Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Prefeito de Maricá define estratégias para os condomínios do MCMV

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Fernando Silva

O prefeito de Maricá Washington Quaquá, acompanhado do secretário executivo de Gabinete e Articulação Governamental, Carlos Manoel, do deputado federal licenciado, Fabiano Horta, e da deputada estadual, Rosangela Zeidan, se reuniu na manhã desta segunda-feira (09/11), na Casa Digital, no Centro, com os demais secretários municipais executivos e adjuntos para tratar das ações do governo dos condomínios do Minha Casa Minha Vida, uma das prioridades prioridade desta administração. O prefeito reforçou que as cerca de três mil famílias beneficiadas com apartamentos nos residenciais Carlos Marighella (Itaipuaçu) e Carlos Alberto Soares de Freitas (Inoã) terão acesso aos serviços municipais ao lado de suas casas.

Cada condomínio receberá um Centro da Cidadania e Cultura Popular (CCCP), com término das obras previsto para final de 2016, com um Posto da Guarda Municipal Cidadã (guardas treinados para garantir a segurança da comunidade), teatro, salão de festas e oficinas e espaço da Economia Solidária (Moeda Social Mumbuca), além de quadra poliesportiva, pista de skate, academia para todas as idades e uma pista de corrida. O CCCP abrigará também com um Posto de Saúde da Família (PSF) e um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Outra iniciativa já implementada são as atividades culturais que integram o pré-lançamento do Festival Internacional da Utopia, iniciado em Itaipuaçu – com ações recreativas diversificadas a cada 15 dias de saúde, teatro, literatura, esporte, dança e música – e que também será direcionado aos moradores de Inoã.

O prefeito também reforçou que o abastecimento de água nos condomínios foi regularizado após pressão do governo municipal, vem acompanhando de perto a situação dos moradores e cobra intensivamente da Cedae e da Caixa Econômica (gestora das construções dos condomínios) para que o fornecimento continue de forma ininterrupta e que todos os problemas estruturais dos condomínios sejam sanados. Justamente por isso, não vai considerar a obra entregue enquanto tudo não estiver solucionado, o que significa autorizar o pagamento das últimas parcelas.

Anúncios

Novembro 11, 2015 - Posted by | jornalismo, Maricá, moradia

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: