Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Sine Maricá oferece 65 vagas de emprego em diversos cargos

Texto: Leandra Costa (edição: Marcelo Moreira) | Fotos: Divulgação

Vagas de emprego para a nova loja do Supermarket em Maricá

Administrado pela secretaria municipal de Trabalho de Maricá, o Serviço Nacional de Emprego (Sine) oferece 65 vagas de emprego em diversas áreas para atuar no recém-inaugurado supermercado Supermarket, em São José do Imbassaí.

As vagas são para operador de caixa, fiscal de frente de loja, fiscal de salão, repositor, subgerente, cartazistas, locutores, auxiliares e encarregados de salgados, padaria, açougue, hortifrúti e perecíveis.

Os interessados devem ir até a sede do Sine, no primeiro andar do Paço Municipal de Maricá (Rua Álvares de Castro, nº 346, Centro), das 10h às 16h. É necessário entregar currículo atualizado, o número do PIS e cópias dos seguintes documentos: carteira de trabalho, identidade, CPF e comprovante de residência. Os salários variam de acordo com as vagas e os candidatos serão informados sobre os benefícios, horários de trabalho e outros detalhes durante os processos de seleção.

Segundo a secretária municipal de Trabalho, Rosana Horta, essa contratação comprova a eficiência do Sine de Maricá como intermediador entre o empregado e o empregador. “Conseguimos parcerias com grandes redes que vieram se instalar aqui na cidade. Habib,s, Casa & Vídeo, Leader Magazine e, agora, o Supermarket são exemplos de sucesso de contratação por intermédio do Sine”, destacou a secretária.

Sine de Maricá
Desde sua implantação, em 2011, o Sine de Maricá já prestou 7.611 atendimentos à população que busca, principalmente, oportunidades profissionais na cidade e na região. Com a parceria da secretaria de Estado de Trabalho, o volume de atendimentos está dividido em três tipos principais de serviço: emissão de carteira de trabalho; busca de vagas de emprego e orientações para acesso ao seguro desemprego.

Administrador da rede Supermarket, Luiz carlos Barbosa, ao lado das representantes da secretaria municipal de Trabalho no ato da inauguração (14/08)

Anúncios

Agosto 21, 2013 Posted by | jornalismo, Maricá, oportunidade de emprego, trabalho e renda | | Deixe um comentário

Secretaria de Cultura de Maricá homenageia cantoras da MPB na Sala Cult

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Clarildo Menezes

A cantora Dalva Alves fez o primeiro dos dois shows em homenagem as compositoras e intérpretes da MPB

O projeto “Sala Cult”, da secretaria municipal de Cultura, está homenageando grandes sucessos das cantoras que deixaram suas vozes marcadas na Música Popular Brasileira. Na última sexta-feira (16/08), a cantora Dalva Alves fez a primeira das duas apresentações com músicas compostas e interpretadas somente por mulheres. Na primeira edição, o público voltou no tempo com os sucessos de Carmem Miranda, Dalva de Oliveira, Maysa, Nara Leão, Cássia Eller, Elis Regina, entre outras divas da MPB.

Jô Borges e os musicos da CulturaMaytê Correa deu showMirene AlvesNas águas do mar... é maré cheia ...Os confetes e serpentinas foram a surpresa da noite, que terminou ao som de marchinha e muita alegriaSala Cult apresenta as Mulheres da MPBMãe e filha no palco, Mirene e Dalva AlvesCantaram em homenagem as mulheres da MPB, Jô Borges, Maytê Correa, Dalva e Mirene Alves

A homenagem contou com as participações de Jô Borges, que cantou a música “O bêbado e o equilibrista”, de Elis Regina; Mirene Alves (interpretou “A flor e o espinho”, de Nora Ney); e Maitê Corrêa, que apresentou “Conto de Areia”, de Clara Nunes. O público, que lotou o espaço na Casa de Cultura, acompanhou todas as músicas, principalmente as composições de Elis Regina, Clara Nunes, Elisabeth Cardoso (“Na cadência do samba”), Dalva de Oliveira (“Carinhoso”) e as marchinhas de Carnaval de Emilinha Borba (“Chiquita Bacana” e “Mulata Bossa Nova”), que encerraram o show em um verdadeiro baile com direito a confetes e paetês.

O repertório também incluiu músicas de Carmem Miranda (“Chica Chica Boom Chic”), Maysa (“Ouça”), Nara Leão (“Diz que fui por aí”) e Cássia Eller (“All Star”).

DSCN6372DSCN6393

A banda contou com Sérgio Dantas (violão), Dalbert Lopes (violino e pandero), Pedro Szigeth (violoncelo), Paulo Ernani (cajon), além de Sérgio Aranda e Evaldo Ezequiel na percussão.

senhas são distribuídas as 18h30min Moradores de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, o casal Jorge Luiz e Rosimere Sendra aprovaram o projeto cultural. Eles contaram que saíram do Rio em direção a Cabo Frio e resolveram passar em Maricá para conhecer a cidade. “O show com a interpretação das cantoras foi excelente. Foi muito bom relembrar as músicas de Dalva de Oliveira, Clara Nunes e Elis Regina”, declarou Rosimere. “Vamos voltar na próxima sexta-feira”, completou Jorge Luiz.

Nesta sexta-feira (23/08), acontece a segunda apresentação do show “Mulheres da MPB”, com Dalva Alves e participação especial de Rosa Brasil.

Idealizado pela secretaria municipal de Cultura, o Sala Cult – um dos projetos culturais de maior sucesso na cidade nos últimos tempos – oferece ao público todas as sextas-feiras acesso às várias formas de arte (música, teatro e poesia, por exemplo), incentivando o trabalho de artistas locais em homenagens a grandes nomes do país e do mundo. Mais informações pelo telefone 3731-1432. A Casa de Cultura fica na Praça Doutor Orlando de Barros Pimentel, no Centro.

Kelly Kristiny Lima e Janine Siqueira foram as apresentadoras da noite

As Mulheres que participaram do projeto da esquerda para a direita  Jô Borges, Kelly Kristiny, Mirene Alves, Maytê Correa Dalva Alves e Janine Siqueira.

O casal Jorge Luiz e Rosemere aprovaram a edição do "Sala Cult"

Agosto 21, 2013 Posted by | cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, musica, projeto cultural, shows e eventos, social | , | Deixe um comentário

Últimas vigas da ponte da Barra de Maricá são montadas

Texto: Sérgio Renato (edição: Marcelo Moreira) | Fotos: Fernando Silva e Rosely Pellegrino

As últimas vigas que compõem a estrutura da ponte da Barra de Maricá foram instaladas ontem (15/8), iniciando o estágio final da construção da ponte. A equipe finalizou a operação à tarde e teve o auxílio de dois grandes guindastes.

A movimentação exigiu controle e precisão dos dois operadores de guindaste, que obedeciam às ordens passadas através de sinais. A cada manobra, o trânsito tinha de ser interrompido no local. Os técnicos da empresa responsável pela fase de montagem da ponte informaram que levarão cerca de quinze dias para concluir a colocação das lajes que vão compor o piso, construir os guarda-corpos para travessia dos pedestres e realizar todo o trabalho de pavimentação das pistas.
Depois dessa etapa, serão preparados os acessos à ponte. A intervenção ficará a cargo das secretarias municipais de Obras e de Urbanismo e deve durar dois meses. De acordo com o subsecretário de Ordenamento Urbano, Dalton Vilela, houve alterações no projeto do entorno da nova ponte, que passarão pela aprovação do prefeito Washington Quaquá. Uma das mudanças prevê que o acesso principal à ponte, para quem vem do centro de Maricá, seja pela Rua João Frejat (antiga rua 13) – e não mais cortando o trecho inicial da restinga de Zacarias.
“Estamos avaliando duas hipóteses: liberar o trânsito na ponte logo depois de preparar as cabeceiras ou aguardar a urbanização dos dois lados da via”, explica o secretário de Obras Fernando Rodovalho, que, assim como Dalton, passou os últimos dois dias acompanhando o andamento dos trabalhos. “De
qualquer forma, a ponte deve ser entregue, no máximo, entre o fim de outubro e o início de novembro deste ano”, acrescentou Rodovalho.
O projeto de urbanização prevê a criação de espaços de estacionamento, áreas de lazer nos dois lados e a revitalização da quadra poliesportiva, que fica atrás do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) da Barra. Outra providência será o bloqueio, na altura da ponte, da Rua João Joaquim da Costa, que fica às margens da lagoa e é utilizada historicamente como principal acesso à região litorânea de Maricá.
A ponte da Barra terá 172 metros de extensão e integrará o Centro aos bairros de Guaratiba, Cordeirinho, Bambuí e Ponta Negra. Há um estudo para a implantação de um canal com eclusa para permitir maior circulação e renovação da água do complexo lagunar com o mar e, consequentemente, a oxigenação da água, principalmente em períodos de estiagem.

 

DSCN6197DSCN6200DSCN6206DSCN6219DSCN6234DSCN6212DSCN6231DSCN6245DSCN6229DSCN6230DSCN6225

Agosto 21, 2013 Posted by | jornalismo, Maricá, Obras em Maricá, Urbanização | | Deixe um comentário

Prefeito de Maricá recorre ao TSE contra decisão de inelegibilidade

O prefeito de Maricá, Washington Quaquá, entrará com recurso nos próximos dias junto ao Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília, contra a decisão do Tribunal Regional Eleitoral, anunciada na noite desta segunda-feira (19/08), que o tornou inelegível por oito anos. Na mesma sentença, a corte derrubou a cassação do mandato determinada pela juíza de primeira instância. “A inelegibilidade é uma medida injusta, já que não havia motivo algum para cassarem o mandato apenas por termos enviado telegramas de convocação aos beneficiários do Bolsa Família”, afirma Quaquá.

O prefeito explica que a Justiça foi levada ao engano por articulações de oposição. “Ao contrário do que a juíza entendeu para abrir a ação, não houve nenhum dispêndio de dinheiro, tratava-se apenas do convite a pessoas cadastradas para que comparecessem à cerimônia de lançamento de um programa estadual, o Renda Melhor, com a presença do governador. O programa, sim, daria até R$ 300 às famílias inscritas, não havia qualquer relação com a prefeitura”, completou o prefeito.

O evento ocorreu antes do período de campanha eleitoral, no ano passado. E fez parte de uma agenda similar, para o mesmo programa, cumprida no mesmo dia pelo governador Sérgio Cabral em vários municípios do interior do estado. “Aliás, o PMDB, que é o partido do governador, tinha candidato à prefeitura aqui na cidade. E foi derrotado”,completa Washington Quaquá.

O prefeito critica a suspensão de direitos políticos já que o alegado abuso de poder econômico em nenhum momento ficou configurado. “Quero cumprir até o fim esses oito anos de mandato, atendendo às necessidades e anseios do povo de Maricá, que por duas vezes me elegeu pelo voto. Mesmo sem ter planos de disputar qualquer cargo institucional nos próximos anos, vou recorrer por entender que é de direito derrubar a inelegibilidade”, completa.

Agosto 21, 2013 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Maricá (RJ) terá aquário projetado por Niemeyer

Prefeitura de Maricá assina contrato para projeto de aquário idealizado por Niemeyer

Texto: Leandra Costa (edição: Marcelo Ambrosio) | Fotos: Paulo Polônio

Projeto do complexo que engloba o aquário municipal, anfiteatro, uma central de ensino profissionalizante para pescadores

O prefeito de Maricá, Washington Quaquá, e o superintendente do Instituto Social Oscar Niemeyer de Projetos e Pesquisas, João Batista de Morais Júnior, assinaram, nesta segunda-feira (19/08), o contrato entre o município e o escritório do arquiteto para a elaboração do projeto básico de um dos últimos desenhos da carreira do gênio da arquitetura, que morreu em dezembro de 2012: trata-se do complexo que engloba o futuro aquário municipal, um mirante com vista panorâmica para a cidade, uma central de ensino profissionalizante para atividades pesqueiras e um anfiteatro popular com capacidade para 800 pessoas. A área escolhida para abrigar o conjunto fica em Barra de Maricá. Em um gesto que reforça o simbolismo da assinatura, a cerimônia de hoje ocorreu na casa de Darcy Ribeiro, na praia de Cordeirinho. A casa, cujo desenho lembra um sol, foi projetada por Oscar Niemeyer para o escritor, antropólogo, senador e grande amigo.

O prefeito Washington Quaquá ressaltou a importância estratégica do projeto para a cidade, cujos contornos arredondados e sinuosos trazem a assinatura de Niemeyer. “Com esse complexo, Maricá deixa de ser um município de veraneio e ganha status de cidade turística”, destacou, lembrando a relação histórica da família Niemeyer com a cidade. "Oscar Niemeyer é de família originária de Maricá. Seu avô, Ribeiro de Almeida, dá nome a uma das principais ruas da cidade", declarou o prefeito.

Pelo contrato, no valor de R$ 2,4 milhões, o escritório tem um prazo de até sete meses para completar o estudo – que engloba todas as plantas estruturais, projeto legal e projeto de urbanismo – após o qual a Prefeitura poderá dar início à fase de construção física da estrutura. “Após a entrega pelo instituto, daremos início à licitação para execução das obras”, afirmou o secretário-executivo da Prefeitura, Márcio Leite, lembrando que o objetivo do prefeito é iniciar as obras já no início do próximo ano. Na segunda etapa, o plano da Prefeitura é o de buscar, junto a grandes empresas vinculadas à cidade, como a Petrobras, recursos em regime de co-financiamento para a implantação do projeto. “A obra pode entrar como contrapartida de impacto ambiental, uma exigência nossa para que esses grandes projetos obtenham o licenciamento no que diz respeito ao município”, define o prefeito, que estava acompanhado da primeira-dama, Rosangela Zeidan, e dos secretários Márcio Leite e Roberto Santiago, este da Fazenda.

De acordo com a concepção de Oscar Niemeyer, o aquário vai abrigar espécies marinhas e funcionará acoplado ao mirante e ao anfiteatro – este com possibilidade de ampliação da capacidade, já que o desenho prevê paredes móveis que poderão ser deslocadas. João Batista de Morais Júnior considera vital a implantação do centro de ensino profissionalizante para pescadores artesanais, o que agrega a característica social tão presente nas obras de Oscar Niemeyer. “Nesse espaço serão oferecidas oportunidades de aprendizagem de novas técnicas de fabricação de materiais, assim como a formação de banco de empregos e cooperativas de produção e de crédito para impulsionar o desenvolvimento do setor pesqueiro e proteger o pescador nativo”, ressaltou.

Projeto estimula o desenvolvimento turístico da cidade

Prefeito assina contrato para projeto de aquário idealizado por Niemeyer

Representantes da prefeitura e do Instituto Oscar Niemeyer no ato da assinatura do contrato

Agosto 21, 2013 Posted by | jornalismo, Lazer, Maricá, Obras em Maricá, turismo | | Deixe um comentário

Cineclube Henfil exibe mais um filme da série Hitchcock em Maricá

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Divulgação

"Janela Indiscreta" é o terceiro filme da série de Hitchcock que está sendo exibido no Cineclube Henfil de Maricá

Nesta quarta-feira (21/08), o Cineclube Henfil exibe mais um filme do cineasta britânico Sir Alfred Hitchcock em Maricá. A partir das 19h, o público poderá assistir, gratuitamente, ao suspense “Janela Indiscreta” (1954 – EUA), na Casa de Cultura, no Centro. Trinta minutos antes da sessão haverá distribuição de senhas. A secretaria municipal de Cultura apresenta este mês uma série de quatro obras do diretor (“Os Pássaros” e “A Dama Oculta” já foram exibidos).

Em “Janela Indiscreta”, tudo gira em torno de Jeffries (James Stewart), um fotógrafo profissional que fica confinado em seu apartamento por ter quebrado a perna enquanto trabalhava. Com uma lente teleobjetiva, ele espia a vizinhança e suspeita que um vizinho tenha assassinado a esposa inválida. O filme, com uma hora e 50 minutos de duração, foi gravado em um apartamento e as cenas externas são visualizadas pela lente de Jeffries. O espaço apertado do imóvel amplia o efeito da trama e deixa o espectador extremamente tenso e intrigado.

O set de filmagens foi todo baseado em um quarteirão real da cidade de Nova York. O filme inclusive indica o endereço fictício do apartamento de Jeffries (125 7th Street). Famoso por participar, Hitchcock aparece aos 26 minutos ajustando o relógio do compositor, que mora no prédio em frente ao apartamento de Jeffries.

Em 1955, o filme recebeu quatro indicações para o Oscar – melhor fotografia colorida (Robert Burks), melhor diretor (Alfred Hitchcock), melhor trilha sonora e melhor roteiro (John Michael Hayes). No mesmo ano, “Janela Indiscreta” ganhou o prêmio americano Edgar Allan Poe Awards, na categoria melhor filme. Já Grace Kelly (Lisa Carol Fremont) faturou os prêmios americanos NBR e NYFCC como melhor atriz em 1954.

Por quase 40 anos, o filme “Janela Indiscreta” esteve inacessível ao público porque o diretor Hitchcock comprou de volta os direitos deste e de outros quatro filmes de sua autoria – “Festim Diabólico” (1954), “O homem que sabia demais” (1956), “Um corpo que cai” (1958) e “O terceiro tiro” (1955) – e deixou de legado para sua filha. Estas obras receberam o apelido de “Os cinco filmes perdidos de Hitchcock” e somente estiveram novamente ao alcance do público em 1984, quando foram relançados no cinema. “Janela Indiscreta”, por exemplo, foi regravada em 1998 e protagonizada por Christopher Reeve e Daryl Hannah.

“Psicose” encerra festival Hitchcock

A série de filmes do diretor Hitchcock será encerrada na próxima quarta-feira (28/08) com “Psicose” – o maior clássico de sua carreira. O britânico dirigiu mais de 50 filmes em uma carreira de seis décadas e se tornou um ícone cultural. Ele morreu em casa, aos 81 anos, na cidade de Los Angeles. A Casa de Cultura fica na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro.

Agosto 21, 2013 Posted by | cinema / produção, cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural, social | | Deixe um comentário