Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Festa em homenagem à Santa Sara na Tenda da Cigana Maanur do Oriente, neste sábado em Itaipuaçu, Maricá/RJ

Para quem aprecia uma boa festa cigana, neste sábado 31 de maio, a partir das 13h, estará acontecendo a Festa de Santa Sara, na Tenda da Cigana Maanur do Oriente em Itaipuaçu.

Convite para Festa de Santa Sara na Tenda da Cigana Maanur do Oriente

Maio 30, 2014 Posted by | cultura, jornalismo, Maricá, religioso, social | , | Deixe um comentário

Hoje tem Concurso livre de dança em Maricá – inscrições no local

Acontece nesta quinta-feira 29 de maio, na Praça Orlando de Barros Pimentel, o Concurso Livre de Dança, organizado pela Secretaria Minicipal de Cultura de Maricá

O Projeto Dança na Praça lança hoje a tarde, o Concurso Livre de Dança, que acontecerá em frente à Casa de Cultura de Maricá, a partir das 18h30. Pessoas de todas as idades que queiram se apresentar em qualquer estilo escolhido poderão se inscrever uma hora antes no local do evento. Com o apoio da Secretaria de Cultura, a disputa tem como objetivo estimular a livre expressão da dança nas crianças, nos jovens e nos adultos do município de maneira espontânea.

O concurso surge como alternativa de expressão popular por parte dos maricaenses, como aponta o superintendente de dança da secretaria, Paulo Ernani. "Queremos que os moradores da cidade se apropriem da livre dança a fim de se manifestarem através desta bela arte", disse. Ainda segundo Ernani, a dança funciona como inibidor da violência urbana, que vem crescendo em ambientes no mundo inteiro, principalmente entre grupos rivais no interior das escolas públicas e privadas. "Essa é uma preocupação nossa e eu, como professor de dança e familiarizado em utilizar a dança também como projeto social, considero esse evento de extrema relevância, uma vez que estaríamos transformando culturalmente essas possíveis rivalidades", acrescenta.

Na ocasião, haverá premiações para os mais bem colocados: capas de iphone, shapes de skates, livros, bolsas de estudo em academias de dança etc. E as apresentações poderão ser feitas individualmente, em duplas ou em grupo.

Maio 29, 2014 Posted by | cultura, Dança, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural, shows e eventos, social | , | Deixe um comentário

Maricá 200 anos – Lançada da Pedra Fundamental do IFF em Maricá

Escola Técnica Federal de Maricá: cerimônia marca início da construção de complexo do IFF

Texto: Marcelo Ambrosio | Fotos: Fernando Silva

Prefeito Washington Quaquá definiu a solenidade como "marca do maior presente que Maricá poderia receber ao completar 200 anos"

Uma solenidade em Ubatiba, na manhã de sexta-feira (23/06), marcou o início da construção da escola técnica federal de Maricá.  A cerimônia contou com a participação do prefeito Washington Quaquá, do vice-prefeito Marcos Ribeiro, do reitor do Instituto Federal Fluminense (IFF), Luiz Augusto Caldas Pereira, do presidente da Câmara Municipal, Fabiano Horta, e de outras autoridades do governo e do legislativo municipal. Com o término da terraplanagem, a área de 42 mil m², que fica às margens da RJ-114, começará a receber os canteiros para a construção  do complexo com sete prédios de dois pavimentos, sendo um para laboratórios, e 20 salas de aula. Quando estiver em funcionamento – a duração prevista das obras é de dois anos – o campus Maricá do IFF atenderá 1.400 alunos em dois turnos. O investimento da Prefeitura é de R$ 10 milhões aproximadamente.

"Esta solenidade marca aquele que é o maior presente que Maricá poderia receber ao completar 200 anos", avaliou o prefeito Washington Quaquá, ou "o sonho de todo o educador da cidade", como definiu, emocionada, a secretária municipal de Educação, Adriana Luiza da Costa. "É uma escola com um papel de libertação para as nossas crianças. Nós não tínhamos um futuro e agora o filho do trabalhador pode sonhar com um mundo no qual também se beneficie dos resultados do seu trabalho", continuou o prefeito, lembrando aos alunos do Centro Educacional de Maricá Joana Benedicta Rangel, presentes à cerimônia, das dificuldades do acesso à educação profissional em sua época de estudante. A escola oferece, em parceria com o Senai, o único curso técnico público da cidade até o momento. O prefeito adiantou que a implantação da unidade pode ocorrer mesmo antes do fim da obra, dada a urgência na  preparação dos jovens para as oportunidades geradas pelo Comperj, o pré-sal e o Pólo Naval de Jaconé. "Vamos alugar módulos para botar essa escola para funcionar logo", acrescentou.

O reitor do IFF, Luiz Augusto Caldas Pereira, destacou a ousadia do governo municipal, que propôs construir a escola e doá-la para o instituto, encurtando, com isso, todos os prazos comuns em obras que demandam financiamento federal. "É um momento especial para Maricá e para o IFF, uma instituição empenhada a renovar todos os dias seu compromisso com as pessoas", afirmou. "A construção dessa escola mostra que é possível agir na lógica do desenvolvimento econômico sem negar a inclusão social", acrescentou. Segundo o reitor, hoje existem 214 unidades federais desse tipo em todo o país. "A meta, até o fim deste ano, é que sejam lançadas mais 208, e o objetivo é chegarmos a uma rede com 800 escolas de formação técnica", completou. Ainda de acordo com o reitor, o processo seletivo para a contratação de docentes e de pessoal administrativo para a unidade de Maricá já foi aberto e está em andamento. A definição dos cursos a serem oferecidos virá apenas após a realização de audiências públicas nas quais a população poderá apontar as prioridades. "Metalurgia e edificações são os campos mais prováveis", finalizou.

Além do campus do IFF, a Prefeitura está tentando viabilizar, no mesmo local, a instalação de um campus tecnológico da Universidade Federal Fluminense voltado para pesquisas na indústria do pré-sal e para as atividades petroquímicas. "Há uma área aqui ao lado que poderá receber esse complexo", emendou o prefeito Washington Quaquá, comparando a unidade à Coppe-UFRJ. "É preciso ousadia para chegar a esse resultado e é difícil achar quem tenha mais do que o prefeito. Quem quer fazer faz, inventa, corre atrás", parabenizou o vice-prefeito Marcos Ribeiro, acompanhado em suas palavras pela secretária municipal do Trabalho, Fátima Pacheco. "Aqui aprendemos a ousar todos os dias", acrescentou ela, informando que a pasta está firmando parcerias com o sistema S (Sesi, Senai e Sesc) para qualificação profissional.

Após a conclusão da obra, a Prefeitura fará a doação das instalações para o Instituto Federal Fluminense, conforme lei aprovada pela Câmara nesse sentido. Caberá ao instituto instalar os equipamentos e contratar professores, funcionários e técnicos para sua operação. "A educação passa por um processo de resgate da dignidade em Maricá e esse projeto é um apontamento claro de referência e esperança de futuro para a garotada", completou o presidente da Câmara Municipal, Fabiano Horta. O IFF Maricá recebeu o nome de campus Washington da Costa em homenagem ao professor do CETEF-RJ e ex-presidente do sindicato dos metalúrgicos do rio, recém-falecido.

Cerimônia ainda contou com a participação do vice-prefeito Marcos Ribeiro, do reitor do Instituto Federal Fluminense (IFF), Luiz Augusto Caldas Pereir

Vice-prefeito Marcos Ribeiro parabenizou a iniciativa

A secretária municipal do Trabalho, Fátima Pacheco, informou que a pasta está firmando parcerias com o sistema S

Alunos da Escola Municipal Joana Benedicta Rangel estiveram presentes à cerimônia

Presidente da Câmara dos Vereadores, Fabiano Horta, integrou mesa da solenidade

O diretor do campus de Itaboraí do IFF, Cesar Luiz Dias, também participou da cerimônia

João da Costa, filho do professor Washington da Costa, compareceu ao evento

O reitor do IFF, Luiz Augusto Caldas Pereira, destacou a ousadia do governo municipal, que propôs construir a escola e doá-la para o instituto

Evento aconteceu na manhã dessa sexta-feira (23/05), em Ubatiba

Com o término da terraplanagem, a área de 42 mil m² começará a receber os canteiros para a construção do complexo

Maio 26, 2014 Posted by | Educação, jornalismo, Maricá, projeto educacional | , | Deixe um comentário

Maricá 200 anos – NX Zero promete sacudir o público na terça-feira

Texto: Raquel Andrade | Fotos: Divulgação

Banda apresenta repertório com canções do álbum "Em Comum"

Dando sequência às comemorações dos 200 anos de emancipação político-administrativas de Maricá, nesta terça-feira (27/05), a festa fica a cargo dos meninos do NX Zero, que prometem sacudir o público com canções do álbum "Em Comum". A banda se apresenta no palco principal, montado na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, no Centro da cidade.

Formada em 2001, em São Paulo, a banda é composta por Diego Ferrero (vocal), Leandro Rocha (guitarra e segunda voz), Daniel Weksler (bateria), Conrado Grandino (baixo) e Filipe Ricardo (guitarra). Além dos hits de "Em Comum", lançado em 2012 e que ganhou repercussão no Brasil e exterior, os roqueiros irão apresentar sucessos que marcaram a carreira.

Antes da apresentação da banda, o público poderá conferir outras atividades. Às 19h, será o projeto Sala Cult – uma das iniciativas de maior sucesso na cidade nos últimos tempos – com os clássicos do poeta Chico Buarque de Holanda, Gonzaguinha, Geraldo Vandré, Dorival Caymmi, Djavan, Gilberto Gil e Luiz Melodia. A apresentação será no palco 200 Anos, também na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, e contará com a participação dos cantores Ronaldo Valentim, Dalva Alves e o Grupo Amigos da Cultura. Abrindo o show do NX Zero, às 20h, no palco principal, será a apresentação da DJ Carol Sabá.

Maio 26, 2014 Posted by | jornalismo, Lazer, Maricá, musica, shows e eventos, social | , | Deixe um comentário

Maricá 200 anos – Prefeitura Municipal de Maricá oferece serviços gratuitos na festa de aniversário

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Fernando Silva

Os moradores aproveitaram para medir a pressão arterial, glicose e receberam panfletos com os serviços da Secretaria de Saúde

Nesta segunda-feira (26/05), a cidade de Maricá completou 200 anos de emancipação politico-administrativa e para comemorar diversos serviços gratuitos da Prefeitura foram oferecidos na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, no Centro. Emissão de carteira de trabalho (1ª e 2ª vias), cadastramento no banco de vagas do Sine, vacinação contra gripe, distribuição de preservativos, medição da pressão arterial e de glicose, doação de mudas nativas da Mata Atlântica foram algumas das ações disponíveis à população.

No estande da Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego, a moradora de Inoã, Ediclear Felix da Silva, de 17 anos, aproveitou a oportunidade no posto itinerante da Caravana do Trabalho para retirar a primeira carteira profissional. "O serviço foi ágil e agora tenho o documento para conseguir uma vaga no mercado de trabalho", comemorou a moradora. Já na tenda da Secretaria de Saúde, os moradores mediram a pressão arterial, o nível de glicose no sangue, receberam vacinas contra a gripe, além de informações sobre doenças sexualmente transmissíveis, prevenção do câncer de colo de útero e câncer de mama, aleitamento materno, orientações sobre higiene bucal e aplicação de flúor, entre outras ações.

Os moradores também levaram para casa mudas nativas da Mata Atlântica, doadas pela Secretaria Municipal de Ambiente. "Já plantei no quintal da minha casa roseira e limoeiro. Agora vou levar este ypê amarelo. Essas iniciativas são importantes para a preservação ambiental e sempre que tenho oportunidade levo mudas diferentes", afirmou Camila Freitas, de 17 anos, moradora de Itaipuaçu e que estava acompanhada da irmã Jenifer Ferreira, 11. Ao todo, a secretaria disponibilizou 500 mudas nativas (ypê amarelo, graviola, pitanga, entre outros), como parte do projeto Maricá + Verde e Contador de Árvores. Atividades lúdicas (pintura e desenho) para as crianças também foram realizadas no estande da secretaria. Uma equipe do Parque Estadual Serra da Tiririca ainda distribuiu panfletos sobre os serviços e orientações para evitar queimadas no parque.

Ao lado do estande da Secretaria de Ambiente, equipes da ONG Eco Vida orientaram à população sobre reciclagem e de como é importante entregar o óleo de cozinha usado nos ecopontos para que possa ser reciclado. "O processo permite que a glicerina do óleo seja usado na produção de sabão. Além de reaproveitar esse produto, evitamos que o líquido seja despejado inadequadamente na rede de esgoto ou no solo", declarou a agente ambiental Prisca Cabral, de 26 anos. Na tenda, os moradores também puderam comprar produtos feitos de materiais reciclados, como garrafas pet, isopor e alumínio. A ONG Eco Vida, que funciona em Araçatiba, possui um posto de coleta de lixo reciclado e atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. Mais informações pelo telefone 2637-2050.

Idosos animam a praça com apresentações de dança e música

No palco 200 anos, ao lado da Casa de Cultura, bastante aplaudidos, os integrantes da Casa do Idoso Mais Feliz, da Secretaria Municipal de Ações para Idosos, fizeram apresentações de danças de salão, cigana, ventre e criativa. Em seguida, aconteceram shows do projeto musical "Sob o Céu, Sob o Sol de Maricá", com o cantor Manhoso e da banda de pop rock, integrada por Jô Borges, Aldo Corrêa, Sidney Santos, Ricardo Pop, Bruno Bernner, Roberta Tílio, Ricardo Agura, Edy Baiano, Raul Palmeira, Gianne Mello, Paulo Lima (no baixo) e Pelé (na bateria).​ Enquanto os adultos aproveitavam os serviços gratuitos, as crianças se divertiram em brinquedos infláveis (duas camas elásticas, um castelo e um tobogã), disponibilizados pela Secretaria Municipal de Esportes.

Equipes passaram orientações sobre higiene bucal

Idosos fizeram apresentações de dança no palco de 200 anos

Diversos serviços foram oferecidos na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel

Jenifer e Camila levaram uma muda de ypê amarelo

Prisca e Flávia com uma telha feita de material reciclado

Ediclear tirou a primeira carteira profissional

Maio 26, 2014 Posted by | assistencia social, jornalismo, Lazer, Maricá | , | Deixe um comentário

Alunos desfilaram a história e tradições de Maricá nos seus 200 anos

Texto: Leandra Costa (edição: Raquel Andrade) | Fotos: Clarildo Menezes e Fernando Silva

Alunos desfilaram a história e tradições de Maricá nos seus 200 anos

Mais de 1.500 alunos da rede municipal de ensino, representando 52 unidades escolares, participaram do desfile cívico em homenagem aos 200 anos de Maricá, comemorado nessa segunda-feira (26/05). Realizado pela Secretaria Municipal de Educação, na Rua Domício da Gama, o evento viajou pela história do município, representando suas tradições, fatos e personalidades marcantes, como o naturalista Charles Darwin, o jornalista João Saldanha, a cantora Maysa, o arquiteto Oscar Niemeyer e o antropólogo, senador e escritor Darcy Ribeiro. O evento contou com a colaboração da historiadora Maria Penha de Andrade e Silva, da arquiteta Renata Gama e da pedagoga Renata Toledo.

Presente ao evento, o vice-prefeito Marcos Ribeiro explicou a retomada do desfile cívico, que não era realizado desde 2008. "Antigamente, o desfile era muito extenso, com a participação de todos os alunos. Esse ano, a ideia foi resgatar esse evento, de forma diferente: um pouco menor, com a participação de, no máximo, 30 alunos por escola, e com a exploração de um tema sobre a história da cidade", declarou. O vice-prefeito aproveitou para parabenizar a cidade pelos 200 anos. "Reparando o passado e construindo Maricá para o futuro. Ai está o nosso presente", acrescentou.

O presidente da Câmara de Vereadores, Fabiano Horta, lembrou-se da época em que participava do desfile como aluno. "É uma emoção bem forte. Ainda mais esse ano que está sendo contada a história de nossa cidade. Está muito bonito, mas, acima de tudo, estamos vendo, como há anos não víamos, a alegria, autoestima e satisfação no rosto das pessoas que moram aqui. E  isso nos dá a certeza de que estamos conduzindo a cidade de forma correta, com inúmeros desafios, mas também com gigantescas potencialidades", declarou Fabiano.

Para a nova secretária de Educação, Adriana Luiza da Costa, há menos de 15 dias no cargo, o desfile desse ano teve um significado diferente. "Já participei como aluna, como diretora e, agora, como secretária. Estou muito emocionada pelo trabalho apresentado. O desfile mantém viva a memória, cultura e cidadania de Maricá", destacou a secretária de Educação, acrescentado que a rede municipal de ensino é composta por 17.186 alunos.

Emoção do Desfile

Cada uma das 52 escolas municipais apresentou um tema que englobou desde a catequização dos índios; a pesca milagrosa realizada em 1854 pelo Padre José Anchieta, na Lagoa de Araçatiba; perpassando pela criação dos bairros; personalidades marcantes para o desenvolvimento da cidade; e também a importância de futuros projetos como o Polo Naval de Jaconé. Na abertura, o desfile contou com a participação do pelotão de bandeiras do CEM Joana Benedicta Rangel, da equipe da Secretaria Municipal de Educação, a corporação musical Tambores do CEM Joana Benedicta Rangel, comandada pelo mestre Macuco, e a banda da Polícia Militar, comandada pelo regente subtenente Jonas Correia. A aluna Rafaella da Glória, de 12 anos, do 8º ano do CEM Joana Benedicta Rangel, fez parte do pelotão das bandeiras e estava muito satisfeita em participar da festa. "Quando morava em Itaboraí, também desfilava por lá. Acho o máximo poder fazer parte da história da cidade. Me sinto muito importante", frisou.

Francielle Mello Carvalho, de 11 anos, aluna do 6º ano da E. M. Carlos Magno Legentil de Mattos, cumpriu um importante papel durante o desfile. Ela representou a padroeira da cidade, a Nossa Senhora do Amparo. "Apesar de não ter religião, quis participar desse momento por considerar importante estar integrada com a escola e com as atividades do município", disse. Participando pela primeira vez do desfile, Hillary Pereira, de 11 anos, aluna do 6º ano do CAIC Elomir Silva, representou os índios. Moradora de São José do Imbassaí, ela confessou que estava muito ansiosa para desfilar. "Não via a hora. Rui todas as unhas, quase não dormi, mas estou muito satisfeita por participar desse momento importante para a minha cidade".

Outro destaque abordado foi a chegada da Família Real em Maricá, em 1868, representada pela E.M. Benvindo Taques Horta. A pequena Carolline de Figueiredo, de seis anos, personificou a Princesa Isabel que visitou Maricá junto com o Conde D´Eu. Carolline, vestida de princesa, acenava e sorria para o público e, mesmo sem entender a importância do papel que incorporava, ela considerou um dos momentos mais especiais de sua vida. "Estou me sentindo uma princesa de verdade. Quero sempre poder desfilar pela escola", falou.

A E.M. Barra de Zacarias inovou e também fez bonito no desfile. Os alunos aderiram à moda do "Cup Song" e cantaram o hino de Maricá por meio do som de copos batidos numa mesa em frente ao palanque. Já a E.M. Espraiado aproveitou para abordar o "Espraiado de Portas Abertas", projeto de turismo rural realizado pela Prefeitura de Maricá, que concorreu nesse ano ao prêmio de "Melhor Projeto Cultural do Estado". O desfile trouxe a participação da tapeceiras Ilma Macedo da Costa, que apresentou algumas de suas obras, com destaque para a fauna e a flora da região.

Encerrando o desfile em clima de Carnaval, a banda da E. M. Darcy Ribeiro apresentou o samba-enredo da G.R.E.S. Grande Rio "Olhos verde de Maysa sobre o mar, no caminho Maricá", interpretado pelos cantores Adriano Pavarote, Amarildo Moreno, Gianne Mello e Raphael do Cavaco, do projeto "Sob o Céu, Sob o Sol de Maricá". A moradora do Flamengo, Ivonete Santos, de 45 anos, fez questão de prestigiar o desfile. "Fiquei muito feliz ao saber que o desfile havia sido retomado. É importante o resgate de nossa essência e de nossa cidade. A Prefeitura de Maricá está de parabéns pela festa e que venham mais 200 anos", declarou.

​​

A E.M. Benvindo Taques Horta abordou a chegada da Família Real em Maricá, em 1868

Francielle Mello Carvalho, aluna do 6º ano da E. M. Carlos Magno Legentil de Mattos, representou a padroeira da cidade

Os alunos E.M. Barra de Zacarias aderiram à moda do "Cup Song" e cantaram o hino de Maricá por meio do som de copos batidos

Pelotão de bandeiras do CEM Joana Benedicta Rangel

No pelotão das bandeiras, Rafaella da Glória, do 8º ano do CEM Joana Benedicta Rangel, estava muito satisfeita em participar da festa

Mestre Macuco e a corporação musical Tambores

A corporação musical Tambores do CEM Joana Benedicta Rangel

Alunos da E.M. Joaquim Eugênio dos Santos em homenagem às escolas de Maricá.

Representando o mar da cidade, alunos do CEIM José Carlos de Almeida e Silva

Os pequenos alunos da Casa da Criança de Itaipuaçu também participaram da festa

Alunos da E. M. Levy Carlos Ribeiro desfilaram pela Rua Domício da Gama

Mais de 1.500 desfilaram em homenagem aos 200 anos do município

O evento viajou pela história do município

Desfile também abordou a importância do trem para o desenvolvimento da cidade

Maio 26, 2014 Posted by | civismo, Educação, jornalismo, Lazer, Maricá | , | Deixe um comentário

Maricá 200 anos – Missa solene é celebrada por arcebispo de Niterói

Fonte: PMM Texto: Fernando Uchôa (edição: Raquel Andrade) | Fotos: Clarildo Menezes

 

Missa em comemoração aos 200 anos de Emancipação Político Administrava de Maricá ocorreu na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Amparo

Centenas de devotos participaram da missa solene, celebrada hoje (26/05), pelo arcebispo de Niterói, Dom José Francisco, como parte da programação religiosa pelos 200 anos de emancipação político-administrativa de Maricá. O evento, que iniciou às 8h, na igreja matriz, contou com a presença de autoridades municipais e religiosas, como representantes das três paróquias do município: Nossa Senhora do Amparo, São José (São José do Imbassaí) e Nossa Senhora de Fátima (Itaipuaçu). Durante a liturgia, foi lembrado o nome do patrono do dia, São Filipe Néri, presbítero da Igreja Católica.

Durante a Santa Missa, Dom José Francisco exaltou o trabalho abnegado de pessoas que contribuem para o desenvolvimento do município. "Do prefeito ao mais humilde servidor, que o Senhor Jesus abençoe a todos. Na última reunião do CNBB (Conselho Nacional de Bispos do Brasil), 2014 foi eleito o Ano da Paz, que irá de novembro próximo a dezembro de 2015. O mundo está cada vez mais violento. Que possamos juntos construir uma sociedade mais justa e fraterna para todos", pediu.

Após a bênção, houve apresentação do grupo "Alegria de Viver", da Casa do Idoso Mais Feliz, regido por Simone Figalo. Para a comemoração, foi apresentado o número "Luar de Maricá", hino oficial da cidade, e canções religiosas. A estudante Lara Sili, de sete anos, do Centro Educacional de Itaipuaçu, conduziu uma pequena imagem de Nossa Senhora do Amparo, padroeira da cidade, até o altar. "A abertura da homenagem aos 200 anos do município com uma cerimônia religiosa é importante pela evocação da figura de Jesus Cristo",  declarou o presidente da Câmara de Vereadores, Fabiano Horta. "É uma grande alegria comemorar a data", completou.

A primeira dama Rosangela Zeidan, acompanhada do secretário municipal de Assistência Social, Jorge Castor, apresentou à comunidade o modelo da imagem de São José de Anchieta, considerado o Apóstolo do Brasil, que será instalada futuramente na cidade. O padre, canonizado recentemente pelo papa Francisco, passou por Maricá, onde realizou um dos milagres relacionados pelo Vaticano, a "Pesca Miraculosa" nas águas da Lagoa de Araçatiba. Em um dos mais belos pontos turísticos de Maricá será inaugurada uma imagem de 10 metros de altura do apóstolo, com peixes em volta e luzes de led, projeto que a prefeitura está finalizando. "Essa imagem nos remete ao seu trabalho e dedicação em prol da educação e da inclusão, assim como o trabalho do governo do prefeito Washington Quaquá, de políticas públicas voltadas para os menos favorecidos", concluiu.

Grupo “Alegria de Viver”, da Casa do Idoso Mais Feliz, participou da cerimônia

Lara Sili, de sete anos, conduziu uma pequena imagem de Nossa Senhora do Amparo até o altar

Maio 26, 2014 Posted by | jornalismo, Lazer, Maricá | | Deixe um comentário

Mariana Mello e Pedro Mello participam do Desafio Buzios neste domingo

Na foto o orgulhoso papai Arley, com Pedro e Mariana Mello

Os nadadores Mariana Mello e Pedro Mello (Pedro Tatuí), de Maricá e do Fluminense, participaram no final de semana ( 17 e 18 de maio ) de provas do campeonato estadual e da Copa do Brasil de maratonas aquáticas na cidade de Angra dos Reis/RJ.
Mariana Mello foi vice campeã na faixa etária sênior nas duas provas.
Pedro Mello foi campeão da faixa etária junior da Copa do Brasil e vice campeão da mesma categoria no campeonato estadual.

 

Amanhã, sábado 24.05, os atletas da natação Mariana e Pedro, irão participar amanhã de um evento chamado Aloha Spirit Festival, na Praia de Itaipu, uma prova de travessia aquática com o percurso de 3 km.

No domingo, eles participarão de uma prova de maratona aquática na cidade de Búzios, com largada na praia de Azedinha e chegada na praia de João Fernandes, isto após nadar 3 km. Esta prova faz parte do Circuito Búzios de Travessias Aquáticas.

Neste domingo, os irmãos atletas da natação, estarão participando do Desafio Búzios

Maio 23, 2014 Posted by | esportes, jornalismo, natação | , | Deixe um comentário

Maricá + Verde: Moradores ilustres da Barra dão nome a árvores plantadas

Texto: Sérgio Renato (edição: Marcelo Ambrosio) | Fotos: Clarildo Menezes

Maricá + Verde: Moradores ilustres da Barra dão nome a árvores plantadas

A Secretaria Municipal de Ambiente de Maricá promoveu nesta quinta-feira (22/5) mais uma ação do projeto Maricá+Verde.  Desta vez, alunos de duas escolas municipais da Barra (Vereador João da Silva Bezerra e Barra de Zacarias) e um grupo de frequentadores da Casa do Idoso Mais Feliz plantaram 200 mudas de árvores nativas da mata atlântica na margem da Avenida João Saldanha, a principal do bairro. Pescadores e artesãos conhecidos na região também foram homenageados, batizando com seus nomes cada uma das mudas plantadas entre as ruas 5 e Esmael Muniz de Andrade (antiga Rua 11).
Segundo o secretário municipal Thiago de Paula, a parceria entre sua pasta, a de Educação e a de Ações para Idosos teve como objetivo unir duas gerações de maricaenses no evento e mostrar que o entusiasmo com a questão ambiental independe da idade. Os alunos da E.M. Vereador João da Silva Bezerra cursam entre o 6º e o 9º ano do ensino fundamental, enquanto os da barra de Zacarias estão no 3º ano. As duas escolas já tinham pesquisas sobre moradores ilustres da localidade, o que facilitou a escolha dos homenageados.
Entre os pescadores que deram seus nomes às árvores estava Acirejo Coelho da Silva, nascido e criado no bairro há 78 anos. Satisfeito com a honraria, Acirejo contou que vive da pesca desde que a atividade se tornou viável na região. "Isso aqui antigamente era um campo de aviação e de treinamento de soldados, mas não dava muito peixe. Depois que abriram o canal de Ponta Negra é que os peixes começaram a aparecer, e eu só fiz isso a minha vida inteira. Ensinei umas quatro gerações de pescadores", revelou Acirejo.
A próxima ação do Maricá+Verde está marcada para esta segunda-feira (26/5), dia do aniversário de 200 anos da cidade, quando haverá uma distribuição de mudas de árvores na praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro. O projeto foi lançando em março pelo prefeito Washington Quaquá e pelo vice-prefeito Marcos Ribeiro, e já passou por escolas das redes pública e privada do município, sempre levando mudas da mata atlântica a serem plantadas e orientando sobre o método correto de plantio. Até o momento, 475 árvores já foram plantadas no município.

Maio 23, 2014 Posted by | jornalismo, Maricá, meio ambiente | , , | Deixe um comentário

Saúde de Maricá orienta população sobre funcionamento do SAMU

Texto: Amanda Neto (edição: Raquel Andrade) | Fotos: Clarildo Menezes

Equipe da SAMU esclareceu dúvidas, aferiu pressão e fez teste de glicemia capilar, na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel

Em comemoração a Semana Nacional de Enfermagem (de 12 a 20/05), a Secretaria Municipal de Saúde promoveu na terça-feira, das 10h às 16h, um evento para informar à população sobre o funcionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), na Praça Orlando de Barros Pimentel. Na ocasião, equipes da Saúde aferiram pressão e realizaram teste de glicemia capilar (nível de açúcar) de quem passava pelo local.

Segundo as informações passadas pela coordenadora de Enfermagem do SAMU em Maricá, Simone Salgado, ao ligar para o 192 (número da SAMU), o usuário será encaminhado para o médico, que checará as informações e orientará, por telefone, o paciente ou familiar nos primeiros socorros. Caso necessário, uma equipe médica é deslocada ao local. “A ligação cairá na Central de Regulação Municipal, que é em Niterói, e será passada para o médico. Após apurar com o próprio usuário ou familiares, caso necessário, será enviada uma viatura ao local. Um dos objetivos do SAMU é diminuir a procura hospitalar, ou seja, a demanda espontânea no hospital”, explicou ela, completando que a equipe escalada para o atendimento domiciliar é composta por um médico, um enfermeiro e um condutor, da Unidade de Saúde Avançada (USA), ou por dois técnicos de enfermagem e um condutor, da Unidade de Saúde Básica (USB). O paciente que não apresentar condições clínicas de ficar em casa será removido, pela equipe da SAMU, para a unidade hospitalar mais próxima. “Em nosso caso, o Hospital Municipal Conde Modesto Leal e a UPA fazem a capacitação desses pacientes via SAMU”, finalizou.

O coordenador de base do SAMU em Maricá, Luís Fernando Ribeiro, também esclareceu algumas dúvidas sobre o funcionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Segundo ele, os profissionais existem para servir a população de várias formas, tanto no atendimento domiciliar quanto  no encaminhamento para o hospital, quando necessário. “Vamos até a residência e tentamos solucionar o problema na residência do paciente. Depois, o paciente é orientado a procurar atendimento médico num posto de saúde”.

Durante o evento, cerca de 90 pessoas foram atendidas pela equipe da Saúde. O funcionário público Valmir Marins verificou a pressão e fez o teste de glicemia capilar. “Vou aproveitar essa oportunidade”, disse. Quem também aproveitou o ensejo foi a aposentada Edleide de Lima, que tirou dúvidas. “Acho uma boa, pois as pessoas precisam de esclarecimento. Isso ajuda muito”. Para a secretária municipal de Saúde, Fernanda Spitz, ação serviu para estreitar o relacionamento da população com os profissionais. “Eles atendem da forma que a regulação pede. A gente está feliz em poder colocar o SAMU na rua e em contato com a população, mostrar que essa equipe é formada por guerreiros. Eles atendem na via, na praça, no lar. Atendem acidentes e, muitas vezes, em condições desconfortáveis de atendimento. Estou muito feliz com o trabalho de vocês”, parabenizou.

Evento realizado no Centro da cidade marcou a Semana Nacional de Enfermagem

Maio 23, 2014 Posted by | jornalismo, Maricá, saúde | | Deixe um comentário