Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Festival Chaplin diverte público na Casa de Cultura de Maricá

texto e fotos: Rosely Pellegrino

Na noite de ontem, quarta feira (05.12.2012), o público prestigiou mais uma sessão de Chaplin no Cine Clube da Casa de Cultura.

O filme de curta metragem “O Pagamento” de Charles Chaplin arrancou risos da platéia, e foi aprovado pelos pequenos.

“Ë um grato prazer ver as crianças sorrindo com Charles Chaplin, e os adultos também. Uma clara demosntração da imortalidade da obra deste grande artista”, comentou o subsecretário de Cultura Zola Xavier.

As sessões do Festival Charles Chaplin acontecem as quartas feira, as 19horas, na Casa de Cultura de Maricá, localizada na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro de Maricá / RJ.

Entrada Franca.

DSC02972DSC02973DSC02975DSC02974DSC02977DSC02979DSC02981DSC02982DSC02985DSC02988DSC02989DSC02990DSC02991DSC02993DSC02994DSC02995DSC02996DSC02998

Anúncios

Dezembro 6, 2012 Posted by | cinema / produção, cultura, jornalismo, Lazer, Maricá | | Deixe um comentário

Bilhete Único: prefeitura de Maricá recarrega cartões

Texto: Rafael Zarôr

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, informa que os cartões do Bilhete Único Universitário, referentes aos meses de outubro e novembro, foram recarregados. Para utilizar os benefícios, os estudantes precisam liberar os créditos no sistema do Riocard em terminais rodoviários de Itaipuaçu, Niterói ou na Estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro. A prefeitura informa ainda que, durante o período de férias escolares, os créditos não serão depositados no período para os alunos das instituições privadas.

Segundo a secretaria, 968 estudantes de universidades e de cursos técnicos são beneficiados pelo Bilhete Único. Na última sexta-feira (23/11), todos os cartões receberam recarga integral de R$ 217,80, independente do saldo do bilhete para compensar o atraso no repasse. Para as próximas recargas, o controle voltará a ser feito com base no critério do saldo. Os créditos são depositados para serem usados em período letivo – por isso não são feitas recargas em meses de férias, como em julho – e interrompidos em períodos nos quais as aulas são suspensas por algum motivo, como ocorreu durante a greve das universidades federais. Justamente por isso, como o semestre das instituições públicas está em andamento, para estes alunos o crédito foi mantido.

Com o Bilhete Único, duas passagens no intervalo de até duas horas e trinta minutos custam apenas R$ 4,95 – desde que uma delas seja em transporte municipal. O sistema atende estudantes que moram em Maricá e precisam se deslocar até Niterói para frequentarem as aulas e entrou em vigor no início do ano, em substituição aos antigos ônibus cuja capacidade de transporte era limitada. Em caso de dúvidas ou para obter mais informações, basta entrar em contato através do telefone 2637-2617.

Dezembro 6, 2012 Posted by | jornalismo, transporte | | Deixe um comentário

Corpo do arquiteto Oscar Niemeyer é embalsamado no Rio

Corpo viajará para Brasília, onde será velado no Planalto.
Enterro será na sexta-feira (7), no Cemitério São João Batista.

Fonte: G1 Rio

O corpo de Oscar Niemeyer foi embalsamado e deixou a Santa Casa de Misericórdia de Inhaúma, no subúrbio do Rio, por volta das 6h30 desta quinta-feira (6). O corpo chegou ao Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul, às 6h50. De lá, após a celebração de uma missa para familiares e amigos, segundo a viúva Vera Lúcia Cabreira, será levado para o Aeroporto Santos Dumont para embarcar em um voo fretado rumo a Brasília, onde será velado no Palácio do Planalto.

O arquiteto, que completaria 105 anos no próximo dia 15, morreu às 21h55 desta quarta-feira (5), em decorrência de infecção respiratória. Ele estava internado no Samaritano havia pouco mais de um mês.

Ainda nesta quinta, segundo o prefeito Eduardo Paes, o corpo retorna ao Rio, à noite, onde ficará no Palácio da Cidade. O enterro está marcado para sexta-feira (7), no Cemitério São João Batista, em Botafogo. A família ainda não divulgou o horário da cerimônia.

Horas após a confirmação da morte de Niemeyer, o prefeito foi ao hospital para cumprimentar os parentes do arquiteto. Paes disse que o último encontro com Niemeyer aconteceu há três meses.

Linha do tempo arquiteto Oscar  Niemeyer  (Foto: Editoria de Arte/TV Globo)

“Perdemos um grande brasileiro. Ele acreditou até o fim nos seus ideais. Jantei com ele há três meses e ele só falava de futuro”, disse.

Luto oficial
Paes decretou luto oficial de três dias, no Rio de Janeiro, após a morte de Oscar Niemeyer. Em nota enviada, na noite desta quarta-feira (5), ele lembrou as principais obras do aquiteto na cidade.

"Um dos maiores gênios que o Brasil deu ao mundo, Oscar Niemeyer foi mais do que um arquiteto brilhante e inovador que desafiou a lógica e contorceu as formas para criar verdadeiras obras de arte. Ele construiu marcos e deixou a sua marca na paisagem e na história de nosso país. Carioca, ele tinha com o Rio de Janeiro uma relação especial – Niemeyer deu à Cidade Maravilhosa o templo da folia, onde a maior de todas as festas acontece", diz a nota.

"Como prefeito do Rio, apaixonado por Carnaval e admirador do trabalho de Niemeyer, sinto-me honrado por a cidade ter concluído o projeto original do Sambódromo e, com isso, ter podido realizar o que o próprio mestre chamou de um sonho antigo. O Brasil e o mundo perderam hoje um homem que dedicou toda a sua vida a produzir beleza. Mas o que ele criou ficará entre nós como a lembrança de um grande carioca que fez a diferença", concluiu o prefeito em seu comunicado.

Novos projetos
O médico Fernando Gjorup disse, na noite desta quarta-feira (5), que Oscar Niemeyer conversou com a equipe médica sobre a vontade de realizar novos projetos, mesmo aos 104 anos.

Segundo Gjorup, o arquiteto só perdeu a consciência, pela manhã, após ser sedado. O médico, que cuidou dele por 15 anos, revela que Niemeyer pouco falava sobre a saúde.

“Antes dessa internação, ele chegou a conversar com a equipe sobre novos projetos. Ele não gostava de falar sobre a saúde dele, mas sabia que já tinha passado da metade da vida. Ele nunca falou sobre morte, só falava em viver. A equipe médica tinha esperança, mas havia a fragilidade de um senhor de 104 anos”, disse Gjorup, que cuidou do arquiteto nos últimos 15 anos.

Segundo a equipe médica, o arquiteto apresentou piora progressiva nos últimos dois dias. Cerca de 10 parentes estavam na Unidade Coronariana do hospital, quando Niemeyer morreu.

O arquiteto era submetido à hemodiálise e seu estado imunológico já era deficiente.

Histórico de internações
O arquiteto foi internado várias vezes ao longo dos últimos anos. A última foi em 2 de novembro, quando voltou ao Samaritano, seis dias depois de ter recebido alta. Desta vez, Niemeyer foi submetido a tratamento de hemodiálise e fisioterapia respiratória.

No dia 13 de outubro, o arquiteto deu entrada no Hospital Samaritano após sentir-se mal, apresentando um quadro de desidratação. Ele ficou internado por duas semanas.

Em maio, Niemeyer também esteve internado no mesmo hospital, quando deu entrada com desidratação e pneumonia. Depois de 16 dias, com passagem pela UTI, recebeu alta.

Em abril de 2011, o arquiteto ficou internado por 12 dias por causa de uma infecção urinária. Também já foi submetido a cirurgias para a retirada da vesícula e de um tumor no intestino.

Em 2010, Niemeyer também foi internado em abril, devido a uma infecção urinária.

Em 2009, o arquiteto ficou internado por 24 dias no Samaritano, entre setembro e outubro, após dores abdominais. Ele chegou a passar por uma cirurgia para retirar um tumor no intestino grosso, uma semana depois de ter sido operado para a retirada de um cálculo na vesícula.

Em junho do mesmo ano, o arquiteto foi internado no hospital Cardiotrauma de Ipanema, também na Zona Sul, queixando-se de dores lombares. Ele passou por uma bateria de exames e recebeu alta médica algumas horas depois. Na ocasião, exames de sangue e uma tomografia indicaram que Niemeyer estava apenas com uma lombalgia.

Em 2006, o arquiteto chegou a ficar 11 dias internado, após sofrer uma queda e passar por uma cirurgia.

Filha do arquiteto morreu em junho
A designer Anna Maria Niemeyer, única filha de Oscar Niemeyer, morreu aos 82 anos, em consequência de um enfisema pulmonar, em 6 de junho.

Segundo o administrador Carlos Oscar Niemeyer, filho de Anna, o avô esteve pela última vez com sua mãe, três dias antes, durante uma visita ao Hospital Samaritano, onde Anna Maria ficou mais de 40 dias internada.

Ainda de acordo com Carlos Oscar, durante o tratamento, Anna chegou a receber alta, mas voltou a ser internada no dia 1º de junho. Ela teve cinco filhos,13 netos e quatro bisnetos.

Carlos Oscar contou que sua mãe e o avô eram muito próximos e costumavam se falar todos os dias. Ele disse que Niemeyer ficou muito abalado ao receber a notícia da morte da única filha.

"O pai receber a notícia da morte de um filho é uma coisa extremamente difícil, imagina para um pai de 104 anos, a situação é ainda mais complicada", comentou Carlos, durante o sepultamento de Anna Maria Niemeyer.

Oscar Niemeyer manifestou vontade de ir ao enterro da filha no Cemitério São João Batista, em Botafogo. Mas, de acordo com os parentes, ele não compareceu após os médicos avaliarem que as condições de saúde do arquiteto não eram favoráveis.

Visita à Passarela do Samba
Em fevereiro, Niemeyer fez uma visita ao Sambódromo, durante a fase final das obras de reforma da Passarela do Samba que mantiveram o traçado original que o arquiteto projetou há 30 anos. Ele enfrentou o sol forte de meio-dia e percorreu num carrinho aberto toda a extensão da Avenida.

"Está muito bom. Melhorou muito. Este não é um trabalho só meu, é o trabalho de um grupo. Estou entusiasmado", disse Niemeyer, na ocasião.

O projeto de Niemeyer previa um equilíbrio entre os dois lados da Sapucaí, como se fosse um espelho. Com a obra, a Sapucaí passou a ter 12.500 lugares a mais, podendo acomodar 72.500 pessoas.

Trabalho em ateliê para festejar 104 anos
Autor de mais de 600 projetos arquitetônicos, Niemeyer decidiu festejar os seus 104 anos do jeito que mais gostava: trabalhando em seu ateliê de janelas amplas diante da Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio.

Em agosto de 2011, ele lançou o livro "As igrejas de Oscar Niemeyer" (Editora Nosso Caminho), na galeria de um shopping da Zona Sul do Rio.

Embora ateu convicto, o arquiteto selecionou fotos e desenhos das 16 obras religiosas, entre capelas e igrejas, que realizou ao longo de sua carreira.

"As pessoas se espantam pelo fato de, mesmo sendo comunista, me interessar pelas igrejas. E a coisa é tão natural. Eu morava com meus avós, que eram religiosos. Tinha até missa na minha casa. E eu fui criado num clima assim. Esse passado junto da família me deixou com a ideia de que os católicos são bons, que querem melhorar a vida e fazer um mundo melhor", explicou Niemeyer, na ocasião.

Dezembro 6, 2012 Posted by | Arquitetura e Urbanismo, jornalismo, social | , , | Deixe um comentário

Rio amanhece com céu claro e quinta-feira será de sol e calor

Temperatura máxima prevista para a capital é de 35 ° C.
Na quarta-feira, termômetros chegaram a 39° C na cidade.

Fonte: G1 Rio

 

Amanhecer no Posto 6, em Copacabana, atrás da estátua de Drummond (Foto: José Raphael Berrêdo/G1)Amanhecer no Posto 6, em Copacabana, atrás da estátua de Drummond (Foto: José Raphael Berrêdo/G1)

Após uma quarta-feira (5) de muito calor, com termômetros chegando a 39° C, o Rio amanhaceu novamente com céu claro e a quinta-feira também será de muito sol. A temperatura máxima prevista para a capital é de 35º C, como mostrou o Bom Dia.

Já na Região do Lagos, os termômetros devem registrar a temperatura máxima de 31º C. Na Região Serrana, também faz calor, com máxima de 31° C.

Dezembro 6, 2012 Posted by | jornalismo | Deixe um comentário

Sob o Céu, Sob o Sol antecipando o Natal em Maricá

Texto: Jorge André

Papai Noel vai chegar mais cedo este ano. O Bom Velhinho participa do Projeto Sob o Céu, Sob o Sol de Maricá na próxima sexta-feira (07/12), na Praça Conselheiro Macedo Soares, a partir das 18h. O show de voz e violão, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Turismo e Lazer com parceria da Secretaria Municipal de Cultura, terá apresentação do músico Raul Palmeira e da Banda TaTudoEmCasa.

Além da boa música, a Praça Conselheiro Macedo Soares vai contar ainda com brinquedos a preços populares para a alegria da “criançada” e o Trem Bão (trenzinho turístico) fazendo passeios por ruas da cidade.

Na última edição do happy hour, que aconteceu na sexta-feira (30/11), a Conselheiro Macedo Soares ficou lotada. Com a companhia do violonista e intérprete Raul Palmeiras, o público que prestigiou o evento assistiu ainda a apresentação do Grupo Garotos Sem Preconceito e do Manhoso, referência quando o assunto é forró. A expectativa dos organizadores do Sob o Céu, Sob o Sol de Maricá é repetir a noite que foi, segundo o Subsecretário de Turismo e Lazer, Elson Ribeiro, a melhor de todas. “Com a chegada do verão a tendência é as pessoas saírem mais de casa ou ficarem mais tempo na rua”, comentou.

Domingo de samba

No domingo (16/12) o Projeto Samba di Boteco, também realizado pela Secretaria Municipal de Turismo e Lazer, retorna para a Praça Orlando de Barros Pimentel. A roda de samba, comandada por Claudinho Guimarães e pela Banda Feijão com Arroz, começa às 17h. Depois das apresentações em Itaipuaçu e em Barra de Maricá os sambistas retornam para onde nasceu o projeto. O repertório é “recheado” de clássicos do samba de raiz, e segundo a secretaria, o Samba di Boteco vai seguir os mesmos moldes do Sob o Céu, Sob o Sol de Maricá, visitando vários locais da cidade, principalmente as praias, por conta da aproximação do verão.

Dezembro 6, 2012 Posted by | cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, musica, social, turismo | Deixe um comentário

Maricá comemora Dia Internacional dos Direitos Humanos com palestras

Texto: Fernando Uchôa

Maricá comemora, na próxima segunda-feira (10/12), o Dia Internacional dos Direitos Humanos. A data será prestigiada com palestras ministradas, a partir das 14h, por especialistas da área e representantes do município e do estado. Estão convidadas as palestrantes Ângela Freitas, superintendente dos Direitos da Mulher, e Leila Corado, superintendente de Políticas do Idoso, ambas da Secretaria Estadual de Direitos Humanos. O evento, cuja coordenação está a cargo da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, acontecerá no auditório do Fórum de Justiça da cidade (Rua Jovino Duarte de Oliveira, nº 65, Araçatiba). O tema deste ano é: “Direitos Humanos trabalhando em rede”.

O Dia Internacional dos Direitos Humanos é comemorado desde 1950. Foi criado dois anos após a assinatura, nas Nações Unidas, em 1948, da Declaração Universal dos Direitos Humanos. A proposta inicial era de promover a paz e a união com a inclusão das minorias étnicas e religiosas, mas a abrangência posteriormente passou a considerar gênero, respeito à liberdade civil e às identidades culturais.

Dezembro 6, 2012 Posted by | direitos humanos, jornalismo, Maricá | Deixe um comentário

Maricá terá evento sobre Dia Mundial de Combate ao Fumo e outras Drogas nesta sexta-feira

Texto: Sérgio Renato (com Marcelo Ambrosio)

A Subsecretaria de Prevenção à Dependência Química promove nesta sexta-feira (07/12) um evento de conscientização na Praça Orlando de Barros Pimentel, a partir das 19h. Haverá distribuição de prospectos, cartilhas, rodas de conversa e atividades culturais, em comemoração ao Dia Municipal de Combate ao Fumo e Outras Drogas. A data é festejada sempre no segundo sábado de dezembro.

Um dos focos do evento deste ano é o problema da venda de bebidas alcoólicas aos jovens. A atuação em termos de conscientização será feita junto ao comércio local e aos próprios frequentadores da praça (jovens e seus pais) sobre o perigo do consumo de álcool. A Secretaria Municipal de Assistência Social e o Fórum Permanente de Enfrentamento da Dependência Química também participam da organização.

A conscientização é importante dada a dimensão dessa questão em termos de saúde pública. De acordo com o Ministério da Saúde, a dependência do álcool, droga mais popular, atinge 12% dos adultos brasileiros e responde por 90% das mortes associadas ao uso de outras drogas. Já o tabagismo é responsável por cerca de 200 mil mortes por ano no Brasil e é reconhecido, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como uma doença epidêmica. A dependência da nicotina faz com que os fumantes se exponham continuamente a mais de quatro mil substâncias tóxicas, fator de risco para aproximadamente 50 doenças, principalmente as respiratórias e cardiovasculares, além de vários tipos de câncer.

Dezembro 6, 2012 Posted by | jornalismo, saúde | | Deixe um comentário

Faleceu no Rio o arquiteto Oscar Niemeyer

Arquiteto de 104 anos estava internado desde 2 de novembro em Botafogo.
Reconhecido internacionalmente, ele faria 105 anos em 15 de dezembro.

Do G1 Rio

O arquiteto Oscar Niemeyer (Foto: Reuters)Arquiteto morreu, aos 104 anos, no Rio de Janeiro (Foto: Reuters)

Infográfico Niemeyer (Foto: Arte/G1)

O arquiteto Oscar Niemeyer, de 104 anos, morreu no Rio. Ele estava internado desde 2 de novembro, no Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul. Reconhecido internacionalmente por suas obras, Niemeyer completaria 105 anos em15 de dezembro. A morte dele foi confirmada às 21h55.

Nesta quarta-feira (5), um boletim médico informava que o estado de saúde do arquiteto havia piorado e era considerado grave.

Ainda segundo o hospital, Niemeyer respirava com a ajuda de aparelhos e encontrava-se sedado por causa de uma infecção respiratória.

O hospital informou também que a piora do quadro clínico do paciente aconteceu após a visita do médico Fernando Gjorup nesta quarta-feira.

Histórico de internações
O arquiteto foi internado várias vezes ao longo dos últimos anos. A última foi em 2 de novembro, quando voltou ao Samaritano, seis dias depois de ter recebido alta. Desta vez, Niemeyer foi submetido a tratamento de hemodiálise e fisioterapia respiratória.

No dia 13 de outubro, o arquiteto deu entrada no Hospital Samaritano após sentir-se mal, apresentando um quadro de desidratação. Ele ficou internado por duas semanas.

Em maio, Niemeyer também esteve internado no mesmo hospital, quando deu entrada com desidratação e pneumonia. Depois de 16 dias, com passagem pela UTI, recebeu alta.

Em abril de 2011, o arquiteto ficou internado por 12 dias por causa de uma infecção urinária. Também já foi submetido a cirurgias para a retirada da vesícula e de um tumor no intestino.

Em 2010, Niemeyer também foi internado em abril, devido a uma infecção urinária.

Em 2009, o arquiteto ficou internado por 24 dias no Samaritano, entre setembro e outubro, após dores abdominais. Ele chegou a passar por uma cirurgia para retirar um tumor no intestino grosso, uma semana depois de ter sido operado para a retirada de um cálculo na vesícula.

Em junho do mesmo ano, o arquiteto foi internado no hospital Cardiotrauma de Ipanema, também na Zona Sul, queixando-se de dores lombares. Ele passou por uma bateria de exames e recebeu alta médica algumas horas depois. Na ocasião, exames de sangue e uma tomografia indicaram que Niemeyer estava apenas com uma lombalgia.

Em 2006, o arquiteto chegou a ficar 11 dias internado, após sofrer uma queda e passar por uma cirurgia.

Filha do arquiteto morreu em junho
A designer Anna Maria Niemeyer, única filha de Oscar Niemeyer, morreu aos 82 anos, em consequência de um enfisema pulmonar, em 6 de junho.

Segundo o administrador Carlos Oscar Niemeyer, filho de Anna, o avô esteve pela última vez com sua mãe, três dias antes, durante uma visita ao Hospital Samaritano, onde Anna Maria ficou mais de 40 dias internada.

Ainda de acordo com Carlos Oscar, durante o tratamento, Anna chegou a receber alta, mas voltou a ser internada no dia 1º de junho. Ela teve cinco filhos,13 netos e quatro bisnetos.

Carlos Oscar contou que sua mãe e o avô eram muito próximos e costumavam se falar todos os dias. Ele disse que Niemeyer ficou muito abalado ao receber a notícia da morte da única filha.

"O pai receber a notícia da morte de um filho é uma coisa extremamente difícil, imagina para um pai de 104 anos, a situação é ainda mais complicada", comentou Carlos, durante o sepultamento de Anna Maria Niemeyer.

Oscar Niemeyer manifestou vontade de ir ao enterro da filha no Cemitério São João Batista, em Botafogo. Mas, de acordo com os parentes, ele não compareceu após os médicos avaliarem que as condições de saúde do arquiteto não eram favoráveis.

Visita à Passarela do Samba
Em fevereiro, Niemeyer fez uma visita ao Sambódromo, durante a fase final das obras de reforma da Passarela do Samba que mantiveram o traçado original que o arquiteto projetou há 30 anos. Ele enfrentou o sol forte de meio-dia e percorreu num carrinho aberto toda a extensão da Avenida.

"Está muito bom. Melhorou muito. Este não é um trabalho só meu, é o trabalho de um grupo. Estou entusiasmado", disse Niemeyer, na ocasião.

O projeto de Niemeyer previa um equilíbrio entre os dois lados da Sapucaí, como se fosse um espelho. Com a obra, a Sapucaí passou a ter 12.500 lugares a mais, podendo acomodar 72.500 pessoas.

Trabalho em ateliê para festejar 104 anos
Autor de mais de 600 projetos arquitetônicos, Niemeyer decidiu festejar os seus 104 anos do jeito que mais gostava: trabalhando em seu ateliê de janelas amplas diante da Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio.

Em agosto de 2011, ele lançou o livro "As igrejas de Oscar Niemeyer" (Editora Nosso Caminho), na galeria de um shopping da Zona Sul do Rio.

Embora ateu convicto, o arquiteto selecionou fotos e desenhos das 16 obras religiosas, entre capelas e igrejas, que realizou ao longo de sua carreira.

"As pessoas se espantam pelo fato de, mesmo sendo comunista, me interessar pelas igrejas. E a coisa é tão natural. Eu morava com meus avós, que eram religiosos. Tinha até missa na minha casa. E eu fui criado num clima assim. Esse passado junto da família me deixou com a ideia de que os católicos são bons, que querem melhorar a vida e fazer um mundo melhor", explicou Niemeyer, na ocasião.

Dezembro 6, 2012 Posted by | Arquitetura e Urbanismo, jornalismo | , | Deixe um comentário