Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Jornalistas conquistam a primeira vitória na preservação da casa de Maysa Monjardim em Maricá

A belíssima e exótica construção em Cordeirinho foi o refúgio de Maysa Monjardim

DSCN0891 Após encontro dos mais renomados jornalistas de Maricá (Rosely Pellegrino, Pery Salgado, Paulo Celestino e Gilson Barcellos), juntamente com a coordenadora Cultural da Secretaria Municipal de Cultura de Maricá Claudia Schulz, na quinta feira 17 de novembro na residência de Maysa Monjardim, foi constatada a agressão imobiliária que o patrimônio da Cultura de Maricá e do Brasil está sofrendo com construções irregulares em uma de suas laterais, tirando a privacidade da casa onde era o refúgio do ícone da nossa MPB – Maysa Monjardim, estes resolveram se unir e "compraram" a briga do filho de Maysa, o diretor de tv, Jayme Monjardim, que declarou ao jornalista Paulo Celestino (seu amigo pessoal), que estava triste e desmotivado e por este motivo não vinha mais à Maricá para curtir a casa onde passou sua adolescência, devido ao descaso da atual prefeitura em tentar preservar este patrimônio da cultura nacional.

A casa está preservada, está linda, é de uma beleza de construção exótica, diferente do que vemos pela orla das cidades brasileiras, além de ter um jardim belíssimo e móveis que foram usados por Maysa no seu refúgio de vida. A parte da família Monjardim está muito bem feita e preservada por dedicados funcionários que trabalham e mantém o local.

O problema, é que numa das laterais, onde o prefeito Washington Siqueira, o Quaquá, garantiu que seria construída uma praça, até hoje, isso não aconteceu e em parte deste terreno de esquina das ruas Santa Sofia (antiga 89), com avenida Maysa Monjardim (antiga RJ 102) no bairro de Cordeirinho, algumas construções começaram a ser feitas.

Nossa reportagem esteve no local e verificou que o prédio que hoje tira a privacidade da casa de Maysa Monjardim e que degrada visualmente o local, é de propriedade da irmã do vereador Bidi.

DSCN0796DSCN0794

DSCN0861

Jornalistas estiveram no local e abraçaram a causa de preservação do patrimônio cultural do município

Na tarde da segunda feira 21 de novembro, após a sessão da Câmara, os jornalistas Paulo Celestino (Gazeta) e Pery Salgado (Barão de Inohan), estiveram com o vereador Bidi, explicaram a situação e após relatos do vereador também explicando o que aconteceu no local, conseguiram do vereador a promessa de que em muito breve, serão levantadas três paredes na parte traseira do prédio (que dá visão direta para casa de Maysa) com tijolos vazados de máxima inclinação, sem tirar a ventilação necessária aos atuais habitantes do prédio, mas devolvendo de imediato a privacidade à casa de Maysa Monjardim.

Sobre a praça, o jornalista Paulo Celestino ficou responsável de falar diretamente com o prefeito de Maricá, para ver quais os procedimentos que poderão ser adotados para que a parte não construída do terreno, vire efetivamente uma praça, compondo com o conjunto arquitetônico da casa de Maysa Monjardim.

O vereador Bidi se comprometeu em construir o mais breve possível paredes com tijolos vazados de máximo inclinação para dar privacidade a casa de Maysa Monjardim.

Anúncios

Novembro 22, 2016 Posted by | cultura, denuncia, jornalismo, Maricá, projeto cultural, Urbanização | , | Deixe um comentário

Modesto da Silveira presta apoio, solidariedade e contribue na análise jurídica no caso Aldeia Maracanã

Fonte: Aldeia Maracana

397400_127338794100582_867241480_n[1] Membro do Conselho de Ética da Presidência da República, o advogado Modesto da Silveira (na foto ao lado do Cacique Carlos Tucano) esteve na Aldeia Maracana, por duas vezes nas últimas semanas, no dia 13 (dia seguinte à 1a. tentativa de invasão militar) e, ontem, prestando seu apoio e solidariedade, e contribuindo com a análise da situação jurídica, que considerou como sendo típica de estado d’exceção.
Modesto foi um dos advogados mais atuantes na defesa de presos políticos.

Nas redes sociais Modesto está sendo aplaudido por mulhares de pessoas, sua presença, seu apoio, sua credibilidade, dá diginidade e esperança.

O que rola na Rede … 

Fale com o Modesto que toda documentação e revindicação para transformar o Museu do Índio se encontra com o Sr Claudio Soares no Gabinete pessoal da Presidente da Republica Dilma que cuida do patrimônio publico deste julho do ano passado e foi protocolado e entregue pela minha Ong a pedido da Zahy Guajajara. Dilma esta a par de tudo e esperamos que ela se manifeste o mais breve possível para restauração deste imóvel,um bem publico da humanidade. E nos amigos da Família do Marechal Rondon vamos agradecer muito. " não é hora de se omitir e sim de agir" (Laercio Rodrigues)

É necessário todas as forças numa barreira humana e jurídica contra a política de higienização etinica que os governos vem implantando, contra os negros e indios (Cintia Teixeira)

Que bão que ainda exitem pessoas humanas neste mundo! (Prema Bhakti Dasa)

Parabéns ao Doutor Modesto, nós comunistas sabemos da sua integridade ética e firmeza de luta. (Pedro Paulo Cruz)

Aldeia Maracanã informa :

O movimento Meu Rio lança hoje uma campanha online para pedir à presidente Dilma Rousseff que se junte à mobilização realizada por diversos setores da sociedade contra a demolição do antigo prédio do Museu do Índio, no contexto da reforma do Complexo do Maracanã para a Copa do Mundo. Para participar da campanha, basta ir até o website da entidade, www.meurio.org.br, assinar a petição e compartilhá-la nas redes sociais.

Embora do ponto de vista jurídico a presidente Dilma não possa interferir, o Meu Rio acredita que uma manifestação contrária poderia ter um impacto sobre os governos do estado e do município, que insistem na demolição, mesmo ela tendo sido considerada desnecessária pela FIFA.

O prédio, erguido em 1865 pelo Duque de Saxe, abrigou o Serviço de Proteção ao Índio até se transformar, em 1953, no Museu do Índio. Depois disso, esteve em estado de abandono por muitos anos até ser ocupado por representantes de diversas etnias há sete anos. No lugar eles fundaram a Aldeia Maracanã, com a ideia de ser um centro de difusão de seus costumes e cultura no coração do Rio de Janeiro. Mas com as obras em curso no Complexo do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014, o prédio corre risco de demolição para dar lugar a um shopping center e a um estacionamento.

“Os governos do estado e do município estão insensíveis às demandas dos indígenas que querem a proteção de um espaço que tradicionalmente lhes foi dedicado”, diz Rafael Rezende, do Meu Rio. “Por isso, os cariocas apelam à presidente Dilma e ao seu passado de luta pelas direitos humanos para juntar-se à sociedade civil e pressionar as autoridades locais por uma solução justa”, explica.

A campanha tem o apoio do Movimento Gota d`Água, que em 2012 fez um enorme sucesso reunindo artistas numa campanha contra a construção de Belo Monte. O movimento Meu Rio foi fundado em 2011 como uma plataforma que une tecnologia e mobilização social para estimular a participação cívica dos cariocas. Desde que foi fundado, há pouco mais de um ano, o Meu Rio já reuniu mais de 50 mil membros participantes em sua comunidade online.

Janeiro 19, 2013 Posted by | campanha social, cultura, denuncia, direitos humanos, jornalismo, Judiciário, justiça, manifestação popular | , , , | Deixe um comentário

Derramamento de petróleo na Bacia de Campos pode ser dez vezes maior

qua , 16/11/2011 Redação Época10 Mais Tags: 161111, ANP, Chevron, Greenpeace, Rio de Janeiro, Sky Truth

SkyTruth-Campos-oilspill-MODIS_Aqua_12nov2011 acidente bacia de campos

O Brasil está enfrentando o que pode ser o primeiro grande derramamento de petróleo em águas profundas, com o anúncio de que um poço da Chevron, na Bacia de Campos (RJ), está vazando mais de 300 barris de petróleo por dia.

O vazamento é semelhante ao ocorrido na plataforma da BP Golfo do México em 2010, mas em uma dimensão bem menor, e não houve explosões ou mortes. Segundo a Chevron, o problema está em uma fenda, e não na plataforma. A empresa anunciou o fechamento do poço e espera controlar o vazamento nos próximos dias.

Em nota, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) estimou que o vazamento pode chegar a 330 barris por dia, o que significa mais de 50 mil litros de petróleo. Mas organizações ambientalistas como o Greenpeace estão divulgando uma estimativa que indica que o dado pode estar subestimado. O cálculo foi feito pelo blog SkyTruth, mantido pelo geógrafo John Amos, especializado em interpretação de fotos de satélite (como a que esta acima, feita pela da Nasa, a agência espacial americana, e usada por Amos), e indica que o derramamento pode ser até dez vezes maior.

Assumindo que o derramamento começou ao meio dia de 8 de novembro, 24 horas antes das primeiras imagens de satélite detectarem o vazamento, nós estimamos uma taxa de vazamento de 3,7 mil barris por dia. Esse número é dez vezes maior do que a estimativa da Chevron, de 330 barris por dia.

Amos disse ao jornal The Washington Post que o vazamento levanta novas questões sobre os riscos da exploração de petróleo em águas profundas. O geógrafo foi um dos primeiros a analisar o tamanho do vazamento no Golfo do México em 2010. O seu cálculo não é oficial, e pode não ser preciso, já que foi feito apenas com as fotos da Nasa, mas ele evidencia a falta de transparência de como o caso vem sendo tratado pela ANP. O derramamento aconteceu no dia 8, mas apenas na terça-feira (15) a agência fez um comunicado oficial do caso, responsabilizando a Chevron pelo vazamento. Segundo a ANP, a causa do vazamento ainda é desconhecida.

A Chevron acionou seu Plano de Emergência e é inteiramente responsável pela contenção do vazamento. Dezoito navios estão na área: 8 da própria Chevron e outros 10 cedidos pela Petrobras, Statoil, BP, Repsol e Shell.

A causa do vazamento ainda é desconhecida. A principal hipótese, levantada pela concessionária, é de que uma fratura provocada por procedimento estabilização do poço tenha liberado fluido que vazou por uma falha geológica, formando a mancha identificada no dia 8.

A Polícia Federal vai instaurar inquérito para apurar o vazamento. Segundo a delegacia do Meio Ambiente da PF, se for comprovada culpa, os operadores da plataforma poderão ser indiciados por crime de poluição, com pena prevista de até três anos de reclusão e multa.

Bruno Calixto

Novembro 17, 2011 Posted by | água, denuncia, jornalismo, meio ambiente, Petroleo e Gás, Planeta Terra, política, pré-sal, Vida | , | Deixe um comentário

Prefeito de Maricá Washington Quaquá em entrevista exclusiva a TVC fala sobre abertura de inquérito para apurar denúncias de fraude em seu governo

Fonte: TV Copacabana  link: http://tvcopacabana.com/novo/index.php?option=com_content&task=view&id=4244&Itemid=1

Fotos: Rosely Pellegrino, vídeo TV Copacabana

PREFEITO DE MARICÁ FALA A TV Copacabana 
Um criminoso já temos nessa investigação que é o Secretário Tiago.

 DSC04135 ex-Subsecretário Municipal Thiago Alves

DSC07204 Prefeito de Maricá Washington Quaquá

TVC/Redação

Este ex-secretario deveria ter encaminhado estes documentos para seus superiores para instauração de inquérito,  e não tirar Xerox para guardar podemos supor que tenha feito isso em beneficio próprio .

Reportagem da TVC  entrevista com exclusividade o prefeito de Maricá, que foi denunciado pelo ex-secretário Tiago Ferreira Rangel, ex-subsecretário vinculado à Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo.

Dossiê que aponta desvio de dinheiro e fraudes em licitações.

Reportagem: Prefeito o que o senhor pode falar sobre estas denúncias que foi apresentadas no Legislativo de um ex membro do governo.

Prefeito:  Em outubro exonerei o Secretário de Obras e coloquei o Secretário de Ambiente para fazer todo o levantamento dos processos desta secretária, naquele momento o subsecretário Tiago que fazia parte da comissão que estava averiguação todos os processos relativos a esta secretária Tiago tirou xerox desses processos e guardou em casa com que finalidade fez isso?

Reportagem: Prefeito o que motivou a exoneração desse subsecretário

Prefeito: Ele foi exonerado depois de uma denúncia que dava conta que estava havendo venda de alvarás na Secretária de Meio Ambiente, ele de posse desses documentos deveria ter sugerido  autoridade superior a ele que seria o Secretário de Urbanismo ou o Prefeito abertura de inquérito sobre aquelas situações, e não levar para sua casa  estes documentos . Sabe lá para que.

Veja toda a reportagem:

Novembro 26, 2010 Posted by | denuncia, jornalismo, Judiciário | Deixe um comentário

Em Carta Aberta à População o Prefeito de Maricá Washington Quaquá fala sobre as denuncias feitas a Camara Municipal

“O Governo Municipal, no resguardo do interesse público e para que não paire dúvidas sobre seu compromisso com a verdade e com a moralidade publica, está irmanado com a Câmara Municipal na tarefa de apurar as denúncias” 

CARTA ABERTA À POPULAÇÃO

DSC07128Prefeito de Maricá Washington Quaquá (foto de arquivo Rosely Pellegrino)

Queridos amigos maricaenses,

em meio a recentes denúncias que o meu governo vem sofrendo resolvi esclarecer de vez a verdade dos fatos. Isso porque as denúncias partiram de pessoas que estão sendo alvo de investigação na Prefeitura. Como é de conhecimento de todos, realizei algumas mudanças na estrutura da Prefeitura de Maricá, com o objetivo de sempre dar mais transparência às ações governamentais.

No início de outubro nomeei interinamente o atual secretário de Meio Ambiente e Urbanismo, Celso Cabral. O Sr. Tiago Ferreira Rangel fazia parte da equipe e foi incumbido de analisar, junto com o secretário interino, as notas e os materiais da secretaria.

Durante o processo de análise, que ainda está em andamento, Celso Cabral recebeu denúncias de que o Sr. Tiago estaria envolvido em esquema de venda de alvarás e habite-se. Por este motivo foi exonerado no início de novembro.

O que se vê claramente nessa denúncia do Sr. Tiago é toda a mágoa por ter sido desmascarado em suposta fraude. Eu, mais do que ninguém, sempre quis que todas as irregularidades fossem apuradas e que todos os culpados fossem responsabilizados e punidos. O Sr. Tiago alega que apresentou as irregularidades a mim, mas isso é mentira. Nunca tive acesso a qualquer relatório ou documento vindo do ex-subsecretário apontando as denúncias. Se ele notou alguma irregularidade na época deveria tê-la apresentado para o secretário interino. O que não fez.

O que se vê na atitude do Sr. Tiago é uma manipulação desenfreada da oposição que, vendo que o poder público não está quieto frente quaisquer denúncias, ‘plantam’ falsas afirmações, colocando em questão a idoneidade do nosso governo e a nossa credibilidade. O Sr. Tiago simplesmente fez cópias de documentos para se valer deles após perceber que não seria reconduzido à Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo.
Apurar os fatos e punir, sem piedade, é o que sempre fizemos e vamos continuar fazendo. A investigação na Secretaria de Obras continua. Não vai parar. Tenham certeza de que qualquer outra denúncia que venha a surgir com o sentido de desestabilizar o governo será apurada com total rigor e transparência.

O Governo Municipal não fará acordos financeiros e nem cederá a chantagens de pessoas que querem tirar proveito do dinheiro público para se prevalecerem.

O Governo Municipal, no resguardo do interesse público e para que não paire dúvidas sobre seu compromisso com a verdade e com a moralidade publica, está irmanado com a Câmara Municipal na tarefa de apurar as denúncias, abrindo todas as informações aos vereadores, auxiliando na apuração de todos os fatos.
Washington Quaquá – Prefeito de Maricá
Maricá 23 de novembro de 2010

Novembro 24, 2010 Posted by | denuncia, jornalismo, política | Deixe um comentário

Governo Washington Quaquá divulga nota oficial da Prefeitura de Maricá sobre denúncias feitas a Câmara Municipal

Com relação as denúncias apresentadas na sessão da Câmara Municipal na segunda-feira, dia 22 de novembro, cabe esclarecer que:

1-  Em nenhum momento o Prefeito fora comunicado sobre as supostas denúncias apresentadas pelo ex-subsecretário Tiago Ferreira Rangel à Câmara de Vereadores. Cabe ressaltar que os documentos apresentados pelo mesmo serão analisados para que as medidas cabíveis sejam tomadas, quais sejam: sindicância, investigação, ações judiciais, enfim, todo o procedimento necessário.
2- O ex-subsecretário Tiago Rangel foi demitido por supostas irregularidades que estão sendo averiguadas, referentes à emissão de alvarás e habite-se. Diversas denúncias chegaram até a Procuradoria Municipal, até o prefeito e a ouvidoria sobre a conduta do então subsecretário. Isto motivou a exoneração do mesmo.
2- Os documentos apresentados pelo Sr Tiago Rangel, merecem ser analisados e serão alvo de investigação e sindicância, já instaurada pelo Prefeito no dia de hoje. Todos os fatos serão apurados com rigor e rapidez para que os mesmos sejam esclarecidos, doa a quem doer. Assim sempre determinou o prefeito diante de qualquer denúncia;

4-  O processo se faz necessário pois o subsecretário foi designado pelo Secretário Municipal de Ambiente e Urbanismo, Celso Cabral, que ocupou interinamente a Secretaria de Obras para levantar os processos da mesma, após a exoneração do antigo secretário, em  04 de outubro de 2010, mas não informou a seus superiores o conteúdo dos documentos analisados. Não cumpriu com seu dever de denunciar o que julgava ser uma irregularidade, para que a administração pública tomasse suas providências. Escondeu o que viu e tirou cópias, guardou processos do poder público para colocá-los a luz do dia depois de demitido. Agora o fez, certamente com apoios da oposição golpista, com objetivos políticos claros e sabe-se lá a que preço;

5- Sabemos do que está por trás dessas denúncias e de quantos interesses políticos e econômicos, que há muitos anos mandaram e desmandaram no município de Maricá,  estão sendo feridos pelas ações de nosso governo. Sabemos também o quanto de dinheiro essa gente manipula para tentar desestabilizar o governo popular, e que agora estão inconformados porque os projetos do prefeito Washington Quaquá começam a ser colocados em prática para transformar Maricá;

Por fim, o Governo Municipal, no resguardo do interesse público e para que não paire dúvidas sobre seu compromisso com a verdade e a moralidade pública, está irmanado com a Câmara Municipal na tarefa de apurar as denúncias, abrindo todas as informações aos vereadores e instaurando sindicância para apurar todos os fatos.
Maricá- 23 de novembro de 2010

Prefeitura Municipal de Maricá
Secretaria de Comunicação Social

Novembro 24, 2010 Posted by | denuncia, jornalismo, Judiciário, Maricá | Deixe um comentário

Imagens da Barra de Maricá ligando a lagoa ao mar.

Fotos e texto; Jornalista Rosely Pellegrino

Alerta – Denúncia:

Devido a grande enchente ocorrida no Município de Maricá, o Canal da Barra, que liga o sistema lagunar ao mar foi aberto por decisão do prefeito Washington Quaquá, após 25 anos, fato que acabou com a enchente no município.

A transformação paisagistica do local se tornou atração e centenas de pessoas diariamente visitam o local que se tornou o point mais badalado do município.

 DSC04866 DSC04869 DSC04872 DSC04874 DSC04881DSC04893 DSC04891

Infelizmente, muitos turistas e até mesmo moradores, não sabem da importância da abertura deste canal para revitalizar o sistema lagunar do município, um dos maiores da América Latina. As lagoas estavam secando, agonizando e morrendo aos poucos. A catástrofe da enchente, salvou a lagoa, e agora o momento é para se focar na qualidade deste renascimento. Neste momento de barra aberta é importante não espantar os peixes, e deixar que os cardumes que se aproximam invadiam e venham a se instalar e prociar em nossas águas. Trazendo de volta várias espécies de peixes e uma grande variedade de crustáceos, dentre eles o saboroso camarão. Tem que haver calmaria.

Os pescadores mais antigos dizem que se não houver determinação por parte das autoridades, impedindo atividades na proximidade da barra e na lagoa, interdidando o local até mesmo para banho, corremos o risco de quando o mar fechar a barra., não existir mais peixes na lagoa. Pois, os peixes estão vindo em enormes cadumes, mas a concentraçào de pessoas, surfando, e se banhando na entrada da barra, afugenta os peixes, impedindo a entrada para lagoa. Enquanto isto, a forte correnteza está levando nossas espécies para o mar. Isto sem falar dos imprudentes turistas de jet sky que para mostrarem suas possantes máquinas, fazem malabarismo, acelerando ao máximo, assustando os peixes da lagoa e transitando no canal aberto, entre os banhistas e surfistas, como se isto fosse normal. E ainda de quebra, como se não bastasse, temos as traineiras que insistem em pescar e carregarem suas redes fartamente, porém de uma forma covarde, muito próximos as margens da praia, exatamente no percurso de encontro aos cardumes imensos, denúnciados por milhares de pássaros, que atraiídos pela sujeira das águas da lagoa, se dirigem para a entrada da barra.

Nas fotos tiradas pela Jornalista Rosely Pellegrino, editora deste blog, nos dias 20 e 21 de abril comprovamos a irresponsabilidade do ser humano com a natureza e a ausência de limites, que deveriam ser impostas pelos órgãos competentes. Dentre eles, o Ibama que deveria estar fazendo ronda, impedindo o enfraquecimento do renascimento do sistema lagunar do Município de Maricá, Rio de Janeiro.

DSC04853DSC04850 DSC04831 DSC04832 DSC04843  DSC04913 DSC04901 DSC04902 DSC04905 DSC04906 DSC04907 DSC04908 DSC04909 DSC04910 DSC04911 DSC04912

Abril 22, 2010 Posted by | denuncia, jornalismo, meio ambiente, Pesca | 2 comentários

Minc vai destruir pista de pouso clandestina em Maricá

DSC_0016 DSC_0003

Na próxima sexta-feira, dia 26, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, e a secretária estadual do Ambiente, Marilene Ramos, estarão em Maricá para a destruição de uma pista de pouso clandestina encontrada hoje, quarta-feira, dia, 24, na área da restinga, a partir de uma denúncia. Segundo o secretário de Meio Ambiente e Urbanismo de Maricá, Alan Novais, para confirmar o fato, agentes da Prefeitura de Maricá e do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) realizaram uma vistoria no local. “Ainda não sabemos qual a finalidade da pista”, disse Novais.

Participaram também da operação o coordenador geral da Coordenação Integrada de Combate aos Crimes Ambientais (Cica), Major Sanglar, o superintendente do Inea Stefano e o chefe da Apa de Maricá, Leandro Gomes. Além da ação de Minc e Marilene também haverá o recolhimento das várias carcaças de automóveis abandonadas na restinga, antiga área utilizada para esse fim.

Crédito das fotos: Felipe Teobaldo / Divulgação


Prefeitura Municipal de Maricá

Fevereiro 24, 2010 Posted by | denuncia, jornalismo, transporte | 1 Comentário

Traineiras praticam diariamente a pesca ilegal nas águas de Maricá

DENÚNCIA

fotos e texto: Rosely Pellegrino

Muito próximos a orla e sem utilizar qualquer critério de respeito a natureza, traineiras de alto mar, realizam diariamente a pesca ilegal nas águas de Maricá, provocando a extinção de várias espécies marinhas.

Neste dia havia uma baleia com seu filhote que nadavam próximos ao local.

DSC00661DSC00662DSC00663DSC00664 DSC00665DSC00671DSC00672DSC00667DSC00668DSC00669DSC00670 

Nota desta editora: Atenção autoridades responsáveis:  esta agressão ao meio ambiente tem que acabar.

Janeiro 28, 2010 Posted by | denuncia, jornalismo, Judiciário, justiça, Pesca | 3 comentários

Mídia Golpista? Para mim as fotos FALAM SIM!

Fonte: mensagem circulando na internet

Caros leitores amigos. Eu recebi esta mensagem genial e resolvi passar para todos, pois, como reporter fotográfico tenho a consciência que as fotos Falam SIM!!! (Rosely Pellegrino)

Lula viu as imagens de Arruda metendo a mão na grana recheada de panetone – ou seria o contrário? – e disse que elas não querem dizer nada. Sim, você está lendo certo: o sujeito mete a mão na grana, mas elas não provam nenhuma irregularidade. Acredito que Lula está certo. Selecionei algumas imagens que também não provam nada e que só fizeram estardalhaço por causa da… da… da mídia golpista.



clip_image001
A companheira vietconguezinha não pode culpar os Estados Unidos pelo napalm. A foto não prova nada. Vai que a menina é só exibicionista?


clip_image002
Os companheiros que tacaram a bomba atômica em Hiroshima merecem nosso respeito. As imagens não falam nada. Quem sabe isso aí não é gelo seco?


clip_image003
É muita má vontade não querer ver que o companheiro Raul Castro (VENDANDO O SUJEITO) não vai fuzilar ninguém. Ele só tá querendo brincar de cabra-cega… Esse pessoal implica muito com o regime cubano…


clip_image004
Essa foto só mostra que o companheiro Ahmadinejad tá certo. Esse negócio de Holocausto tem que ser melhor explicado. Pra mim, é coisa do PSDB que infiltrou gente dentro do Partido Nazista só pra botar a culpa no companheiro Hitler.


clip_image005
Tá na cara que essa imagem não diz nada.  O companheiro Maurício Marinho tá pegando uns trocados só pra fazer a feira no final de semana. Tudo bem que isso gerou as investigações sobre o mensalão, mas é claro que sabemos que isso foi coisa da mídia golpista! Força, Maurício!!!


clip_image006
Essa imagem não quer dizer que Lula se aliou a Sarney! Isso é uma bobagem! Por que Lula ia se aliar a um sujeito que ele chamou literalmente de ladrão? Na verdade, Lula está segurando o maranhense pela mão pra dar tempo da Polícia Federal chegar e enjaular o bigodudo…


clip_image007
As imagens não falam por si só. Aqui, dá até a impressão que Lula está sorrindo enquanto abraça Collor. Tola ilusão dos golpistas de plantão! Lula só se aproximou do ex-presidente – cujo mandato defendeu até o último minuto – para dar o preço do aparelho de som que possui e que Collor até hoje não conseguiu comprar. Isso tem nome: é solidariedade!

Dezembro 8, 2009 Posted by | campanha social, civismo, cultura, denuncia, educacão, jornalismo, social | Deixe um comentário