Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

CDL Maricá comunica – Período em que não haverá emissão de certificados digitais

A CDL-Maricá vem por meio deste e-mail informar que no período de 30/08/2013 a 20/09/2013 não haverá emissão de certificados digitais, devido as férias do Agente de Registro.

Caso tenham algum certificado com vencimento nesse período, favor agenda-los para antes do dia 30/08.

ESSE COMUNICADO É REFERENTE APENAS A EMISSÃO DE CERTIFICADOS DIGITAIS, A CDL NÃO FECHARÁ E OS DEMAIS SERVIÇOS FUNCIONARÃO NORMALMENTE!

Estamos a disposição para maiores esclarecimentos.
Cientes de sua compreensão, desde já agradecemos.

Att,

Câmara de Dirigentes Lojistas de Maricá

Agosto 8, 2013 Posted by | jornalismo, Maricá | | Deixe um comentário

Arraiá de Roberto Sacaromba e Leda agitou a noite de sábado em Inoã

DSCN5616 O casal Roberto Sacaromba e Leda abriram as portas de sua residência, para receber dezenas de amigos, em um grande arraiá que agitou a noite do último sábado, dia 3 de agosto, em Inoã, Maricá.

Em clima de confraternização, muita alegria e descontração, todos se deliciaram com o variado cardápio de comidas e bebidas típicas e se divertiram, ao som do forró pé de serra com Luizito a Metamorfose do Forró.

DSCN5609DSCN5640DSCN5624DSCN5628DSCN5641DSCN5702DSCN5705DSCN5706DSCN5709DSCN5689DSCN5711A noite fria, foi aquecida pela grande fogueira e todos dançaram a quadrilha, que teve até casamento.

DSCN5644Dentre os convidados, destacamos a presença da primeira dama de Maricá, jornalista Rosangela Zeidan, que foi recebida com muito carinho por todos.

Nos flashs de Rosely Pellegrino, acompanhe os momentos da festa

Agosto 8, 2013 Posted by | jornalismo, Maricá, social | | Deixe um comentário

Restauração da Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro de Maricá, chega à reta final

Texto: Sérgio Renato | Fotos: Vitor Fagundes

Pouco mais de um mês após a retirada de estruturas que descaracterizavam o projeto original da Praça Orlando de Barros Pimentel, a Prefeitura de Maricá está prestes a devolver à população o tradicional espaço completamente recuperado. No entorno da Casa Digital – onde antes havia uma pequena ponte, um lago e um curso de água –, uma equipe da Secretaria de Obras realiza a instalação de peças intertravadas e novas mesas e bancos para jogos. As árvores que ficam no local, algumas seculares, estão recebendo proteção com peças de meio-fio.

Os pisos estão sendo colocados também em outro ponto, onde antes havia dois totens com o nome da praça. Ao lado, o anfiteatro e seu entorno estão ganhando nova pintura. De acordo com o secretário Fernando Rodovalho, as intervenções estarão concluídas até a próxima semana, quando a área sediará as principais atrações da programação do Dia de Nossa Senhora do Amparo, a partir da próxima quinta-feira (15/8).

As obras são parte do trabalho de reparação do conjunto arquitetônico da praça e seu entorno. No dia 1º de julho, uma equipe da Secretaria de Obras retirou os nove arcos metálicos e os dois totens, além de demolir o que havia em volta da Casa Digital utilizando uma retroescavadeira.

Acordo com o MPE

A intervenção é fruto do compromisso acordado entre o município e o Ministério Público Estadual, no sentido de atender à solicitação do Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac). Este, através de um inquérito civil aberto em 2008, cobrava a restauração do projeto original, descaracterizado pela instalação dos totens, arcos e outras estruturas. A primeira ação do acordo firmado entre o Inepac e a atual administração – que sempre foi favorável à restauração dos padrões originais – foi a retirada do curso de água que cercava a Casa de Cultura, ocorrida em abril de 2011. O conjunto arquitetônico da praça é composto ainda pela igreja matriz de Nossa Senhora do Amparo.

De acordo com a Procuradoria Geral do Município, a retirada das estruturas, instaladas entre 2003 e 2005, vem acontecendo por etapas em razão da necessidade de haver uma equipe especializada na restauração da estrutura tombada. Ainda segundo o Inepac, as intervenções na praça foram feitas de forma irregular na ocasião, sem o devido parecer da área de patrimônio histórico.

O Inepac entendeu, no entanto, que o anfiteatro e a Casa Digital, que também foram instalados posteriormente na praça, devem ser recuperados e mantidos onde estão, uma vez que houve investimento de verba pública em ambas as construções para uso da população.

 

Agosto 8, 2013 Posted by | Maricá, Obras em Maricá | | Deixe um comentário

Estado e Prefeitura lançam o maior programa de saneamento da história de Maricá

Texto: Rafael Zaror e Marcelo Moreira | Fotos: Clarildo Menezes

O vice-prefeito Marcos Ribeiro, representando o prefeito Washington Quaquá, destacou que o programa de saneamento vai beneficiar as lagoas

Pacote de obras de R$ 60 milhões já está em execução e protegerá lagoas da cidade

O secretario estadual do Ambiente, Carlos Minc, o vice-prefeito Marcos Ribeiro, que representou o prefeito Washington Quaquá, a primeira-dama Rosângela Zeidan, o subsecretário de Estado do Ambiente, Antônio da Hora, e o secretário municipal de Ambiente de Maricá, Alessandro Terra, lançaram nesta terça-feira (06/08) o Pacto pelo Saneamento de Maricá – investimento de R$ 60 milhões em obras de coleta e tratamento de esgoto no 1º distrito da cidade.

O pacote de obras inclui a instalação de redes de coleta de esgoto na região central da cidade e o assentamento, no Boqueirão e na Barra de Maricá, da rede que transportará os resíduos até o emissário submarino, com 4 km de extensão, na Barra (a construção do emissário também está garantida nessa etapa).

A previsão é que as intervenções – que já começaram no final de julho pelo bairro da Mumbuca e também vão beneficiar Araçatiba e Itapeba – sejam concluídas em dezembro de 2014. As intervenções estão sendo custeadas pela Petrobras numa contrapartida à construção do (Comperj), já que um emissário de efluentes do futuro complexo petroquímico terá parte do traçado no município de Maricá.

Além dos R$ 60 milhões em execução, dois outros importantes investimentos foram anunciados durante a cerimônia de ontem no Palladon, no bairro do Flamengo. Uma segunda fase de obras de saneamento para o 1º distrito, com recursos de R$ 33 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) já teve a verba liberada pelo governo federal. O projeto, que está em fase de licitação, prevê uma nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) no bairro Parque Eldorado e redes de coleta de esgoto em bairros como Ubatiba, Retiro e Jacaroá. Outra novidade é a entrega da Prefeitura ao Ministério das Cidades de um projeto, orçado em R$ 22,5 milhões, para redes de coleta em São José do Imbassaí.

Com as três frentes de investimentos, a cidade terá um cinturão de proteção ao sistema lagunar – um dos maiores e mais importantes do país –, como destacou o subsecretário estadual do Ambiente, Antônio da Hora, responsável pela apresentação técnicas aos moradores.

"Investir em saneamento é investir em saúde e qualidade de vida", destaca vice-prefeito

O secretário Carlos Minc ressaltou que a região central da cidade terá 100% de esgoto tratado e que os investimentos irão beneficiar 48 mil pessoas. “É um dia histórico. O emissário submarino que será construído em Maricá é comparável aos mais modernos em operação no país e vai lançar a 4 km da costa o esgoto, já tratado, sem danos ao meio ambiente”, declarou.

Segundo o vice-prefeito Marcos Ribeiro, o início das obras “é a realização de um sonho para o povo de Maricá”. Marcos destacou que investir em saneamento significa garantir saúde e qualidade de vida à população. O vice-prefeito aproveitou a cerimônia e entregou ao secretário Minc o abaixo assinado da prefeitura com apoio da população e que reivindica a construção de um batalhão da Polícia Militar, mais investimentos da Cedae e a quebra do monopólio do transporte público na cidade.

Já a primeira dama Rosangela Zeidan reforçou a importância da parceria entre prefeitura e estado. “Hoje o saneamento básico é realidade em Maricá e o prefeito vem investindo como nunca também na urbanização da cidade”, declarou.

A assessora especial de Saneamento Ambiental de Maricá, Luciana Andrade, frisou que o emissário não oferece riscos à vida marinha. “Em locais próximos a emissários submarinos existem mais peixes, que se alimentam de parte do que sai das tubulações após o tratamento ser feito. O mar ainda é a melhor saída para sanear”, disse. Também prestigiaram o evento o presidente da Câmara Municipal, Fabiano Horta, e o vereador Hélter Ferreira.

Secretário estadual Carlos Minc anuncia o maior programa de saneamento de Maricá

Subsecretário estadual Antônio da Hora detalhou o programa de saneamento

Primeira dama, Rosangela Zeidan, destacou a parceria entre município e estado

Assessora de saneamento Luciana Andrade com Minc, Zeidan e Marcos Ribeiro

Obras iniciaram em julho na Mumbuca com a instalação de redes de esgoto – Foto: Fernando Silva

Agosto 8, 2013 Posted by | jornalismo, Obras em Maricá | | Deixe um comentário

"Sob o Céu, sob o Sol de Maricá": shows gratuitos no Centro e em Itaipuaçu

Texto: Leandra Costa (edição: Marcelo Ambrosio) | Fotos: Divulgação

"Sob o Céu, sob o Sol de Maricá": shows gratuitos no Centro e em Itaipuaçu

O projeto musical idealizado pela secretaria municipal de Turismo “Sob o Céu, Sob o Sol de Maricá” oferece shows gratuitos nesta sexta-feira (09/08) e no sábado (10/08) com a participação de grandes nomes da música local de Maricá e também com a eliminatória do festival de talentos da música gospel.

Na sexta-feira (09/08), o projeto está inserido na programação da “Feira do Agricultor e do Artesanato”, realizada na Praça Conselheiro Macedo Soares. As apresentações musicais começam às 15h com show de Bruno Berner; em seguida, às 17h, será a vez do cantor Ricardo Pop; às 19h, Sidney Santos vai apresentar os grandes sucessos de seu repertório e, às 21h, a dupla Gianne Mello e Raphael do Cavaco encerra a programação.

No sábado (10/08), as apresentações começam às 10h com os shows de Roberta Tília e Ricardo Agura na Praça Conselheiro Macedo Soares, também inserida na programação da “Feira do Agricultor e do Artesanato”. Às 12h, é a vez da apresentação do cantor Leandro Junnior e, em seguida, às 15h, se apresenta a cantora Mirene Alves e, às 19h30, será a eliminatória do festival de talentos da música gospel.

Na mesma noite, haverá "Sob o Céu, Sob o Sol" na Associação de Moradores do Recanto de Itaipuaçu, em Itaipuaçu, a partir das 21h, com o show do casal Jô Borges e Aldo Corrêa e, em seguida, às 23h, Raul Palmeira encerra a programação semanal.
O projeto “Sob o Céu, Sob o Sol de Maricá” promove há mais de um ano, gratuitamente, música de qualidade em diversas praças da cidade, garantindo à população uma opção de lazer e de prestigiar os artistas da cidade.

Confira abaixo as atrações e horários de todos os shows da semana:
09/08 – Sexta-feira – Feira Turística – Praça Conselheiro Macedo Soares – Centro
15h – Bruno Berner
17h – Ricardo Pop
19h – Sidney Santos
21h – Gianne Mello e Raphael do Cavaco

10/08 – Sábado
Local: Feira Turística – Praça Conselheiro Macedo Soares – Centro
10h – Roberta Tília e Ricardo Agura.
12h – Leandro Junnior
15h – Solarata (Seresta) com Mirene Alves
19h30 – Sob o Céu, Sob o Sol de Maricá Gospel com a PIB – Festival de Talentos – Eliminatória

Local: AMARI – Associação de Moradores do Recanto de Itaipuaçu
21h – Jô Borges e Aldo Corrêa
23h – Raul Palmeira

Agosto 8, 2013 Posted by | cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, musica, shows e eventos, turismo | , | Deixe um comentário

Jogos Estudantis de Maricá: três mil alunos vão competir em 11 modalidades

Texto: Leandra Costa (edição: Marcelo Moreira) | Fotos: Vitor Fagundes

Reunião realizada no dia 07/08 entre comissão organizadora dos jogos e representantes de diversas secretarias

Evento terá participação de 32 escolas; jogos começam no próximo dia 26 de agosto

Mais de três mil alunos com idades entre nove e 16 anos vão participar dos tradicionais Jogos Estudantis 2013. A abertura oficial da competição foi transferida para o dia 26 de agosto (inicialmente seria dia 09/08), com o desfile das delegações participantes. Os jogos seguem até o dia 13 de setembro e, ao todo, 32 unidades escolares serão envolvidas.

Os detalhes para a realização do evento foram acertados numa reunião realizada nesta quarta-feira (07/08) na Casa Digital entre a secretaria municipal de Educação, organizadora dos jogos, e representantes de diversas secretarias, como Esportes, Saúde, Defesa Civil e Segurança Pública.

Um dos integrantes da Comissão Organizadora dos Jogos Estudantis de Maricá 2013, o professor de Educação Física e superintendente de projetos educacionais e esportivos, Kauffman Ribeiro, destacou a importância de colaboração de todos para o sucesso do evento. “É um evento de grande tradição na cidade e nessa edição dobrou o número de escolas participantes. Temos que planejar nossas ações para garantir a segurança dos alunos”, afirmou Kauffman, acrescentando que, na última edição dos jogos, realizada em 2011, o evento contou a participação de 14 escolas.

A secretária municipal de Educação, Professora Marta de Mello Quinan, destacou a importância dos jogos estudantis para incentivar a prática esportiva entre os alunos. “É uma competição saudável em que promovemos a integração entre as escolas. Consideramos o esporte um verdadeiro canalizador para a melhoria do ensino”, destacou Marta.

Jogos Estudantis 2013

Ao todo, serão disputadas 11 modalidades esportivas (atletismo, basquete, futebol society, futsal, handebol, natação, voleibol, vôlei de praia, queimado, xadrez e tênis de mesa) divididas em três faixas etárias: dos nove aos 11 anos; dos 12 aos 13 e dos 14 aos 16 anos. Este ano, a competição reunirá 21 escolas municipais, sete particulares e quatro unidades estaduais. Veja aqui as escolas participantes.

Agosto 8, 2013 Posted by | esportes, jornalismo, Maricá | | Deixe um comentário

Maricá – Pavimentação em seis ruas da Mumbuca

Texto: Sérgio Renato (edição: Marcelo Moreira) | Fotos: Vitor Fagundes e Fernando Silva

 Manu Manuela e São José de Imbassaí também recebem obras

Seis ruas da Mumbuca estão sendo pavimentadas. Equipes de uma empresa contratada pela Prefeitura de Maricá iniciaram o trabalho de asfaltamento pela Rua Estanilal Caminha Sampaio, a mesma por onde começaram as intervenções do Pacto pelo Saneamento de Maricá, com obras para instalação de redes de esgoto em bairros no 1º distrito da cidade.

Leia: Prefeitura e Estado investem R$ 60 milhões em saneamento no 1º distrito

De acordo com os técnicos da empresa, a nova pavimentação beneficiará ainda as ruas Antônio dos Santos Bittencourt, Maria Augusta Bittencourt, Coronel Bittencourt, Dona Paulina e Rua Quatro. A previsão de término da intervenção é a próxima quinta-feira (15).

Em Manu Manuela, foi reiniciado o trabalho de urbanização das ruas que ficam no entorno da recém-construída praça poliesportiva. O trecho final da Avenida Um, que margeia o canal que corta o bairro, foi asfaltado nesta terça (06/08) e, nos próximos dias, a pavimentação chegará às ruas 12 e 13. Em 2012, as ruas da região já haviam recebido manilhamento para escoar a água das chuvas e evitar alagamentos.

Em São José de Imbassaí, também começou na terça a pavimentação da Estrada Real de Maricá, que já recebeu as obras de drenagem. Segundo os técnicos, a intervenção será feita no trecho de aproximadamente um quilômetro entre as ruas Guarapari e G nesta primeira etapa. Nos próximos meses, o trabalho segue dali até a altura do acesso à histórica capela de São José, onde já existe asfalto. No passado, a via abrigou a antiga estrada de ferro Maricá.

 

Agosto 8, 2013 Posted by | jornalismo, Obras em Maricá, Urbanização | Deixe um comentário

Reunião discute implantação da “Moeda social” de Maricá

Texto: Leandra Costa (edição: Marcelo Ambrosio) | Fotos: Fernando Silva

Reunião discute implantação da “Moeda social” de Maricá

Implantação da Mumbuca está prevista para novembro

A moeda social Mumbuca – instituída em junho último com previsão de implantação para novembro – foi tema de um encontro nesta terça-feira (06/08), entre o vice-prefeito de Maricá, Marcos Ribeiro, secretários municipais e o coordenador geral do Instituto Palmas, João Joaquim Segundo, responsável pela implantação da moeda social e do banco comunitário em uma comunidade em Fortaleza (CE).

Com mais de 15 anos de experiência, o Instituto Palmas atua na implantação de sistemas econômicos alternativos para inclusão social, com a difusão de práticas comunitárias, como é o caso da moeda social Mumbuca – parte do Programa Municipal de Economia Solidária, Combate à Pobreza e Desenvolvimento Econômico e Social. Além da moeda, o programa também inclui um banco comunitário popular, a disponibilização de linhas de crédito para estímulo ao microempreendedorismo e a concessão de benefícios mensais para famílias em situação de pobreza.

O coordenador geral do Instituto Palmas elogiou a iniciativa inovadora da prefeitura em atrelar a moeda social a uma política de desenvolvimento humano, econômico e social. “Desde 2005, o governo federal apoia experiências de bancos comunitários como politicas públicas. Isso estimula o desenvolvimento da cidade como um todo, já que incentiva a permanência dos ativos econômicos no município”, explicou João Joaquim Segundo. O coordenador também apresentou um histórico da implantação da moeda social Palmas, criada por moradores de Fortaleza de um bairro chamado Palmeiras. Ainda segundo ele, no Brasil já existem 103 bancos comunitários.

Para o vice-prefeito Marcos Ribeiro a moeda social amplia o crescimento socioeconômico de Maricá. “Esse dinheiro fortalecerá nossa economia, aumentando o volume em circulação no comércio. A moeda não é uma imposição, mas uma opção para incrementar esse comércio”, destacou. Pelos cálculos da secretaria municipal de Direitos Humanos, que é a responsável pelo projeto, a Moeda Social deverá representar uma injeção de R$ 1,4 milhão por ano na economia de Maricá, beneficiando a população de baixa renda.

O secretário municipal de Direitos Humanos, Miguel Moraes, coordenador o grupo de trabalho para a implantação do projeto, disse que a moeda social vai beneficiar principalmente aqueles que vivem abaixo da linha da pobreza. “O governo municipal vai complementar a renda dos mais necessitados. Como há famílias na cidade que ainda não estão incluídas no Bolsa Família, do governo federal, a Mumbuca será aliada no combate à pobreza extrema”, explicou o secretário, destacando que cada “mumbuca” valerá um Real (R$1,00).

Programa Municipal de Economia Solidária
O programa será subsidiado por um fundo municipal que receberá recursos do orçamento municipal, de bancos e empresas públicas ou privadas – com quem a Prefeitura de Maricá firmará convênios. O dinheiro do fundo será gerido pelo Conselho Municipal de Economia Solidária, Combate à Pobreza e Desenvolvimento Econômico e Social de Maricá, formado com a participação da sociedade civil e do poder público. O banco social (que não será administrado pela prefeitura) fará a moeda circular, seja via financiamentos, seja por meio da troca de reais pelas “mumbucas”. Dentre outras atribuições, o banco comunitário popular poderá disponibilizar linhas de crédito para pescadores, agricultores, comerciantes e micro e pequenos empresários da cidade.

Além do vice-prefeito, do secretário municipal de Direitos Humanos e do representante do banco de Palmas participaram do encontro os secretários municipais de Fazenda, Roberto Santiago, Trabalho, Rosana Horta, chefia de gabinete, Kleber Ottero, e a procuradora geral Maria Inez Domingos Pucello.

Implantação de moeda social está prevista para novembro

Agosto 8, 2013 Posted by | jornalismo, Maricá | , | Deixe um comentário