Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Aldeias indígenas de Maricá ganharão unidades escolares

Texto: Sérgio Renato | Fotos: Fernando Silva

Equipes da Prefeitura se reuniram com índios de Itaipuaçu e São José do Imbassaí. Aulas estão previstas para iniciar no dia 16 de março

A Prefeitura de Maricá anunciou nesta quarta-feira (04/03) uma nova ação em benefício das comunidades indígenas de São José de Imbassaí e Itaipuaçu. Durante uma reunião entre integrantes do governo municipal e representantes da aldeia Semente, no primeiro bairro, foi anunciado que os dois grupos vão ganhar escolas com ensino e alimentação específicos para eles, com as aulas previstas para começar já no próximo dia 16. O anúncio foi feito uma semana após a ação de atualização de cadastro do programa Bolsa Família, realizada pela Secretaria Municipal Adjunta de Assistência Social, na aldeia Sítio do Céu, em Itaipuaçu.

O encontro foi comandado pelo secretário adjunto de Educação, William Campos, que foi à aldeia levando parte da equipe responsável pela nova unidade escolar. Nas duas comunidades, serão erguidos espaços onde as aulas serão realizadas. Enquanto isso não ocorre, os encontros serão ministrados em locais provisórios nas aldeias. Cada unidade terá professores especializados na língua tupi-guarani e nos costumes indígenas, além de merendeiras que vão preparar pratos baseados no cardápio local.

“Nosso propósito é a educação inclusiva. Nós acreditamos que o Brasil foi tomado dos índios, que são os verdadeiros donos da terra e, por isso, temos que incluí-los em tudo que promovemos à população, é nossa obrigação”, frisou Campos, que estava acompanhado do secretário adjuntos de Direitos Humanos e Participação Popular, Mauro Almeida. “Como negro, sei que os índios sofreram e sofrem tanto quanto nós já sofremos e, por isso, me sinto honrado de estar com vocês e à disposição para quaisquer demandas”, garantiu ele.

Em São José de Imbassaí, a unidade terá a direção de Cristiane Bittencourt, que afirmou estar bastante motivada para este novo desafio. “Será uma nova etapa pessoal e profissional para mim. Me apaixonei por essa causa e estou movida a muita vontade, até porque creio que essa união é enriquecedora e que temos de oferecer uma boa comunicação a eles”, avaliou a diretora.

A comunidade expressou sua gratidão ao governo através de seus representantes. “Sempre buscamos melhorias para nós, mas essa escola é algo que o governo está nos dando e que será muito bom para todos aqui”, disse Jurema Nunes de Oliveira, que falou logo depois de outro líder indígena, Miguel Rogério Veramini. “Mesmo devagar, estamos vendo as coisas acontecerem aqui e ficamos muito felizes e agradecidos por isso”, afirmou ele. Ao final da reunião, crianças e mulheres da aldeia fizeram uma apresentação de dança para o grupo.

William Campos destacou que o objetivo é investir na educação inclusiva

Serão erguidos espaços nas aldeias para realização das aulas

Cada unidade terá professores especializados na língua tupi-guarani e nos costumes indígenas

Merendeiras irão preparar pratos com base no cardápio local

Anúncios

Março 5, 2015 Posted by | Educação, jornalismo, Maricá | | Deixe um comentário

Assistência Social altera data da Conferência de Enfrentamento à Dependência Química em Maricá

Texto: Kelly Rodrigues

A Secretaria Municipal Adjunta de Assistência Social, através da Subsecretaria de Prevenção à Dependência Química, alterou a data da 3ª Conferência Municipal de Enfrentamento da Dependência Química, que estava marcada para ocorrer no dia 06/03. Com a mudança, o evento será realizado no dia 13/03 (sexta-feira), das 8h às 17h, na Primeira Igreja Batista de Maricá (Rua Ribeiro de Almeida, 207 – Centro).

Segundo o subsecretário de Prevenção à Dependência Química, Alan Christi, com esta redefinição a sociedade civil e algumas instituições terão mais tempo de se organizarem para comparecer ao evento. “É muito importante que todas as pessoas interessadas e capacitadas na área da Dependência Química compareçam a este evento, pois também ocorrerá a eleição dos membros do Conselho Municipal de Enfrentamento à Dependência Química e ao uso Abusivo de Álcool e outras Drogas (COMAD) de Maricá. Por isto, daremos mais uma semana para a sociedade civil e todas as ONGs da área se organizarem e participarem integralmente”, informou Alan.

Durante o evento, haverá palestras sobre os desafios contemporâneos da dependência química e o trabalho de rede Inter setorial de enfrentamento. "Traremos palestrantes e parceiros das diversas esferas de governo e da região para uma discussão ampla sobre este problema que atinge a sociedade como um todo", conclui Alan. A ocasião ainda será marcada pela presença de grupos de trabalho que formarão algumas propostas de políticas públicas, que serão votados em uma plenária.

Uns dos temas abordados também nesta conferência serão os problemas e as soluções para a prevenção e tratamento da dependência química como, por exemplo, o projeto de abrir as escolas nos finais de semana para atividades físicas, oficinas e cursos para que os jovens de Maricá encontrem o prazer sem ser nas drogas.​

COMAD

O Conselho Municipal de Enfrentamento à Dependência Química e ao uso Abusivo de Álcool e outras Drogas (COMAD) coordena, desenvolve e estimula atividades de prevenção, tratamento e reinserção social procurando integrar todos os segmentos sociais, assegurando a maior participação possível dos movimentos comunitários. O conselho é formado por 14 representantes do governo da gestão atual e 14 representantes da sociedade civil, escolhidos pela população maricaense e órgãos não governamentais.

Março 5, 2015 Posted by | assistencia social, jornalismo, Maricá | | Deixe um comentário

Agricultura promove palestra sobre Cadastro Ambiental Rural de Maricá

Texto: Fernando Uchôa

A Secretaria Municipal Adjunta de Agricultura e Pesca promoverá, no próximo dia 09/03 (segunda-feira), uma palestra sobre o Cadastro Ambiental Rural  (CAR) no município. O evento ocorrerá das 14h às 18h, no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), na Mumbuca.

Destinado a proprietários e posseiros de imóveis rurais ou proprietários de imóveis urbanos com atividades rurais,o encontro será conduzido por técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Na ocasião, a equipe da Secretaria Municipal Adjunta de Agricultura e Pesca orientará os participantes a preencher o formulário do CAR, que é um registro obrigatório, expedido online pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). O cadastro já existe em todo o Brasil.

Março 5, 2015 Posted by | Agricultura, jornalismo, Maricá | | Deixe um comentário

Prefeito inaugura sede provisória do IFF em Maricá

Texto: Leandra Costa (edição: Marcelo Ambrosio) | Fotos: Fernando Silva

Prefeito inaugura sede provisória do IFF em Maricá

O Prefeito de Maricá, Washington Quaquá, inaugurou na tarde desta terça-feira (03/03) a sede provisória do Instituto Federal Fluminense (IFF) em Maricá. O prédio fica no bairro Pedreiras, num imóvel desapropriado pelo governo municipal para o início das atividades da escola técnica até o fim das obras do campus que está sendo construído em Ubatiba, previsto para ser inaugurado no segundo semestre de 2016. A cerimônia contou com a presença do deputado federal Fabiano Horta, do reitor do Instituto Federal Fluminense (IFF), Luiz Augusto Caldas Pereira, do diretor geral do IFF, Cesar Dias, do vice-prefeito Marcos Ribeiro e do secretário municipal adjunto de Educação, William Alberto Campos, entre outros.

O prefeito falou sobre os desafios ao longo de 11 anos para trazer para Maricá um campus do IFF. “Essa luta é muito antiga. Antes mesmo de ser prefeito, em 2004, buscava formas de garantir que Maricá fosse beneficiada com uma escola federal de excelência técnica. Nossos jovens enfrentavam dificuldades para o acesso à educação profissional, não tinham emprego e não havia perspectiva de futuro”. Quaquá ainda falou sobre a importância da implantação do instituto. “Esta solenidade marca o maior presente que poderíamos oferecer para os jovens de nossa cidade garantindo acesso à educação plena, um direito que por muitos anos foi esquecido. O IFF exerce um posicionamento estratégico e fundamental para o desenvolvimento da cidade gerando oportunidades para o povo que deve ser considerado como agente de transformação da sociedade”, ressaltou.

O deputado federal Fabiano Horta fez questão de participar da solenidade por ter destinado, na semana passada, duas emendas parlamentares, no valor de R$ 10 milhões, sendo divididas de forma igualitária para a obra do novo hospital Dr Ernesto Che Guevara e para a construção e montagem do IFF. “A chegada da escola federal é o símbolo maior da transformação social, educacional e econômica pela qual Maricá está passando. É uma oportunidade de futuro e esperança de um crescimento profissional para os nossos jovens. A partir de hoje, tem início em nossa cidade uma nova era educacional e profissional”, afirmou.

O vice-prefeito, Marcos Ribeiro, também destacou a importância da unidade. “Esse é um momento histórico para nossa cidade e para nossos jovens. Desapropriamos um imóvel, onde funcionava uma escola particular, para que o IFF funcione de forma provisória. Realizamos algumas intervenções e adaptações para garantir um ambiente mais prazeroso para a equipe profissional e para os alunos. Estou emocionado em ver a continuidade da proposta do curso técnico de Edificações ser estendido e continuado aqui”, explicou. O imóvel ocupa parte de uma área de 4.370 m² (a área construída é de 885 m²), com sete salas de aula, seis laboratórios, biblioteca, sala de professores e sala de desenhos.

O reitor do IFF, Luiz Augusto Caldas Pereira, destacou a importância do movimento de expansão das unidades técnicas firmado graças a um parceria entre o governo federal e as prefeituras. “Hoje é o momento de celebrar a implantação na cidade de uma rede com tradição de 105 anos dedicados ao ensino técnico. Nossa proposta é ir de encontro com a realidade do local onde a unidade está sendo instalada, seguindo a lógica do desenvolvimento econômico, mas visando a inclusão social. O nosso papel é promover para todos o acesso universal à educação profissional com a possibilidade de modificar a realidade de seus moradores”.

O diretor geral do IFF, Cesar Luiz Dias, falou sobre o funcionamento do campus Maricá. “Já estamos atendendo, desde o dia 23/02, 160 alunos matriculados para curso técnico de Edificações. Mas, temos grandes planos para Maricá e nosso objetivo é trazer mais cursos técnicos, de graduação e até mesmo pós-graduação. Estamos nos esforçando para honrar nosso compromisso de ter a escola em pleno funcionamento e oferecer uma educação de qualidade para os alunos”, declarou o diretor. Para o secretário municipal adjunto de Educação, William Alberto Campos, a implantação do IFF transformará a realidade dos moradores da cidade. “Nosso objetivo é conscientizar cada aluno sobre a importância de estudar em um instituto federal que é considerado centro de referência de educação profissional e o impacto positivo que isso terá para o futuro da nossa cidade. O IFF é uma das principais conquistas da Educação de Maricá”, declarou.

A solenidade contou com a participação do grupo musical “Nossa Alegria”, formado por integrantes da Casa do Idoso Mais Feliz, na execução dos hinos nacional de do município.

Expectativa dos alunos

Os alunos estavam entusiasmados com a implantação do campus em Maricá. Lorrany Parreira Cunha, de 14 anos, ex-aluna da E. M. Lucio Thomé Guerra Feteira, considerava-se uma felizarda por ter conquistado uma vaga. “Essa escola é de referência nacional e seu diploma tem reconhecimento como um dos melhores do país. Quero absorver todo conhecimento que for capaz para poder fazer uma faculdade de Engenharia”, afirmou.

Sílvia Siqueira Braga, de 15 anos, já era aluna do Curso Técnico de Edificações do CEM Joana Benedicta Rangel e passará a estudar na escola federal. “Esse curso não poderia ter vindo em melhor hora. O mercado de construção está em amplo crescimento em nossa cidade e tenho a certeza de que escolhi o ramo certo”, destacou a aluna. Mais feliz do que ela, estava sua mãe, Margarida Maria da Siqueira. “Estudar numa escola federal foi tudo o que ela sempre quis, mas como moramos em Itaipuaçu fica muito complicado ela ter que ir diariamente para outra cidade para realizar seu sonho. Agora, ela não precisa mais sair daqui”.

Campus Maricá

Às margens da RJ-114, em Ubatiba, está sendo construída a escola técnica federal de Maricá. Em uma área de 42 mil m², será instalado um complexo de sete prédios de dois pavimentos, sendo um para laboratórios e 20 salas de aula. Quando estiver em funcionamento, o campus Maricá do IFF atenderá 1.400 alunos em dois turnos. O INVESTIMENTO da Prefeitura é de, aproximadamente, R$ 10 milhões.

O deputado federal Fabiano Horta destinou R$ 5 milhões para construção e montagem da sede do IFF em Ubatiba

Para o secretário municipal adjunto de Educação, a implantação do IFF transformará a realidade dos moradores da cidade

O reitor do IFF destacou a importância do movimento de expansão das unidades técnicas firmado entre o governo federal e a prefeitura

Alunos participam da inauguração do IFF Maricá

Autoridades participam da inauguração da sede provisória do IFF

Prefeito parabeniza aluna Sílvia Braga e sua mãe Margarida Siqueira

A aluna Lorrany Cunha sonha em fazer engenharia, após concluir o curso técnico

A solenidade contou com a participação do grupo musical “Nossa Alegria”

Sede provisória do IFF campus Maricá, no bairro Pedreiras

Março 5, 2015 Posted by | cursos, Educação, jornalismo, Maricá, projeto educacional | , , , | Deixe um comentário