Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Ida à Pedra do Elefante diverte moradores na segunda trilha do “Circuito Ecológico” de Maricá

 

Texto: Marcelo Moreira | Fotos: Clarildo Menezes

 Próxima atração é neste domingo no Espraiado, com passeio pela trilha de Thomas Car

Um grupo de 19 aventureiros participou, neste sábado (28/09) da segunda etapa do Circuito Ecológico de Maricá – projeto da secretaria municipal de Turismo que promove trilhas e caminhadas gratuitas a pontos turísticos da região. O passeio foi na Pedra do Elefante, entre as praias de Itaipuaçu, em Maricá, e Itaocatiara, em Niterói, e contou com a presença do subsecretário municipal de Defesa Civil, coronel Jorge Braga.

O encontro começou no início da manhã com o deslocamento da equipe do Centro de Maricá até o ponto de partida da trilha. De lá, os participantes seguiram a pé pelo caminho que leva ao cume da Pedra do Elefante. O dia ensolarado animou ainda mais os visitantes e garantiu uma recompensa perfeita aos que encararam a caminhada mata adentro: uma vista inesquecível da orla de Maricá e de parte de Niterói.

Para registrar a passagem do grupo pelo local, a secretaria de Turismo promoveu um ato simbólico em defesa da preservação do Parque Estadual da Serra da Tiririca – onde a Pedra do Elefante está localizada. O grupo plantou um pé de aroeira numa área desmatada.

Trilha fará parte da programação do Espraiado de Portas Abertas

Quem gosta do contato direto com a natureza e ainda não teve oportunidade de participar do Circuito Ecológico, pode anotar na agenda a próxima atração: no próximo domingo (06/10), durante o evento “Espraiado de Portas Abertas” (veja aqui a programação completa), haverá uma caminhada guiada e gratuita pela Trilha de Tomascar, na divisa de Maricá com o município de Tanguá. O passeio terá como ponto de partida a cachoeira do Espraiado, por volta de 8h30. Para mais informações, basta entrar em contato com a secretaria de Turismo (3731-5094).

 

Outubro 2, 2013 Posted by | esportes, jornalismo, Lei Seca, meio ambiente, saúde, turismo | | Deixe um comentário

MP diz que multa da lei seca é inconstitucional

Parecer considera que não se deve punir o motorista que recusa a fazer o bafômetro com autuação nem suspender sua CNH ou reter o veículo

FELIPE RECONDO / BRASÍLIA – O Estado de S.Paulo

Um parecer do Ministério Público Federal considera inconstitucional punir o motorista que se recusa a fazer o teste do bafômetro com multa de R$ 1.915,40, suspensão do direito de dirigir por 12 meses e retenção do veículo. Isso apesar de o MP defender a constitucionalidade da tolerância zero e o uso de outros instrumentos para provar que o motorista ingeriu álcool antes de dirigir, como depoimento de testemunhas ou imagens de vídeo.

Em documento enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), o MPF argumenta que a Constituição garante ao cidadão o direito de não produzir provas contra si mesmo. Portanto, o motorista não pode ser punido, seja com multa ou outra medida administrativa, por exercer esse direito.

A sanção para o motorista que se recusa a passar pelo bafômetro já estava prevista na lei original. No ano passado, a punição foi agravada pelo Congresso como forma de dar maior eficácia à lei e para levar o motorista a se submeter ao teste. Agora, o MP sugere ao STF que derrube este ponto da lei.

A vice-procuradora-geral da República, Deborah Duprat, afirmou no documento que a Constituição e a jurisprudência do STF impedem sanções ao cidadão que se recusa a produzir prova contra si. "No Direito brasileiro, a vedação à autoincriminação é identificada como princípio constitucional processual implícito", disse.

Nas rodovias. No entanto, o Ministério Público considera constitucional a tolerância zero estabelecida pela nova lei seca, admite a produção de provas por outros instrumentos que não sejam o bafômetro ou o exame de sangue e avaliza o veto à venda de bebidas alcoólicas às margens de rodovias federais.

De acordo com o estudo feito pelo MP, a proibição total de ingestão de bebidas alcoólicas por motoristas é constitucional e a medida mais eficaz para diminuir a quantidade de acidentes e mortes no trânsito.

"(A lei) É adequada, porque apta a atingir o propósito de diminuir os riscos e danos à vida, à integridade física e à segurança dos motoristas e pedestres", afirmou a vice-procuradora-geral. "É necessária, uma vez que se revela o meio mais eficaz a reduzir, drasticamente, os índices de acidentes de trânsito fatais", acrescentou. "E é proporcional em sentido estrito, já que o custo que ela gera, de não permitir que se dirija sob influência de álcool, é infinitamente inferior aos benefícios que acarreta à segurança viária."

Março 9, 2013 Posted by | jornalismo, Judiciário, Lei Seca | Deixe um comentário

Prefeitura de Maricá monta esquema especial para o réveillon

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Fernando Silva

Tradional queima de fogos acontecerá em Barra de Maricá, Itaipuaçu, Ponta Negra, São José do Imbassaí, Cordeirinho e Santa Paula

A prefeitura de Maricá montou um esquema especial para a festa de réveillon na cidade. Em todos os oito palcos onde serão realizados shows haverá equipes de plantão das secretarias de Saúde, Transportes, Guarda Municipal, Defesa Civil, além do apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A expectativa é que cerca de 50 mil pessoas festejem a chegada de 2013 em Maricá.

O Corpo de Bombeiros irá aumentar o efetivo nos locais onde acontecerão os shows. Além disso, equipes ficarão de prontidão no quartel, localizado às margens da RJ-106, na entrada do município, para atender emergências. Segundo o coronel Jorge Braga, subsecretário de Defesa Civil, 50 salva vidas estarão de plantão na segunda-feira (31/12), das 8h às 20h, em 11 postos de salvamentos nos lugares com maior concentração de pessoas.

“Serão quatro postos em Itaipuaçu (ruas 53, 70, 77 e 83), três em Barra de Maricá (lagoa próximo ao DPO e ruas 4 e 13), dois em Cordeirinho (ruas 90 e 107), um no canal de Ponta Negra e outro na ponte do Boqueirão”, informa o subsecretário, acrescentando que agentes da Defesa Civil darão apoio na prevenção de acidentes em São José do Imbassaí e Santa Paula.

A Defesa Civil e a Guarda Municipal destacaram 16 agentes que ficarão nos locais onde haverá a tradicional queima de fogos na segunda-feira. Serão oito pontos isolados que ficarão cercados por grades para evitar acidentes com moradores e turistas.

Haverá equipes médicas da Secretaria Municipal de Saúde nos oito locais dos shows. Serão três ambulâncias e um ônibus especializado, ambos do Samu, que ficarão em Ponta Negra, Barra de Maricá e Itaipuaçu (Rua 1), além de postos volantes (com médico e enfermeiro) em Santa Paula, Rua 1 (Itaipuaçu) e Cordeirinho. Nos outros locais (Ponta Negra, São José do Imbassaí e Itaipuaçu – Recanto e Rua 83) os postos de saúde das localidades estarão abertos. Os atendimentos emergenciais serão encaminhados para o Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro, e para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Inoã.

Para garantir a segurança da população, a Polícia Militar destacou 100 policiais para trabalhar no réveillon da cidade, além dos 60 que fazem o patrulhamento diário em Maricá. O efetivo será reforçado nos nove postos da 4ª Companhia de Maricá, que é vinculada ao 12º BPM (Niterói).

Ruas serão fechadas a partir de 19h

Os acessos aos locais dos shows serão fechados das 19h de segunda-feira (31/12) até às 6h de terça-feira (01/01). Em Barra de Maricá, a Rua 13, principal via do bairro, será interditada. Dez agentes de trânsito da Secretaria Municipal de Transportes vão orientar motoristas nas ruas próximas à praia da Barra.

A prefeitura orienta a população a utilizar o transporte público, que irá circular até o início madrugada de terça-feira. Nas ruas próximas aos palcos, o estacionamento será proibido e o acesso será restrito somente aos moradores. Também não será permitido o consumo de bebidas em garrafas de vidro nas praias.

Vinte e três guardas municipais vão atuar nos locais que concentram o maior número de pessoas – Barra (Rua 13), Itaipuaçu (Rua 1), Centro e Ponta Negra. Na Rua 70 e Recanto, em Itaipuaçu, São José do Imbassaí e Santa Paula, funcionários das subprefeituras dessas localidades também darão apoio no trân

Dezembro 28, 2012 Posted by | jornalismo, Lei Seca, Maricá, Reveillon 2012/2013 | Deixe um comentário

Operação Lei Seca na saída do feriadão em Maricá

Fonte Blog Alexandre Felipe

30 outubro, 2010 (16:39) | Notícias | Por: Redação

Larissa Lima

Quem saiu para aproveitar o feriado prolongado de Finados encontrou, na noite de ontem, a Operação Lei Seca, na RJ-106, em Marica. Mesmo com as estradas cheias, a operação foi realizada a fim de conscientizar os motoristas da importância de não dirigir depois de beber e assim poder minimizar os índices de acidentes de trânsito nesse feriado. A operação foi acompanhada pelo subsecretário de governo da Região Metropolitana, Alexandre Felipe.

“Nós entendemos que as estradas estão cheias, mas não podemos perder essa grande oportunidade de deflagrar uma ação educativa e de fiscalização, a fim de diminuir os acidentes nas estradas”, disse Alexandre Felipe.

Ontem, foram abordados 218 veículos, 17 deles foram multados e três carteiras de habilitação foram recolhidas.

[Mostrar slideshow]

[View with PicLens]

dsc09304 dsc09308 dsc09312 dsc09317 dsc09321

dsc09324 dsc09327 dsc09329 dsc09331 dsc09333

dsc09340

Outubro 31, 2010 Posted by | jornalismo, Lei Seca, Maricá, Polícia, segurança pública | Deixe um comentário

TAXISTA É GRANDE PARCEIRO DA OPERAÇÃO LEI SECA, DIZ SÉRGIO CABRAL

Governador destaca UPPs e diz que, também para os motoristas, Rio mais seguro é fundamental
O governador e candidato à reeleição, Sérgio Cabral, ressaltou a importância dos motoristas de táxi para o sucesso da Operação Lei Seca, iniciada pelo Governo do Estado em março de 2009 no Rio de Janeiro. Nesta segunda-feira (06/09), em encontro com representantes da categoria, no bairro do Rocha, Zona Norte do Rio, Cabral afirmou que manterá a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para a aquisição de veículos por taxistas.
Marcos Michael / Divulgação

– A Operação Lei Seca, que tem salvado tantas vidas, tem no taxista um grande parceiro. Eu vim agradecer essa parceria e afirmar que o nosso governo continuará com essa operação, considerada a mais eficiente do Brasil. Ela veio para ficar. Em segundo lugar, vim garantir que vamos continuar com a isenção do ICMS na compra de automóveis pela categoria – disse o governador.

Em seu discurso, Sérgio Cabral destacou o trabalho que o seu governo tem feito pela regulamentação dos taxistas, como parte de uma estratégia de combate ao crime organizado:
– Eu apoio a regulamentação da profissão. Enfrentamos o transporte pirata. É gente ligada à milícia, ao tráfico. Fizemos licitações e coibimos permanentemente os que não querem andar na lei. As coisas não são isoladas. A segurança é uma aliada do cidadão e dos taxistas. Eles são vítimas, sofrem com a violência. Então, para o taxista, ter o Rio mais seguro é fundamental – declarou.
Cabral falou sobre a mudança que a sua gestão está promovendo na saúde e na educação:
– No hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, a ressonância magnética é a primeira de um hospital público de emergência no estado. Há 20 anos o Rio de Janeiro não comprava equipamento de tomografia. Triplicamos o número de leitos hospitalares e de CTIs na rede estadual. Nas UPAS 24h, já atendemos cinco milhões e meio de pessoas e demos 33 milhões de medicamentos. Na educação, apesar da situação dramática que herdamos, até o fim deste ano teremos 30 novas unidades escolares e vamos construir mais 50, na região metropolitana, em um segundo mandato – adiantou.
Cabral destacou ainda a nova forma de gestão da segurança pública no estado. E reafirmou o seu compromisso de pacificar todas as comunidades dominadas por criminosos.
– Hoje, as viaturas da polícia são modernas. Os policiais civis e militares têm um plano de metas para a redução de homicídios, roubo a veículos, latrocínio, roubo a residências e roubo a transeuntes. Alcançou a meta, recebe prêmio. No estado inteiro os índices estão caindo. Eu assumo o compromisso de levar UPPs a todas as comunidades onde houver poder paralelo. Esse não é um compromisso do político Sérgio Cabral. É um compromisso do pai do João Pedro, do Marco Antonio, do José Eduardo, do Thiago e do Mateus, do cidadão do Rio de Janeiro – disse o governador.

Nota desta Editora: Na madrugada do dia 3, sexta feira, para o dia 4 de setembro, a Lei Seca esteve presente em Maricá, na Rodovia RJ106 que liga o Rio a Região dos Lagos pela Serra do Mato Grosso.

(fotos Rosely Pellegrino)

DSC00225

Setembro 10, 2010 Posted by | campanha social, jornalismo, Lei Seca, projeto social, segurança pública, transito, transporte | Deixe um comentário