Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Maricá será a melhor rede de ensino municipal do estado, afirma William Campos

Por Eduardo Ferreira

William Campos ex-secretário de Educação em Petrópolis no governo passado, comemora seus primeiros dois meses à frente da educação em Maricá com a promessa de complementar as conquistas do governo de Washington Luiz Cardoso Siqueira (Quaquá) presidente regional do Partido dos Trabalhadores. “Agradeço a Deus pela oportunidade de estar à frente da educação de Maricá. Nesses dois meses já deu para sentir que o trabalho é intenso, mas a equipe é contagiante!

Depois de tudo que foi feito em 6 anos, tenho a certeza, que chegou a hora de buscarmos a posição de melhor rede de ensino municipal do RJ e uma das vinte melhores do Brasil.

Estou convicto e preparado para construir esse sonho de uma EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE SOCIAL E LIBERTADORA! OBRIGADO PREFEITO WASHINGTON QUAQUÁ!” Declarou.

Em Petrópolis, William Campos destacou-se por conquistas como a valorização e reformulação da Educação Infantil, a elaboração, negociação e implantação  do PCCS, implantação de 123 laboratórios do Proinfo, implantação do programa Mais Educação em 58 escolas, fortalecimento da Educação especial com a criação da Escola Paulo Freire, implantação da Prova Petrópolis, criação das provas de seleção para o Liceu e Cepec, criação do Conselho Municipal de Educação Deliberativo, ouvidoria, do site e do blog da Educação, melhorando a relação com a população e do Concurso Público para a Educação, incluindo o professor para Educação infantil.

A história de fracassos dos últimos anos da educação petropolitana nos mostra que não basta ser educador ou administrador para comandar a pasta, em Maricá, coração político do PT no Estado, William Campos encontrou a liberdade para trabalhar ao lado de lideranças como o prefeito Washington Quaquá, a nova estrela do PT Rosângela Zeidan deputada estadual mais votada pelo partido, e Lurian Silva, filha do ex-presidente Lula.

Para conseguir recursos e projetos é preciso conhecer os caminhos do poder principalmente em Brasília. O relâmpago de progresso em 2011 nos deixou essa lição ignorada até hoje pelos coronéis da política local.

Anúncios

Março 1, 2015 Posted by | Educação, jornalismo, Maricá | , , , | Deixe um comentário

Prefeitura embarga e paralisa obras da Petrobras em Maricá

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Fernando Silva

Secretário Guilherme Mota (centro) descobriu local onde vinham sendo perdidos, há pelo menos quatro meses, 30 mil litros de água por hora

A Prefeitura embargou nesta sexta-feira (27/02) as obras de construção do emissário de efluentes químicos do Complexo Petroquímico da Petrobras (Comperj) em Maricá. Após denúncias de moradores, equipes da Secretaria Municipal Adjunta de Ambiente descobriram  na Estrada de Cassorotiba, em Inoã, uma perfuração para colocação de dutos – chamada tecnicamente de “furo direcional do emissário” por onde vinham sendo perdidos, há pelo menos quatro meses, 30 mil litros de água por hora. A estimativa da Prefeitura é que 86,4 milhões de litros, um volume capaz de encher em torno de 1.500 caminhões pipa, tenham jorrado nos últimos quatro meses. Segundo a secretaria, a construtora Drilltec, encarregada da obra do emissário, está lançando o líquido, que apresenta uma coloração branca e sem a análise necessária e exigida por lei, dentro de uma propriedade particular, fora da faixa do Comperj.

A notificação nº 05/2015, baseada na Lei Municipal nº 2380/2011, foi entregue pelo secretário Guilherme Mota nesta manhã na base da estatal, em Itaboraí, e à tarde as atividades foram paralisadas por tempo indeterminado. “A empresa contratada pela Petrobras não soube informar a procedência da água. As máquinas usadas para perfuração podem ter atingindo um bolsão de água, mas somente uma análise técnica pode confirmar isso”, declarou Guilherme. O secretário disse ainda que moradores denunciaram o tráfego intenso de caminhões pipa nos últimos quatro meses pela área. “Na vistoria realizada pela manhã encontramos esse volume de água jorrando pelo terreno e os operários usam uma mangueira de cerca de 100 metros para bombear esse recurso hídrico numa propriedade vizinha, fora da faixa do Comperj”, completou.

No local também existem quatro enormes piscinas, que, segundo o secretário, são usadas para depositar lama de bentonita (argila) para sondagem geológica.

Água com coloração branca é despejada ilegalmente num terreno particular fora da faixa do Comperj

Volume desperdiçado é capaz de encher em torno de 1.500 caminhões pipa

Quatro enormes piscinas são usadas para depósito de bentonita

Março 1, 2015 Posted by | COMPERJ, jornalismo, Maricá, meio ambiente | | Deixe um comentário

Beach Soccer esquenta o domingo com os Jogos de Verão em Ponta Negra

Texto: Leandra Costa (edição: Raquel Andrade) | Fotos: Clarildo Menezes

Beach Soccer esquenta Jogos de Verão em Ponta Negra

Neste domingo (01/03), serão realizados os jogos de Beach Soccer masculino dos Jogos de Verão 2015 – tradicional evento do calendário esportivo de Maricá idealizado pela Secretaria Municipal de Adjunta de Esportes. O evento iniciará a partir das 9h, na Praia de Ponta Negra (próximo aos quiosques).

Ao todo, serão 11 equipes participantes da primeira fase do torneio de Beach Soccer no sistema eliminatório (mata-mata) para definir os quatro times semifinalistas. Confira as equipes participantes: Barra, Cantinho da Figueira, Circuito Power Trainning, Elisa, Náutico, Avenida F.C., Seleção do Álcool, Dínamo, Amizade, Amigos da Bola e Ponta Negra. No domingo seguinte (08/03) serão realizados os jogos da fase final para definir os vencedores das categorias masculina e feminina. 

No dia 08/03 serão realizados os jogos da fase final das categorias masculina e feminina

Março 1, 2015 Posted by | esportes, eventos esportivos, jornalismo, Lazer, Maricá | | Deixe um comentário

Vacina contra HPV estará disponível em Maricá a partir desta segunda-feira

Seguindo o calendário do Ministério da Saúde, a Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria Municipal Adjunta de Saúde, iniciará amanhã, 02/03 (segunda-feira) a primeira etapa de vacinação contra o vírus Papiloma Humano (HPV), destinadas às meninas de 9 a 11 anos de idade e mulheres de 09 a 26 anos de idade portadoras do vírus da imunodeficiência humana (HIV). No município, a vacina estará disponível nos  postos de Ponta Negra, Central, Santa Rita, PSF Chácara de Inoã, Recanto, Jardim Atlântico, São José I, Ponta Grossa, Mumbuca e Bairro da Amizade, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Além do público-alvo, meninas de 11 a 13 anos que não tomaram as doses da vacina no ano passado, quando foram disponibilizadas a primeira e segunda doses, poderão se vacinar contra a doença nos postos citados, para prevenção e atualização da caderneta de vacinas. Para a imunização, as pré-adolescentes e adolescentes deverão apresentar a carteira de vacinação, enquanto as mulheres portadoras do HIV/AIDS precisarão levar ainda documento de identidade e a indicação clínica do médico. Segundo a coordenadora do programa de Imunização da cidade, Núbia Brum, a vacina contra o HPV foi introduzida no Calendário Nacional de Vacinação como uma estratégia de saúde pública e tem como objetivo reforçar as atuais ações de prevenção do câncer de colo do útero.

Núbia ainda destaca que a vacina em conjunto com as atuais ações para o rastreamento do câncer do colo do útero possibilitará prevenir a doença nas próximas décadas, que representa hoje a quarta principal causa de morte por neoplasias entre mulheres no Brasil. “A vacinação é uma ferramenta de prevenção primária e não substitui o rastreamento do câncer, pois  não confere proteção contra todos os subtipos oncogênicos de HPV. Da mesma forma, a vacina não confere proteção contra outras doenças sexualmente transmissíveis e, por isso, é importante o uso do preservativo em todas as relações sexuais”, ressalta a coordenadora.

A meta estimada para Maricá é imunizar 2928 pessoas ao longo do ano deste ano.  Como a vacina consiste em três doses, após a administração da primeira em março, a segunda será disponibilizada a partir de 01/09 e a terceira em 2020 (cinco anos após primeira dose). “Só estarão 100% imunizadas após a terceira dose da vacina. Lembrando que ela não é indicada para gestantes. Se a menina engravidar após o início do esquema vacinal, as doses subsequentes deverão ser adiadas até o período pós-parto. Também é contraindicada para pessoas com hipersensibilidade ao princípio ativo ou a qualquer um dos excipientes da vacina; com história de hipersensibilidade imediata grave a levedura(raro); que desenvolveram sintomas indicativos de hipersensibilidade grave após receber uma dose da vacina HPV”, orienta a coordenadora do programa de Imunização da cidade, Núbia Brum.

Março 1, 2015 Posted by | campanha de vacinação, jornalismo, Maricá, saúde | | Deixe um comentário