Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Ministro da Pesca visita Maricá e assina documento

Texto: Fernando Uchôa | Fotos: Fernando Silva

Crivela e secretário Haroldo Júnior se cumprimentam após o município receber uma escavadeira hidráulica para piscicultura

O ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivela, visitou Maricá nesta quinta-feira (01/10). Crivella esteve no Paço Municipal onde foi recebido pelo chefe de gabinete Kleber Ottero e assinou documento oficializando a entrega ao município de uma escavadeira hidráulica, para ser empregada na construção de tanques escavados para Piscicultura.

Acompanharam a comitiva o deputado Victor Paulo, o superintendente federal do ministério, Antonio Emílio Santos e o presidente da Federação de Pesca-RJ, José Maria Puga.

O documento, intitulado Termo de Permissão de Bens Móveis, foi assinado pelo ministro Crivela, pelo secretário municipal de Pesca, Haroldo Junior, pelo superintendente do ministério Antônio Emílio e pelo deputado Vítor Paulo, oficializando a entrega do equipamento, adquirido há quatro meses pelo Ministério da Pesca e Aquicultura, para ser utilizado na confecção de tanques destinados ao projeto de piscicultura em Maricá.

Plano Safra

O ministro Crivela falou do Plano Safra, sancionado no dia 25/10/2012 pela presidente Dilma Roussef, com suporte do BNDES para grandes investimentos, Banco do Brasil e CEF para investimentos menores na pesca, maricultura, carcinocultura (camarão) e outras formas de criação, com juros mínimos de 0,5% ao ano, com valores que vão de R$ 1.500 a R$ 2 milhões. “Com as linhas de crédito e ações, o pescador artesanal profissional, o piscicultor ou agricultor familiar que tiver projeto de piscicultura aprovado, poderão fazer uso do Plano, desde que possuam o Documento de Aptidão ao Pronaf (DAP). Da mesma forma, associações, cooperativas e colônias de pesca terão acesso ao crédito, como pessoa jurídica, comprovada sua produção de pescado”, adiantou.

Ainda segundo o ministro, Maricá tem um vasto litoral, e a criação em cativeiro deve ser também incentivada. “O potencial do pescado não é inesgotável, e temos de contribuir com a criação em cativeiro. Os agricultores familiares podem ser piscicultores de sucesso, pois o esterco de peixe e a farinha de peixe podem ser aproveitados na agricultura, como adubo. Por outro lado, Maricá tem um complexo lagunar que é o segundo do estado. O Ministério da Pesca e Aquicultura, tem interesse em apoiar o desassoreamento das lagoas, de um modo geral, para desenvolvimento da atividade pesqueira lagunar. A ponte da Barra de Maricá, que o prefeito Washington Quaquá está construindo, contribuirá enormemente para isso, quando suas comportas estiverem em uso, renovando as águas da lagoa e as espécies. Aí então poderemos entrar com uma moratória para a pesca, pagando um defeso para os pescadores em troca do respeito à fase criatória dos alevinos, pois a oferta de pescado adulto será multiplicada e garantirá a “safra” para pescadores e retorno social dos investidores”, completou.

Ministro e secretário municipal de Agricultura e Pesca assinam documento

Haroldo Júnior, deputado Víctor Paulo e ministro Crivela

Novembro 2, 2012 - Posted by | jornalismo, Maricá, Pesca |

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: