais, como “Bolsa Família” e serviços como CRAS (Centro de Referência da Assistência Social).

Um debate e uma enquete sobre a Lei Maria da Penha, além da exibição do documentário “As Mulheres e os Direitos Humanos no Brasil: um X na questão”, marcaram a participação da secretaria de Direitos Humanos.

A diretora da escola, Gisely Maria da Costa, destacou a importância dos serviços. “Muitas pessoas não têm a oportunidade de conhecer seus direitos e, para os moradores, o evento é mais do que o turismo em si”, destacou. Aos 10 anos, Lucas Reis, aluno do 5° ano na escola do Espraiado, aprovou a movimentação intensa de visitantes no bairro em que nasceu. “É bom ver as pessoas conhecendo o nosso bairro. O lugar daqui que eu mais gosto é a cachoeira”, disse.

Promovido pela secretaria municipal de Turismo e Lazer, o já consagrado “Sob o Céu Sob o Sol de Maricá” transferiu as apresentações de MPB das praças da cidade para quatro pontos do Espraiado. Os músicos Fátima Leroz, Jacaré, Mel Meirelles, Raul Palmeira, Baiano, Brunno Berne e Ronaldo Valentim receberam os turistas com boa música no Sítio do Riacho, Bar da Izabel, Largo de Santo Antônio e na cachoeira, deixando o domingo ainda mais prazeroso.

Dentre algumas ações, a secretaria de Direitos Humanos realizou uma enquete sobre a Lei Maria da Penha.

Uma das funções dessa iniciativa era presentar para a comunidade do Espraiado os serviços sociais da prefeitura.

A Assistência Social retirou dúvidas sobre o programa Bolsa Família.

Setembro 4, 2012 Posted by | Ação Social, culinária, cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, turismo | | Deixe um comentário

Milla ganhando o mundo – artista artesã de Maricá representa o Brasil em Londres

Fonte: Leandra Costa (edição: Marcelo Ambrósio) | Fotos: Clarildo Menezes e acerco da artista

“Exaustos” escultura em terracota de Milla, artista artesã de Marica, está exposta na Casa Brasil em Londres.

Esculturas de Milla já foram doadas a Madonna e a Danielle Miterrand

As esculturas em terracota de Maria Emília de Magalhães Minhava, artisticamente conhecida como Milla, de 67 anos, estão ganhando o mundo. Durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Londres, a obra “Exaustos”, de 50cm, que retrata um menino, seu cachorro e uma bola, esteve exposta na Casa Brasil, espaço de representação oficial dos Jogos Rio-2016, em iniciativa do Sebrae-RJ e da APO (Autoridade Pública Olímpica).

Além de Milla, somente Thomaz Brazil, de Petrópolis, representou o Estado do Rio nas Olimpíadas. A artista, radicada em Maricá, já foi avisada que de essa mesma obra irá compor o acervo da Embaixada do Brasil em Londres.

Com estilo próprio e característico, as peças da artista, moradora do bairro Cordeirinho foram presenteadas pelo Governo do Estado a duas celebridades, a popstar Madonna e Danielle Miterrand, viúva do ex-presidente da França, François Miterrand. Em 2010, as obras de Milla também representaram o Brasil na primeira Exposição de Nações, em Xangai na China, com a participação de 189 países.

Artesanato: instrumento de cura

Natural do Porto, Portugal e professora aposentada, Milla conta que a arte surgiu em sua vida com um propósito muito definido. “Enviuvei há 14 anos fiquei viúva e comecei a sofrer de depressão e síndrome do pânico. Tinha de me envolver com atividades que não me fizessem sentir tão sozinha. Comecei, então, a trabalhar com pintura em madeira”, destaca a artista, que nessa época procurou o Grupo de Artistas de Maricá (GAM) para aperfeiçoar sua técnica. “Fiz o curso de argila e não parei mais. Era automático. Nem eu sabia que tinha capacidade para produzir essas peças. Virou um vício do bem, me curou e hoje não passo um dia sem colocar a mão no barro”, afirmou a a artista.

Desde então já são mais de 300 esculturas em terracota. Com apenas um forno cerâmico em sua oficina, a artista produz peças padronizadas no tamanho de 50 cm, priorizando temas como a mulher, amamentação e escravidão.

Produção das esculturas
Por causa da infinidade de detalhes de suas esculturas, geralmente Milla leva uma semana para produção de cada peça, que tem custo variado acima de R$ 200,00. Para a artista, o maior esforço é para comprar o barro de excelente qualidade, que permite dar textura e plasticidade à escultura. Após o trabalho de produção, a artista destaca a importância do processo de secagem e de queima no forno para garantir o tom laranja acastanhado, marca registrada das peças em terracota.

Próximos desafios
Milla está no momento empenhada na produção de novas peças para a participação no evento de arquitetura e decoração Casa Cor, no Rio de Janeiro, em outubro e novembro. Participando da feira desde 2005, a artista irá expor, inicialmente, oito peças.

A artista Milla em processo de produção de suas esculturas.

Obra “Presépio”: pronta para ir ao forno.

Esculturas que estão aguardando o processo de secagem do barro.

Algumas das obras produzidas pela artista.

Escultura “Ninando de Milla, artista artesã de Maricá

A artista está empenhada na produção de novas peças para a participação no evento de arquitetura e decoração Casa Cor, no Rio de Janeiro.

A imagem de Nossa Senhora do Amparo também foi esculpida pela artista.

Milla e uma de suas esculturas favorita: “Noiva GG”

trabalho “Maricá Sol e Mar”

Setembro 4, 2012 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Mais ensino em tempo integral para Maricá

Município vai ganhar nova escola com aulas e atividades no contraturno. Outras unidades da rede receberão obras de modernização no valor de mais de R$ 2 milhões

A Prefeitura de Maricá vai construir uma escola de tempo integral em área de 3.321 m² no Recanto de Itaipuaçu. O local, onde já funciona a Escola Municipal Mata Atlântica, estava alugado desde 2010 e foi comprado pela atual gestão, que vai ampliar e modernizar as instalações.

Foto: Divulgação foto: Divulgação

Atualmente, a unidade atende 507 alunos da Educação Infantil ao 4º ano do Ensino Fundamental em dois turnos. São 24 salas de aula — oito para creche — além da sala dos professores. O projeto de ampliação que está sendo elaborado pela Secretaria de Educação prevê construção de refeitório, padronização das salas de aula com janelas de alumínio, espaço de lazer e quadra de esportes.

“Procuramos o proprietário para adquirir o espaço definitivamente. Vamos ampliar as instalações e oferecer atividades culturais e esportivas aos alunos. A nossa expectativa é que a escola passe a atender mil estudantes em tempo integral”, destaca a secretária de Educação, Marta Quinan, acrescentando que o município já oferece ensino integral na Escola Municipal Barra de Zacarias, em Barra de Maricá. Para criar alternativas esportivas aos alunos, a direção da escola abre esta semana inscrições para escolinha de futebol. Serão 120 vagas e as aulas acontecerão no contraturno escolar.

A prefeitura iniciou esta semana a reforma de outras três escolas municipais nos bairros Marquês, Inoã e Santa Paula. Os projetos preveem revisão das instalações hidráulicas e elétricas, padronização das salas de aula, bibliotecas, banheiros adaptados para pessoas com necessidades especiais, ampliações das cozinhas e salas de professores, além de pintura interna e externa. A prefeitura está investindo R$ 2.397.454,02 nas obras.

Investimento em estrutura para esporte

Na Escola Municipal Osdevaldo Marins da Matta, em Santa Paula, também será construída quadra de esportes com vestiários e novo telhado. Na Aniceto Elias, em Inoã, será construída quadra esportiva e nova cisterna. Já na Alfredo Nicolau da Silva Junior, no bairro Marquês, serão construídas mais três salas de Educação Infantil. O local terá um novo refeitório e quadra de esportes.

Fonte: Jornl O Dia

Setembro 4, 2012 Posted by | Educação, educacão, jornalismo, Maricá, Obras em Maricá, projeto educacional | , , | Deixe um comentário