Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Prefeitura realiza Festa do Índio na aldeia da restinga de Maricá

No mês de comemoração do Dia do Índio (19 de abril), a Prefeitura de Maricá realiza, pela primeira vez, uma festa para celebrar a cultura indígena. A previsão é que 300 índios de São Paulo, Angra dos Reis, Santa Catarina e Maricá participem do evento sábado e domingo, dias 25 e 26/04, na aldeia Tekoa Ka’aguy Hovy Porã (Mata Verde Bonita, em língua indígena), na restinga, em São José do Imbassaí. A visitação será aberta ao público no sábado, das 9h às 12h, e domingo, das 9h às 17h, com apresentações de danças e músicas com trajes típicos, além de vendas de comidas, bebidas e artesanato produzido pelos índios.

A “Festa na Aldeia” é organizada pela Secretaria Municipal Executiva de Gestão do Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Petróleo com a Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) e as secretaria municipais adjuntas de Turismo, Saúde, Educação, Assistência Social e Direitos Humanos e Participação Popular.

A abertura oficial acontece no sábado, às 9h, com presenças de autoridades municipais e representantes da tribo Tupi-Guarani M’Bya, de São José do Imbassaí. A aldeia ficará aberta à visitação até as 12h. A programação de domingo inclui apresentação de Canto do Coral e de Xondar (A Dança do Guerreiro) e vendas de comidas típicas, como pamonha, peixe assado, aipim e xipá (massa frita ou assada feita de farinha de trigo, sal e água); artesanato – brinco de penas, arco com penas para decoração, arco e flecha, pulseiras e zarabatana (arma de sopro para lançamento de dardos feita de bambu e utilizada para caça); e Aroca, bebida feita com água e mel.

A aldeia Mata Verde Bonita fica na restinga (Avenida Prefeito Alcebíades Mendes – antiga Estrada dos Macacos, em São José do Imbassaí). O acesso é pelo km 19 da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), sentido Maricá.

Tribos de Maricá

Apresentação dos índios da Aldeia da Mata Verda Bonita

Com origem no Sul do Brasil, os índios da tribo Tupi-Guarani M’Bya estão na restinga desde abril de 2013 e contam com apoio da Prefeitura. A área de 93 hectares pertence ao grupo espanhol IDB que irá construir um Complexo Turístico de São Bento da Lagoa e foi incorporada ao projeto por exigência do prefeito Washington Quaquá. O prefeito também pretende criar uma aldeia turística, com ocas hotéis e um teatro arena para apresentações da cultura indígena. Pelo projeto inicial, os visitantes conhecerão a cultura indígena, por meio das danças, artesanato e comidas típicas, e poderão se hospedar na própria aldeia. Em Itaipuaçu, no loteamento Morada das Águias, vivem os índios Araowy, da aldeia Sítio do Céu. Ao todo, 62 pessoas vivem nas duas aldeias indígenas da cidade.

Eles foram incluídos no Programa Social Moeda Mumbuca – primeira moeda social eletrônica do país –, da Secretaria Municipal Adjunta de Economia Solidária, e recebem R$ 85 mensais para compra de produtos em estabelecimentos cadastrados na cidade. Desde fevereiro, 26 crianças são alfabetizadas nas aldeias por professores índios, formados em Língua Portuguesa e Guarani, com apoio pedagógico da Secretaria Municipal Adjunta de Educação, que disponibiliza merendas aos alunos. Equipes da Saúde e Assistência Social também fazem o acompanhamento das famílias.

Anúncios

Abril 17, 2015 Posted by | culinária, cultura, Dança, Exposições, jornalismo, Maricá, projeto social, shows e eventos, turismo | , | Deixe um comentário