Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Cineclube Henfil da Casa de Cultura de Maricá mostra para alunos as torturas sofridas na ditadura

Texto: Valéria Vianna

O Cineclube Henfil da Casa de Cultura de Maricá  recebeu, na tarde desta quinta-feira (14.03), alunos do 9º ano do C.E.M. Joana Benedicta Rangel para assistirem ao filme “Quanto durou 21 anos”. A sessão foi precedida pelo microdocumentário “Golpe de 64” com o intuito de trazer o clima político de então à mente dos jovens. Ambos abordam as torturas e a censura impingidas pelos governos militares à esquerda brasileira.

Após o término da película, o professor de História Egídio Carneiro Alves elogiou a iniciativa da secretaria, ressaltando a importância de atividades extraclasse para a turma: “Isto permite a eles uma bagagem do que foi a ditadura que, quando eu chegar a esse ponto da matéria, vai agilizar bastante. Eles adoraram e já estão pedindo para ver mais filmes”, festejou.

Imagem 147 Elisa Barbosa, de 14 anos, comentou a sensação de tomar conhecimento das formas de torturas e a surpresa em saber que os presidentes militares praticavam corrupção. “Pensava que, por serem militares, não eram corruptos. Também me chocou ver um homem no pau-de-arara”, disse.

Imagem 154 João Victor, também 14 anos, ficou fã de Jango e ressaltou “a liberdade de expressão” de que hoje gozamos, mas que foi tirada dos jovens nessa época de maneira covarde.

DSCF5429DSCF5430

Alunos da turma 825 do CEM Joana Benedicta Rangel também assistiram ao filme

DSCF5437DSCF5439

O secretário municipal de Cultura, Sérgio Mesquita, mostrou-se satisfeito com o link produtivo entre o cineclube e a Educação e espera poder proporcionar mais eventos que aproximem cada vez mais as duas secretarias.

Março 26, 2013 Posted by | cultura, Educação, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural | | Deixe um comentário

Os Subversivos levam Arte e Cultura para a praça de Maricá

Fonte do texto: Priscila Correa, editado por Rosely Pellegrino, fotos: Clarildo Menezes, Sérgio Mesquita e Rosely Pellegrino

A Prefeitura Municipal de Maricá apresentou neste domingo, dia 24 de março o evento Os Subversivos, que mobilizou a juventude no Anfiteatro da Praça Orlando de Barros Pimentel.

Resultado da parceria entre a Secretaria Municipal de Cultura e a Superintendência de Juventude da Secretaria de Direitos Humanos de Maricá , Os Subversivos integrou o projeto Golpe de 64 -  a História que não foi contada, com objetivo de relembrar e adaptar para o os dias atuais, através da Arte e da Cultura o que foi a ditadura militar no nosso país. 

DSCF2480DSCF2483

A apresentação ficou por conta de André Cabeça e Jotinhaos que anunciaram ao publico as apresentações de Graffiti, Rap, Batalha de Mc`s e muita música.

24657_4722636551450_1699740800_n481935_4722632071338_2108451812_n261371_4722633231367_272198623_n392604_4722632631352_1620011333_n549859_4722634631402_90228249_n

A juventude tomou conta do anfiteatro e aplaudiu rappers convidados do Rio de Janeiro e de São Gonçalo, destacando as presenças de Liink, Show da BF, Mc Revolução, Passo a Frente, entre outros.

DSCF2489DSCF2490DSCF2491DSCF2496DSCF2500

Nas intervenções de graffiti e nas batalhas, estiveram presentes representando as referidas áreas, graffiteiros artistas do  próprio município Igor Paulista, Will e Biel. Na Batalha de MC’S os grandes vencedores foram ATL e Colado.

DSCF2501DSCF2502DSCF2503DSCF2505DSCF2507DSCF2508DSCF2519DSCF2510DSCF2512DSCF2513DSCF2514 O Secretário Muniipal de Cultura de Maricá, Sérgio Mesquita prestigiou o evento e elogiou a qualidade do trabalho realizado pelos jovens.

Fechando com chave de ouro o domingo criativo, dinâmico e cultural para os jovens Maricaenses, todos cantaram e dançaram ao som das bandas Ideias Fluintes e Euphonica, também de Maricá.

Fonte do texto: Priscila Correa  Editado por Rosely Pellegrino

Março 26, 2013 Posted by | arte, cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, musica, projeto cultural | Deixe um comentário