Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Câmara Municipal realiza 2ª audiência pública sobre alteração da Lei de Uso do Solo de Maricá

Fotos: Fernando Silva e Rosely Pellegrino

DSCN6977DSCN6955 Com o plenário lotado, a Câmara Municipal de Maricá realizou nesta quinta-feira (05/09) a segunda audiência pública sobre a Lei de Uso e Ocupação do Solo. A alteração da legislação municipal (nº 2.272/2008), que cria a Área de Especial Interesse Urbanístico e Econômico, permitirá a instalação do Polo Naval de Jaconé – o maior investimento da história do município. A área de interesse prevista na nova lei compreende os bairros de Bambuí, Manoel Ribeiro, Bananal, Jaconé e Condado. Na primeira audiência pública, promovida em maio pela prefeitura no Esporte Clube Maricá, a população votou a favor da alteração da Lei de Uso do Solo.

Prefeito de Maricá, Washington Quaquá.Foto Fernando Silva Em seu discurso, o prefeito Washington Quaquá defendeu a implantação do porto e os motivos de instalar esse megaempreendimento na região do 2º distrito, que receberá também um estaleiro com previsão de gerar 13 mil empregos diretos e indiretos. "O Recanto de Itaipuaçu e Jaconé são as duas áreas que poderiam abrigar o porto. Indicamos Jaconé porque o Recanto é uma área habitada por muitas famílias. Já a região de Jaconé sempre foi uma área privada e a população quase nunca teve acesso”, declarou Quaquá.

O prefeito acrescentou que o costão de Ponta Negra será preservado e que o projeto cumprirá todas as exigências ambientais necessárias para um empreendimento deste porte. “O Instituto Estadual do Ambiente é extremamente rigoroso com as licenças e só aprovam com a certeza da proteção ambiental”,afirmou o chefe do Executivo, que citou uma pesquisa recente da prefeitura com os moradores da cidade. “Oitenta por cento da população é a favor do porto. Somente uma minoria que não quer o desenvolvimento de Maricá é contra a instalação de grandes empresas na cidade. É fundamental que a Câmara aprove essa lei para acabar com o coronelismo que sempre dominou o município e que impediu o crescimento de Maricá”, completou.

Sobre a criação da Área de Especial Interesse Urbanístico e Econômico, que será impulsionada com o Complexo Petroquímico da Petrobras (Comperj) e pela logística do petróleo, o prefeito destacou que a demarcação permitirá a instalação de indústrias capazes de gerar emprego e renda com sustentabilidade e responsabilidade social. “Temos uma fábrica de barcos esportivos, vinda da Itália, em Bambuí, já com uma carta de intenção assinada”, reforçou Quaquá.

DSCN6962 Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Celso Cabral, o crescimento do município é percebido com o aumento da demanda de processos de licenciamento urbano que são analisados na secretaria. “Em 2010, avaliávamos de 20 a 25 processos por semana. Hoje são mais de 800. Precisamos readequar essa lei para garantir a instalação de novas empresas”, destacou Cabral.

Após a apresentação do prefeito sobre a alteração da lei, o presidente da Câmara, Fabiano Horta, abriu o debate para a população. A audiência também contou com as presenças dos vereadores Felipe Bittencourt, Robson Dutra, Helter Ferreira, Bubute, Marcelo Vianna e Alcebíades Machado Filho.

Anúncios

Setembro 6, 2013 Posted by | jornalismo, Legislativo, Maricá, setor naval | | Deixe um comentário

Jogos Estudantis de Maricá: confira os resultados dos jogos de futsal masculino para alunos de 12 a 13 anos

Texto: Leandra Costa

A secretaria municipal de Educação divulgou os resultados dos jogos de Futsal Masculino para alunos dos 12 aos 13 anos (categoria B) dos Jogos Estudantis 2013 realizados nesta quinta-feira (dia 05/09), no Complexo Esportivo Municipal Leonel de Moura Brizola. O Centro Educacional de Maricá Joana Benedicta Rangel faturou o título de campeão e o IBEC (Instituto Batista de Educação e Cultura) ficou com o segundo lugar.

Programação
Nesta sexta-feira (06/09) serão disputados os jogos da categoria feminina de futsal, no Complexo Esportivo Municipal Leonel de Moura Brizola, no Bairro Flamengo.

Na última semana do evento, nos dias 09 e 10/09, serão realizados os jogos de handebol feminino; no dia 11/09 (quarta-feira), disputada a categoria masculina de handebol; no dia 12/09 (quinta-feira), voleibol e, encerrando a competição, no dia 13/09, disputados os jogos de futsal masculino categoria C (dos 14 aos 16 anos).

Jogos Estudantis 2013

Ao todo, estão sendo disputadas 12 modalidades esportivas (corrida, salto, basquete, futebol society, futsal, handebol, natação, voleibol, vôlei de praia, queimado, xadrez e tênis de mesa) divididas em três faixas etárias: dos nove aos 11 anos; dos 12 aos 13 e dos 14 aos 16 anos. Este ano, a competição reúne 21 escolas municipais, sete particulares e quatro unidades estaduais.

Setembro 6, 2013 Posted by | esportes, jornalismo, Maricá | | Deixe um comentário

Comerciantes de Itaipuaçu prestigiam audiência pública sobre moeda social Mumbuca

Texto: Fernando Uchôa | Fotos: Fernando Silva

Luiz Paiva falou da necessidade de se implantar programas de apoio ao comércio e ao usuário

Comerciantes de Itaipuaçu prestigiam audiência pública sobre moeda social Mumbuca

Dezenas de moradores e comerciantes prestigiaram a audiência pública, a terceira da série organizada pela Prefeitura para divulgar o projeto da Moeda Social Mumbuca, realizada ontem (04/05), na Escola Municipal João Monteiro, em Itaipuaçu.

Compuseram a mesa diretora o secretário municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Miguel Moraes – cuja pasta é a encarregada da implantação do projeto – o chefe de gabinete do prefeito, Kleber Ottero, o superintendente da Secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico, Alan Pinheiro, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itaipuaçu, Felipe Cabecinho, e representantes do comércio e do empresariado locais.

Miguel Moraes enfatiza a importância da adesão da classe empresarial ao projeto

O secretário Miguel Moraes agradeceu a presença de todos e enfatizou a importância da adesão da classe empresarial ao projeto, lembrando que toda adesão será voluntária. “A Mumbuca é uma moeda social de duas faces: por um lado, ajudará a população mais carente com uma complementação de renda, por outro, alavancará as vendas, promovendo o desenvolvimento desse comércio local. Por isto, é importante conhecer e aderir a um projeto que beneficiará a todos”, afirmou.

A previsão de iniciar a implantação da moeda é o mês de novembro. Até lá, serão cumpridas etapas com a realização de novas audiências públicas, o cadastramento de agricultores familiares, pescadores artesanais e artesãos, além de famílias de baixa renda, inscritos ou não no CADÚNICO/Bolsa Família. “As famílias em situação de risco social receberão um complemento de renda da na faixa de 70 a 100 Mumbucas, de acordo com o caso”, completou.

Morador há 30 anos em Itaipuaçu, Luiz “Cabeludo”, como é conhecido, apoia integralmente o projeto Mumbuca. “Vim aqui ouvir a proposta e achei formidável, será positivo para a população e para o comércio principalmente. Minha família também apoia a ideia e eu acho que a Mumbuca vai dar muito certo”, concluiu.

Haverá postos nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e em escolas municipais para cadastramento dos usuários e atendimento aos cadastrados. "Além disso, será implantado o Banco Social que efetuará operações de câmbio e empréstimos em linhas de crédito, de até 15 mil Mumbucas, para microempreendedores”, concluiu Moraes.

O subsecretário de Políticas Públicas para a Pessoa com Deficiência, Luiz Paiva, falou também da necessidade de se implantar programas federais e estaduais de apoio ao comércio e ao usuário, como o Empresa Bacana, que propõe o funcionamento das empresas com redução da documentação de praxe. “Queremos que o microempresário possa atender à população da forma mais direta e simples possível, sem maiores despesas e burocracia. Estamos estudando a melhor forma para isso. A princípio, para o cadastro da moeda Mumbuca, os comerciantes serão legalizados com o CNPJ, apresentando apenas CPF e Comprovante de Residência. A Mumbuca, moeda social aprovada pela Câmara Municipal, Banco Central e BNDES, dará esse respaldo, até posterior emissão de alvará”, completou.

A próxima audiência pública sobra a moeda Mumbuca está marcada para amanhã (06/09), às 18h, no Esporte Clube de Maricá, à Rua Álvares de Castro, s/nº, Centro, Maricá.

Comerciantes de Itaipuaçu prestigiam audiência pública sobre moeda social Mumbuca

Setembro 6, 2013 Posted by | direitos humanos, jornalismo, Maricá, projeto social | | Deixe um comentário

“Sala Cult” homenageia Dolores Duran nesta sexta-feira

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Clarildo Menezes

A cantora Mirene Alves vai interpretar grandes sucessos de Dolores Duran, que se destacou na década de 1950

O projeto “Sala Cult”, realizado pela secretaria municipal de Cultura, faz uma homenagem nesta sexta-feira (06/09) à cantora Dolores Duran. A intérprete Mirene Alves volta aos anos 50 para apresentar grandes sucessos de Dolores, que compôs cerca de 40 músicas, algumas gravadas em parceria com ninguém menos que Tom Jobim, como “Se é por falta de adeus”, “Por causa de você” e “Estrada de Sol”. O show gratuito começa às 19h, na Casa de Cultura, no Centro. Haverá distribuição de senhas 30 minutos antes da apresentação.

No repertório também está incluída a canção “A noite do meu bem”, um dos maiores sucessos da cantora, além de “Castigo”, “Solidão”, “Fim de Caso”, “Volare”, música italiana que ficou marcada na voz de Dolores, entre outros sucessos. A apresentação vai contar também com a participação especial da cantora Helenita Terrezo. Mirene Alves será acompanhada por uma banda de apoio formada por Leonissa (sete cordas), Evaldo Risadinha (percussão), Dalbert Lopes (violino) e Pedro Szigeth (violoncelo).

Dolores Duran (1930-1959) era autodidata e aprendeu quatro línguas estrangeiras (inglês, francês, italiano e espanhol) ouvindo músicas. Fez sucesso na década de 1950 com apresentações no Brasil e Europa (excursões à França e à antiga União Soviética). Dolores morreu jovem, aos 29 anos, vítima de parada cardíaca.

O “Sala Cult” é um dos projetos culturais de maior sucesso na cidade nos últimos tempos. O projeto oferece ao público todas as sextas-feiras acesso às várias formas de arte (música, teatro e poesia, por exemplo), incentivando o trabalho de artistas locais em homenagens a grandes nomes do país e do mundo. Mais informações pelo telefone 3731-1432. A Casa de Cultura fica na Praça Doutor Orlando de Barros Pimentel, no Centro.

Setembro 6, 2013 Posted by | jornalismo, Lazer, Maricá, musica, shows e eventos, social | , | Deixe um comentário