Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

CONLESTE promove reunião de Câmara Temática em Maricá

Texto: Fernando Uchôa | Fotos: Fernando Silva

O Consórcio Intermunicipal da Região Leste Fluminense (CONLESTE), realizou nesta quinta-feira (21/03), no auditório do Ministério Público em Maricá, reunião da Câmara Temática de Gênero, Raça e Etnia. O encontro teve como tema central a apresentação do projeto de monitoramento realizado pela consultoria UN-Habitat, cujos indicadores socioeconômicos e ambientais estão servindo de base para discussões sobre os impactos do Comperj, entre eleas o da geração de renda para a população dos municípios na área de influência, sobretudo da participação de mulheres, pessoas com deficiência, e minorias étnicas no mercado de trabalho.

O projeto foi montado a partir de pesquisas físicas e demográficas na região de influência do CONLESTE, considerando o plano piloto do Comperj, cujo orçamento é de US$ 16,8 bilhões, (cerca de R$ 33,5 bilhões) e que prevê a geração de 212 mil empregos diretos e indiretos. “Os indicadores sociais ajudam na implantação de políticas públicas, como já foi feito pelo prefeito Washington Quaquá”, descreveu um dos autores do estudo, o consultor da UN-Habitat, integrante da ONU para a América Latina e Caribe, arquiteto Oscar Marmorejo. “Nosso trabalho é o monitoramento socioeconômico e ambiental e a luta da câmara temática é a garantia de postos de trabalho para mulheres e cotas para pessoas com deficiência no mercado do Comperj, por exemplo”, descreveu Marmorejo.

Na segunda semana de abril, o arquiteto e outros consultores da UN-Habitat estarão apresentando ao prefeito Washington Quaquá, junto com apoiadores e representantes de universidades federais e estaduais, o projeto de monitoramento do município.

Políticas públicas

A uma plateia formada por autoridades estaduais, municipais e representantes da sociedade civil de municípios do consórcio, como Maricá, Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Cachoeiras de Macacu, o secretário municipal de Direitos Humanos, Miguel Moraes, avaliou o fato de que o CONLESTE teria deixado de atender a um de seus focos principais, o das políticas sociais, e citou um exemplo da área da Saúde. “Uma das causas-mortis de maior incidência no Brasil, que atinge drasticamente o público feminino, é o câncer de mama, não diagnosticado muitas vezes a tempo por falta de uma política pública integrada de saúde preventiva. Precisamos”, afirmou Miguel Moraes, “aprender a reivindicar qualidade e utilizar melhor o Sistema Único de Saúde. Temas urgentes como este deveriam ser uma preocupação do CONLESTE, que tem como um de seus objetivos identificar demandas sociais dos municípios”, disse, completando em seguida: “Espero que a Câmara Temática priorize temas que digam respeito diretamente às minorias, para que possamos contar com um aliado de peso”.

Já a assessora de Igualdade Racial da Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, Hildézia Medeiros, frisou que as políticas públicas não podem ignorar as questões das minorias. “Falar da sociedade e seus deserdados, sem tratar questões de raça e gênero, é enganar a nós mesmos”, disse. A câmara temática do CONLESTE foi criada em dezembro de 2007, em Niterói, e desde então vem promovendo reuniões mensais em rodízio nos 15 municípios do consórcio.

Anúncios

Março 22, 2013 Posted by | CONLESTE, direitos humanos, jornalismo, Maricá | Deixe um comentário

Sebrae convoca grupos culturais do município de Maricá para novo evento nesta segunda

Reunião elegerá representantes de Maricá para o fórum que acontecerá com os 11 municípios do Consórcio Intermunicipal do Leste Fluminense (CONLESTE)

Com foco na futura instalação do Complexo Petroquímico da Petrobras (Comperj), em Itaboraí, a secretaria municipal de Cultura de Maricá e o Sebrae-RJ, por meio do Instituto Ideias, irão realizar na próxima segunda-feira, dia 27.08, uma nova reunião com os grupos culturais da cidade. O objetivo é conhecer a realidade cultural de Maricá, por meio de um mapeamento cultural dos artistas que poderão futuramente ser beneficiados com a instalação do Comperj. O encontro será realizado às 15h, na Casa de Cultura de Maricá, localizada na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel.

Além desse cadastramento, serão eleitos dois representantes de cada segmento (música, literatura, artes cênicas, dança, artesanato e cultura popular) para representar a cidade no fórum das 11 cidades que integram o Comperj – Maricá, Niterói, São Gonçalo, Tanguá, Rio Bonito, Itaboraí, Silva Jardim, Casimiro de Abreu, Cachoeiras de Macacu, Guapimirim e Magé – para a criação de um plano de ação de geração de emprego e renda nos municípios envolvidos. O fórum será realizado em setembro, no município de São Gonçalo.

Segundo o Sebrae, toda a cadeia produtiva do comércio e da indústria será incrementada com a implantação do Comperj e é importante que os diversos segmentos da sociedade estejam preparados para esse novo cenário.

Agosto 24, 2012 Posted by | COMPERJ, CONLESTE, cultura, jornalismo, Maricá | , | Deixe um comentário

Prefeitura de Maricá oferece cursos de capacitação gratuitos para servidores do Conleste

Texto: Leandra Costa e Marcelo Moreira

Com foco no preparo das cidades que viverão direta ou indiretamente os impactos da operação do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (COMPERJ), a Prefeitura de Maricá abre as portas para que os servidores dos municípios que integram o Conleste (Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento da Região Leste Fluminense) participem gratuitamente de cursos de capacitação ministrados por auditores fiscais de grandes capitais brasileiras. A iniciativa faz parte do Programa de Capacitação de Servidores Municipais, implementado em outubro de 2011 pela prefeitura de Maricá, em parceria com a Universidade Federal Fluminense.

Serão oferecidos dois cursos: “Capacitação em Fiscalização do ISSQn e do Simples Nacional” e “Reciclagem em Fiscalização de Instituições Financeiras e Equiparadas”. O primeiro, voltado para o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQn) será realizado no dia 03 de maio, das 14h às 20h, e nos dias 04 a 06 de maio, das 8h às 17h, na Casa Digital. Dividido em três módulos, o curso será ministrado pelo instrutor Francisco José Gomes, profissional com vasta experiência como auditor de tributos do município de Fortaleza e professor universitário em graduações e pós-graduações. O segundo curso, também com três módulos, será ministrado entre os dias 07 a 11 de maio, das 9h às 17h, pela engenheira pós-graduada em Direito Tributário e auditora fiscal de tributos da Prefeitura de Belo Horizonte, Maria Cristina dos Santos Castelo Branco.

As inscrições estão abertas até a próxima terça-feira (01.05) e cada município do Conleste poderá contar com a participação de até dois servidores. Os interessados devem enviar dados como nome, cargo e matrícula para a comissão responsável pela organização dos cursos. Os e-mails são chefiagabinetefazenda@marica.rj.gov.br

ou lawrice@marica.rj.gov.br.

Para outras informações, os contatos telefônicos são (21) 2637-2052  ramal: 300 e (21) 9213-3302.

“Estamos convidando, por meio de ofício, os secretários de Fazenda, fiscais e procuradores dos municípios envolvidos pelo desenvolvimento do COMPERJ. A nossa proposta é oferecer capacitação aos servidores, preparando-os para os desafios de uma nova realidade mercadológica”, explicou o secretário municipal de Fazenda de Maricá, Roberto Santiago.
Programa de Capacitação dos Servidores de Maricá
O Programa de Capacitação dos Servidores de Maricá (em prática desde outubro de 2011) é fruto do Programa de Modernização da Administração Tributária (PMAT), financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
O programa conta com cursos de 20 a 40 horas-aula de duração, em áreas como: Informática Básica e Avançada, Linguagens da Computação, Língua Portuguesa, Gestão Pública, Gestão Financeira, Atendimento ao Turista, Tribunal de Contas, Município, Licitação, dentre outras. A Universidade Federal Fluminense (UFF) é a responsável pelo corpo docente e toda a tecnologia e operacionalidade dos cursos.

Abril 27, 2012 Posted by | CONLESTE, cursos, jornalismo | Deixe um comentário

Maricá participa do 3º Encontro de Secretários de Trabalho do CONLESTE

A Prefeitura de Maricá, através da Secretaria Municipal de Trabalho e Renda, participou do 3º Encontro de Secretários Municipais de Trabalho do Consórcio Municipal de Prefeituras do CONLESTE, realizado no dia 14 de março, na sede da OAB-Rio.
Foram tiradas propostas como a da criação da Comissão de Concertação, que pretende atuar junto ao Programa de Qualificação Industrial da Petrobras – Prominp -, corrigindo erros na aplicação de projetos, como o redirecionamento de cursos profissionalizantes oferecidos pelo setor, e o não aproveitamento de candidatos com perfil fora de acordo consignado pelo CONLESTE. Segundo os participantes, está havendo concorrência para a parte de infraestrutura da obra (cerca de 250 mil metros quadrados de construção, em 4,5 milhões de metros quadrados de terreno), de operários vindos de outros estados e de  técnicos estrangeiros contratados para as obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj).
Do total de 90 mil vagas para o Comperj, nem 20% estão sendo aproveitadas pelo CONLESTE, o que evidencia descumprimento da carta de intenções assinada pela Petrobras e as 13 prefeituras municipais do consórcio. A Petrobras está exigindo experiência prévia para inscrição dos candidatos, o que denota contradição em um projeto que promete oferecer conhecimento teórico através  dos cursos, mas não oferece estágio. O CONLESTE, que atinge as regiões Metropolitana, dos Lagos, Serrana e das Baixadas Litorâneas, quer funcionar mais efetivamente na regulação e fiscalização da demanda de candidatos às vagas do Comperj, através da Comissão de Concertação. O acordo da  Petrobras prevê a formação profissionalizante dos candidatos pré-aprovados no processo seletivo de provas e cursos ministrados pelo Prominp, gerando emprego e renda para a população de Maricá, Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Magé, Guapimirim, Teresópolis, Cachoeiras de Macacu, Rio Bonito, Araruama, Silva Jardim e Casimiro de Abreu.
“Com a decadência da exploração do petróleo no Mar do Norte, e com o investimento no pré-sal brasileiro, aumentou a imigração de estrangeiros no país. Orientais e escandinavos vêm diretamente para o Brasil, à procura dos pólos de extração e outras atividades afins. Precisamos agilizar o processo a nosso favor e exigir o cumprimento do acordo e da legislação. Nossa próxima reunião será no dia 14 de abril, no salão nobre da Prefeitura Municipal de Itaboraí, afirma o subsecretário de Trabalho e Renda de Maricá, Leonardo Amando.
Texto: Fernando Uchôa

Março 24, 2011 Posted by | CONLESTE, jornalismo, trabalho e renda | Deixe um comentário