Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Oficina para produtores culturais no Cinema Público Municipal de Maricá

Texto: Jorge André (edição: FSB Comunicação) | Fotos: Clarildo Menezes

A Secretaria Adjunta de Cultura, Ciência e Tecnologia apresentou na noite desta terça-feira (30/08), no Cinema Municipal Henfil, a primeira de uma série de oficinas direcionadas aos produtores culturais da cidade. Abrindo a programação, a gestora cultural Louise Akemi falou sobre todas as etapas para a produção de um projeto cultural. Para a secretária interina de Cultura, Claudia Schulz, a iniciativa tem como objetivo a qualificação. “Vamos realizar várias oficinas e ativar os agentes culturais da cidade. Queremos ver a necessidade destes produtores e buscar atender essas demandas”, comentou.

A gestora cultural, além das etapas da produção cultural, usou como exemplo projetos já produzidos por ela para mostrar que, mesmo sem muito dinheiro, é possível alcançar os objetivos. Louise deu dicas de como captar recursos e estimular quem está iniciando no desenvolvimento e realização de projetos. “A intenção é incentivar as pessoas na elaboração e dar alguns atalhos”, comentou.

Os produtores e interessados estavam atentos às dicas. Segundo a gestora cultural, a organização é fundamental para o sucesso de um projeto. Para ela, colocar um cronograma em local visível é muito importante na organização e economia de tempo. E se o assunto for orçamento apertado, a troca de serviços pode ser um caminho. Louise deu como exemplo a produção de um show. Os agentes culturais podem ir a uma empresa que fornece banheiro químico e tentar fazer uma troca de serviço. “Podem por exemplo criar um site para a empresa, propor colocar uma publicidade próxima aos banheiros durante o evento”, sugeriu.

Foram cerca de duas horas de troca de experiências. Para Luciane Vieira, 38 anos, vice-presidente da Unegro (União de Negros pela Igualdade) e representante do núcleo da ONG em Maricá, o trabalho é interessante já que a Unegro tem várias ideias de projetos, mas encontra dificuldades na elaboração. “Quando fiquei sabendo deste evento resolvi participar para repassar aos outros e colocá-los em prática”, ressaltou.

Anúncios

Setembro 2, 2016 Posted by | cultura, jornalismo, Maricá, Oficinas, projeto cultural | , | Deixe um comentário

Cineclube Henfil de Maricá recebe bom público na reestreia

Texto: Fernando Uchôa (edição: FSB Comunicação) | Fotos: Fernando Silva

O Cineclube Henfil retomou a sua programação nesta quarta-feira (31/08), agora no Cinema Público Municipal Henfil. Para marcar a reestreia foi exibido o curta-metragem "Delírios de uma inexistente", produção do diretor maricaense Luís Gustavo de Souza. O elenco conta, além de outros atores, com a participação da jovem atriz Monik Costa e Silva, 15 anos, moradora de Bambuí e aluna do 1º ano do Ensino Médio do Ciep 259. A direção musical é de Pedro Szighety e a produção conta com Juliana Chaves, João Víctor Gonzalez e Stéfany Bicalho (equipe "Dragão Negro").

Luís Gustavo, 26 anos, é concluinte do Curso de Cinema da Universidade Federal Fluminense (UFF), e o filme, produzido este ano em Maricá, foi requisito para a sua graduação. "Ainda falta a monografia, mas acho que dá para passar", brincou. O curta-metragem, de 15 minutos, é um misto de filme e desenho animado, inspirado no "Balão Vermelho", de Albert Lamorisse, de 1956. Segundo Luís Gustavo, ao contrário do filme francês, a trilha sonora de “Delírios…”, cria um distanciamento entre o espectador e o personagem. No filme, a personagem interpretada por Monik desenha monstros, como retrato dos conflitos que vive com a família e a sociedade.

Depois da exibição do curta, a equipe abriu espaço para o debate com a plateia. Sandra de Souza, 46 anos, perguntou como uma atriz tão nova como Monik teve coragem de abraçar um projeto tão ousado. "Foi uma experiência nova e gratificante. Passei por uma prova de fogo, mas foi divertido. Já tinha participado antes como figurante no filme “A Toca do Saci", disse a jovem atriz, referindo-se a outro trabalho do diretor.

O média metragem "A Toca do Saci" foi rodado e produzido em Maricá e deve ser exibido pela primeira vez no dia 31 de outubro, também no Cine Henfil. "No filme, tento alertar sobre o perigo do autoritarismo e repressão sobre os jovens, que estão na fase de formação de identidade, e o que sofrem por discriminação, bullying e outros tipos de violência, de estranhos e da própria família, o que prejudica seu psiquismo e identidade", enfatiza Luís, que produziu ainda “O árido”, com 1 minuto de exibição, e "O massacre dos 4 dedos", onde retrata o personagem Mickey Mouse como anti-herói, filme que recebeu Menção Honrosa em 2012, no Festival Caverna, em Florianópolis (SC).

Luiz Gustavo leciona no Curso Livre de Cinema, que acontece gratuitamente aos sábados pela manhã (10h às 12h), em Maricá. "Recomeçaremos em meados de outubro, agora de casa nova. Tudo na vida é conquistado com esforço e é isso que digo aos mais jovens. Sou filho de um agricultor e de uma empregada doméstica, e me orgulho de meus pais. Devido às dificuldades, pensei em desistir da carreira, mas eles sempre me incentivaram”, conclui.

Setembro 2, 2016 Posted by | cinema / produção, cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural | | Deixe um comentário

Maricá Mostra Cultura acontece neste sábado

Texto: Jorge André (edição: FSB Comunicação) | Fotos: Fernando Silva

Neste sábado (03/09), na Praça Orlando de Barros Pimentel, acontece mais uma edição do Maricá Mostra Cultura, projeto desenvolvido pela Secretaria Adjunta de Cultura, Ciência e Tecnologia. A feira começa às 10h e reúne artistas de diversas áreas, como artesanato, artes plásticas e gastronomia.

A galeria cultural a céu aberto é realizada nos dois primeiros sábados do mês e é uma oportunidade para os artistas e artesãos do município mostrarem e comercializarem seus trabalhos. A feira vai até 21h.

Para os interessados em participar como expositores é preciso entrar em contato com a coordenadora Rosely Pellegrino através do telefone 96990-9640. Os interessados devem levar uma tenda branca e lâmpada de emergência.

Setembro 2, 2016 Posted by | arte, cultura, Feiras e Eventos, jornalismo, Lazer, Maricá, Maricá Mostra Cultura, projeto cultural | , | Deixe um comentário