Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Thiago revive o Sítio do Picapau Amarelo

THIAGO autor de Desvendando o Sítio do Picapau Amarelo O autor, Thiago de Menezes, no Sítio do Picapau Amarelo, em Taubaté, onde iniciou seus trabalhos de pesquisa

O escritor, poeta e ator profissional itapirense Thiago de Menezes, lançará, na próxima quinta-feira, dia 09 de outubro, à partir das 19 horas em evento no Salão de Festas do Edifício Santa Fé, em Itapira seu novo livro e o quarto que publica nesse ano de 2014. O lançamento terá participação especial da atriz Juliana Avancini, da Companhia Teatral Paulino Santiago mais apoio cultural de Gabi’Artes Decorações e Eventos e de Renata’s bolos e doces finos

Convite Desvendando o Sítio do Picapau Amarelo

Capa_Desvendando_o_Sítio Capa da obra “Desvendando o Sítio do Picapau Amarelo”, lançamento da All Print Editora

A obra a ser lançado mostra um tema até então inédito e resgata muitas informações que são deletadas tão rapidamente da memória social da maioria das pessoas e que agora estão revividas na mesma. O livro“Desvendando o ‘Sítio do Picapau Amarelo’”, que analisa o seriado nas duas primeiras décadas da televisão no Brasil. A primeira foi na TV Paulista em 1951 e logo veio a estreia na TV Tupi de São Paulo, que durou de 1952 a 1962. A segunda, na TV Cultura em 1964 e a terceira versão foi na TV Bandeirantes, em 1967. É o terceiro lançamento literário de Thiago, que é autor de outras obras que enfocam as décadas de 50 e 60, como “Jamil Abrahão – os anos dourados de uma sociedade” e “Os Pioneiros do Rock’n roll Brasileiro” (Evolução da música jovem no Brasil / Período 1955 – 1965). A obra, que está sendo lançada no mercado pela Editora All Print, de São Paulo, tem a contracapa assinada pela atriz Zodja Pereira, que viveu a personagem Emília no ‘Sítio do Picapau Amarelo’ da TV Bandeirantes nos anos 60 e a apresentação por Mauro Gianfrancesco, conhecido profissional de televisão, produtor e ator da TV Tupi, coautor do Livro “Astros e Estrelas da TV Tupi – SP”. Nela, Thiago fala de artistas como Lúcia Lambertini, David José, Edy Cerri, Zeni Pereira e Daniel Filho.

O autor, Thiago atualmente é colunista da Revista ABSOLUTA, de Campinas, atuando no circuito cultural entre São Paulo e Rio de Janeiro, assim como presidindo as Academias de Letras de Águas de Lindóia e Itapira, onde desenvolve atividade cultural paralela, sem apoio da Secretaria de Cultura e Conselhos de Cultura e Turismo. Recentemente fez a divulgação de outro trabalho que se encontra também no mercado editorial, o livro “Banho de Lua – Tony e Celly Campello”, que fala sobre os primórdios da música jovem no Brasil.

Legendas das fotos anexadas:

 

O autor, Thiago de Menezes, no Sítio do Picapau Amarelo, em Taubaté, onde iniciou seus trabalhos de pesquisa

Anúncios

Outubro 3, 2014 Posted by | cultura, jornalismo, literatura | , | Deixe um comentário

IDB nega construção de prédios na comunidade de Zacarias

A IDB Brasil informa que não haverá nenhum prédio ou construção na Comunidade de Zacarias, em Maricá. A informação que o projeto Fazenda São Bento da Lagoa construirá 20 prédios na localidade está errada. Além disso, a empresa garantiu que dará a titularidade das terras aos moradores da comunidade.

A IDB Brasil está seguindo todas as obrigações exigidas pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente – INEA para a construção da Fazenda São Bento da Lagoa, na Área de Preservação Ambiental (APA) de Maricá. No momento, o projeto está em licenciamento ambiental e a próxima etapa será a realização da Audiência Pública, que acontecerá na quarta-feira, dia 8 de outubro, às 19h. É importante destacar que apenas 6,42% da área total de 840 hectares terá construção predial e que 50% da área será totalmente preservada por meio de uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) com 450 hectares, a segunda maior reserva de restinga do Rio de Janeiro.

restingaSó para entender o tamanho da área preservada, a RPPN é maior do que todo o bairro de Copacabana, com 410 hectares. Importante ressaltar que a área de restinga está 23,66% degradada. O compromisso da IDB Brasil é recuperar 100 hectares de vegetação nativa de restinga e de Mata Atlântica, o equivalente ao Parque do Flamengo. Isso mostra que a IDB Brasil sabe como é importante o ecossistema da Restinga de Maricá e por isso irá desenvolver programas de preservação e de conservação de espécies ameaçadas da fauna e da flora existentes na região.

A RPPN, que será aberta à visitação, terá um centro de pesquisa para o desenvolvimento de estudos científicos da fauna e da flora de restinga por ONGs, universidades e demais instituições educacionais. Hoje, o Centro de Pesquisas já conta com o apoio da UFRJ e da UFF. Assim como acontece com a RPPN, os acessos à praia e às áreas de lazer do empreendimento também serão abertos ao público e à comunidade local. Dessa forma, todos continuarão aproveitando as atividades de lazer da região.

Com estas informações, a sociedade pode participar mais ativamente da Audiência Pública, fazendo perguntas, tirando dúvidas e sugerindo cuidados ambientais que deverão ser tomados pelo empreendimento. Todas essas informações e mais detalhes podem ser encontrados no EIA-RIMA (Relatório de Impacto Ambiental), disponível no site do INEA e no site da IDB Brasil (www.idbbrasil.com.br).

Pescadores dão seu apoio ao empreendimento

Os pescadores da AMORPEZ (Associação de Moradores e Pescadores de Zacarias) e da Colônia Z-7 declararam publicamente seu apoio ao projeto Fazenda São Bento da Lagoa durante evento realizado no dia 09 de agosto, em Guaratiba. Na cerimônia de reeleição e inauguração da nova sede, o atual presidente da Colônia Z-7, Yllke Almeida, afirmou que confia no empreendimento: “Eu vejo com bons olhos o projeto para o município de Maricá como um todo. Vejo oportunidades de emprego para a população, atração de turismo e incentivos à prática de projetos de pesca local”. Yllke hoje representa 837 pescadores associados.

Já para Washington da Costa, presidente da AMORPEZ, nascido e criado em Zacarias, o empreendimento trará melhorias para os pescadores de Zacarias: “O projeto irá contribuir para o desenvolvimento de toda região pela inclusão e geração de oportunidades para a nossa comunidade e também para a questão da revitalização da área degradada”.​

Outubro 3, 2014 Posted by | empreendimento imobiliario, jornalismo, Maricá, meio ambiente | | Deixe um comentário