Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

“Sob o Céu, Sob o Sol” e “Samba di Boteco” esquentam Maricá neste fim de semana

Texto: Fernando Uchôa | Fotos: Divulgação

Os projetos “Sob o Céu, sob o Sol de Maricá” e “Samba di Boteco”, que a secretaria municipal de Turismo e Lazer realiza desde 2012, terão mais uma edição neste fim de semana nas praças da cidade, com a qualidade musical que tem garantido o sucesso dos shows.

601484_585750321453395_685001178_n[2] Na sexta-feira (01/03), os artistas Ricardo Agura e Roberta (voz e violão) e o grupo Garotos sem Preconceito (forró) se apresentam na Praça Conselheiro Macedo Soares (Praça do Turismo) na programação do "Sob o Céu, Sob o Sol". No mesmo dia, Raul Palmeira (voz e violão) e Edy Baiano (voz e violão) são as atrações da Praça Dirceu dos Santos Costa, no bairro do Flamengo, a partir das 17h. Já no sábado (02/03), a partir das 20h, o projeto apresenta Jô Borges e Aldo Corrêa na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, no Centro.

Samba di Boteco

O cantor e compositor Claudinho Guimarães e a Banda Feijão com Arroz, estarão neste domingo (03/03), a partir das 17h, “esquentando” o Samba di Boteco. Um mini-palco será montado para o show na Praça Orlando de Barros Pimentel. Sucesso na cidade, Claudinho Guimarães é conhecido pela autoria de músicas interpretadas por sambistas renomados, como Zeca Pagodinho.

Fevereiro 27, 2013 Posted by | jornalismo, Lazer, Maricá, musica, projeto cultural, turismo | , , | Deixe um comentário

Maricá Velocross agita os amantes de esportes radicais neste domingo, dia 3 de março

REPORTAGEM :: THALITA ESCUTELARES DA COSTA

Um evento de sucesso volta à acontecer em Maricá. O município, novamente, será palco de mais um evento de esportes radicais. O Maricá Velocross acontecerá no dia 03 de Março (Domingo) na Fazenda Machado, localizada na Estrada do bairro Espraiado.

Estão sendo aguardados pilotos de diversos locais do estado, como Petrópolis, Teresópolis e Cabo Frio, além de competidores de outros estados – Santa Catarina.

De acordo com um dos organizadores, Gustavo Machado, serão disputadas nove categorias: mini motos; local força livre; força livre nacional; força livre importada; trilheiros nacional; 230 cilindradas; sênior 30; sênior 40 e MX2 Motos.

Segundo Gustavo Machado a competição está confirmada independentemente das condições do tempo. “Com sol ou chuva, o público poderá conferir a realização das provas”, salientou Gustavo.

Os vencedores receberão troféus e premiação em dinheiro, no valor de R$ 3 mil, divididos para todas as categorias.

Fevereiro 27, 2013 Posted by | esportes, jornalismo, Lazer, Maricá, shows e eventos, turismo | | Deixe um comentário

II – Oficina de Tese: Teoria e Prática de Metodologia para Elaboração de Teses

O encontro será realizada no auditório do ILAE, Rio de Janeiro de 21 a 23 de março do corrente. É imprescindível que o doutorando traga algum rascunho, idéias iniciais de seu projeto ou tese e/ou tipo de materiais e documentos que se podem utilizar durante a Oficina, a fim de avançar em seu próprio trabalho de pesquisa.

Permaneço a sua disposição para quaisquer informações,

Cordialmente,

Profª Dalva Martins

Coordenadora Acadêmica

Saiba mais:

II – Oficina de Tese: Teoria e Prática de Metodologia para Elaboração de Teses

DATA: 21, 22 e 23 de março de 2013

Local: Rio de Janeiro

OBJETIVO: Preparar os doutorandos, através de métodos de pesquisa, hábitos, conceitos, estudo de casos e instrumentos para projetar, ampliar e concluir um projeto de teses, único com qualidade.

PÚBLICO ALVO: Pesquisadores e estudantes de mestrados e doutorados

HORÁRIO: Das 9h a 18h30min

CARGA HORÁRIA: 25 h/a

LOCAL: Auditório ILAE. Avda Evandro Lins e Silva N° 840 (Barra da Tijuca). Rio de Janeiro

INVESTIMENTO: R$ 580,00

OBS.: O curso será realizado somente com quórum mínimo de 25 alunos. A data limite para confirmação é 15/3/2013.

PALESTRANTE: Profa. Dra Marta Biagi

Socióloga y Doctora en Ciencia Política.

Profesora e Investigadora de la Facultad de Derecho de la Universidad de Buenos Aires (UBA) y miembro del CONICET (Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas).

Sus tareas de investigación se desempeñan en un equipo interdisciplinario en el Instituto de Investigaciones Jurídicas y Sociales- "A . Gioja" – de la Facultad de Derecho de la UBA.

Tema de investigación actual en el área de sociología ambiental y políticas públicas.

Profesora de Metodología de la Investigación en cursos de doctorado y maestría, en universidades argentinas y brasileras, también se desempeña como profesora invitada en seminarios, especializaciones y conferencias. Actualmente está vinculada a la Universidad de Buenos Aires, la Universidad Federal de Sergipe y la Universidad Federal de Bahía, entre otras.

Autora de un libro de metodología de la investigación publicado en portugués (2009) por la editorial JURUÁ.

Pesquisa Científica – Roteiro Prático para Desenvolver Projetos e Teses Publicado: 22/10/2009 Curitiba, Juruá Editora ISBN: 978853622661-3. http://www.jurua.com.br/shop_item.asp?id=21368

Autora de un libro de metodología de la investigación publicado en español (2010) por la editorial JURUÁ. Investigación Científica: Guía Práctica para desarrollar Proyectos y Tesis Publicado: 30/06/2010 Curitiba,Juruá Editora ISBN: 978853623043-6. http://www.jurua.com.br/shop_item.asp?id=21836

PROGRAMA: Desde el proyecto de investigación hasta la tesis

21/03/13

9h

§ Como empezar una tesis en el área jurídica. Las primeras ideas.

§ Hábitos del Pensamiento Riguroso.

§ Ejercitación sobre los Hábitos de la Definición y de la Distinción.

§ Del problema de investigación a la hipótesis.

§ Ejercitación: Como y donde buscar antecedentes de otros estudios. Revisión de bases de datos.

14h

§ La prueba de la hipótesis. Diseño de investigación

§ Métodos y técnicas de levantamiento y análisis de datos

§ Ejercitación: Que datos analizar y como proceder con las fuentes. Aplicaciones prácticas según propuestas de los participantes

22/03

9h

• Método Delphi para estudios prospectivos

• Estudio de casos.

• Investigación cuantitativa y cualitativa

• Ejercitación: Aplicación de los métodos a las propuestas temáticas de los asistentes

14h

• Revisión de proyectos e iniciación de tesis por áreas temáticas: análisis grupal según temas de tesis de los asistentes.

23/03

9h

• La redacción de la tesis.

• Las citas y referencias bibliográficas.

• Aspectos formales y de contenido.

• Revisión de proyectos e iniciación de tesis por áreas temáticas: análisis grupal según temas de tesis de los asistentes.

13h

Encerramento de lãs atividades

Orientamos aos participantes a trazer algum rascunho, idéias iniciais de seu projeto ou da tese e todo tipo de materiais e documentos que se podem utilizar durante a Oficina para avançar em seu próprio trabalho de pesquisa.

Inscrição on-line

WWW.ILAE.COM.BR

http://www.ilae.com.br/evento/25-Encontro-II—Oficina-de-Tese–Teoria-e-Pratica-de-Metodologia-para-Elaboracao-de-Teses.htm

Fevereiro 27, 2013 Posted by | cultura, jornalismo | , | Deixe um comentário

Secretaria de Estado Trabalho e Renda dispõe de 2.630 chances de emprego

Baixada Litorânea é a que oferece mais vagas: 1.410

Nesta semana, estão disponíveis pela Secretaria de Estado Trabalho e Renda (Setrab) 2.651 vagas de empregos. Somente em Casimiro de Abreu, o balcão de emprego está com 1.000 ofertas para a função de operador de telemarketing, por um salário de R$ 678,00, além de benefícios. Em toda a região da Baixada Litorânea, abrangendo ainda Araruama e Casimiro de Abreu, 1.410 chances são oferecidas. Garçom, motorista de automóveis e de caminhão, por exemplo, podem voltar ao mercado de trabalho recebendo entre R$ 900,00 e R$ 1.900,00.

No caso da cidade de Araruama, destaque para supervisor operacional de máquinas e veículos, com salário de R$ 2.000,00. Na região da Baixada Litorânea há oportunidades também para quem possui o Ensino Superior: são vagas para professor de educação física, geografia e de física, nutricionista e pedagogo (recebendo por hora-aula). Servente de obras surge como boa opção de trabalho.

Na Região Metropolitana, são 392 vagas, sendo 50 são para operador de telemarketing receptivo, com ganhos mensais de R$ 678,00, e 30 para operador de vendas pelo mesmo salário. Já as funções com mais demanda são a de pedreiro, marceneiro, bombeiro hidráulico, eletricista, serralheiro, carpinteiro, pintor de alvenaria e de obras e motorista de caminhão e de ônibus urbano, com salário entre R$ 1.200,00 e R$ 1.400,00.

No município de São Gonçalo, que, segundo o IBGE, conta com mais de 1 milhão de habitantes, existe uma grande procura por profissionais para supermercados, como repositor de mercadorias, com 31 vagas. O salário para esta função pode chegar a R$ 730,00 e, dependendo da empresa, o trabalhador também terá direito aos seguintes benefícios: vale transporte; assistência médica e odontológica; e auxílio refeição e alimentação.

Baixada Fluminense conta com 191 oportunidades

Para a Baixada Fluminense, a Setrab separou esta semana 191 vagas para todos os gostos e os salários variam de R$ 678,00 (agente de pesquisa, auxiliar de linha de produção e operador de telemarketing, por exemplo) a R$ 1.709 (supervisor de seção de serviços gerais). Em Nova Iguaçu, estão sendo ofertadas 101 vagas, sendo 50 para operador de telemarketing e 50 para agente de pesquisa, ambas com salário de R$678,00.

Outro município que está oferecendo boas oportunidades de trabalho é Belford Roxo. São 60 vagas são oferecidas em diversas áreas para candidatos com Ensino Fundamental concluído: pintor de carros (5 vagas / R$ 1.254,00); agente de pátio (6 vagas/R$1. 191.83,00); motorista de furgão ou veículo similar (5 vagas/R$ 880,00); mecânico de manutenção de caminhão a diesel (5 vagas/R$1.395,55); pedreiro (15 vagas/R$1.199,00); pintor de obras (10 vagas/R$1.199,00).

Em Imbariê, Duque de Caxias, 26 vagas são para área de computação no cargo de instrutor de informática com salário inicial de R$ 678,00. O candidato deve ter ensino médio completo. Já em Nilópolis, há chances para marceneiro (R$ 1.272, 00), supervisor de seção de serviços gerais (R$ 1.709,00), entre outras, enquanto em Magé são oferecidas três vagas para representante comercial autônomo.

Soldador no Médio Paraíba pode ganhar R$ 1.400,00

O Médio Paraíba também está em grande crescimento. São 506 vagas e a cidade que soma o maior número é Resende. Há 63 chances para encanador e 50 para eletricista, ambos por um salário de R$ 1.181,67, e 4 para soldador por R$ 1.400,00. O total de vagas em vários setores no município de Resende é de 324.

Na cidade Barra Mansa, destaque para oficial de serviços gerais (19 vagas / R$730,00); mecânico montador (20 vagas / R$720,00); eletricista de instalação de veículos automotores (5 vagas / R$1.000,00); e promotor de vendas especializadas (30 vagas / R$700,00).

Em Valença, caseiro e empregado doméstico nos serviços gerais (que só precisam do Ensino Fundamental Incompleto) podem ganhar, respectivamente, R$1.300,00 e R$ 1.400,00, enquanto em Volta Redonda, as profissões de pedreiro, carpinteiro (R$ 1.200,00) e servente de obras (R$ 700,00), contam boas chances de inserção no mercado.

Em Petrópolis, operador eletromecânico com salário de R$ 2.300,00

Para a Região Serrana, estão disponíveis 105 vagas. Destaque para as 10 ofertas para promotor de vendas em Teresópolis por um salário de R$ 678,000. Em Petrópolis, há oportunidades para eletricista de manutenção em geral por R$ 1.200,00 e operador eletromecânico por R$ 2.300,00.

Já em Nova Friburgo, açougueiro e eletricista de manutenção em geral podem retornar ao mercado por salário de R$ 1.200,0. No Norte e Noroeste Fluminense – 36 vagas. A chance para farmacêutico se destaca. São três vagas por um salário de R$ 1.900,00, em Campos dos Goytacazes, além de 10 para balconista de lanchonete (R$ 678,00).

MAIS INFORMAÇÕES: A Setrab dispõe de postos em todas as regiões e para o candidato saber qual o mais próximo da sua residência, basta ligar para (21) 2332-9999. Mas o trabalhador deve ficar atento e levar os seguintes documentos: carteira de trabalho, currículo, PIS/PASEP, RG, CPF e comprovante de residência.

Fevereiro 27, 2013 Posted by | emprego e oportunidade / vagas temporárias, jornalismo, oportunidade de emprego | Deixe um comentário

Aulas do Projovem em Maricá começam nesta sexta-feira

Texto: Leandra Costa

Ainda há 100 vagas disponíveis

Os alunos que se inscreveram nos cursos gratuitos do ProJovem Trabalhador em Maricá têm compromisso agendado nesta sexta-feira, dia 01/03, para a aula inaugural do programa de qualificação profissional do governo federal, realizado em parceria com a prefeitura. O aulão será às 18h no Colégio Municipal Joana Benedicta Rangel, no Centro, situado na Avenida Nossa Senhora do Amparo nº 240.

A subsecretária municipal de Trabalho, Patrícia Villela, explica que nesse encontro os alunos poderão retirar todas as dúvidas existentes a respeito dos cursos. “Caso algum aluno queira mudar de curso, local ou horário, esse é o momento final para essas alterações”, destacou a subsecretária, acrescentando que a aula inaugural contará com a presença de todo o corpo docente envolvido no projeto, formado por professores, coordenadores e supervisores.

Os interessados em participar do Projovem em Maricá ainda podem se inscrever até amanhã, dia 28/02. Há 100 vagas disponíveis para qualificação nas áreas de Administração, Beleza e Estética, Construção e Reparos e Turismo e Hospitalidade para jovens de 18 a 29 anos que sejam alunos da rede pública e que estejam desempregados ou em situação de vulnerabilidade social.

Os candidatos devem procurar um dos seguintes pontos: a secretaria municipal de Trabalho e Emprego situada na sede da prefeitura, das 9h30 às 16h (Rua Álvares de Castro, 346, 2º andar, Centro); o Terminal Rodoviário em Itaipuaçu, das 09h30 às 16h30 (Rua Professor Cardoso de Menezes, antiga Rua 1); ou o escritório da Acazo (Associação Comunitária de Assistência Social da Zona Oeste), empresa que executa os cursos e que atende na Rua Roberto Silveira, 1978 sala 1, no Bairro Flamengo, das 9h às 17h.

São necessários o original e cópia dos seguintes documentos: RG, CPF, título de eleitor, comprovante de residência, declaração escolar, duas fotos 3×4, carteira de trabalho e certificado de reservista (homens). Mais informações pelo telefone 2637-2052, ramal 242.

Os cursos têm duração de seis meses e 350h de carga horária total, sendo 100 delas voltadas para um currículo comum que inclui noções de inclusão digital, cidadania e ética, educação ambiental, segurança do trabalho e empreendedorismo. As aulas acontecerão em Inoã e no Centro e os alunos receberão bolsa-auxílio de R$ 600, divididos em seis parcelas de R$ 100, além de alimentação, passagem de ida e volta e material didático.

Fevereiro 27, 2013 Posted by | cursos, jornalismo, Maricá, projeto educacional, projeto social | | Deixe um comentário

Estado e Assistência Social de Maricá juntos na promoção do registro civil de nascimento

Texto: Leandra Costa (edição: Marcelo Moreira) | Fotos: Clarildo Menezes

Estado e prefeitura de Maricá, durante a reunião para a promoção do registro de nascimento.

Com objetivo de ampliar o acesso à documentação básica da população, o governo do Estado e a prefeitura de Maricá, por meio da secretaria municipal de Assistência Social, realizaram um encontro na tarde desta quarta-feira (28/02), no Ciep 259 – Profª Maria do Amparo Rangel, para planejar uma série de ações que contribuam para a diminuição do subregistro civil de nascimento, garantindo os direitos humanos básicos.

A representante do governo do Estado, Tula Brasileiro, e a secretária de Assistência Social, Laura Maria Costa.

No encontro, a representante da secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos e gestora do projeto "Erradicação do Subregisro Civil de Nascimento e Ampliação do Acesso à Documentação Básica no Estado do Rio de Janeiro" Tula Vieira Brasileiro, explicou a importância da parceria entre os governos federal, estadual e municipal para ajudar a encontrar esses casos de pessoas sem documentação básica. “Estamos prevendo uma série de ações para diminuir o número de pessoas sem registro civil. E isso envolve parceria com cartórios, maternidades, postos de saúde, escolas e creches”. Segundo os dados do Censo do IBGE 2010, Maricá aparece na lista das 20 cidades que apresentaram o maior número de crianças sem certidão de nascimento. Da população recenseada de zero a 10 anos, foram encontrados 130 casos de subregistros de um total de 17.901 crianças pesquisadas.

Uma das soluções apontadas pela gestora é aproximar o cartório de registro civil do Hospital Conde Modesto Leal. “Temos que aproximar ao máximo o cartório da maternidade para facilitar o acesso no momento do nascimento da criança. Acho importante essa ação para evitar futuros casos”, destacou a gestora, que agendou para o dia 26/03 uma reunião com o diretor do hospital municipal e com os representantes do cartório para tentar providenciar essa transferência. Outra proposta do estado é planejar a criação de um comitê composto por representantes do governo e da sociedade civil para elaborar novas políticas públicas.

A secretária municipal de Assistência Social, Laura Maria Vieira da Costa, propôs a realização de um mutirão no dia 27/04, em Itaipuaçu, provavelmente na Escola Municipal João Monteiro, em no terceiro distrito. “Itaipuaçu é o local de maior incidência de subregistros, por isso é importante irmos ao encontro deles levando diversos serviços. Sem documentação, a pessoa não existe para o estado e não pode se cadastrar em programas sociais como bolsa família, por exemplo”, explicou a secretária.

Laura também destacou a mobilização dos seis Centro de Referências de Assistência Social (CRAS´s) existentes na cidade para atender os casos de subregistros. “Foram encontrados mais de 200 crianças na cidade sem certidão de nascimento. Mas esse número é muito maior. Há casos de subregistros em hereditariedade, em que ninguém da família possui documento”, frisou.

A funcionária do cartório do 3º Distrito, Érica Curtinas, participou do encontro e ressaltou a importância de esclarecer a população sobre a gratuidade na emissão da primeira via do registro civil. “Muitas pessoas não registram seus filhos porque acham que é preciso pagar pelo serviço. Por isso, acho interessante destacar que a emissão da primeira via da certidão é de graça”, destacou Érica, acrescentando que para esse tipo de serviço o cartório tem equipe de plantão, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

Veja abaixo como obter a certidão de nascimento:
– a certidão deve ser feita logo após o nascimento da criança.
– os pais ou responsáveis devem ir ao cartório mais próximo do lugar onde o bebê nasceu ou onde reside, levando a Declaração de Nascido Vivo (DNV) da criança entregue pelo hospital e documentos;
– os pais só podem fazer a certidão de nascimento de seus filhos se eles próprios já tiverem as suas;
– se a criança nascer fora do hospital, com parteira, por exemplo, é preciso procurar o cartório com duas testemunhas maiores de 18 anos que confirmem a gravidez e o parto.

Fevereiro 27, 2013 Posted by | assistencia social, direitos humanos, jornalismo, Maricá, projeto social | , | Deixe um comentário

Ministério do Esporte visita projeto de tiro com arco com alunos de escolas de Maricá

Texto: Sérgio Renato | Fotos: Fernando Silva

Encantada com o desempenho do aluno Lucas, de 13 anos, a representante do Ministério fotografou o menino durante o treinamento.

Estudantes da rede municipal estão sendo treinados no CBTARCO, em Itapeba

Os alunos da rede municipal de ensino de Maricá que treinam na sede da Confederação Brasileira de Tiro com Arco (CBTARCO), em Itapeba, receberam nesta terça-feira (26/2) a visita de uma representante do Ministério do Esporte. A assistente técnica Maria das Graças Spirandeli Rodrigues esteve na cidade para avaliar o andamento do projeto de implantação do núcleo de esporte de base do Tiro com Arco, parceria entre o governo federal e a prefeitura cujo objetivo é revelar novos talentos da modalidade entre os estudantes da rede municipal de ensino.

Antes de chegar ao centro de treinamento, Maria das Graças passou por algumas escolas que participam do projeto para verificar como o trabalho está sendo desenvolvido. O secretário municipal de Esportes, Leonardo Souza, recebeu a representante do Ministério.

“Gostei muito do que vi na escola Darcy Ribeiro (em Inoã), onde toda a preparação é feita dentro do padrão estabelecido. No geral, notei que há um esforço coletivo dos profissionais e professores, além de haver ainda crianças que são diferenciadas, de muito talento e já envolvidas com o esporte. Nossa avaliação é muito positiva”, afirmou ela, que assistiu a uma pequena competição entre os alunos.

Um dos talentos que impressionou a assistente técnica foi o menino Lucas de Oliveira Silva, de apenas 13 anos, que chamou a atenção pela técnica apurada, apesar da pouca idade. Maria das Graças fez questão de fotografar o garoto em ação e observar seus resultados.

Aluno do CAIC Elomir Silva, em São José de Imbassaí (bairro onde mora), Lucas conta que começou a treinar na própria escola quando foi selecionado pela equipe do projeto para se aprimorar na CBTARCO. “Cheguei a quase 500 pontos nas primeiras competições e acho que gostaram. Agora quero chegar cada vez mais longe e, quem sabe, nos jogos olímpicos”, sonha ele.

“Percebi que ele tinha postura para o esporte e, mesmo estando abaixo até do tamanho mínimo indicado, resolvemos apostar e trazê-lo assim mesmo. Ele está fora do perfil, mas demonstra muita habilidade”, garante a treinadora Dirma Miranda, ao lado da mãe do menino, Eliane de Oliveira Silva. “Ele sempre teve queda para o esporte e sempre se destacou em tudo o que fez”, se orgulha a dona de casa.

Secretário de Esportes, Leonardo Souza, acompanhou a visitante Maria das Graças.

Alunos treinam em uma das escolas de base do projeto, visitada pela representante do Ministério.

Fevereiro 27, 2013 Posted by | esportes, jornalismo, Maricá | Deixe um comentário

Prefeitura de Maricá inicia monitoramento com câmeras no Centro para mapear trânsito

Texto: Marcelo Moreira | Fotos: Divulgação

Uma das câmeras instaladas nesta terça-feira (26/02) está na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro.

Imagens vão gerar dados oficiais para plano de mobilidade urbana

A Prefeitura de Maricá iniciou nesta terça-feira (26/02) um trabalho de medição do fluxo de veículos na região central da cidade. Câmeras foram posicionadas no km 28 da RJ-106, na entrada da cidade pela Avenida Francisco Sabino da Costa, e também na Rua Domício da Gama, na Praça Orlando de Barros Pimentel.

O principal objetivo da iniciativa é monitorar aspectos como o volume de tráfego e os tipos de carros que passam por essas áreas, para a criação de um banco de dados oficiais sobre o trânsito. Até esta quinta-feira (28), pelo menos outros dois pontos do Centro da cidade serão filmados: a Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa, na altura da ponte da Mumbuca, e a região que abrange a Praça do Turismo, na Rua Conselheiro Macedo Soares.

Segundo o secretário municipal de Trânsito e Transportes de Maricá, Leandro Costa, os resultados do mapeamento vão nortear o trabalho da secretaria, que iniciará em breve um estudo de mobilidade urbana.

– “Vamos fazer um planejamento detalhado sobre a questão da mobilidade e essas informações serão essenciais para que as decisões que impactem o trânsito da cidade estejam respaldadas, declarou, acrescentando que, com a medição do fluxo, será possível saber, entre outros aspectos, a média diária de carros que passam pelas vias e as peculiaridades de cada rua, como a concentração de caminhões e ônibus.

Ainda segundo o secretário, a utilização das câmeras será fundamental também para antecipar possíveis alterações pontuais no trânsito da região.

– “Se decidirmos mexer na mão de alguma via ou alterar os tempos de abertura e fechamento de semáforos, faremos isso por um motivo concreto, porque teremos os números para consultar”, defendeu Leandro.

A expectativa da secretaria de Trânsito e Transportes é que já na próxima semana a Prefeitura comece a receber os relatórios com os resultados das medições.

Fevereiro 27, 2013 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte, vias públicas | | Deixe um comentário

Prefeitura altera ponto das vans em frente ao Terminal Rodoviário do Centro de Maricá

Texto: Sérgio Renato e Marcelo Moreira | Fotos: Divulgação

Quem utiliza as vans do transporte alternativo municipal para se deslocar em Maricá terá mais conforto a partir desta terça-feira (26/2). O ponto de embarque em frente à Rodoviária do Povo, que desde o dia 26 de janeiro funcionava na Avenida Roberto Silveira, ao lado da Creche Municipal Ondina de Oliveira Coelho, foi levada para o lado oposto da via, na mesma calçada do terminal de ônibus.

O local, onde já havia um ponto de táxi que continuará funcionando, dispõe de cobertura – antiga reivindicação dos motoristas e passageiros. Além disso, os usuários também terão acesso ao transporte de vans com mais segurança, já que antes tinham que atravessar a movimentada avenida para pegar uma das conduções.

– “Ficou bem melhor para nós e nossos usuários, que também aprovaram a iniciativa. Estava difícil trabalhar sob um sol tão quente, sem falar no risco. Uma senhora quase foi atropelada outro dia aqui na rua. Além do mais, dá um caráter de integração verdadeira com os ônibus”, pontuou o motorista Sandro Soares Velasco.

Segundo o secretário municipal de Trânsito e Transporte, Leandro Costa, em breve outras mudanças vão beneficiar ainda mais os usuários de transporte público no Centro, em especial no Terminal Rodoviário, onde a prefeitura vem realizando uma série de melhorias, como o novo asfaltamento das pistas de ônibus e todo o entorno da rodoviária.

– “Estamos elaborando um projeto para a reforma completa dos banheiros e mudança do local de funcionamento das barracas de venda de produtos que hoje ficam perto das baias de embarque e desembarque. Além disso, aquela cobertura no novo local do ponto das vans será trocada por um abrigo novo, mais moderno”, antecipou o secretário.

As vans que ligam o Centro de Maricá aos bairros de Ponta Negra, Cordeirinho, Bambuí, Ubatiba e Caxito têm seu ponto na rodoviária. Já as que ligam a cidade a Niterói e ao Rio permanecem com seus pontos na Praça do Skate, próximo à E.M. Carlos Magno Legentil de Matos.

Fevereiro 27, 2013 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte | | Deixe um comentário

Festival Mazzaropi exibe “Casinha Pequenina”, quarta-feira 27.02, na Casa de Cultura de Maricá

Texto: Fernando Uchôa

O Cineclube Henfil na Casa de Cultura de Maricá, apresenta hoje, quarta-feira (27/04), às 19h, “Casinha Pequenina”, filme que encerra o Festival Mazzaropi, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura.

 

Considerado a obra-prima da carreira do artista brasileiro, o filme marca a estreia de Tarcísio Meira no cinema e o elenco conta com Roberto Duval, Luís Gustavo, Marly Marley e outros astros, além do próprio Mazzaropi. O enredo conta a história de um fazendeiro da época do Brasil Império, que é chantageado por uma dama. Para livrar-se dela, envolve os colonos de sua fazenda em uma trama diabólica.

O Festival Mazzaropi, que já apresentou as obras Corintiano (06/2) e Chofer de Praça (20/02), sucedeu à série sobre Charles Chaplin, também realizada pela secretaria de Cultura de Maricá. Ambas são consideradas sucesso de público, já que houve lotação esgotada (40 lugares) em todas as apresentações.

Amacio Mazzaropi, filho de pai italiano e mãe portuguesa, que teria completado 100 anos de vida ano passado, nasceu no dia 09 de abril de 1912. Foi artista de circo, radialista e cantor, além de ator, diretor e produtor. A partir de 1958, passou a dirigir e produzir suas próprias fitas, nas quais representava personagens brejeiros e maliciosos. Seu trabalho teve como inspiração, por exemplo, a obra de Monteiro Lobato (o personagem Jeca Tatu, por exemplo, inspirou Chico, em “Casinha Pequenina”).

O Festival Mazzaropi tem como objetivo apresentar, principalmente aos mais jovens, a história e o trabalho artístico de um dos artistas mais importantes da história do cinema nacional e responsável por lotar plateias nas décadas de 1960, 70 e 80, retratando o típico caipira brasileiro.

O Cineclube Henfil fica na Casa da Cultura de Maricá, à Praça Orlando de Barros Pimentel, Centro, Maricá. O telefone para contato é 3731-1432 e o e-mail é cineclubehenfilmarica@gmail.com. Para a participação de grandes grupos (alunos de escolas, por exemplo), a secretaria de Cultura ressalta que é importante agendar com antecedência.

FOTO Amacio Mazzaropi 01 Amácio Mazzaropi (1912 1980) Saiba mais sobre Mazzaropi: Ator, humorista e cineasta, Amácio Mazzaropi é o principal responsável pela popularização do humor típico do interior de São Paulo por todo o Brasil.

Entre seus filmes, estão O Vendedor de Linguiça (1962), Casinha Pequena (1963) e Meu Japão Brasileiro (1965).

Filho de Bernardo Mazzaroppi, imigrante italiano e Clara Ferreira, portuguesa, com apenas dois anos de idade sua família muda-se para Taubaté, no interior de São Paulo. O pequeno Amácio Mazzaropi passa longas temporadas no município vizinho de Tremembé, na casa do avô materno, o português João José Ferreira, exímio tocador de viola e dançarino de cana verde. Seu avô também era animador das festas do bairro onde morava, às quais levava seus netos que, já desde cedo, entram em contato com a vida cultural do caipira, que tanto inspirou Mazzaropi.

Em 1919, sua família volta à capital e Mazzaropi ingressa no curso primário do Colégio Amadeu Amaral, no bairro do Belém. Bom aluno, era reconhecido por sua facilidade em decorar poesias e declamá-las, tornando-se o centro das atenções nas festas escolares. Em 1922 morre o avô paterno e a família muda-se novamente para Taubaté, onde abrem um pequeno bar. Mazzaropi continua a interpretar tipos nas atividades escolares e começa a frequentar o mundo circense. Preocupados com o envolvimento do filho com o circo, os pais mandam Amácio aos cuidados do tio Domenico Mazzaroppi em Curitiba, onde trabalha na loja de tecidos da família.

Já com quatorze anos, regressa à capital paulista ainda com o sonho de participar em espetáculos de circo e, finalmente, entra na caravana do Circo La Paz. Nos intervalos do número do faquir, Mazzaropi conta anedotas e causos, ganhando uma pequena gratificação. Sem poder se manter sozinho, em 1929 Mazzaropi volta a Taubaté com os pais, onde começa a trabalhar como tecelão, mas não consegue se manter longe dos palcos e atua numa escola do bairro.

Com a Revolução Constitucionalista de 1932 segue-se uma grande agitação cultural e Mazzaropi estreia em sua primeira peça de teatro, chamada A herança do Padre João. Já em 1935, consegue convencer seus pais a seguir turnê com sua companhia e a atuarem como atores. Até 1945, a Troupe Mazzoropi percorre muitos municípios do interior de São Paulo, mas não há dinheiro para melhorar a estrutura da companhia.

Com a morte da avó materna, Dona Maria Pita Ferreira, Mazzaropi recebe uma herança suficiente para comprar um telhado de zinco para seu pavilhão, podendo assim estrear na capital, com atuações elogiadas por jornais paulistanos. Depois, parte com a companhia em turnê pelo Vale do Paraíba. A grave situação de saúde de seu pai complica a situação financeira da companhia de teatro e, em 8 de novembro de 1944, falece Bernardo Mazzaroppi.

Dias após a morte de seu pai, estreia no Teatro Oberdan ao lado de Nino Nello, sendo ator e diretor da peça Filho de sapateiro, sapateiro deve ser, acolhida com entusiasmo pelo público.

Em 1946, convidado por Dermival Costa Lima da Rádio Tupi, estreia o programa dominical Rancho Alegre, encenado ao vivo no auditório da rádio no bairro do Sumaré e dirigido por Cassiano Gabus Mendes. Em 1950, este mesmo programa estreou na TV Tupi, mas agora contava com a coadjuvação dos atores João Restiffe e Geny Prado. Mazzaropi tinha um hobby, gostava de cantar Valsa, MPB e Seresta com os seus amigos.

Convidado por Abílio Pereira de Almeida e Franco Zampari, Mazzaropi estreia seu primeiro filme, intitulado Sai da Frente, em 1952, rodado pela Companhia Cinematográfica Vera Cruz, onde filmaria mais duas películas. Com as dificuldades financeiras da Vera Cruz, Mazzaropi faz, até 1958, mais cinco filmes por diversas produtoras.

Naquele mesmo ano, vende sua casa e cria a PAM Filmes (Produções Amácio Mazzaropi). O primeiro filme da nova produtora é Chofer de Praça, que agora passa não só a produzir, mas distribuir as películas em todo o Brasil. Em 1959 é convidado por José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o famoso Boni, na época da TV Excelsior de São Paulo, a fazer um programa de variedades que fica no ar até 1962. Neste mesmo ano começa a produzir um de seus filmes mais famosos, o Jeca Tatu, que vai aos cinemas no ano seguinte.

Em 1961, Mazzaropi adquire uma fazenda onde inicia a construção de seu primeiro estúdio de gravação, que produzirá seu primeiro filme em cores, Tristeza do Jeca, que também será o primeiro filme veiculado na televisão pela TV Excelsior e a ganhar prêmios para melhor ator coadjuvante, Genésio Arruda, e melhor canção.

Cinco anos mais tarde, lança o filme O Corintiano, recorde de bilheteria do cinema nacional. Em 1972 é recebido pelo então presidente da República, o general Emílio Garrastazu Médici, ao qual pede mais apoio ao cinema brasileiro. Em 1974, roda Portugal, minha saudade, com cenas gravadas no Brasil e em Portugal.

No ano seguinte, começa a construir em Taubaté um grande estúdio cinematográfico, oficina de cenografia e um hotel para os atores e técnicos. A partir de então produz e distribui mais cinco filmes até 1979.

Seu 33º filme, Maria Tomba Homem, nunca seria terminado. Depois de 26 dias internado, Mazzaropi morre vítima de um câncer na medula óssea aos 69 anos de idade no hospital Albert Einstein de São Paulo. É enterrado na cidade de Pindamonhangaba, no mesmo cemitério onde seu pai já repousava. Nunca se casou, mas deixou um filho adotivo, Péricles Mazzaropi.

Em 1994 é inaugurado o Museu Mazzaropi, localizado na mesma propriedade dos antigos estúdios, recolhendo a história da carreira de um dos maiores nomes do cinema, do teatro e da televisão brasileiros. Foi somente na década de 1990 que a cultura brasileira começou a ver de uma outra óptica a obra de Mazzaropi, que durante sua vida sempre foi duramente atacado (ou ignorado) pela crítica e pela intelectualidade.

Fevereiro 27, 2013 Posted by | cinema / produção, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural, social | | Deixe um comentário