Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Prefeitura de Maricá encerra Projeto Cultural GOLPE DE 64: A história que não foi contada

Fotos de Fernando Silva, Rodrigo Farias Noronha e Rosely Pellegrino

Vídeo Jorge André Batista Dé

Por Sérgio Mesquita (Secretário Muniipal de Cultura de Maricá)

Depois de três cancelamentos fechamos o Projeto Cultural Golpe de 64 – História que não foi contada, com o excelente show multimídia na Praça Orlando de Barros Pimentel neste 1º de maio. Aconteceram alguns problemas de iluminação e som por conta da decisão de realizarmos em cima da hora o show, em um evento patrocinado pela Secretaria do Trabalho, ossos do ofício. Só podemos agradecer a oportunidade que nos deu a Secretaria do Trabalho e o apoio das Secretarias de Turismo, Educação e Direitos Humanos.

Durante um mês, foram cinco filmes com palestras e debates com a plateia, uma Batalha de MC`s, o Dia Internacional da Poesia e o show de encerrando o Projeto. Uma verdadeira aula sobre o período negro de nossa recente história.

O objetivo foi o de resgatar nossos verdadeiros heróis e apresentar para as gerações que não viveram aqueles momentos de terror ( 80 para cá), como aconteceu e as estratégias aplicadas para o sucesso do Golpe: o desmantelamento da Educação e a concentração dos meios de comunicação nas mãos das famílias que apoiaram o Golpe. Tínhamos o dever de denunciar estas estratégias, pois elas são as mesmas utilizadas até hoje.

Muito timidamente conseguimos alguns avanços na questão da Educação, notadamente nos últimos 10 anos. Na questão da mídia a situação só não é pior por conta do advento da Internet que permite um contraponto à mídia “democrática”, mais com alcance limitado e com riscos de ser abafado por conta das propostas de controle pelo Estado (França, Inglaterra, EUA e outros),que em nome da segurança querem o controle total da Internet e nos calar mais.

Hoje praticamente só temos a Internet para denunciar as mesmas manipulações que aconteceram em 1954 (contra Getúlio) e 1964 (contra Jango), através das mesmas fórmulas. Mentiras, ocultação do que não é de interesse e desvirtuação dos fatos são práticas comuns nas grandes redes de televisão e mídia impressa. Verdades viram mentiras e mentiras viram verdades. Condena-se e inocenta-se com a mesma desfaçatez e cinismo, e preparam um novo Golpe nos dias de hoje. Não existe “interesse em acabar a corrupção” existe o interesse de retomar o poder. Não pelas elites – não os são, mais pelas classes que ainda dominam o país e não admitem a distribuição do que acreditam serem “suas” rendas.

Na realidade não são as questões religiosas, de liberdade ou não, que movem o mundo para as guerras de “libertação”. Foram e sempre serão lutas pelo capital e sua concentração. O bem contra o mal se traduz em mais dinheiro no bolso a qualquer custo.

Por isso fizemos questão de realizar este projeto pela Casa de Cultura e pretendemos fazer muito mais. Como cita Raul Castro: “devagar mais sem pausa”.

No mais só posso agradecer a equipe de colaboradores da Cultura e aos nossos amigos que incentivaram, criaram e discutiram o show em sua forma e conteúdo e, claro, ao nosso Governo Municipal.

IMG_3191

IMG_3195IMG_3200IMG_3208IMG_3209IMG_3212

DSCF7441DSCF7447

IMG_3225IMG_3226IMG_3227DSCF7460IMG_3258DSCF7467DSCF7469DSCF7471DSCF7476DSCF7485DSCF7499IMG_3259DSCF7500

IMG_3263IMG_3264IMG_3265

IMG_3271IMG_3272

IMG_3280DSCF7509DSCF7513

IMG_3289IMG_3298DSCF7520IMG_3300DSCF7523IMG_3304DSCF7539DSCF7540IMG_3318

IMG_3310DSCF7542

DSCF7555DSCF7565DSCF7566DSCF7568

DSCN1369IMG_3397

DSCN1370DSCN1361

Nota desta editora:

No vídeo produzido e editado pelo jornalista Jorge André, um resumo do que foi apresentado no dia 1 de Maio. tp://www.facebook.com/photo.php?v=517972338263335

IMG_3416Agora com o a palavra o Diretor Álvaro Ferreira

“Há determinados momentos da vida em que nos atiramos de cabeça num mar de idéias misturados com sonhos e coisas que deixamos de fazer. Foi assim que aconteceu com o “SHOW DO GOLPE DE 64” uma idéia que surgiu do coletivo, mais precisamente da roda que realizamos todas as manhãs e que criou corpo numa mente cheia de vontade de voltar a fazer o que gosta. Construímos assim um espetáculo multimídia com Teatro, Dança, Música, Vídeo que passo a passo, pedra por pedra foi sendo construído, ensaiado e revelado num emaranhado de cenas cercadas de muita emoção, não somente pelo tema, mas também pela vontade de uma equipe de atores, não atores, músicos, bailarinos, coreógrafo, amigos e pessoas que contribuíram para a construção desse espetáculo. Foi muito bom exercitar meus conhecimentos e ver que tudo deu certo, apesar de alguns bons tropeços, que nos servem somente para que não venhamos a cometer os mesmos erros. Eu ainda acredito, e muito, num trabalho em equipe, pois somente dessa forma podemos crescer aprendendo. Obrigado a todos que fizeram comigo esse real momento de sonhos”.

Nota desta editora: Vale lembrar que a Prefeitura de Maricá ofereceu ao trabalhador uma noite memorável com show histórico e sinfônica

A união e parceria das secretarias de Cultura, Trabalho, Educação, Turismo e Direitos Humanos, proporcionou uma festa ao trabalhador que já entrou para história do um município.

No Dia do Trabalho foi apresentado na Praça Orlando de Barros Pimentel, o encerramento do Projeto Cultural Golpe de 64, dirigido pelo professor Álvaro Jorge Coutinho Ferreira, que no elenco e na produção contou com a participação da equipe da secretaria municipal de cultura, e de amigos da Cultura, a apresentação do Show Multimídia que também foi um marco do resgate da história cultural e política do nosso município, arrancou aplausos da numerosa platéia que se surpreendeu com os depoimentos sobre o que aconteceu na vida das tradicionais famílias maricaenses durante o período da repressão.

Finalizando a noite com chave de ouro, e dando vivas à liberdade e a vida, a Sinfônica Ambulante, realizou uma apresentação que envolveu a praça e o publico em um clima de musicalidade, harmonia, sintonia, liberdade e felicidade. A festa terminou com uma grande confraternização.

DSCN1374DSCN1375DSCN1379DSCN1386DSCN1388DSCN1423DSCN1424 

Sinfônica Ambulante é um  bloco inovador de Niterói, onde o som dos bateristas e percussionistas se junta ao sopro dos metais! Saxofones, trompetes, trombones e flautas se unindo ao ritmo de surdos, caixas, repique, alfaia, derbake… com eclético repertório que toca desde sambas consagrados ao bom e velho rock and roll, passando por diversos ritmos diferentes, dentre eles a funky music, o forró, o maracatu, a salsa, o jazz, e sempre com muito espaço pra descontração entre os integrantes e liberdade para improvisos, o que torna cada apresentação uma enorme diversão!

Maio 6, 2013 Posted by | cultura, Dança, direitos humanos, Educação, jornalismo, Lazer, literatura, Maricá, musica, política, projeto cultural, shows e eventos, Teatro, trabalho e renda, turismo | , , , , , , , , | Deixe um comentário