Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Mariana Mello um destaque na natação

Este é um resumo informativo das participações e resultados de Mariana Mello, em competições nacionais e internacionais de maratonas aquáticas na temporada 2014, que ainda não terminou.

MARIANA MELLO

1. FARJ

Etapa Teresópolis   ,   02 / 02 / 2014

Faixa etária                    Campeã

Geral Feminino             3 lugar

Etapa  Itaipu,               27/04/2014

Faixa etária                   Campeã

Geral feminino             Vice Campeã

Etapa  Angra dos Reis    18/05/2014

Faixa etária                    Campeã

Geral feminino              Vice Campeã

Etapa  Colégio Naval     10/08/2014

Faixa etária                    Campeã

Geral feminino              3 lugar

Etapa Piratininga           07/09/2014

Faixa etária                    Campeã

Geral Feminino             5 lugar

2. FABERJ

Etapa Búzios                   30/04/2014

Faixa etária                     Campeã

Geral feminino               Vice Campeã

Etapa João Fernandes   25/05/2014

Faixa etária                      Campeã

Geral feminino                Campeã

Etapa Iguaba Grande     08/06/2014

Faixa etária                      Campeã

Geral feminino                Vice Campeã

Etapa Araruama             20/07/2014

Faixa etária                      Campeã

Geral feminino                Vice Campeã

3. CBDA  /  COPA DO BRASIL

Etapa  São Bernardo do Campo   09/03/2014

Faixa etária                      Vice Campeã

Geral feminino                Vice Campeã

Etapa  Angra dos Reis     17/05/2014

Faixa etária                        Vice Campeã

Geral feminino                  3  lugar

Etapa Brasília                    21/09/2014

Faixa etária                        Vice Campeã

Geral feminino                  4  lugar

Etapa  Salvador                 será no dia 15 de novembro.

4.  DESAFIO dos MARES     

Etapa 1

É uma competição de revezamento, na qual Mariana Mello nadou na equipe Vem Nadar B e conquistou a 7 colocação.

Etapa 2

Nesta etapa, Mariana Mello nadou na equipe  Fluminense Football Club A e foi Vice Campeã da Prova.

5.  ALOHA SPIRIT

Etapa Niterói

Mariana Mello nadou pela equipe Vem Nadar, foi a Campeã da prova e marcou os pontos  decisivos que ao final das 3 etapas do torneio, Ilha Bela, Niterói e Vitória permitiram que mesmo sem vencer outra prova e já sem a presença de Mariana em seus quadros a equipe fosse a campeã do torneio na edição 2014.

6. PROVAS INTERNACIONAIS

Hernandarias Paraná   88 km        09/02/2014

Mariana Mello completou a prova, nadando os 88 km sob intensa tempestade de chuva e vento em 11 horas e 25 minutos, excedendo o tempo limite em 12 minutos.

BCT Gdnya open water marathon  01  a  03 de agosto de 2014

Na primeira prova, Mariana Mello após nadar 17 dos 20 km do percurso foi retirada da água e levada ao hospital com hipotermia.

Na segunda prova, Mariana Mello, após passar por exames médicos que a liberaram para nadar completou a maratona internacional em 7 lugar.

Pharos open water marathon   30/08/2014

Mariana Mello conquistou a 12 colocação após nadar os 16km da prova internacional da Croácia.

7. TEMPORADA 2015

Mariana Mello recebeu convite para nadar as provas de Hernandarias Paraná, Sabac Servia, BCT Gdnya e Pharos Marathon Serbia. Aceitou participar, porém precisa levantar os recursos necessários a sua participação.

Saiba mais sobre a atleta: Mariana Mello – Nascida para Brilhar

Fonte Elaine Ribeiro (entrevista realizada em junho 2012)

Exemplo de garra, determinação e muita vontade de vencer a jovem nadadora Mariana Mello  vem se destacando cada vez mais em competições nacionais e internacionais. O sorriso meigo e jeitinho de menina frágil escondem uma jovem extremamente disciplinada, obstinada pela sede de  vitória,  sempre em busca de novos desafios.

A jovem menina que nasceu em Botafogo (RJ) e se criou em Maricá, conta um pouco da sua história em uma conversa muito descontraída

Como começou a sua história com a natação?
“Meu primeiro contato com a natação foi muito nova, com 2 anos. Sempre gostei muito de água, quando criança adorava a Pequena Sereia. Depois fiquei um tempo sem nadar e voltei entre 7 e 8 anos na academia  Aquapoint aqui em Maricá. Eu era aquela aluna que não faltava nunca, nem quando chovia. Meu professor me achava muito competitiva e me colocava para competir com a turma inteira.

Quando eu estava com 11 para 12 anos meu pai me levou para o Canto do Rio em Niterói. Eu nadava apenas em piscina, mais lá tinha um pessoal que nadava no mar. Minha primeira vez no mar foi em Búzios, na praia da Ferradura. Quando  eu percebi que estava no meio do mar me deu um medo que disse que nunca mais voltaria a nadar no mar novamente, mesmo assim cheguei em 2º lugar na competição.”

Aos poucos o que antes causava medo passou a ser excitante. “Nadar no mar é uma coisa nova, você nunca sabe como vai estar o mar.” Diz Mariana.

Com dois anos no Campo do Rio fui chamada para o Vasco. Logo no primeiro ano participei de uma Maratona Aquática de 10km em Copacabana e fiquei em primeiro lugar, continuei o campeonato brasileiro e fiquei em primeiro lugar na categoria infantil e em 5º lugar no geral.

Minha primeira competição internacional foi no Chile. Foi a primeira vez que andei de avião.

Como seus pais influenciaram na sua carreira?
Minha mãe é tudo, sempre me incentivou. Era um sonho meu ser nadadora e meus pais fizeram o possível e o impossível, me levavam para todos os cantos. Era complicado pela questão financeira e em alguns momentos tive de viajar sozinha para as competições. Mas foi importante para o meu amadurecimento. Precisei amadurecer muito cedo.

E as amizades?
Graças a natação tenho amizades por todo país, uma delas é a Thaís de Vitória, Espírito Santo. Viajamos muitas vezes juntas e dividíamos as contas. Uma cuidava da outra. Graças a um amigo que fiz na natação também tive a oportunidade de viajar para Bahia e participar da pré temporada  em Salvador, no começo senti muita dificuldade porque os treinos eram muito puxados, eu nunca tinha feito uma dobra que é quando os treinos são dobrados, mas na segunda semana eu já estava adaptada.

Seus irmãos também são atletas. Você influenciou na escolha deles?

Acredito que sim. Eles me incentivam bastante, é uma troca. Sou a mais velha de três irmãos, Pedro e Manuela. Meu irmão Pedro é nadador e como eu também começou no Campo do Vasco, é meu companheiro de viagens  pelo Brasil agora com 15 anos treina junto comigo.  Esse ano ele participa de uma competição no Chile. Já a minha irmã passou pelo nado sincronizado mais hoje pratica tiro com arco. A paixão pelo esporte contagiou toda família, meus pais fizeram curso de arbitragem e hoje são árbitros .

Com essa vida agitada sobra tempo para namorar?
Com a vida agitada fica difícil namorar, não tenho muito tempo. Esse ano comecei faculdade de letras na UFF. Minha vida é acordar cedo e ir pra faculdade, da faculdade para o treino do treino para academia. Meu tempo livre é para descansar. Abro mãos de muitas coisas e a vida social fica meio prejudicada, em compensação já viajei  por quase  todo o Brasil e para vários países como Chile, Itália, Holanda e Sérvia. Amanhã (06/06/2012) viajo para Itália. Ano passado conheci Paris e fiquei encantada. Conheci cidades  que eu nem imaginava que existissem. Fiz muitas amizades, em alguns países não ficamos em hotéis, ficamos na casa de outros atletas tipo intercambio e meu Espanhol melhorou muito. Eu nunca imaginei que um dia viajaria para Servia, lá eu vi a neve pela primeira vez. Dizem que o brasileiro é um povo hospitaleiro, os sérvios conseguem ser ainda mais.

Não saio com meus amigos tanto quanto eu gostaria. Mas quando viajamos depois que termina a competição curtimos a cidade por onde estamos.

O que você tem a dizer a quem tem vontade de seguir o mesmo caminho que você seguiu?

Acho que o importante é traçar um objetivo e seguir por mais dificuldades que você encontre, quando olhar para trás vai ver que valeu a pena. Acredite em você mesmo.

Anúncios

Novembro 12, 2014 Posted by | esportes, jornalismo, Maricá, natação | | Deixe um comentário

Informatização dos postos de saúde de Maricá agiliza atendimentos

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Fernando Silva

Agente de saúde Juliana Figueiredo lança no sistema os prontuários de pacientes do PSF de Ponta Grossa

Sistema armazena prontuários e médicos têm acesso ao histórico do paciente em qualquer uma das 16 unidades interligadas

Um projeto de modernização implantado pela Prefeitura Municipal de Maricá desde 2012 está transformando a gestão dos postos de saúde, garantindo agilidade no atendimento e controle de equipamentos e medicamentos. Através do software livre e-Cidade, 70% das unidades (16 de um total de 23) são interligadas pelo sistema que armazena os prontuários médicos e cada paciente é identificado com um número no Cadastro Geral de Saúde (CGS) da Prefeitura. Com isso, os médicos têm acesso ao histórico de atendimento do paciente, em tempo real, em qualquer um dos postos interligados pelo sistema. Ao todo, 132.798 pacientes estão inscritos no CGS. Este projeto integra o Programa de Modernização da Administração Tributária e Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT), financiado pelo BNDES.

A moradora de Ponta Grossa, Maria da Glória Alves da Silva, de 67 anos, é diabética e faz acompanhamento no Posto de Saúde da Família (PSF) do bairro, mas, quando precisou de atendimento no posto central de Maricá, todo seu histórico e os medicamentos que faz uso estavam disponíveis no sistema. “Foi bom porque isso facilitou”, afirmou Maria. A integração das unidades também foi aprovada pelo morador do Marquês, Eliezer Rosa Sobreira, de 22 anos. “Não preciso repetir para o médico todo o procedimento anterior. Ele abre o sistema e verifica o prontuário”, acrescentou.

Além do prontuário interligado os pacientes também marcam consultas e exames sem sair casa. No Ambulatório Central Péricles Siqueira Ferreira, são disponibilizadas 14 especialidades médicas – cardiologista, ortopedista, nutricionista, dermatologista, geriatra, otorrino, endocrinologista, angiologista, mastologista, urologista, clínico geral, proctologista, gastro e alergista – de segunda a sexta-feira e os agendamentos são feitos pelo telefone 2637-3617. Já os exames (videolaringoscopia, endoscopia, audiometria e vectroeletro) e cirurgias (dermatológica, plástica e pediátrica) são agendados no Ambulatório e realizados no Centro de Diagnóstico, localizado ao lado do Hospital Municipal Conde Modesto Leal.

A modernização das unidades básicas de saúde também é elogiada pelos profissionais da rede, como destaca a coordenadora de enfermagem do PSF de Ponta Grossa, Ana Cássia Gonzalez. “O e-Cidade garantiu rapidez ao meu trabalho, já que todos os procedimentos são virtuais. Realizamos, em média, 1.800 atendimentos por mês e quando era no papel perdíamos muito tempo para digitar todos os prontuários no computador”, contou a enfermeira, acrescentando que 3.800 moradores fazem o acompanhamento no PSF de Ponta Grossa.

Eficiência

Segundo o coordenador do e-Cidade em Maricá, Guilherme Porto, todos os procedimentos médicos são lançados pelas equipes dos postos de saúde no setor de faturamento da secretaria pelo e-Cidade. Antes da implantação deste sistema, o médico ou administrador de cada unidade de saúde precisava fazer um relatório mensal com todas as ações realizadas e se deslocar até a sede da secretaria, no Centro, para entregar o documento. “Agora, ao fechar a fatura mensal, os dados são enviados com mais agilidade para o Ministério da Saúde. A prefeitura ganha celeridade no encaminhamento das informações e informa ao SUS todos os procedimentos feitos mensalmente”, ressalta Porto.

Outra facilidade é que todo material administrativo pode ser solicitado pelo sistema, interligado com o almoxarifado da Secretaria Municipal de Saúde. “O coordenador têm acesso ao estoque de material, como receituário médico, caixa box e papel, de todos os postos cadastrados. Assim ele repassa os produtos de acordo com a necessidade de cada local”, explica o coordenador do e-Cidade.

Patrimônio informatizado

Por meio do software, a Secretaria de Saúde também cadastrou todos os bens adquiridos pelo Patrimônio Municipal desde 2007. “Os equipamentos (computadores, impressoras, cadeiras de dentista, mobília, entre outros) foram incluídos no sistema com as datas em que foram levados para as unidades, nome e valor dos objetos”, disse o superintendente de Patrimônio e também coordenador do e-Cidade, Carlos José da Costa.

Outro benefício desta modernização é o controle dos medicamentos na Farmácia Judicial, que funciona no prédio da Secretaria Municipal de Saúde, no Centro. Desde janeiro deste ano, os remédios somente são liberados com a inclusão no sistema dos nomes do médico e do paciente e o tempo de duração do medicamento. “O nome do profissional fica registrado, assim como a data e hora em que produto foi liberado. Antes não havia esse controle no estoque”, frisa Guilherme Porto, adiantando mais uma novidade para os moradores. “Em breve publicaremos na página da secretaria dentro do portal da Prefeitura os endereços, especialidades e telefones dos postos de saúde”, completou.

Ana Cássia Gonzalez (em pé) elogiou a modernização da rede

Para Guilherme Porto, e-Cidade garantiu agilidade no atendimento e maior controle do estoque

Maria da Glória (centro) com enfermeiras do PSF de Ponta Grossa

Novembro 12, 2014 Posted by | jornalismo, Maricá, saúde | , | Deixe um comentário

Noite de emoção: Prefeitura de Maricá realiza casamento comunitário

Texto: Fernando Uchôa | Fotos: Clarildo Menezes

Casais oficializaram união em festa promovida pela Secretaria de Assistência Social no ginásio do Colégio Cenecista

A noite do último sábado (08/11) foi de emoção para os 24 casais que oficializaram a união na edição 2014 do Casamento Comunitário. O evento foi realizado no ginásio do Colégio Cenecista (CNEC), no Centro de Maricá, pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Assistência Social. A cerimônia foi conduzida pelo pastor Clauder Peres e contou com a participação de autoridades municipais.

Um tapete vermelho, ladeado de vasos brancos com plantas, se estendia da entrada do ginásio até o altar onde foi celebrado o casamento. Mesas foram arranjadas com toalhas e vasos enfeitados com flores vermelhas davam um toque especial à ocasião. A cerimônia iniciou às 20h30, ao som da marcha nupcial, e os nubentes se apresentavam na medida em que eram chamados, agrupando-se ao redor do altar, conforme orientação dada.

Após a leitura da passagem das Bodas de Canaã, registrada no capítulo 2 do livro do apóstolo João, o pastor Clauder Peres abençoou os noivos. “Assim como Jesus transformou a água em vinho, que a vida de vocês daqui para frente seja o melhor vinho, aquele que foi transformado pelo Senhor. Se vocês chegaram até aqui foi porque o desejo de uma vida melhor, debaixo da bênção de Deus, se manifestou em seus corações. Sejam felizes e que Deus os abençoe”, disse o pastor.

Representando o prefeito Washington Quaquá, o secretário municipal de Assistência Social, Jorge Castor, desejou felicidades aos noivos e ressaltou que a Prefeitura de Maricá busca incluir socialmente as pessoas sem recursos nos programas municipais, com universalização de direitos. “Vejam o que foi preparado para este evento. Agora depende de vocês. A felicidade tem de ser buscada e regada diariamente, como uma plantinha. Sou casado há 35 anos com a professora Laura Maria Vieira e nosso amor cresceu com o convívio e o passar dos anos. Sou admirador da família, da felicidade no lar. A mulher sábia edifica a sua casa e o homem também. Portanto, busquem em Deus a sabedoria quando os problemas se apresentarem. O melhor da vida é dividir as alegrias e também os problemas. Desejo toda felicidade a vocês”, completou.

Ainda na cerimônia, o noivo Marcelo Ferreira leu uma mensagem de agradecimento. “Não imaginava uma festa tão bonita. Agradecemos ao prefeito Washington Quaquá e a Secretaria de Assistência Social. Desejo felicidades para os casais aqui presentes”, disse Marcelo, emocionado. Já durante a festa, os noivos dançaram a valsa e receberam brindes, assim como um kit de doces e bolo. Uma garrafa de espumante foi entregue em cada mesa, para um brinde em homenagem aos casais. O casamento comunitário foi registrado em fotos, que integrarão um DVD, a ser entregue em data posterior.

O projeto, criado pelo atual secretário da pasta, Jorge Castor, consiste em regularizar o estado civil de casais com baixa renda, que já vivem maritalmente, para fins de proteção da família e ampliar as garantias dos direitos patrimoniais e previdenciários. Para participar do evento, os casais tiveram que apresentar as seguintes documentações: comprovante de residência, carteira de identidade, renda mínima de dois salários mínimos, certidão de nascimento ou casamento com averbação de desquite ou divórcio, entre outros, para fazer face às exigências cartoriais, sem despesas para os noivos, como determina a Lei 8.935, de 18/11/1994, que trata da gratuidade de serviços públicos nos cartórios de registro civil.

Família constituída

Altamir Paulo Nogueira, de 55 anos, e Maria das Graças Nogueira, de 61 anos, se conhecem há 32 anos e moram em São José do Imbassaí. Fruto de outros casamentos, o casal tem 19 filhos e 33 netos. Há cinco anos, reuniram toda a família e, de acordo com ela, resolveram morar juntos. “Aproveitamos a oportunidade que a Prefeitura oferece e resolvemos oficializar a união, com a bênção de Deus. É isso que queremos e estamos muito felizes”, declarou Altamir. Já Leomir José e Daniela Melo, ambos de 22 anos, que estão juntos há dois meses, elogiaram a ação. “Quisemos aproveitar a oportunidade dada pela Prefeitura, pois não dispomos de condições econômicas para arcar com as despesas de um casamento, que são muitas”, consideraram.

Durante a festa, noivos dançaram valsa

Há 32 anos juntos, Altamir Paulo Nogueira e Maria das Graças Nogueira aproveitaram a ação da Prefeitura para receberam as bençãos

Leomir José e Daniela Melo, moradores do Espraiado, formam o casal mais jovem do casamento

Novembro 12, 2014 Posted by | assistencia social, jornalismo, Maricá | | Deixe um comentário

“Pedala Maricá” nas ruas do Centro nesta quinta-feira

Texto: Leandra Costa (edição: Raquel Andrade)

“Pedala Maricá” nas ruas do Centro nesta quinta-feira

A Secretaria de Turismo e Lazer de Maricá realiza, nesta quinta-feira (13/11), mais uma edição do projeto Pedala Maricá, de incentivo ao ciclismo na cidade. Com aproximadamente uma hora de duração, os participantes circularão pelas principais vias do Centro. A concentração acontecerá, a partir das 19h, na Praça Conselheiro Macedo Soares, também conhecida como a Praça do Turismo.

O projeto terá a participação de, aproximadamente, 50 ciclistas, acompanhados por equipes da Defesa Civil e das secretarias municipais de Segurança Pública e de Trânsito e Transporte para garantir a segurança dos participantes. Durante o circuito urbano, os participantes seguirão pela Avenida Roberto Silveira, pelas ruas Mario Lopes de Fontoura, Vereador Luiz Antônio Cunha, Avenida Uirapurus com retorno na José Luis da Costa (quadra). O circuito urbano ainda passará pelas avenidas Ary Spindola e Soares de Souza, seguindo pelas ruas Clímaco Pereira, Domício da Gama, Alferes Gomes, Avenida Prefeito Odemir Francisco da Gama. Os ciclistas passarão também pelas ruas Fernando Enrique Assunção, Milton de Souza Pacheco, Joaquim Eugênio dos Santos, retornando no DPO, Avenida Francisco Sabino da Costa e Rua Domício da Gama. A dispersão será na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel.

Projeto

A atividade é recomendada para pessoas de qualquer idade, no entanto, menores de 14 anos devem estar acompanhados de pai, mãe ou responsável. Quem tiver interesse em participar, não precisa se inscrever, basta comparecer na concentração com sua bicicleta e fazer parte do projeto.

De acordo com a Secretaria de Turismo, o objetivo do projeto é conscientizar a população sobre o uso da bicicleta como meio de transporte eficiente e ambientalmente correto, além de mostrar os benefícios à saúde em geral que traz. O ciclismo é uma atividade rítmica, ideal para desenvolvimento dos sistemas de energia aeróbico e anaeróbico.  Em termos de saúde, estimula o sistema cardiovascular dos praticantes, sendo indicado por médicos especialistas para desenvolvimento de resistência de força muscular das pernas e como ótimo exercício para queima de gordura corporal. A média é de 400 calorias perdidas por hora.

O projeto teve início em janeiro de 2013, e além do Centro (berço do projeto), o Pedala Maricá já percorreu ruas de diversos bairros, como: Cordeirinho, Espraiado, Itapeba, Flamengo, Itaipuaçu e Barra de Maricá.

Novembro 12, 2014 Posted by | esportes, jornalismo, Lazer, Maricá, turismo | | Deixe um comentário

Prefeitura de Maricá concede primeira pensão em relação homoafetiva

Texto: Marcelo Ambrosio

O Instituto de Seguridade Social de Maricá (ISSM) concedeu esta semana a primeira pensão em relação homoafetiva da história do município. Seguindo a modernização da legislação, o ISSM considerou válido o pleito do companheiro de um servidor falecido pelo direito de receber a pensão paga nos casos de viuvez.  De acordo com o instituto, a pensão já foi concedida e começa a ser paga ao cônjuge do servidor a partir do próximo mês.

Novembro 12, 2014 Posted by | direitos humanos, jornalismo, Maricá | Deixe um comentário

Maricá – Bolsa Mumbuca atinge 14 mil beneficiados

Texto: Sérgio Renato | Fotos: Fernando Silva

Nesta terça-feira (11/11), mais 1.126 cartões do programa Moeda Social Mumbuca foram entregues

A primeira moeda social eletrônica da América Latina, a Moeda Social Mumbuca, atingiu nesta terça-feira (11/11) a marca de 14 mil benefícios concedidos em menos de um ano de atividade (o programa foi implantado em dezembro do ano passado). Na cerimônia de entrega de 1.126 novos cartões do programa Moeda Social Mumbuca, que ocorreu na Praça Conselheiro Macedo Soares, no Centro, o secretário municipal de Direitos Humanos de Maricá, Miguel Moraes, anunciou o recadastramento de seus beneficiários, sejam moradores ou comerciantes da cidade.

Segundo Miguel, o trabalho de recadastramento já começou internamente com o levantamento de informações e a suspensão temporária de novas inscrições para o programa. Numa segunda etapa, que deverá ocorrer até dezembro, serão realizadas pesquisas de campo por região, que vão começar por Jaconé. “Sabemos que alguns beneficiários já faleceram e que outros ainda melhoraram a renda e não dependem mais do Bolsa Mumbuca. Isso servirá para fazermos um enquadramento de cada caso e a adequação que for necessária”, lembrou Miguel Moraes, ressaltando que a secretaria procura fazer um controle rigoroso para impedir possíveis fraudes contra o programa. Ele pediu ajuda da população para relatar qualquer suspeita de uso ou recebimento indevido do benefício. Os relatos devem ser remetidos à sede da pasta na Rua Levi Ribeiro ou pelos telefones 2637-1639 e 3731-1021 (Instituto Palmas, gestora do programa).

Ao lado de Miguel Moraes, estavam na mesa diretora do evento os secretários Margareth Figueira (Trabalho) e Rubem Pereira (Agricultura e Pesca), além dos subsecretários Luciana Piredda (Políticas para as Mulheres), Joel Rocha (Igualdade Racial) e do coordenador do Instituto Palmas, Rodrigo Cruz.

Drama e satisfação na hora da entrega

Entre os beneficiados que receberam o cartão já com a primeira carga de 85 Mumbucas (equivalente a R$ 85) havia a mesma sensação de alento já vista em eventos anteriores. “Sou asmática e preciso comprar remédios sempre. Vai ser uma grande ajuda para mim”, celebrou a aposentada Edith Martins Sales, de 71 anos, moradora de São José de Imbassaí.

Dentre tantas histórias chamou atenção a de Alessandra Ferreira dos Santos, que levava no colo a pequena Daniele, de apenas seis meses de idade. Com 22 anos, ela conta que não tem condições de trabalhar para cuidar da filha, que tem problemas cardíacos e sofre de epilepsia, não tendo idade ainda para tomar os medicamentos mais comuns para essa doença. “Tenho que ficar perto na hora que ela possa ter alguma crise. Já perdi dois filhos com menos de um ano de idade por causa do mesmo problema e não quero passar por isso de novo”, contou ela, ressaltando que a Bolsa Mumbuca vai ajudá-la na compra de remédios e fraldas para a filha.

De acordo com a Secretaria de Direitos Humanos, a meta é fazer com o que  valor do benefício chegue a R$ 150 até o fim do ano que vem e a R$ 300 em 2016.

Alessandra Ferreira dos Santos, de 22 anos, utilizará o benefício para comprar remédios e fraldas para a filha

Edith Martins Sales, de 71 anos, também utilizará o Bolsa Mumbuca para comprar remédios

Novembro 12, 2014 Posted by | direitos humanos, jornalismo, Maricá, Moeda Social Mumbuca, projeto social | | Deixe um comentário

Cineclube Henfil de Maricá apresenta “Madame Satã” nesta quarta

 

Texto: Rafael Zarôr

O Cineclube Henfil apresenta nesta quarta-feira (12/11) mais um sucesso do cinema nacional. Estrelado pelo ator Lázaro Ramos, o filme “Madame Satã” (2002 – Brasil) é uma biografia do transformista João Francisco dos Santos, referência na cultura marginal urbana do século XX. O projeto da Secretaria Municipal de Cultura exibe o longa-metragem às 19h, na Casa Digital (Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, Centro). A entrada é gratuita e trinta minutos antes haverá distribuição de senhas de acesso.

O longa-metragem mostra a vida de João Francisco, conhecido como Madame Satã (Lázaro Ramos), lendário personagem da boemia carioca. A vida do malandro, transformista, capoeirista, cozinheiro, presidiário e pai é recontada neste filme com 105 minutos de duração. João Francisco passou a maior parte da vida entre os bares e a prisão, especialmente nos arredores da Lapa. O filme se passa em 1932 e é nesse processo de transformação e mitificação de Madame Satã (nome tirado do filme de Cecil B. De Mille, Madam Satan, de 1930) que a produção é concentrada. Também integram o elenco Marcélia Cartaxo (interpreta a prostituta Laurita), Flávio Bauraqui (vive o homossexual Tabu), Renata Sorrah (Vitória), Emiliano Queiroz (Amador), Floriano Peixoto (Gregório), entrou outros.

Dirigido por Karim Ainouz, o filme foi premiado 21 vezes, com destaques para o Prêmio BR do Cinema Nacional – Melhor Ator (Lázaro Ramos), Melhor Atriz (Marcélia Cartaxo), Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino e Melhor Maquiagem; Festival Internacional de Chicago (EUA); Festival de Havana (Cuba); Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Festival Internacional de Buenos Aires (Argentina), entre outros.

Este mês, o projeto municipal ainda exibe “Solano Trindade – O Vento Forte do Levante” (19/11) e “Somos Todos Irmãos” (26/11), estrelado pelo ator Grande Otelo.​

Novembro 12, 2014 Posted by | cinema / produção, cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural | | Deixe um comentário

CEU de Maricá prorroga inscrições para oficinas culturais

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Fernando Silva

São oferecidas 14 oficinas gratuitas de música, dança, teatro, esportes, pintura, artesanato e literatura

O Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) de Maricá prorrogou até o dia 19 de novembro –data de início das atividades – as inscrições para oficinas gratuitas de música, dança, teatro, esportes, pintura e literatura. A Cia É Tudo Cena!, grupo teatral vencedor do edital da Fundação Nacional de Artes (Funarte), coordenará as oficinas, disponíveis para moradores de todas as idades. O espaço foi construído às margens da RJ-106, na Mumbuca, pelo Ministério da Cultura e é administrado pela Prefeitura.

As oficinas serão realizadas em três horários (9h às 12h, 14h às 16h30 e 18h às 22h), com 20 vagas cada e a faixa etária varia de acordo com a atividade. As inscrições acontecem das 10h às 16h, no CEU (Rodovia Amaral Peixoto, km 28, Mumbuca).

Serão disponibilizadas 14 oficinas: teatro infantil (com o grupo DJOTA), teatro negro (Cia. É Tudo Cena!), perna-de-pau (Grupo LATEX), capoeira (Filhos da Lua), percussão de instrumento e corporal (Mestre Nego Zara), balé clássico (Cia. Vida de Teatro e Dança), pintura com óleo sobre tela (artista plástico Di Bonilho), pintura contemporânea e tatuagem de hena (Felipe Benicá), beleza afro-brasileira (cabeleireiro Luizmarck Girão), contação de história (professora Lucinha Pessoa), arte de brincar sobre os vídeos infantis (psicopedagoga Fátima Reis), cestaria de taboa (artesã Benedita Rosa) e sinos dos ventos (artesã Paula Regina).

Pelo contrato de ocupação com a Funarte, a Cia É Tudo Cena! promoverá, durante seis meses, sete exposições – indumentária e objetos de povos tradicionais de atriz africana, quadros de óleo sobre tela e de pintura contemporânea dos títulos de filmes, fotografias de beleza negra e de tatuagem, cestaria de taboa e sino dos ventos –, além da exibição de filmes para adultos e crianças (40 sessões ao todo), lançamento de seis livros e 10 apresentações musicais e 22 de peças teatrais. Mais informações podem ser obtidas na Secretaria Municipal de Cultura pelo telefone 3731-1432.​

Novembro 12, 2014 Posted by | arte, cultura, jornalismo, Maricá, musica, Oficinas, projeto cultural, Teatro | , | Deixe um comentário