Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Na Casa de Cultura a pesquisadora Nadia Chaia é aplaudida por seleta platéia em sua palestra “Um olhar sobre as culturas negras”

Fotos e texto: Rosely Pellegrino

Nesta sexta feira 23.11.2012, além da sessão do filme as 19:30, acontece um bate-papo com outro ícone da defesa e exposição da cultura negra no país. Jornalista, produtor, diretor de cinema e televisão, artista plástico, etnomusicólogo, Délcio Teobaldo que encerrará a noite falando sobre o "Afro jornalismo".

DSCF1934 Programação da Semana da Consciência Negra na Casa de Cultura de Maricá

DSCF1940  Exibição do documentário “Abdias do Nascimento 90 anos – História Viva”

DSCF1944 A palestrante da noite de abertura, Nadia Povoa Chaia membro da Academia de Ciências e Letras de Maricá e pesquisadora da cultura bantu, ao lado do subsecretário Municipal de Cultura de Maricá, Zola Xavier

Em comemoração à Semana de Consciência Negra, a secretaria municipal de Cultura de Maricá, reinaugurou a sala Darcy Ribeiro, na noite desta quinta feira 21.11.2012, com a exibição do documentário “Abdias do Nascimento 90 anos – História Viva”, seguida de palestra com Nadia Povoa Chaia membro da Academia de Ciências e Letras de Maricá e pesquisadora da cultura bantu, que foi recebida com muito carinho pelo subsecretário Municipal de Cultura Zola Xavier, que conduziu os trabalhos da mesa, e foi muito aplaudida pela seleta platéia presente, ao falar sobre música, religião e igualdade racial. Sempre muito simpatica e atenciosa para com a platéia, Nadia remontou a história, formeceu dados com informações importantes sobre a vinda dos negros para o Brasil, seu destinos e etnias.

DSCF1938 DSCF1962.

DSCF1970 Reinaugurando sala Darcy Ribeiro, o Subsecretário Municipal de Cultura de Maricá Zola Xavier, deu as boas vindas aos presentes, e apresentou a palestrante da noite de abertura da Semana da Conscência Negra, Nadia Povoa Chaia

DSCF1965 DSCF1945 Nadia Povoa Chaia membro da Academia de Ciências e Letras de Maricá e pesquisadora da Cultura Bantu, com sua sabedoria e simpatia, conquistou o público presente e foi aplaudida por todos

DSCF1974 Nadia Povoa Chaia recebeu elogios do radialista Sergio Mesquita, pela qualidade informativa de sua palestra

Dentre os presentes destacamos a presença da secretária Municipal de Metas do Governo Janete Valadão, do radialista Sergio Mesquita, do Jornalista, produtor, diretor de cinema e televisão, artista plástico, etnomusicólogo, Délcio Teobaldo, de Mestre Dico da Capoeira, da presidente da Academia Ciências e Letras de Maricá, Meg Carvalho, do Assessor da Subsecretaria Municipal das Diversidades Religiosa, Liminha, do Superintendente do Museu de Maricá, Professor de História Cesar Brum, amigos da cultura, além de alunos e ex alunos do Colégio Estadual Elisiário Matta que prestigiaram e elogiaram o evento.

Nesta quinta (dia 22.11.2012), a partir de 19:30h, acontece a segunda exibição do documentário “Abdias do Nascimento 90 anos – História Viva”. Político, artista plástico, poeta e escritor. A história de Abdias confunde-se com as próprias raízes do movimento negro no país e no mundo. Ele, foi o líder político que formou a primeira geração de atores e atrizes dramáticos negros do teatro brasileiro. Professor emérito da Universidade do Estado de Nova York, ex-deputado federal, senador e secretário de Estado do Governo do Rio de Janeiro, Abdias foi também criador do Teatro Experimental do Negro e do Museu de Arte Negra, e pioneiro na formulação de políticas de igualdade racial e ação afirmativa. O ativista do Movimento ao Negro, Abdias Nascimento faleceu em 24 de Maio de 2011, aos 97 anos.

DSCF1973 O subsecretrário Municipal de Cultura de Maricá Zola Xavier, e os palestrantes da Semana da Consciência Negra na Sala Darcy Ribeiro, da Casa de Cultura de Marícá, Délcio Teobaldo e Nadia Povoa Chaia.

Amanhã, sexta feira 23.11.2012, além da sessão do filme as 19:30, acontece um bate-papo com outro ícone da defesa e exposição da cultura negra no país. Jornalista, produtor, diretor de cinema e televisão, artista plástico, etnomusicólogo, Délcio Teobaldo que encerrará a noite falando sobre o "Afro jornalismo".

Entrada franca. Estão todos convidados.

Novembro 22, 2012 Posted by | arte, cultura, direitos humanos, jornalismo, Lazer, Maricá, palestra gratis, projeto cultural | , , , , | Deixe um comentário

Helicoptero perde estabilidade de vôo e cai em Maricá

Texto e fotos: Rosely Pellegrino

DSCF1988 Na manhã desta quinta feira, aproximadamente por volta das 10 horas, um helicóptero de instrução da Helimax Escola de Aviação Civil, modelo Robinson 22 com o prefixo PP-MEJ , perdeu estabilidade de vôo, logo após decolar, e caiu ao tentar pousar na pista do aeroporto de Maricá, o aluno e o instrutor não sofreram ferimentos graves, nas fotos o estado em que ficou a aeronave após a queda.

O local onde estão os destroços do helicoptero, está sendo protegido pela Defesa Cívil de Maricá, na pessoa do Secretário Municipal Coronel Braga e equipe, aguardando a perícia dos técnicos do CENISA – Centro de Investigação de Acidentes Aeronaúticos, para determinar a causa do acidente

Segundo moradores da comunidade as rajadas de vento estavam fortes, e a aeronave quando perdeu altura e estabilidade, chegou a tocar a copa das arvores próximas ao local, quando aumentou a instabilidade e caiu tobado.

Dirigentes da Empresa Helimax, escola de aviação responsável pelo curso, não quiseram se pronunciar sobre o assunto. O helicóptero estava sendo pilotado pelo aluno Mauro César Silva de Queiróz, 40 anos. O nome do instrutor não foi revelado.

DSCF1987DSCF1983DSCF1984DSCF1993DSCF1986DSCF1990

Novembro 22, 2012 Posted by | acidente aéreo, jornalismo, Maricá | , , , | Deixe um comentário

Indústria italiana oferece a Maricá projeto de usina de energia elétrica à base de lixo

Texto: Marcelo Ambrosio | Fotos: Marcelo Ambrosio

Alessandro Ferretti e Maurizio Marchetti (no centro) ofereceram projetos que podem resolver a questão do tratamento de resíduos no município

O boom econômico em Maricá transformou a cidade em polo de interesse de grupos estrangeiros interessados em novos mercados conjugando desenvolvimento à sustentabilidade. Depois de receber, no início do mês, a missão da associação dos construtores civis de Roma (Acer – entidade que reúne 3 mil empresas com faturamento anual de até 50 milhões de euros), a cidade recebeu na semana passada os empresários Alessandro Ferretti e Maurizio Marchetti, dois pesos-pesados da indústria de base italiana. Ambos estiveram no Paço Municipal e apresentaram aos secretários municipais de Desenvolvimento Econômico, Lourival Casula, e de Fazenda, Roberto Santiago, soluções combinadas para a questão do lixo e da geração de energia alternativa.

Alessandro Ferretti dirige uma construtora especializada em obras pesadas e ofereceu ao município uma usina de energia elétrica baseada na incineração limpa de lixo. Já Maurizio Marchetti, presidente da Euro Consorzio Lavori, fabrica unidades para queima segura de lixo plástico, principalmente pneus, um problema sério de poluição. Segundo ele, a tecnologia – chamada pirólise – é nova e seu uso encontra-se em expansão na Itália. Marchetti também fabrica gramados para campos de futebol, mesclando grama natural à artificial. Os estádios do Novara e do Bari – ambos times da primeira divisão – e o San Siro, do Milan, já utilizam essa técnica.

Incineração certificada na Europa

Baseada em Bérgamo e fundada há 103 anos, a construtora Ferretti quer implantar em Maricá uma unidade capaz de incinerar 200 toneladas de lixo por dia – o dobro do volume produzido hoje na cidade – gerando, através de turbina a vapor, 5,5 megawatts/dia – quantidade cinco vezes maior do que o consumo mensal para a iluminação pública (1,02 megawatt/mês). Comparada a modelos eólicos, por exemplo, a tecnologia também é considerada mais produtiva, já que uma turbina eólica gera de 200 a 550 kw/h por mês. “Na Europa não temos espaço nem aterros sanitários e essa solução já se mostrou viável inclusive para aquecer a água das casas”, explicou Ferretti, referindo-se à usina de incineração, que queima, sem resíduos, qualquer tipo de material.

O equipamento combina tipos de queima à ação de filtros especiais. Num destes, elétrico, por exemplo, a poeira é destruída. Já poluentes como o ácido clorídrico e o óxido de enxôfre passam por reações químicas e, em outra etapa, dioxinas e metais pesados como o mercúrio também são eliminados por catalisadores específicos. Segundo Ferretti, o processo está consagrado. “Temos uma em operação desde 2000 perto de Milão”, atestou.

O secretário Lourival Casula considerou o projeto, avaliado em 60 milhões de euros – aproximadamente R$ 160 milhões – interessante para Maricá. “É uma solução possível para a questão do lixo e ainda atende à nossa estratégia de buscar fontes de energia alternativa”, afirmou, antes de pedir a Ferretti que obtenha as certificações técnicas no Brasil. O empresário garantiu que os níveis de emissão seguem as rígidas normas ambientais europeias. “Nossas chaminés são monitoradas em tempo real pelas autoridades”, garantiu ele, que estuda apresentar a proposta ao BNDES. Já a Prefeitura se comprometeu a estudar formas de participação no empreendimento. “Pode ser através de uma PPP”, completou Casula.

O secretário Lourival Casula pediu a Ferretti que obtenha as certificações

Maurizio constrói equipamentos que queimam de forma limpa resíduos como pneus

Unidade de processamento perto de Milão

Outra planta da Ferretti

A usina em operação

Novembro 22, 2012 Posted by | Energia, jornalismo | Deixe um comentário

Irmãos Mello seguem colecionando vitórias na natação

Texto: Fernando Uchôa | Fotos: Divulgação

Mariana comemorou mais um primeiro lugar

Os irmãos Mello continuam trazendo medalhas da natação para Maricá. Desta vez ambos brilharam na etapa final do campeonato da Federação de Atletismo do Estado do Rio de Janeiro (FARJ), realizada no último domingo (18/11), na Travessia Itaipu, em Niterói. Mariana venceu na categoria júnior feminino e Pedro na juvenil masculino. Os dois atletas contam com o apoio da Prefeitura de Maricá.

Esses resultados deram a Mariana o vice-campeonato júnior feminino e ao irmão a terceira colocação no campeonato em pontos corridos. Em um percurso de 2,5 Km – prova curta – os atletas não enfrentaram maiores problemas: a água do mar estava calma e apresentava temperatura de 18 C°, ou seja, um pouco fria, mas suportável.

Agora, os irmãos Mello viajam para Santos, nesta quinta feira (22/11), a fim de disputarem os 25 km da Maratona Aquática Internacional 14 bis. A prova será realizada no próximo sábado (24/11).

Pedro foi o terceiro do campeonato

Novembro 22, 2012 Posted by | esportes, jornalismo | , | Deixe um comentário

Maricá apresentada em homenagem a Oscar Niemeyer

Texto: Jorge André | Fotos: Jorge André

A cidade de Maricá será destaque na série semanal “Casa Brasileira” do canal de tevê a cabo GNT. O programa – com exibição prevista para o dia 15 de dezembro – vai mostrar as diversas obras projetadas por Oscar Niemeyer, que comemora 105 anos naquele mês e, segundo o apresentador Alberto Renault, será homenageado pela produção. O município – com o qual a família do arquiteto tem vínculos históricos – possui duas propriedades ligadas a Niemeyer: a residência de praia do professor e antropólogo Darcy Ribeiro, em Cordeirinho, e a Fazenda Bananal, refúgio da família Niemeyer.

No último sábado (17/11), a equipe do programa gravou depoimentos com o escritor Toninho Vaz, que por diversas vezes passou as férias de verão com a família na residência de praia do amigo. Segundo Vaz, Darcy havia pedido a Niemeyer um “projetinho” para ele em Maricá. O arquiteto preparou a casa que atendia todas as exigências do indigenista. Uma residência em formato de sol, sem muros, com parte da casa coberta por sapê, fazendo referência às ocas. O espaço tornou-se refúgio para o descanso de Darcy, que não arredava pé da rede nem mesmo quando a ressaca lambia toda a frente da casa.

Trabalhando há 17 anos na casa, a caseira Maria de Jesus disse que era um orgulho servir a Darcy. “Ele era uma pessoa tranquila e gostava de almoçar no meio dos livros”, comenta, lembrando quando o patrão chegava e olhava para o mar. “Dizia: cheguei, marzão só meu. Estou sentindo o cheiro das índias”, repetiu ela. Toda voltada para o mar, a casa tem os traços característicos de Niemeyer, linhas fluidas e leveza mesmo em concreto. Com muitas curvas, permite que se veja o mar de qualquer parte do interior. O imóvel foi restaurado no ano passado depois de ter sido desapropriado e incorporado pela Prefeitura. A intenção é a de instalar ali um Centro de Educação Digital para professores.

Fazenda Bananal é recanto da Família Niemeyer

Depois de gravar parte do programa em Cordeirinho a equipe do “Casa Brasileira” seguiu para a fazenda da família Niemeyer. A casa grande e a capela estão localizadas no sopé da Serra do Bananal, e apesar das alterações sofridas, a primeira está incluída na tipologia das casas de fazenda do interior fluminense nos séculos XVIII e XIX. Para ter acesso à capela é necessário passar por dentro da casa, que tem seu interior simples com paredes brancas e decoração em dourado. A fazenda pertenceu ao alferes Antônio Joaquim Soares e à sua mulher, Maria Antônia Reginalda, e foi tombada em 1985 pelo Instituto Estadual do Patrimônio cultural (INEPAC).

Novembro 22, 2012 Posted by | cultura, jornalismo, Maricá | Deixe um comentário