Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Inoã: mais pavimentação, área de lazer e rede de água avança

Texto: Sérgio Renato | Fotos: Fernando Silva

Beneficiado com melhorias nos dois últimos anos, o bairro de Inoã terá mais uma via pavimentada. Situada na parte antiga da localidade, a Rua da Esperança (antiga Rua 5) fica na parte inicial da área conhecida como Chácaras de Inoã e já havia recebido o trabalho de drenagem. A Avenida B, no mesmo local, também integra o planejamento de pavimentação.

Na Rua da Esperança, os meios-fios estão instalados e, além do asfalto, a via deverá receber a nova rede de abastecimento de água – que passa pela rua Caio Figueiredo, a principal da região. Esta e as ruas Dois e Francisco Thomás da Silva tiveram a rede implantada pela Cedae nas últimas duas semanas. De acordo com a Secretaria de Projetos Especiais, mais de 70% dos tubos já foram assentados no bairro e em Itaipuaçu. Além disso, dois grandes reservatórios estão em construção na região.

A nova área de lazer fica na comunidade Fernando Mendes e já está sendo utilizada pela população, principalmente pelas crianças. A área, de 2.200 metros quadrados, fica na rua que dá nome à localidade e dispõe, a exemplo de outras da cidade, de quadra poliesportiva, mesas para jogos, brinquedos para crianças e aparelhos de ginástica para a terceira idade, além de arborização e nova iluminação. O projeto é da Secretaria de Assuntos Federativos de Maricá e teve o custo de R$ 813,5 mil.

Intervenções

As melhorias integram uma série de ações que, desde 2010, mudaram a paisagem de Inoã. À construção do calçadão na área comercial, ao longo do km 14, seguiram-se a inauguração da Casa da Criança de Inoã, a reforma das escolas municipais Darcy Ribeiro e Aniceto Dias, a implantação de uma nova creche do programa federal Pró Infância e a própria instalação da Unidade de Pronto Atendimento UPA 24h.

O bairro também virou o foco de novos e importantes negócios, tanto que já sedia o Inoã Center – Shopping Center que trouxe para Maricá marcas âncora como as Lojas Americanas e a rede de fast food árabe Habib’s. Próximo dali, foi lançado o condomínio Terras Alpha Maricá, já em construção. Com a grife do grupo Alphaville, de São Paulo, o empreendimento trará para Inoã um novo público, ampliando a movimentação.

Anúncios

Novembro 12, 2012 Posted by | jornalismo, Maricá, Obras em Maricá, Urbanização | Deixe um comentário

Maricá terá consultório itinerante para atender moradores de rua

Texto: Marcelo Moreira | Fotos: Clarildo Menezes

Uma experiência bem sucedida em diferentes regiões do país na assistência à população de rua – especialmente usuários de álcool e outras drogas, como o crack – será replicada em breve em Maricá.

A cidade vai participar, a partir do primeiro bimestre de 2013, do programa Consultório na Rua, do Ministério da Saúde, e terá uma equipe multidisciplinar (formada por psiquiatras, enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos e pedagogos) para atender essas pessoas que vivem em situação de risco social.

Os objetivos do programa, que percorre diferentes pontos das cidades em unidades móveis de atendimento, são garantir cuidados médicos essenciais, assistência psicológica, orientação (para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, por exemplo) e a oferta de atividades de integração social e resgate da cidadania.

A implementação do “Consultório na Rua” em Maricá, que terá contrapartida da prefeitura, já está mobilizando as secretarias municipais de Saúde, Assistência Social, Assuntos Federativos e Direitos Humanos, entre outras.

Nesta terça-feira (12/11), cerca de 30 pessoas se reuniram na Casa Digital, no Centro, para discutir a realidade dos moradores de rua em Maricá e os principais desafios para o sucesso do projeto na cidade. Participaram do encontro a secretária de Assistência Social, Laura Maria Vieira da Costa; a subsecretária de Atenção Básica e Saúde Coletiva, Larissa Morgado Galhardo; o coordenador de Educação e Saúde da subsecretaria de Atenção Básica, Gilson Andrade; o coordenador de Saúde Mental, Allan Christi Rocha; além de representantes da PM, da Fundação Leão XIII e diversos profissionais das áreas da saúde e assistência social.

– “Maricá não tem uma população de rua muito numerosa, mas isso não diminui a nossa responsabilidade de cuidar dela. Sabemos que a cidade viverá em breve os impactos do Comperj, por exemplo, e o crescimento econômico e demográfico também podem trazer impactos como o aumento da população de rua, por conta do movimento migratório de pessoas em busca de oportunidades de trabalho”, ressaltou a secretária Laura Maria durante a reunião.

Equipe terá seis profissionais e veículo adaptado

O coordenador de Educação e Saúde da subsecretaria de Atenção Básica, Gilson Andrade, informou que Maricá terá o módulo 3 do programa – o que significa que a cidade contará com uma equipe de seis profissionais dedicada exclusivamente ao projeto e receberá um repasse mensal de R$ 18 mil do Ministério da Saúde.

– “A contrapartida da prefeitura está concentrada principalmente na aquisição e adaptação do veículo que fará o transporte da equipe e dos insumos necessários para atender à população”, completou a subsecretária de Atenção Básica e Saúde Coletiva, Larissa Morgado Galhardo.

O público que acompanhou o encontro foi instigado a participar dos debates. Entre outros assuntos, foi discutida a polêmica em torno da visão higienista que a população ainda tem sobre os moradores de rua, ou seja, a visão de que o problema se restringe a tirá-los da rua, já que a presença deles enfeia a cidade ou traz riscos à segurança.

– “A palavra-chave desse projeto é vínculo. Os profissionais vão ao encontro dos moradores de rua, vão ouvi-los, farão parte do cotidiano delaes. O intuito é criar um elo, um vínculo de confiança, que é o primeiro passo para a reabilitação e a reinserção social. É imprescindível também a integração, por exemplo, com as equipes do hospital, dos CRAS, do Médico de Família, porque toda essa estrutura será usada em algum momento. É um trabalho conjunto”, declarou Larissa Galhardo.

Como surgiram os Consultórios na Rua

Segundo o Ministério da Saúde, os Consultórios de Rua foram diretamente inspirados num projeto realizado em Salvador, em 1999, para frear o avanço do consumo de drogas, principalmente por crianças e jovens, nas ruas da capital baiana. Naquele ano, o consumo foi fortemente acentuado pela recém-proliferação do crack nas principais capitais do país. Entre 1999 e 2009, o ministério apoiou o programa em Salvador e expandiu a ação para outras cidades. Em 2010, incluiu o programa no Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack.

Segundo as diretrizes do ministério, os Consultórios de Rua são uma ferramenta estratégica para o acolhimento da população em risco social e o direcionamento voluntário de pacientes para os equipamentos da rede pública de saúde e assistência social, sejam hospitais, postos de saúde, Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) ou Centros de Referência em Assistências Social (CRAS).

Novembro 12, 2012 Posted by | jornalismo, Maricá, projeto social, saúde | Deixe um comentário

Servidores apresentam Teatro do Oprimido em Maricá

Texto: Leandra Costa (edição: Marcelo Moreira) | Fotos: Clarildo Menezes

Apresentação do esquete utilizando as técnicas do Teatro do Oprimido.

Um grupo de servidores municipais que participou, em setembro, de um curso do Centro de Teatro do Oprimido, organizado pela prefeitura, apresentou na última sexta-feira (09/11), na Casa da 1ª à 3ª Idade, parte do que aprendeu nas aulas. Eles entraram em cena e utilizaram os conhecimentos do teatrólogo Augusto Boal, responsável pelos métodos do Teatro do Oprimido. O evento foi a primeira oportunidade para que esse grupo pudesse exibir para os demais participantes do curso o que foi criado depois das oficinas realizadas em setembro.

Gabriela Lopes e Paulo Sérgio Gonçalves, servidores das secretarias municipais de Educação e Cultura, respectivamente, apresentaram um esquete intitulado “O Casamento” e que retratava o tema da violência doméstica. A cena, criada pelos dois, foi apresentada originalmente para alunos do quarto ano do Colégio Estadual Elisiário Matta. “Com a oficina, aprendemos a lidar com as diferenças e com temas tidos como "problemáticos", utilizando as técnicas teatrais e de exercícios de interação corporal”, comentou Gabriela.

Por meio de um teatro-fórum, a apresentação contou com diálogos livres e a participação do público para o desencadeamento da história – uma das premissas do Teatro do Oprimido. Para Paulo Sérgio, a fórmula do teatro-fórum permite a interação com a plateia e novas opções de se encarar a realidade. “É uma forma de democratizar a cultura, incentivando a produção e a participação popular”, explicou.

O projeto

A capacitação do Projeto Piloto Teatro do Oprimido, iniciado em setembro desse ano, incluiu exercícios de dramatização, jogos e outras atividades com foco na democratização dos meios de produção teatral, ou seja, no preparo dessas pessoas para que elas também pudessem comandar pequenas oficinas de teatro em suas esferas de trabalho, como escolas, associações de moradores e postos de saúde, estimulando o debate de temas socialmente relevantes, como homofobia, preconceitos raciais e violência contra a mulher.

A parceria entre a prefeitura e o Teatro do Oprimido se estenderá até 13 de dezembro, quando haverá uma apresentação dos trabalhos desenvolvidos por todos os alunos.

A funcionária da secretaria municipal de Assistência Social e Participação Popular, Maria Lúcia Camacho, participante do projeto, considerou a iniciativa uma excelente experiência. “Estou descobrindo um lado que não conhecia. Sou pintora, atriz, uma verdadeira artista”, brinca a servidora, que está aproveitando o ensinamento passado para multiplicar a técnica teatral junto aos moradores de Inoã, por meio da associação de moradores. “Estamos nos aproximando da comunidade e debatendo os temas que mais afligem aquelas pessoas. Com o teatro, conseguimos compreender melhor os anseios dos moradores e buscamos formas de resolver os problemas conjuntamente”, acrescentou.

De acordo com a coordenadora do projeto em Maricá, Helen Sarapeck, é relevante a aproximação de representantes públicos com a comunidade. “Nosso objetivo é criar mecanismos de discussão e de enfrentamento da realidade oferecendo um caminho para a transformação”, explicou.

“O Casamento” retratava o tema da violência doméstica.

Gabriela Lopes estimula a participação da plateia.

Novembro 12, 2012 Posted by | jornalismo, Oficinas, Teatro | Deixe um comentário

Exposição homenageia as mulheres no Centro Educacional Municipal Joana Benedicta Rangel, em Maricá

Texto: Jorge André | Fotos: Fernando Silva

A biblioteca do Centro Educacional Municipal Joana Bededicta Rangel é das mulheres. Na tarde desta segunda-feira (12.11) uma exposição com trabalhos dos alunos das turmas 825, 826, 925 e 926 colocou a mulher em destaque. Com o título “Brasil Feminino” e sob a orientação do professor de história Egídio Carneiro Alves, os estudantes fizeram uma homenagem à mulher brasileira. Há 28 anos trabalhando no Joana, Egídio afirmou que sempre escolhe um tema para ser trabalhado pelos alunos.

Antes da abertura da exposição, a Banda de Tambores do Centro Educacional Municipal Joana Benedicta Rangel fez uma rápida apresentação tocando o Hino Nacional e as músicas “Mulher Rendeira”, Luiz Gonzaga, e “Garota de Ipanema”, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Acompanharam a cerimônia de abertura a diretora Adriana Mataruna, a secretária de Assistência Social, Laura Maria Vieira da Costa, e, representando a secretária municipal de Educação, Marta Quinan, a professora Alessandra Dantas, da Subsecretaria de Desenvolvimento de Educação Básica.

Dentro da biblioteca, vários painéis com personalidades da nossa história. Entre elas, Maria da Penha, que dá nome à lei que aumentou o rigor contra agressões cometidas contra a mulher no ambiente familiar. Outras brasileiras de destaque, como Regina Casé, Fátima Bernardes e a Rainha do Chorrinho, Ademilde Fonseca, também são homenageadas.

Para a estudante Agna Cristina, da turma 825, que fez o trabalho sobre Glória Pires, foi uma pesquisa bem interessante. “O trabalho fez com que eu descobrisse um pouco mais sobre esta artista”. O alunos Nicole Silva e Ana Carla, da turma 926, pesquisaram sobre Dolores Gonçalves Costa, mais conhecida como Dercy Gonçalves, e ficaram surpresas com a história de uma das maiores precursoras do teatro de improviso no Brasil.

Alunos participam de palestra sobre Política de Ação Afirmativa

A professora do Centro Educacional Municipal Joana Benedicta Rangel, Djenane Lessa, sugeriu à Adriana Mataruna uma palestra direcionada aos alunos que abordasse o tema “Política de Ação Afirmativa”, por meio do estudo da Lei 1639/03, que inclui no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira". Segundo Djenane, foi uma oportunidade de aproveitar as festividades da escola e também a Semana da Consciência Negra.

Professora de história e Especialista em Ensino da História da Cultura Afro-Brasileira na Educação, pelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFIRJ), Djenane Lessa abordou questões sobre a afirmação da identidade e sobre o racismo no país. “Somos um país racista. As pessoas não se assumem como afro-descendentes”, afirmou.

A palestrante falou também das políticas compensatórias de cotas tanto nos setores públicos como privados do país. Ela destacou ainda a importância de desfazer os estereótipos e os preconceitos enraizados na história do país. Djenane falou também sobre a exclusão social.

Segundo Adriana Mataruna, este tipo de ação oferece ao aluno a possibilidade de entender um pouco mais sobre a nossa cultura. “É importante para o jovem se informar sobre estes assuntos. Queremos, por exemplo, que eles entendam porque uma lei dessas existe no país”, finalizou.

 

Novembro 12, 2012 Posted by | Educação, jornalismo, Maricá | Deixe um comentário

Maricá inaugura em dezembro abrigo para crianças vítimas de violência doméstica

Texto: Secretaria de Comunicação

Maricá inaugura no dia 3 de dezembro a Casa de Abrigo, que vai acolher crianças e adolescentes de zero a 17 anos e 11 meses vítimas de violência doméstica. O objetivo do espaço não é receber menores infratores e contará com equipe formada por um psicólogo, um assistente social e dois casais de pais sociais. Trata-se de uma exigência do Ministério Público e da Vara da Infância e Juventude que todos os municípios possuam casas para abrigar menores de idade nesse tipo de situação.

A secretária municipal de Direitos Humanos, Sylvia Cantuária, explica que 13 crianças de Maricá estão inscritas, sendo que nove delas serão trazidas de outros municípios que as acolheram anteriormente por já possuírem abrigos. Elas aguardam o espaço ficar pronto, onde continuarão a receber assistência especializada.

“É uma casa comum, em que os pais sociais limpam, cuidam das crianças, levam e trazem do colégio, ajudam a fazer lições de casa etc. Enquanto isso, nós tentamos reintegrá-los às famílias. Se não tivermos sucesso nesse sentido, elas entram para a lista de adoção”, diz Sylvia, informando ainda que, durante a noite e nos finais de semana, haverá um psicólogo de sobreaviso, para os casos em que o espaço receba uma nova criança. “Cursos, oficinas e passeios também serão oferecidos”, acrescenta Sylvia.

Novembro 12, 2012 Posted by | direitos humanos, jornalismo, Maricá | Deixe um comentário

Prefeitura de Maricá concede ponto facultativo nos dias 16 e 19 de novembro

Texto: Leandra Costa (edição: Marcelo Moreira)

Em razão dos feriados de Proclamação da República (15/11) e do Dia da Consciência Negra (20/11), a prefeitura de Maricá decreta ponto facultativo nas repartições públicas municipais nos dias 16 e 19, respectivamente, sexta e segunda-feira.
O decreto municipal nº 121, de 06 de novembro de 2012, segue o decreto estadual nº 43.923/2012, de 05 de novembro, assinado pelo governador do estado, Sérgio Cabral (PMDB), que institui pontos facultativos nesses mesmos dias nas repartições públicas estaduais.
Com a medida, o expediente nas repartições públicas do município será encerrado na quarta-feira, dia 14/11, às 17 horas, e retomado na quarta-feira seguinte, dia 21/11, às 9h. No entanto, durante esse período, serão mantidos em pleno funcionamento os serviços considerados essenciais, como o Hospital Conde Modesto Leal, a UPA, os plantões 24h da Defesa Civil e da Guarda Municipal e os serviços de coleta de lixo, entre outros.

Pague Fácil funcionará no sábado (17/11)
Outro serviço que estará disponível para os contribuintes são os postos de atendimento do Pague Fácil, programa de negociação dos impostos municipais atrasados. Neste sábado, dia 17/11, funcionarão normalmente, das 10h às 15h, com atendimento em três locais: na sede da prefeitura (Rua Álvares de Castro nº 346 – Centro); no Terminal Rodoviário de Itaipuaçu (Rua Professor Cardoso de Menezes, antiga Rua 1 – Itaipuaçu); e no posto volante de Ponta Negra, que funciona em uma unidade de saúde do distrito (Rua Alcebíades Teodoro Pereira, s/n – posto de saúde de Ponta Negra).
O Pague Fácil garante o pagamento dos débitos com isenção das multas, caso a dívida seja integralmente quitada, ou o parcelamento do valor devido em até 100 prestações. Quem tiver interesse em aderir ao programa deve procurar uma das três unidades com os seguintes documentos: identidade, comprovante de residência e o CPF (pessoa física). No caso de pessoa jurídica, são aceitos documentos que comprovem alguma vinculação ou uma procuração.

Novembro 12, 2012 Posted by | jornalismo, Maricá | Deixe um comentário

Maricá estará presente na 17ª Parada do Orgulho LGBT de Copacabana

Texto: Secretaria de Comunicação

A Subsecretaria da Sexualidade de Maricá vai representar o município na 17ª Parada do Orgulho LGBT de Copacabana – Grupo Arco-íris, que acontece domingo (18.11), no Rio de Janeiro. A secretária municipal de Direitos Humanos, Sylvia Cantuária, disse que há 70 vagas nos dois ônibus disponibilizados para levar os gays e simpatizantes. “Quem quiser nos acompanhar, deve vir à secretaria até esta quarta-feira, dia 14, com xérox da carteira de identidade, e informar o número do manequim, porque vamos dar camisetas”, frisou Sylvia. O ponto de encontro será na própria secretaria, que fica na Rua Alcebíades Alves de Mattos, 229, Boa Vista.

Novembro 12, 2012 Posted by | direitos humanos, jornalismo, shows e eventos | | Deixe um comentário

Presidente Maria das Graças Silva Foster é homenageada com a Medalha Pedro Ernesto

Graça Foster também recebeu do Sinaval placa de reconhecimento pelos serviços prestados pela Petrobras à indústria naval brasileira

 Graça Foster recebe Medalha Pedro Ernesto Em cerimônia realizada terça-feira (12) na Câmara do Municipal do Rio de Janeiro, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, recebeu a Medalha Pedro Ernesto como destaque em sua área de atuação

Em cerimônia realizada hoje (12/11) na Câmara do Municipal do Rio de Janeiro, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, recebeu a Medalha Pedro Ernesto, principal homenagem que o Rio de Janeiro presta às personalidades que mais se destacaram na sociedade brasileira em suas respectivas áreas de atuação.
A cerimônia contou com a participação da deputada federal Benedita da Silva, do deputado federal Luiz Sérgio, dos diretores da Petrobras José Miranda Formigli (Exploração e Produção), José Carlos Cosenza (Abastecimento) e José Antônio de Figueiredo (Engenharia, Tecnologia e Materiais); do presidente da Transpetro, Sérgio Machado, e do presidente da Petrobras Distribuidora, José Lima de Andrade Neto.
O vereador Reimont Luiz Otoni, autor da homenagem à presidente da Petrobras, abordou, em seu discurso, o sucesso profissional de Maria das Graças Silva Foster, lembrando que é fundamental registrar histórias de pessoas que, ao longo da vida, ultrapassaram barreiras e se tornaram um exemplo a ser seguido. "Seu trabalho é de grande contribuição ao País, ao estado e à cidade do Rio de Janeiro. A senhora ocupou diversos cargos, tem sido incluída em importantes rankings internacionais. Condecorar a senhora é deixar registrado na história da cidade do Rio de Janeiro a luta de uma mulher pela construção de um Brasil soberano."
Representando as mulheres da Petrobras, a gerente executiva de Exploração e Produção – Serviços, Cristina Lucia Duarte Pinho, ressaltou a capacidade de liderança da presidente e os desafios que ainda virão. "São 32 anos de dedicação à Petrobras e ao Brasil, mas a presidente ainda tem grandes desafios nos próximos anos. Sua competência e, sobretudo, sua coragem nos dão certeza de que alcançaremos nossos objetivos."
Cristina Pinho também falou do amor que Graça Foster tem pela Petrobras. "Como mulher, lidera com confiança e resolução, mas também com muito carinho." E ressaltou a importância de uma mulher ter assumido a presidência da maior empresa brasileira. "As mulheres brasileiras hoje ocupam 26% dos ministérios, 18% das cadeiras do Tribunal Superior, 2% do Senado e 13% da Câmara dos Deputados. Hoje, 15% dos executivos das principais empresas do mundo são mulheres."
Na Petrobras, concluiu Cristina Pinho, "nós representamos quase 16% da força de trabalho e 15% das atuais posições gerenciais. É uma mulher a presidente da quinta maior empresa de petróleo do mundo, indicada pela revista Forbes como uma das mulheres mais poderosas do planeta."
O chefe de gabinete da presidente, Jorge Salles Camargo Neto, listou características que julga importantes no caráter de Maria das Graças Silva Foster e que considera fundamentais para comandar uma empresa do tamanho da Petrobras. "Nessa executiva de sucesso há uma mulher simples. Ela assumiu a presidência da Petrobras, mas continua sendo a mesma pessoa, não mudou em nada". E ressaltou: "A presidente tem um grande coração quando se trata de ajudar as pessoas. Não admite injustiças."
Tendo um histórico profissional muito próximo ao da presidente da Petrobras, com quem trabalha há mais de 20 anos, José Alcides Santoro, diretor de Gás e Energia, representou os diretores da empresa na homenagem feita pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro.
"Meu caminho se cruzou com o da Graça ainda na década de 80", contou Alcides Santoro. "Foi lá que conheci essa engenheira de caráter firme e determinado, uma profissional que sempre demonstrou extrema competência. Como diretora, em pouco mais de quatro anos transformou a área de Gás e Energia da Petrobras. Como exemplo de suas realizações podemos citar a ampliação do parque de fertilizantes nitrogenados, produto fundamental para a área agrícola brasileira e o impulso da geração termelétrica."
Após as homenagens, a presidente da Petrobras disse que, ao ouvir os discursos, lembrou de importantes momentos de sua vida profissional e pessoal. Graça Foster falou da emoção que teve ao entrar, pela primeira vez, na sede da Petrobras. "Naquela época eu queria aprender e estava muito ansiosa. Minha ansiedade tem como fundamento contribuir para o crescimento da Petrobras e do meu País. Isso é o que faço ainda hoje. Agir para vencer desafios e obstáculos. Sonhar e trabalhar para o sucesso da Petrobras."
A presidente agradeceu as homenagens, afirmando que divide com os amigos de jornada a alegria e o orgulho de receber a medalha tão importante. "Pedro Ernesto fez muito pela nossa cidade. Quando prefeito foi pioneiro na concessão de subvenções às escolas de samba, alegrando os morros que conheceu ainda estudante ao participar de campanha de vacinação contra febre amarela", disse. Graça dedicou a medalha às meninas de origem humilde. "Dedico essa medalha a todas as meninas das comunidades do Rio de Janeiro que sonham como eu com a transformação social de nosso país."
Homenagem da indústria naval – Também nesta segunda-feira, a presidente Maria das Graças Silva Foster recebeu homenagem pelo apoio da Petrobras à indústria naval brasileira, entregue pelo presidente do Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval), Ariovaldo Rocha, em cerimônia presidida pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.
O presidente da Transpetro, Sérgio Machado, também foi homenageado pelo Sinaval pela contribuição ao desenvolvimento da indústria naval e offshore brasileira. As homenagens foram prestadas durante a entrega do II Prêmio Naval de Qualidade e Sustentabilidade, promovido pelo Sinaval, no Rio de Janeiro.
Durante a cerimônia, o ministro Guido Mantega falou sobre os desafios da indústria naval: "A crise financeira mundial não terá impacto na indústria naval, devido à grande demanda, disse o ministro. "Temos o maior número de encomendas do mundo. Estou certo de que a indústria naval vai vencer todos esses desafios", finalizou.

Novembro 12, 2012 Posted by | jornalismo, social | , , | Deixe um comentário

Setrab do Rio de Janeiro estará validando atestados para deficientes nesta terça-feira

A Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab), através da Superintendência de Saúde, Segurança e Ambiente do Trabalho, comunica que nesta terça-feira (13), haverá o primeiro atendimento de validação de atestados para pessoas com deficiência física. Tal ação significa tornar válidos os documentos que identificam o tipo de lesão ou patologia apresentada pelo candidato. No local, ocorrerá a avaliação, o fornecimento e a revalidação dos atestados.

De acordo com a Lei nº 8213, que defende a contratação de portadores de necessidades especiais pelas empresas, a Superintendência promove o atendimento, para que estas pessoas estejam regularizados e possam entrar no mercado de trabalho. O atendimento ocorrerá das 9 às 10h30min, no prédio da Setrab, localizado na Avenida General Justo, 275, sala 707, Castelo – Rio de Janeiro.

Novembro 12, 2012 Posted by | jornalismo | | Deixe um comentário

Rio prepara Plano Diretor de Tecnologia de Informação para Transportes

Resultado de trabalho feito por japoneses será apresentado nesta terça-feira por secretários de Transportes do Estado e Município

Secretarias de Transportes do Município e do Estado apresentam nesta terça-feira, às 9h30, no auditório do Palácio Guanabara, o resultado da primeira fase do trabalho desenvolvido na Região Metropolitana por técnicos da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), para realização do primeiro Plano Diretor de Tecnologia de Informação para Transportes do Rio. Dentre as diversas funções, o sistema é capaz de coletar, processar e fornecer dados aos motoristas, em tempo real, via GPS, celular ou painéis eletrônicos sobre áreas de possíveis alagamentos, colisões, obras, engarrafamentos, além de traçar roteiros alternativos automaticamente. O evento será apresentado pelos secretários Julio Lopes e Carlos Roberto Osório, com a participação dos representantes da agência japonesa.

Secretaria Estadual de Transportes

Novembro 12, 2012 Posted by | jornalismo, transporte | | Deixe um comentário