Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

ALERJ VOTA PEC QUE INSTITUI FICHA LIMPA NO ESTADO NESTA QUARTA 16.11

A Assembleia Legislativa do Rio votará, em primeira discussão, nesta quarta-feira (16/11), a proposta de emenda constitucional 5/11, que veda a nomeação para cargos públicos de pessoas enquadradas no conceito de inelegibilidade da legislação federal. O Ficha Limpa estadual, que será incluído na Constituição do estado, é proposto pelos deputados Comte Bittencourt (PPS), Luiz Paulo (PSDB) e Robson Leite (PT).

A proposta se aplica a nomeações para as funções de secretário e subsecretário de Estado, procurador geral de Justiça e do Estado, defensor público geral, superintendentes e diretores de órgãos da administração pública indireta, fundacional, de agências reguladoras e autarquias, chefe de Polícia Civil, titulares de Delegacias de Polícia, comandante geral da Polícia Militar, comandante geral do Corpo de Bombeiros, comandantes de Batalhões de Polícia Militar, comandante de quartéis de Bombeiro Militar, reitores das Universidades Públicas Estaduais “e ainda para todos os cargos de livre provimento dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário do Estado”.

Fonte: Alerj

Anúncios

Novembro 15, 2011 Posted by | campanha social, civismo, direitos humanos, Eleições 2012, jornalismo, política | , | Deixe um comentário

Passeata "Contra a Injustiça: Em defesa do Rio"

Em discurso durante megaevento, governador do Rio pressiona Dilma a vetar projeto dos royalties

Fonte: UOL Notícias /RJ

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, afirmou nesta quinta-feira (10) ter certeza de que a presidente da República, Dilma Rousseff, vetará o projeto que prevê a nova divisão dos royalties do petróleo, o que prejudicaria os Estados produtores (Rio e Espírito Santo). O governador participou da passeata "Contra a Injustiça: Em defesa do Rio", que reuniu milhares cerca de 150 mil pessoas nas ruas do centro da capital fluminense, segundo Cabral. A Polícia Militar ainda não divulgou o número oficial de manifestantes.

Protestos criticam mudança nos royalties do petróleo
  •    

Foto 24 de 45 – O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (à direita) e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (à esquerda), participam de protesto no centro da cidade contra o projeto que reduz os royalties do petróleo para os Estados produtores (Rio e Espírito Santo) Amadeu Bocatios/Futura Press

Sergio Cabral em Defesa do Rio

"Esse projeto é um rompimento do pacto federativo, e o brasileiro não tolera isso. Caso essa aberração jurídica seja aprovada no Congresso Nacional, eu tenho certeza absoluta que a presidente vai vetar. A Dilma é uma democrata e não vai permitir que ocorra um linchamento de um Estado brasileiro. Ela é uma mulher serena, sensível e sabe que isso significaria um precedente gravíssimo. A aprovação desse projeto abriria uma brecha de violação de direitos", disse.

Ele lembrou de uma suposta entrevista concedida por Dilma Rousseff, então candidata à presidência da República, no Espírito Santo –um dos Estados produtores ameaçados pelo substitutivo ao PLS 448/11, de autoria do senador paraibano Vital do Rêgo Filho.

"Em campanha eleitoral, a presidente Dilma foi recebida pelo governador do Espírito Santo e deu uma entrevista na rua dizendo claramente que assumiria o compromisso em relação ao que acordo que nós fizemos. (…) Ela e o ministro Edison Lobão participaram da negociação em cima da nova legislação, que acaba com a participação especial. Nós negociamos o que sobrou, não o que já foi licitado e contratado", afirmou.

De acordo com o governador, nenhum representante da política carioca jamais se manifestou para questionar as diretrizes econômicas de outros Estados. Cabral diz que o Rio sempre esteve aberto a negociações, mas não abrirá mão de "um real sequer" referente aos campos petrolíferos que já foram licitados e das obras cujos contratos estão firmados.

"O Rio sentou na mesa e sentará quantas vezes for necessário para discutir tudo o que for solicitado, mas não vamos ceder um real sequer do que já foi licitado, por respeito ao diálogo e à democracia. Não queremos discutir nada do que já foi contratado. Não vamos aceitar que peguem recursos do nosso povo e avancem sobre nossas receitas. Elas estão garantidas para o nosso povo. Esse é o tema que provocou essa linda manifestação do povo do Rio. (…) Há quem fale em 200 mil pessoas aqui hoje", disse.

Cabral lembrou que os royalties do petróleo são fundamentais para os custos dos principais projetos em curso no Rio de Janeiro, tais como a política de pacificação e as obras de preparação para a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. Além disso, ele mencionou o veto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à emenda Ibsen (projeto que defendia a divisão igualitária dos royalties) e criticou os parlamentares que apoiam a proposta.

"Seria uma invasão das receitas já licitadas, tanto que o presidente Lula não teve dúvida ao rejeitar. Mas essa matéria voltou ao Congresso em função da pressão artificial de alguns líderes que, às vezes, não têm nem mandato. Criaram esse movimento que dá margem a uma expectativa mentirosa para vários prefeitos que realmente precisam de recursos, e pressionam o Congresso para colocar este veto à frente de outros mil vetos que deveriam ser votados", disse.

Clima de festa

Os primeiros ônibus lotados de manifestantes oriundos de outros municípios do Rio começaram a chegar ao centro da capital por volta de 14h. O clima do protesto –organizado pelo governo do Estado através do movimento "Contra a Injustiça: Em defesa do Rio"– foi de carnaval antecipado

Após a caminhada até a praça Cinelândia, vários artistas –entre os quais Lulu Santos, Sorriso Maroto, MC Naldo, entre outros– se apresentaram para o público. O manifesto do movimento foi lido pela atriz Fernanda Montenegro. O término dos shows estava previsto para 20h.

Quatro trios elétricos foram distribuídos pela avenida Rio Branco. Os mais concorridos foram os carros de som do grupo de funk Furacão 2000 e o que reúne as escolas de samba Unidos da Tijuca, União da Ilha e Caprichosos de Pilares.

Outro segmento da passeata teve um cunho mais político. O governador Sérgio Cabral, o prefeito Eduardo Paes, os senadores Marcelo Crivella (PRB-RJ) e Lindbergh Farias (PT-RJ) fizeram uma espécie de caravana pela avenida Rio Branco. Muitos políticos aproveitaram a ocasião para levar faixas, cartazes e bandeiras de divulgação.

"Esse foi um dia histórico. Um dia de união, um dia contra a injustiça, uma manifestação que reflete a indignação do povo do Rio pela possibilidade se de se retirar receitas do poder público", resumiu Cabral.

Na expectativa de repetir passeatas históricas que ocorreram no centro do Rio, a exemplo do ato que reuniu quase 200 mil pessoas na luta pelas Diretas, nos anos 80, o governo do Rio decretou ponto facultativo para os 240 mil servidores públicos ativos a partir das 14h, e anunciou que o transporte seria gratuito nas barcas, metrô, trens e ônibus para os cariocas e fluminenses que se deslocarem em direção à Candelária nessa faixa de horário.

Além disso, 200 ônibus foram fretados pelo governo do Estado a fim de garantir a locomoção de dez mil manifestantes de municípios como Campos dos Goytacazes e Macaé (grandes produtores de petróleo).

Entenda o projeto dos royalties

O movimento "Contra a Injustiça: Em defesa do Rio" argumenta que a o novo projeto de distribuição dos lucros obtidos com a exploração do petróleo –cujo substitutivo apresentado pelo senador paraibano Vital do Rêgo Filho (PMDB) foi aprovada no Senado– é inconstitucional, e significaria para os cofres dos Estados produtores um prejuízo irremediável.

O Rio de Janeiro deixaria de arrecadar cerca de R$ 3,2 bilhões no ano que vem. O Espírito Santo, por sua vez, prevê uma perda de R$ 4 bilhões até 2015.

O substitutivo ao PLS 448/11, que trata da divisão dos royalties e participação especial aos entes da federação, está sendo analisado na Câmara e ainda poderá ser vetado ou não pela presidente Dilma. De acordo com o governo do Rio, que tem direito a recorrer ao Supremo Tribunal Federal contra o projeto, a manifestação é "uma batalha por Justiça".

A proposta do senador Vital do Rêgo Filho (PMDB) determina que a participação dos Estados produtores na distribuição dos royalties do petróleo caia de 26,25% para 20% já no ano que vem. A parcela da União, por sua vez, cairia de 30% para 20%. O projeto foi aprovado no Senado e está sendo analisado por uma comissão da Câmara.

Os municípios que dependem da exploração do petróleo recebem atualmente o mesmo percentual dos Estados produtores, isto é, 26,25%. Se o substitutivo for aprovado, eles passariam a receber 17% no ano que vem, e teriam direito a apenas 4% a partir de 2020.

As cidades afetadas pela exploração do petróleo, que hoje recebem 8,75%, passariam a ganhar apenas 2% dos royalties.

Segundo o vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, a nova distribuição causará um verdadeiro colapso na economia do Estado, e pode levar à falência mais de 90 municípios fluminenses. Atualmente, o Rio lucra quase R$ 7 bilhões com a exploração do petróleo, o que simboliza mais de 12% do orçamento do governo.

O projeto determina ainda uma nova divisão na participação especial, isto é, o tributo que é pago sobre campos com grande lucratividade. O governo federal passaria a receber 42% no ano que vem, perdendo cerca de 8% de receita. Nos anos seguintes, a União voltaria a ter sua alíquota ampliada anualmente até chegar a 46%, considerando a expectativa do ritmo de crescimento dos lucros.

As alíquotas da participação especial dos Estados produtores e dos municípios cairiam pela metade, de acordo com o substitutivo. Os Estados passariam a ter direito a apenas 20%. Já os municípios, 5%.

Novembro 11, 2011 Posted by | campanha social, civismo, jornalismo, justiça, manifestação popular, meio ambiente, política, Royalties - Petróleo | | Deixe um comentário

Cinzas de Abdias Nascimento serão depositadas na Serra da Barriga

Alagoas promove eventos preparatórios à homenagem desde julho, quando houve seminário sobre Igualdade racial

por Ronaldo Lima

Fotos: Tércio Cappello

abdias90anos_405 Abdias do Nascimento (in memoria)

Cinzas de Abdias Nascimento serão depositadas na Serra da Barriga Arísia Barros reconhece a importância de Abdias Nascimento na luta contra o racismo

No próximo dia 13 de novembro, a Serra da Barriga, em União dos Palmares, receberá as cinzas de Abdias Nascimento, ex-senador, ex-deputado federal, intelectual, artista e presidente do Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros (Ipeafro), falecido em maio deste ano, no Rio de Janeiro, aos 97 anos.

Ativista do movimento negro, com histórico nos movimentos políticos desde a década de 30, Abdias Nascimento foi um expoente de ações afirmativas da cultura negra no mundo. Doutor Honoris Causa pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro e pela Universidade Federal da Bahia, em 2010, foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz.

Logo após sua morte, sua esposa, Elisa Larkin Nascimento, doutora em psicologia pela USP e mestre em Direito e em Ciências Sociais pela Universidade do Estado de Nova Iorque, anunciou o desejo de Abdias Nascimento: que suas cinzas fossem depositadas na Serra da Barriga, em União dos Palmares, maior centro de resistência negra no Brasil – o Quilombo dos Palmares.

Uma solenidade marcada por discursos, no último dia 7 de julho, Dia Nacional da Luta contra o Racismo, durante a abertura do Igbá – IV Seminário Afro-Alagoano – Igualdade Racial é pra valer? , no alto da Serra da Barriga, em União dos Palmares, homenageou a memória e luta do jornalista, dramaturgo, poeta, artista plástico e ex-senador Abdias Nascimento.

O ato, promovido pelo projeto Raízes de África, em parceria com gestores das três esferas de governo, teve início com um minuto de silêncio a Abdias, seguido da execução do Hino Nacional brasileiro pela Banda da Polícia Militar de Alagoas.

Líder do movimento negro e organizadora do seminário, Arísia Barros reconhece a importância de Abdias Nascimento na luta contra o racismo, por liberdade, democracia, igualdade racial e justiça social no Brasil e no mundo. “A finalidade desses encontros é socializar a personalidade de Abdias e reunir o maior número de instituições, intelectuais e dos movimentos sociais”, afirma Arísia.

Dando sequência às homenagens, acontece no dia 25 de agosto o II Ciclo Nacional de Conversas Negras: “Agosto Negro ou o que a História Oficial Ainda Não Conta”.

Outro propósito, como informa Arísia Barros, é envolver ainda mais parceiros e instituições governamentais e não-governamentais para a grande homenagem que será realizada em Alagoas para Abdias Nascimento.

A programação do dia 13 de novembro terá início às 8h do dia 13 de novembro, com a saída para o alto da Serra da Barriga, em União dos Palmares; às 9h, abertura oficial e cerimônia com a participação da esposa Elisa Larkin e família e com representantes  do Instituto de Pesquisas e Estudos Afro Brasileiros (Ipeafro).

Às 10h, haverá a leitura do poema “Escalando a Serra da Barriga”, de Abdias Nascimento, pelo Fórum Nacional de Performance Negra; 10h 30, plantio da muda de baobá com as cinzas; 11h, cerimônia de oferenda de bebidas aos ancestrais (libation): Professores Molefi K. Asante, Anani Dzidzienyo, Maulana Karenga e família.

Em seguida, às 11h 30, será feito o plantio de muda de iròkò (representantes da religião de matriz africana no Brasil); 12h, cerimônia inter-religiosa e finalizando o evento, pronunciamentos de autoridades nacionais e estrangeiras, saudações africanas e brasileiras.

Entre as instituições que apoiam as homenagens a Abdias Nascimento, estão os Ministérios da Educação e da Igualdade Social, Secretaria de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos, de Articulação Política, Polícias Militar e Civil, Federação das Indústrias de Alagoas e Fundação Cultural Palmares.

Fonte: Agência do Governo de Alagoas

Agosto 26, 2011 Posted by | arte, civismo, cultura, direitos humanos, jornalismo, política, religioso | | Deixe um comentário

Escola visita prédios públicos em Maricá

texto: Fernando Uchôa – fotos: Fernando Silva

Trinta e um alunos do 5º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Reginaldo Domingues dos Santos, em Ponta Negra (2º Distrito) estiveram visitando, no dia 14 de outubro, prédios públicos de Maricá. A visita, que começou pela 82ª DP, teve a supervisão da professora Priscila Motta e da bibliotecária Rosemary Ribeiro. Os estudantes, guiados pelo inspetor Gilberto, demonstraram curiosidade em saber do trabalho dos policiais e funcionários da Delegacia Legal.

PA142861 PA142883

Depois de um café-da-manhã no refeitório, os alunos foram guiados pelas  dependências da DP, para conhecer o funcionamento e atribuições dos setores de Atendimento ao Público, Investigação e Investigação Complementar, Identificação Policial, administração (Sesop), e o gabinete do delegado. Foi realizada uma palestra com o delegado titular, Dr. Sérgio Caldas, que explicou questões da área de Segurança, e papéis das polícias Civil, Militar, Federal, especial (Core e Bope), no estado e no país. Perguntas foram formuladas pelos alunos, sendo respondidas pelo delegado.
Para o oficial, “é sempre uma experiência interessante, trabalhar com estudantes e passar o que sabemos. Tenho formação acadêmica, então foi uma aula, em que revi conhecimentos. Todos aprendemos quando nos dispomos a ensinar alguma coisa. É bom que o adolescente conheça a organização de nossa sociedade para que possa identificar o lado positivo da vida, o que só fortalece a educação familiar e escolar”, disse.
Em seguida, os estudantes visitaram o Museu Histórico de Maricá, localizado na Casa de Cultura da cidade. Foram recebidos pelo guia Alan Gonçalves Pinheiro, que orientou a visita mostrando as origens históricas do município, livros e fotos das primeiras famílias, objetos pessoais, utensílios, armas e ferramentas de trabalho. A visitação contou como atividade extra-classe no planejamento escolar.

A professora Priscila Mota, declarou que “as atividades extra-classe enriquecem o universo do aluno, que traduz as experiências de forma positiva para sua própria vida, multiplicando as informações que aprende com a família, amigos e a comunidade. Geralmente, as notas melhoram e a participação em sala de aula também”, acrescentou.

Outubro 15, 2010 Posted by | civismo, cultura, Educação, jornalismo, Maricá | Deixe um comentário

Programação dos 196 Anos de Emancipação Político- Admistrativa de Maricá

Para marcar os seus 196 anos de emancipação político-administrativa, o município de Maricá terá uma programação pontuada por atos solenes e uma série de inaugurações entregues à sua população. Haverá também shows, exposições e oficinas de arte, serviços nas áreas de saúde e defesa civil. A grande maioria dos eventos estará concentrada na Praça Orlando de Barros Pimentel, localizada no Centro da cidade.

PROGRAMAÇÃO

06h − Alvorada
07h − Missa em Ação de Graças, na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Amparo
09h − Ato Cívico- Praça Orlando de Barros Pimentel
10h − Novas instalações do Hospital Municipal Conde Modesto Leal
11h30 – Reinauguração da Escola Municipal Antônio Rufino (Gamboa)
13h − Reinauguração da sede da OAB
14h -  Inauguração da ponte no bairro Parque Nanci
15h – Novas instalações da Escola Municipal Cônego Batalha (São José de Imbassaí)
16h – Inauguração da pré-escola do Caic- (São José de Imbassaí)

17h – Inauguração da Escola Municipal Mata Atlântica (Recanto de Itaipuaçu)
19h − Sessão Solene da Câmara, no Colégio Cenecista de Maricá 
18h – Shows na Praça Orlando de Barros Pimentel
Banda Apnéia
Kamaleoa
Laranjeiras e
outras atrações
Casa de Cultura
1 − Maricá em Exposição
     Coletiva Arte Plástica
     abertura: 26/05
     hora:18h.
     encerramento: 09/06
     curadoria: Meg Carvalho, Yves Serpa e Anne Caroline

2 − Exposição de fotos
     "Da Sesmaria de Simão de Oliveira Pereira
      ao bairro Saco das Flores"
      abertura: 26/05
      hora:18h.
      encerramento: 30/05
      curadoria: Maria Penha de Andrade e Silva

3 − Exposição de fotos
      "História de Maricá"
       abertura: 26/05
       hora: 18h.
       curadoria: César Brum
       Apoio: Secretaria Municipal de Cultura


Secretaria de Educação

Peças teatrais
Oficinas de arte
Pré-inscrições para o Projeto Estudante

Casa Digital

Apresentação da série COSMOS.

Filmes:
9h − As Margens do Oceano Cósmico
        Uma Voz na Sinfonia Cósmica
         A Harmonia dos Mundos
12h − Céu e Inferno
            O Planeta Vermelho
14h − Enciclopédia Galáctica
            O Futuro da Terra

Defesa Civil

Exibição de vídeo sobre as ações da Defesa Civil
Informações sobre o FGTS para as pessoas que tiveram suas casas afetadas pelas chuvas


Programação do “Saúde na Praça” (das 9 as 15 horas)
Atividades de prevenção e controle da hanseníase,
Vacinação de adultos e idosos,
Promovendo a vida − para avaliação de risco cardiovascular
Prevenção de DSTs/ AIDS e das hepatites virais
Promovendo a saúde bucal

Serviços

Uma grande tenda será montada na praça Orlando de Barros Pimentel, onde diversas subsecretarias e órgãos municipal vão oferecer serviços (como emissão de documentos e cadastramento para programas de transferência de renda) e distribuir cartilhas sobre tópicos como prevenção às drogas, políticas para as mulheres e para pessoas com deficiência, entre outros.

Maio 21, 2010 Posted by | civismo, jornalismo, shows e eventos | Deixe um comentário

Mídia Golpista? Para mim as fotos FALAM SIM!

Fonte: mensagem circulando na internet

Caros leitores amigos. Eu recebi esta mensagem genial e resolvi passar para todos, pois, como reporter fotográfico tenho a consciência que as fotos Falam SIM!!! (Rosely Pellegrino)

Lula viu as imagens de Arruda metendo a mão na grana recheada de panetone – ou seria o contrário? – e disse que elas não querem dizer nada. Sim, você está lendo certo: o sujeito mete a mão na grana, mas elas não provam nenhuma irregularidade. Acredito que Lula está certo. Selecionei algumas imagens que também não provam nada e que só fizeram estardalhaço por causa da… da… da mídia golpista.



clip_image001
A companheira vietconguezinha não pode culpar os Estados Unidos pelo napalm. A foto não prova nada. Vai que a menina é só exibicionista?


clip_image002
Os companheiros que tacaram a bomba atômica em Hiroshima merecem nosso respeito. As imagens não falam nada. Quem sabe isso aí não é gelo seco?


clip_image003
É muita má vontade não querer ver que o companheiro Raul Castro (VENDANDO O SUJEITO) não vai fuzilar ninguém. Ele só tá querendo brincar de cabra-cega… Esse pessoal implica muito com o regime cubano…


clip_image004
Essa foto só mostra que o companheiro Ahmadinejad tá certo. Esse negócio de Holocausto tem que ser melhor explicado. Pra mim, é coisa do PSDB que infiltrou gente dentro do Partido Nazista só pra botar a culpa no companheiro Hitler.


clip_image005
Tá na cara que essa imagem não diz nada.  O companheiro Maurício Marinho tá pegando uns trocados só pra fazer a feira no final de semana. Tudo bem que isso gerou as investigações sobre o mensalão, mas é claro que sabemos que isso foi coisa da mídia golpista! Força, Maurício!!!


clip_image006
Essa imagem não quer dizer que Lula se aliou a Sarney! Isso é uma bobagem! Por que Lula ia se aliar a um sujeito que ele chamou literalmente de ladrão? Na verdade, Lula está segurando o maranhense pela mão pra dar tempo da Polícia Federal chegar e enjaular o bigodudo…


clip_image007
As imagens não falam por si só. Aqui, dá até a impressão que Lula está sorrindo enquanto abraça Collor. Tola ilusão dos golpistas de plantão! Lula só se aproximou do ex-presidente – cujo mandato defendeu até o último minuto – para dar o preço do aparelho de som que possui e que Collor até hoje não conseguiu comprar. Isso tem nome: é solidariedade!

Dezembro 8, 2009 Posted by | campanha social, civismo, cultura, denuncia, educacão, jornalismo, social | Deixe um comentário

Mais de 800 jovens juram amor à Pátria em Maricá

Fotos Rosely Pellegrino

DSC06151DSC06159DSC06139   DSC06181

Em uma cerimônia de alto conteúdo cívico, mais de 800 jovens da classe 1991 e anteriores, em sua maioria de Maricá, receberam nesta sexta-feira, 24 de julho, no ginásio do Centro Educacional Joana Benedicta Rangel, o certificado de dispensa do serviço militar, ao mesmo tempo em que prestaram juramento à Bandeira. Presidente de honra da solenidade, a secretária de Direitos Humanos e Cidadania e primeira-dama do município, Rosangela Zeidan, pediu, em discurso, que os jovens se empenhassem em liderar campanhas contra as drogas.

DSC06202 

“Uma das maneiras de servir à Pátria é lutando contra as drogas. Aqui em Maricá, por orientação do prefeito Washington Quaquá, nosso esforço para combater as drogas é feito através da educação e do esporte”, disse. Zeidan convidou todos a participarem das comemorações do Dia Internacional da Juventude, dia 12 de agosto, na Praça Orlando de Barros Pimentel.

DSC06175DSC06162

O tenente Sérgio Luís do Couto, delegado da 11ª Delegacia de Alistamento Militar, leu, acompanhado pelos jovens, o Juramento à Pátria, quando lembrou que, mesmo sem serem incorporados às Forças Armadas, todos têm o compromisso de defender o País e colaborar com o seu desenvolvimento. Depois que o inspetor da Guarda Municipal Ricardo Viana, em traje de gala, introduziu a Bandeira do Brasil, todos cantaram o Hino Nacional.

  DSC06206DSC06203 DSC06215 DSC06204  DSC06207 DSC06208 DSC06211 DSC06217

 DSC06213

O secretário municipal de Segurança, coronel Jorge Braga, como militar mais antigo, parabenizou o tenente Couto pela disciplina da tropa e desejou que os jovens tenham fé no futuro do Brasil. “Lembrem-se de que não há progresso, em qualquer atividade humana, sem que haja disciplina”, afirmou. Participaram, ainda, da solenidade, as secretárias de Gestão das Metas do Governo, Janete Valadão, e de Esportes, Dilcinete Teixeira Grijó, o subsecretário de Defesa Civil, Emerson Jefferson, e o comandante da Guarda Municipal, coronel Antônio José Ferreira Freire, além de pais dos dispensados e convidados.

 

Prefeitura Municipal de Maricá
Secretaria de Comunicação Social

Julho 25, 2009 Posted by | civismo, educacão, jornalismo | 3 comentários