Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Circuito Ecológico de Maricá é ampliado

Texto: Willian Chaves | Fotos: Clarildo Menezes

Travessia Espraiado/Tomascar (foto) é a trilha de sábado. No domingo é o destino é o Pico da Lagoinha, no Espraiado

Projeto da Secretaria Municipal Adjunta de Turismo será realizado aos sábados e domingos com passeios gratuitos por trilhas da cidade

O Circuito Ecológico de Maricá, projeto da Secretaria Municipal Adjunta de Turismo, agora terá dois dias de caminhadas pelas trilhas da cidade. Todos os sábados e domingos os amantes da natureza vão poder desfrutar de diversas trilhas e belezas naturais orientados por guias da Prefeitura de Maricá.

No próximo sábado (07/05), o destino é a travessia do Espraiado/Tomascar. Considerada pesada, com seis horas de duração e subidas íngremes, o roteiro inclui caminhada pelo Vale de São Francisco, no Espraiado, até o Vilarejo de Tomascar, em Rio Bonito, onde existe uma fazenda desativada com moinho de farinha de roda d’água construída pelos escravos. No trajeto, estão previstas paradas em riachos, cachoeiras e piscinas naturais. Um ônibus, disponibilizado pela secretaria, sairá da Praça Conselheiro Macedo soares, no Centro, às 7h.

Já no domingo (08/05), a turma do circuito fará a trilha do Pico da Lagoinha, trilha de nível médio com trechos de subidas íngremes, no Espraiado. Os participantes se encontrarão no ponto final do ônibus na localidade próximo ao Sítio do Riacho, também às 7h. As inscrições são feitas na Secretaria Adjunta de Turismo (Praça Conselheiro Macedo Soares), até sexta-feira (06/05), das 8h às 17h, ou pelo telefone 3731-5094. A orientação da secretaria é que os participantes usem roupas leves e trajes de banho, calçado apropriado e chapéu, além de levar água (2 litros, no mínimo), lanche, protetor solar e repelente.

Anúncios

Maio 4, 2016 Posted by | esportes, jornalismo, Maricá, Trilhas de Maricá, turismo | | Deixe um comentário

Obras no Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara andam em ritmo acelerado

Texto: Willian Chaves | Fotos: Fernando Silva

A construção do Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, localizado no Km 22 da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), em São José do Imbassaí, no sentido Niterói, pela Prefeitura de Maricá, está em ritmo avançado. De acordo com a Secretaria Municipal de Gestão e Infraestrutura, após a colocação dos pilares em concreto, foi iniciada a concretagem da laje do piso do bloco A. Já foram lançados 200m³ de concreto que corresponde a 50% do total. O novo hospital terá uma área construída de 10 mil m². Cerca de 80 pessoas trabalham no canteiro de obras entre engenheiros, mestres de obras, administrativo e funcionários de campo. Nove máquinas operam diariamente. O projeto compreende uma estrutura mista com pilares de concreto e vigas metálicas.

Além do piso, foi iniciado também o escoramento da laje de cobertura do bloco. Já foram executados 100% das obras de fundações e da colocação dos pilares (476 no total). Numa área ao lado do hospital, estão em execução obras de terraplanagem que abrigará o estacionamento e o controle técnico do hospital. A previsão é que as obras sejam concluídas em setembro deste ano.

Com investimento de R$ 45 milhões, custeado integralmente pela prefeitura, o novo Hospital Dr. Ernesto Che Guevara terá 10 leitos de UTI (totalizando 76 vagas), 19 enfermarias (com três leitos cada), seis salas de observação para adultos e mais três alas de observação para pediatria. A unidade será dividida em três blocos: A, B e C. No bloco A ficarão os consultórios médicos e a recepção onde acontecerão os primeiros atendimentos à população. O bloco B é o coração do hospital, com o centro cirúrgico e as UTIs. Esse é o local onde se consumirá mais energia e gases. Já no bloco C, funcionará a área de serviços como refeitórios, vestiários, administração e salas de TI. As enfermarias serão distribuídas pelos três blocos.

Ainda serão disponibilizados à população: pronto atendimento 24 horas para politraumatizados e pacientes referenciados da rede. Clínicos gerais, cirurgiões gerais, pediatras, anestesistas, ortopedistas e especialistas (urologia, cardiologia, vascular, bucomaxilofacial, neurologia, infectologia) trabalharão na unidade, que incluirá dois Centros de Tratamento Intensivo (CTI) – adulto e infantil, laboratório de análises clínicas e central de material esterilizado. No Centro Cirúrgico terão três salas de cirurgia de grande porte e uma de médio. Nas enfermarias serão sete enfermarias femininas e sete masculinas de clínica médica, emergência clínica pediátrica, isolamentos pediátricos e salas de observação. O refeitório terá capacidade para 192 lugares. O auditório terá capacidade para 72 pessoas e salas de administração.

 

Maio 4, 2016 Posted by | jornalismo, Maricá, saúde | | Deixe um comentário