Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Un Ange Passe-Pas ou Entre Le Lignes Il y a un Mond com a CIA “A FLEUR DE PEAU, hoje a noite encerra a temporada do Dança em Trânsito em Maricá

C._jean-damien_fleury-michael_bugdahn

O espetáculo irá acontecer, as 20h30min, Palco de Araçatiba, encerrando a temporada do Dança em Trânsito em Maricá e no Rio de Janeiro

Realizado pela Prefeitura d Maricá, através da Secretaria Municipal de Cultura, encerrando a Temporada em Maricá e no Rio de Janeiro, o Festival de Dança Contemporânea Dança em Trânsito irá apresentar em Maricá, as 20h30, no Palco da Lagoa de Araçatiba, a Cia À Fleur de Cia parisiense criada pela coreógrafa brasileira Denise Namura e o alemão Michael Bugdahn no ano de 1988.

C. jean-damien fleury-michael bugdahn.JPG

Conheça a História
A Cia à Fleur de Peau participou de muitos eventos internacionais renomados tais como a Bienal da Dança, em Lyon, do festival de Dança da Holanda em Haia, do Panorama de Dança do Rio de Janeiro. Já se apresentaram em diversos países, com cerca de 650 apresentações em 20 anos. Sua criação “4’quarts” ganhou o primeiro prêmio no Dance Springboard em St. Dizier e o concurso de humor Volinine em St.-Germain-en-Laye. O espetáculo “Quelques réflexions” foi premiado no Concurso Internacional de Coreógrafos em Groningen, na Holanda.

Michael Bugdahn e Denise Namura consideraram a coreografia como um meio para transmitir emoção. Entendendo-a como portadora de uma forma concreta e cheia de significados. Baseado no organismo na sua totalidade como um instrumento versátil, a abordagem artística baseia-se o meio de expressão de diferentes disciplinas. A dramatização da dança, o movimento tragi-cômico e emoção são partes integrantes do desenvolvimento de seu discurso dançado. Defendendo a mistura de gêneros, eles exploram a condição humana, com sensibilidade, generosidade e humor para conseguir o compartilhamento imediato com o espectador.

Ambos os coreógrafos também consideram a educação como um aspecto essencial de sua abordagem. Do trabalho preparatório sobre o intérprete, se dedicam com profissionais, amadores e crianças, através de uma pesquisa sobre gesto e movimento musical. Como tal, eles também levam nos últimos anos, muitas atividades culturais em um ambiente psiquiátrico.

Na Programação deste 20 de agosto de 2019, temos ainda

16H LONA CULTURAL DE ITAIPUAÇU

Espera (30 min)
MÁRIO NASCIMENTO
Belo Horizonte/MG, Brasil 

Identidade Urbana (04 min)
NEW STYLE DANCE COMPANY
Maricá/RJ, Brasil

18H MINHA CASA MINHA VIDA (ITAIPUAÇU)

Al borde (11 min)
MAXIMILIANO SANFORD MONTE
Madrid, Espanha

Portrait (20 min)
UNTAMED
Torres Vedras, Portugal 

19H CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS (CEU)

ensaio aberto
Café não é só uma xícara
(40 min)
GRUPO TÁPIAS
Paris, França
Conversa com o público presente.

No Brasil o Danca em Trânsito irá percorrer as cidades de: Florianópolis, Capivari de Baixo e Alto Bela Vista, em SC, seguindo para Rios do Sul, RS. Encerrando as apresentações no Brasil, o festival irá se apresentar em Brasília, DF e segu para Paris onde encerra o festival.

Dança em Trânsito Paris, acontece de 8 A 15 DE SETEMBRO DE 2019
Apresentações de performances de artistas brasileiros e franceses, LES RECOLLETS (JARDIN), LES JARDIN VILLEMIN, CANAL SAINT MARTIN E POINT EPHEMÈRE – PARIS.
#dancaemtransitoemMaricá
#SecretariadeCulturadeMaricá
#dançacontemporânea
#FestivaldeDançaContemporânea
#dança
#programadedomingo
#PrefeituradeMaricá
#CulturaparaTodos
#MaisPertodeVocê
#CulturaIndoOndeOPovoEstá

Anúncios

Agosto 20, 2019 Posted by | arte, cultura, Dança, Educação, Festivais, Governo Fabiano Hora, Imprensa de Maricá, jornalismo, Maricá, oficinas culturais, Prefeitura Municipal de Maricá, Programação Dança em Trânsito em Maricá, Programação do Festival Internacional de Dança Contemporânea em Maricá, projeto cultural, Secretaria Municipal de Cultura de Maricá, shows e eventos, social, turismo, Uncategorized | Deixe um comentário

Prefeitura de Maricá apresenta Festival Internacional de Dança Contemporânea

69213671_10206141921704551_3966323601170235392_n

Com iníco neste domingo, Dança em Trânsito irá apresentar artistas de renome internacional

Realizado pela Prefeitura Municipal através da Secretaria Municipal de Cultura o Dança em Trânsito terá inicio neste domingo, dia 18 de agosto, tendo seus primeiros espetáculos na Praça de Ponta Negra, a partir das 11 horas, na abertura a apresentação fica por conta do ROTAS , Projeto facilitado por Flávia Tápias que reúne artistas com larga experiência em apresentações internacionais .

Os espetáculos seguem até terça-feira, dia 20 de agosto, em diferentes pontos do Município.

XVII FESTIVAL INTERNACIONAL DE DANÇA CONTEMPORÂNEA

Festival Internacional de Dança Contemporânea que não se limita a espaços convencionais para teatros, e promove uma ocupação da arte também em paisagens urbanas. Produzido pelo Espaço Tápias, é um festival itinerante, que contempla o fazer artístico para além dos limites de espaços comumente reservados à dança. Acontece em áreas urbanas que recebem grande circulação de pessoas. Utiliza fachadas de prédios históricos, praças, foyers de centros de cultura e vários outros espaços públicos para as apresentações dos espetáculos das companhias nacionais e internacionais convidadas.

Assume um formato que une espetáculos e plateia em um casamento orgânico, transporta o artista para “onde o povo está”, intervindo na pulsação dos ritmos citadinos e na rota dos transeuntes. Assim, o DANÇA EM TRÂNSITO reúne e atrai, a cada temporada, um número maior de pessoas para os seus espetáculos.

Programação Completa

18 AGOSTO – Domingo


11H – PRAÇA DE PONTA NEGRA
Rotas (16 min)
Projeto que reúne artistas com larga experiência
em apresentações internacionais.
Facilitado por Flávia Tápias.
Espera (30 min)
MÁRIO NASCIMENTO
Belo Horizonte/MG, BrasilIdentidade Urbana (04 min)
NEW STYLE DANCE COMPANY
Maricá/RJ, Brasil

13H – ORLA DAS AMENDOEIRAS

Rotas (16 min)
Projeto que reúne artistas com larga experiência em apresentações internacionais.
Facilitado por Flávia Tápias

ROMUAL SANS D (20 min)
Romual Kabore
Ouagadougou, África

 

Solo Juntos (16 min)
LUCIO A. BAGLIVO – LAB PROJECT
Madrid, Espanha

Identidade Urbana

(04 min)
NEW STYLE DANCE COMPANY
Maricá/RJ, Brasil

16H – PALCO EM ARAÇATIBA
Trupe (35 min)
FOCUS CIA DE DANÇA
Rio de Janeiro/RJ, Brasil  Portrait(20 min)
UNTAMED
Torres Vedras, PortugalIdentidade Urbana (04 min)
NEW STYLE DANCE COMPANY
Maricá/RJ, Brasil

Engel
(20 min)
MARTA & KIM COMPANY
Norway, HolandaÁgua (14 min)

CHEY JURADO
Barcelona, EspanhaVen (15 min)
LA MACANA
La Coruña, Espanha – Havana, Cuba 18H30
Creme do céu – Infantil (50 min)
GRUPO TÁPIAS
Rio de Janeiro/RJ, Brasil

19 AGOSTO – Segunda-feira

16H – LONA MARIELLE FRANCO

ROMUAL SANS D (20 min)
Romual Kabore
Ouagadougou, África

Identidade Urbana (04 min)
NEW STYLE DANCE COMPANY
Maricá/RJ, Brasil

18H   MINHA CASA MINHA VIDA (INOÃ)

Ven (15 min)
LA MACANA
La Coruña, Espanha – Havana, Cuba 

O azul do céu me indetermina (17 min)
REFERÊNCIA EM ARTE
Rio de Janeiro/RJ, Brasil

 

19H – CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS (CEU)

La bambina impertinente (20 min)
SENS INTÉRIEUR BRUT
Merano, Itália
Conversa com o público presente.

20H30 – Palco em Araçatiba

Mulheres (09 min)
QUASAR CIA DE DANÇA
Goiânia/GO, Brasil

O Vestido (30 min)
MÁRIO NASCIMENTO
Belo Horizonte/MG, Brasil


20 AGOSTO – Terça-feira

16H – LONA CULTURAL DE ITAIPUAÇU

Espera (30 min)
MÁRIO NASCIMENTO
Belo Horizonte/MG, Brasil 

Identidade Urbana (04 min)
NEW STYLE DANCE COMPANY
Maricá/RJ, Brasil

18H – MINHA CASA MINHA VIDA (ITAIPUAÇU)

Al borde (11 min)
MAXIMILIANO SANFORD MONTE
Madrid, Espanha

Portrait (20 min)
UNTAMED
Torres Vedras, Portugal 

19H – CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS (CEU)

ensaio aberto
Café não é só uma xícara
(40 min)
GRUPO TÁPIAS
Paris, França
Conversa com o público presente.

20H30 –  PALCO EM ARAÇATIBA

Un ange passe-passe
ou entre les lignes il y a un monde
(75 min)
CIA “À FLEUR DE PEAU”
Paris, França

 

Agosto 17, 2019 Posted by | arte, cultura, Dança, Dança em Trânsito em Maricá, Festivais, Programação Dança em Trânsito em Maricá, Programação do Festival Internacional de Dança Contemporânea em Maricá, Secretaria Municipal de Cultura de Maricá, Uncategorized | | Deixe um comentário

Anna Azevedo emplaca pérola entre os curtas de Berlim: Em busca da Terra Sem Males

"Em Busca da Terra Sem Males": observação à moda Ozu dos rituais cotidianos de uma tribo nos arredores do Rio

“Em Busca da Terra Sem Males”: processo de observação, à moda Ozu, dos rituais cotidianos de uma tribo nos arredores do Rio de Janeiro, no Município de Maricá, encanta a Berlinale

RODRIGO FONSECA
Pautado pela política do entendimento, entre povos, raças e formas de fé, o Festival de Berlim é local de encontro entre culturas, cujo congraçamento por vezes rende filmes de alta voltagem poética como se viu aqui num curta-metragem carioca cujo resultado estético une rigor narrativo e encantamento: Em Busca da Terra Sem Males. É da natureza cinematográfica de sua realizadora, Anna Azevedo, conhecida pelos belos Outono (2014) e Dreznica (2008), fazer da contemplação um instrumento para detectar o que existe nas relações para além do conflito: a repetição, o ritual do dia a dia, o verbo “viver” em sua desinência mais simples. É algo de Yasujiro Ozu que se faz transbordante neste novo curta, sobre uma tribo de índios nos arredores do Rio. Ela não se faz notar pela câmera de Anna por seus exotismos, por seu específico tribal, e sim pela universalidade de suas crianças, que exercitam as aeróbicas brincantes da infância em meio a um oceano de tradições de seus ancestrais. A Berlinale viu o filme no domingo, na mostra Geração, e se comoveu com ele, tendo mais uma projeção nesta terça, quando a capital alemã vai se deliciar à brasileira também com o curta animado Vênus: Filó, A Fadinha Lésbica, de Sávio Leite.

"Em Busca da Terra Sem Males"

Curta foge do cientificismo etnográfico

Na mitologia dos Guaranis, a expressão do título do curta, Terra Sem Males, é o lugar onde os índios, enfim, encontram a paz. Mas Anna diz que o mundo que encontrou ali, entre os índios, é triste, de perda.

“É um mundo triste de tantas perdas históricas, perdas iminentes e deslocamento. Mas são seres humanos belos na alma”, diz a cineasta. “Aquilo tudo esta por um triz Basta que um carro passe para eles ficarem sobressaltados na aldeia”.

Sem incorrer numa lógica etnográfica científica, Anna produziu um tratado sobre modos de sobreviver, na lógica colorida da infância.

Fevereiro 14, 2017 Posted by | cinema / produção, cultura, Festivais, jornalismo | , , | Deixe um comentário

Maricá: Alunos da Escola Municipalizada Barra de Zacarias brilham em competição

Texto: Elaine Nunes (edição: FSB Comunicação) | Fotos: Elaine Nunes

Alunos da Escola Municipalizada Barra de Zacarias participaram no último sábado (02/07), do 7º Festival Expressão e Arte que aconteceu no Teatro Marista São José, na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro. Competindo com representantes de academias, escolas, grupos independentes e companhias de dança, os alunos da escola integral de Maricá conseguiram brilhar conquistando o primeiro lugar nas três disputas.

A coreografia “Ciranda da Bailarina” apresentada pelos alunos do 1º ano Ana Beatriz, Bárbara, Lara, Carlos Daniel e Lucas com 5 e 6 anos de idade levou o 1º lugar na categoria baby class Estilo Livre. As coreografias "Carcará" e "Baiana" foram interpretadas por alunos do 4º e 5º ano com idades entre 9 e 11 anos que integram o grupo “Dançarias” e garantiram à cidade os prêmios de 1º lugar Infantil Estilo Contemporâneo e 1º lugar Infantil Estilo Folclore.

Todas as coreografias foram montadas pelo professor de dança Alexandre Bacellar. Um corpo de jurados com integrantes ligados à dança realizou a análise detalhada da apresentação dando notas, fazendo comentários e levando em conta os seguintes quesitos: coreografia, figurino, criatividade (exceto para repertório), interpretação, harmonia e musicalidade, fidelidade ao estilo (para as obras de repertório) e técnica.

Julho 7, 2016 Posted by | Educação, Festivais, jornalismo, Maricá | , , , | Deixe um comentário

I Festival do Peixe de Maricá atraiu grande público

Texto e fotos: Rosely Pellegrino

A Prefeitura Municipal de Maricá através da Secretaria de Pesca, Aquicultura, Agricultura e Pecuária, realizou neste sábado 29 de novembro, em sua sede em Ubatiba, o I Festival do Peixe com a participação de pescadores, produtores rurais e artesãos locais, que expuseram seus produtos para venda com grande sucesso.

Equipe da Secretaria de Pesca, Aquicultura, Agricultura e Pecuária de Maricá Equipe da Secretaria que realizou neste sábado, o I Festival do Peixe de Maricá, um evento elogiado por todos que participaram

I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(190)Panorâmica do ambiente

De acordo com o secretário Rubem Pereira, o festival teve como objetivo apresentar à população as espécies das lagoas do município, como a tainha, parati, tilápia, bagre e siri, e superou a expectativa atraindo um público de mais de 600 pessoas.

 I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(189)I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(188) Pratos saborosos, cerveja gelada, alegria e descontração marcaram a festa

Durante todo o dia o publico provou e aprovou as delícias, como o risoto de camarão oferecido para degustação, caldo de siri e de camarão, camarão frito, arroz com polvo e camarão, nhoque e talharim ao molho de camarão, dentre outras delícias, vale mencionar que um dos pratos que recebeu mais elogios foi o peixe assado na brasa.

I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(138)I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(144)I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(221)I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(241)

Músicos do Projeto Sob o Céu Sob o Sol de Maricá, animaram o festival

I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(162)I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(170)I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(195)I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(211)

Na oportunidade a empresa proprietária da Fazenda São Bento da Lagoa ofereceu à criançada um espaço infantil chamado Fazendinha São Bento da Lagoa. Entre as atividades realizadas pela IDB estavam: oficinas de ilustração da flora da Restinga de Maricá e dos peixes nativos da lagoa da cidade, tobogã inflável e pula-pula. Ministrado pela bióloga e professora Cristina Siqueira, as aulas de desenho deram a oportunidade de as crianças conhecerem as espécies de peixes e plantas da região de uma forma lúdica e educativa. Cerca de 80 crianças participaram da oficina, e 92 desenhos foram produzidos pela criançada.

I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(131)I Festival do Peixe de Maricá 29.11.2014. Fotos Rosely Pellegrino(133)

No álbum de fotos, você  confere momentos do I Festival do Peixe de Maricá

Novembro 30, 2014 Posted by | agricultura e pesca, arte, culinária, Festivais, Gastronomia, jornalismo, Lazer, Maricá, Pesca, social | | Deixe um comentário

Grupo Djota Teatro e Artes ganha 5 indicações e Prêmio de Melhor Figurino com “Inês de Casa… Inês que Casa” no FESQ XI Cabo Frio

O Grupo DJOTA Teatro e Artes levou mais uma vez o nome de Maricá para fora de seus muros, apresentando seu esquete: "Inês de Casa… Inês que Casa " e marcando presença no FESQ XI Cabo Frio (Festival de Esquete de Cabo Frio).

Inês de casa Inês que casa (2)_thumbInês de casa Inês que casa (3)_thumb

“Foi uma apresentação brilhante que nos rendeu em troca 5 indicações e um prêmio. Prêmio: Melhor Figurino – Andréa Moura. Indicações: Melhor Texto – Alvaro Ferreira; Melhor Atriz – Duda de Marco; Melhor Ator – Wangles Avelis; Prêmio Especial do Juri: Kenya Freitas (Atriz Coadjuvante) "Inês de Casa… Inês que Casa" (Conjunto da Obra).comentou feliz o diretor Alvaro Ferreira

Inês de casa Inês que casa (4)_thumbInês de casa Inês que casa (5)_thumb

“Assim o Grupo DJOTA cumpre seu papel de divulgador dos produtos maricaenses e incentiva a criação de novos grupos e novas companhias para que essa chama do Teatro esteja sempre acessa nos corações e mentes de nossa população. Queremos agradecer a toda equipe da Secretaria de Cultura que junto a Prefeitura de Maricá fizeram todos os esforços para que pudessemos chegar ao Festival e ainda foram nos prestigiar no dia de nossa apresentação… Por isso dissemos com orgulho que Maricá está cada vez mais viva na Arte e Cultura”, finalizou.

Setembro 24, 2013 Posted by | arte, cultura, Festivais, jornalismo, Lazer, Maricá, social, Teatro | , , | Deixe um comentário

Banda Karakara de Mell Meireles foi a vencedora no NMB4 etapa Maricá

texto e fotos: Rosely Pellegrino

Banda Karakara de Mell Meireles festejou a vitória agradecendo o carinho de todos Karakara irá disputar a próxima etapa sábado dia 09 de fevereiro, em São Gonçalo

Na noite de terça feira 05 de fevereiro, Maricá sediou a etapa eliminatória local do Festival Nova Música Brasileira (NMB) – Edição Samba, realizado pela Agência Biruta Ideias Mirabolantes com o apoio da Prefeitura, por meio da secretaria municipal de Cultura.

Ao todo, dez bandas, se inscreveram para competir pelo prêmio final do concurso, que inclui a gravação de duas músicas em estúdio e um valor em dinheiro.

Com audições de 20 minutos, seis bandas, das 10 (dez) inscritas, apresentarm-se no palco jardineira itinerante do NMB4, que teve início às 18h, na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro

Mirene Alves e Banda SintoniaJô Borges e BandaBlecaute Jr, e BandaBanda Karakara de  Mell Meireles durante a apresentaçãoAmarildo com Banda Conexão Balanço e Jorjão do CavacoSambaPontoCom

Os seis candidatos da etapa maricaense foram: Mirene Alves e Banda Sintonia, Jô Borges e Banda, Blecaut Jr, Banda Karakara de Mell Meirelles, Amarildo com a Banda Conexão Balanço e Jorjão do Cavaco, e o Grupo SambaPontoCom.

Público presente Apesar da chuva o público acompanhou e aplaudiu os participantes.

A reação do público foi boa. Para o secretário municipal de Cultura, Sérgio Mesquita, o festival tem atrativos. “Trata-se de um evento interessante por movimentar a cidade e promover a interação entre os artistas”, afirmou, elogiando a ideia do palco sobre um ônibus, que poderia funcionar como biblioteca, teatro e até cinema.

Musicos participantes do evento

confraternização dos musicos participantes da etapa Maricá no NMB4

Participantes do NMB4 etapa Maricá

O objetivo do NMB é resgatar a tradição dos antigos festivais populares, que na década de 60 e 70 revelaram ou consolidaram grandes compositores e intérpretes da música popular brasileira, como Elis Regina, Chico Buarque, Caetano Veloso e Gilberto Gil. Entenda as etapas do Festival.

A equipe de curadores e produtores musicais, indicados pela organização do projeto,escolheu a Karakara, Banda de Mell Meirelles como a vencedora em Maricá – que neste fim de semana, dia 9 de fevereiro, sábado, irá representar a nossa cidade segunda fase – a “Grande Final da Região 1″, que será realizada em São Gonçalo.

 

Fevereiro 8, 2013 Posted by | cultura, Festivais, jornalismo, Lazer, Maricá, musica, projeto cultural, shows e eventos | , , , , | Deixe um comentário

Festival de música terá audição em Maricá nesta terça-feira com 10 bandas

Texto: Marcelo Moreira

Nesta terça-feira (05/02), Maricá vai sediar a etapa eliminatória local do Festival Nova Música Brasileira (NMB) – Edição Samba, realizado pela Agência Biruta Ideias Mirabolantes e que conta com o apoio da Prefeitura, por meio da secretaria municipal de Cultura.

Ao todo, participarão da disputa dez bandas, que se inscreveram para competir pelo prêmio final do concurso, que inclui a gravação de duas músicas em estúdio e um valor em dinheiro.

As audições começam às 18h, na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro, e poderão ser acompanhadas pelo público.

Os dez candidatos da etapa maricaense são Jô Borges e Banda, Grupo To Kerendo, Grupo Sambangolê, SambaPontoCom, Iracema Monteiro e Grupo, Amarildo M. Show, Mirene Alves e Banda Sintonia, Blecaut, Samba Pra Valer e Karakara.

O objetivo do NMB é resgatar a tradição dos antigos festivais populares, que na década de 60 e 70 revelaram ou consolidaram grandes compositores e intérpretes da música popular brasileira, como Elis Regina, Chico Buarque, Caetano Veloso e Gilberto Gil. Entenda as etapas do Festival.

A audição em Maricá será realizada no palco do ônibus itinerante do projeto e cada candidato terá de 15 a 20 minutos para as apresentações. Os artistas poderão interpretar músicas inéditas ou versões próprias para canções de outros cantores e compositores.

A equipe de curadores e produtores musicais, indicados pela organização do projeto, irá escolher, no dia das apresentações, o vencedor em Maricá – que irá representar a cidade na segunda fase – a “Grande Final da Região 1”, que será realizada no dia 09 de fevereiro, em São Gonçalo.

As demais regiões polos (Campos dos Goytacazes, São João de Meriti e Arraial do Cabo) também farão a escolha de seus artistas. Na terceira fase, os vencedores de cada região irão disputar com os ganhadores dos demais grupos e dois serão escolhidos por voto popular (os fãs de cada banda poderão votar por meio da fanpage do festival NMB no facebook) e também pelos curadores.

É importante ressaltar que o voto popular terá o dobro da pontuação dos jurados – o que reforça a interação com o público e o caráter popular do evento. Os dois finalistas vão participar da festa de encerramento, no dia 30 de março.

Lançado em 2011, o festival chega a sua 4ª edição e, pela primeira vez, rompeu as barreiras da capital – permitindo a integração das regiões Norte Fluminense, Noroeste, Baixadas Litorâneas e Metropolitana do Estado do Rio de Janeiro.

Fevereiro 4, 2013 Posted by | cultura, Festivais, jornalismo, Maricá, musica, shows e eventos | Deixe um comentário

Cintra Festival Nova Música Brasileira em busca de novos talentos musicais do samba, acontece nesta terça em Maricá

NMB está em busca de novos talentos musicais do samba, e nesta terça, 5 de fevereiro, as 18h, 10 bandas de Maricá irão se apresentar para audição, na Praça Orlando de Barros Pimentel, Centro de Maricá,


 


Já estão abertas as inscrições para o Festival Nova Música Brasileira, mais conhecido como NMB e que, neste ano, é dedicado ao ritmo samba. Lançado em 2011, o evento é uma plataforma multifacetada, que se reinventa a cada edição para revelar novos talentos em todo o Brasil.

Pela primeira vez, o evento rompeu as barreiras da Capital, e, em um ônibus itinerante, irá percorrer as 20 cidades participantes do Rio de Janeiro para selecionar os grupos. O vencedor gravará duas músicas em estúdio e ainda abrirá o show de um renomado sambista no encerramento do festival, que acontecerá no dia 30/03.

Oportunidade única para os artistas das regiões fluminenses, o projeto é realizado pela agência Biruta Ideias Mirabolantes, com patrocínio da Cintra e Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, além de contar com o apoio da prefeitura das cidades envolvidas.

Segundo o diretor da Biruta, Guilherme Borges, o NMB surgiu para dar um palco, um espaço, para esses grandes grupos. "O tema samba foi escolhido porque tem apelo popular e se destaca pela sua melodia, swing e criatividade. É o ritmo que conduz o Carnaval, a época festiva mais colorida e democrática do País", afirma.

Na primeira fase, os grupos pré-selecionados farão uma audição no ônibus itinerante que irá percorrer as 20 cidades selecionadas. São elas: São Gonçalo, Araruama, Maricá, Saquarema, Arraial do Cabo, Macaé, Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, Rio das Ostras, São João de Meriti, Duque de Caxias, Belford Roxo, Nova Iguaçu, Magé, Campos dos Goytacazes, Itaperuna, Quissamã, São João da Barra e Cardoso Moreira.

Serão ao todo até dez grupos de cada cidade, que terão entre 15 e 20 minutos para apresentar suas músicas (inéditas ou versões) para os jurados. O júri, composto pelos produtores musicais e membros das secretarias de cultura que apoiam o projeto, escolherá o melhor grupo de cada cidade, que posteriormente participará da grande final por região.

Com apoio da Prefeitura Municipal de Maricá, através da Secretaria Municipal de Culura, o Cintra Festival Nova Música Brasileira, mais conhecido como NMB 4, estará amanhã em Maricá, na Praça Orlando de Barros Pimentel, a partir das 18h, e 10 bandas de Maricá irão se apresentar para audição.

Já na terceira fase, o grupo vencedor de cada cidade irá concorrer à premiação final, que contemplará apenas dois grupos escolhidos pelo voto popular e dos jurados. Os interessados devem se inscrever até amanhã (03/02) pela fan page do NMB no Facebook ou pelo e-mail contato@novamusicabrasileira.com.br.

Fevereiro 4, 2013 Posted by | cultura, Festivais, jornalismo, Lazer, Maricá, musica | , | Deixe um comentário

Cineclube Henfil exibe hoje último filme do Festival Charles Chaplin, na Casa de Cultura de Maricá

Texto: Fernando Uchôa

O Cineclube Henfil exibe nesta quarta-feira (30/01), às 19h, “Luzes da Ribalta” (Limelight), último filme norte-americano de Charles Chaplin. A entrada é gratuita. Haverá distribuição de senha 30 minutos antes do início da sessão.

O filme conta a história de um amor impossível entre um comediante que não consegue mais fazer o público rir (Calvero, interpretado por Chaplin) e uma bailarina (Terry, interpretada por Claire Bloom), paralisada pelo medo de dançar. Neste filme, antepenúltimo de sua carreira, o ator inglês revisita suas origens artísticas no “music-hall” e no “vaudeville”, e presta uma homenagem aos comediantes dos velhos tempos contracenando com Buster Keaton, seu maior concorrente, Norman Loyd, e outros.

O filme, de 1952, com 1h29min de projeção, foi escrito, dirigido, interpretado e musicado por Chaplin, e estreou na Europa em 6 de fevereiro de 1953, com recorde de crítica e público. À época, Chaplin teve de responder na Justiça por possíveis ligações comunistas, não podendo lançar o filme na América, onde foi rodado. Vinte anos depois, o filme foi exibido em Los Angeles e ganhou o prêmio de melhor trilha sonora na entrega do Oscar de 1972.

Enredo

A história se passa em Londres, no ano de 1914, às vésperas da Primeira Guerra Mundial. Este foi o ano do primeiro filme de Chaplin. Calvero, antes um palhaço famoso, tornou-se um bêbado e salva uma bailarina chamada Thereza da tentativa de suicídio. Calvero serve-lhe de enfermeiro até ela recobrar a saúde, a autoestima e recuperar a carreira. Ao conseguir isto, também ele recupera sua autoconfiança, mas não consegue retornar aos palcos com sucesso.

Mesmo com a diferença de idade entre ambos, Terry (nome artístico da bailarina) declara a Calvero querer casar-se com ele. Entretanto, ela tinha ajudado um jovem compositor, Neville, que Calvero acredita ser melhor companheiro para ela. Para que o romance dê certo, Calvero sai de casa e torna-se um artista de rua. Terry agora tem seu próprio espetáculo e convence-o a fazer um show beneficente. Junto ao seu parceiro (Keaton), Calvero realiza uma volta triunfante, porém sofre um ataque cardíaco e morre no palco, a poucos passos de Terry, que, no segundo ato da peça, dança no palco.

Mazzaropi

Desde sua estreia em dezembro de 2012, na Casa da Cultura de Maricá, com o Festival Chaplin, o Cineclube Henfil tem esgotado sua lotação de 40 lugares, com frequência assídua de alguns espectadores. A próxima série a ser exibida será a do ator brasileiro Mazzaropi, que mobilizou plateias nos anos 60 com suas comédias que retratam o interior do Brasil e seus costumes.

O Cineclube Henfil, que fica na Casa da Cultura de Maricá, na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro, realiza sessões toda quarta-feira, às 19h, e recebe grupos especiais de escolas, igrejas e de toda comunidade (com agendamento prévio). Para entrar em contato com o Cine Henfil, o público pode ligar para o (021) 3731-1432 ou enviar um e-mail para cineclubehenfilmarica@gmail.com.

Janeiro 30, 2013 Posted by | cinema / produção, cultura, Festivais, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural | Deixe um comentário