Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Prefeito de Maricá abre oficialmente Festival Internacional da Utopia

Fonte: Texto: Willian Chaves (edição: FSB Comunicação) | Fotos: Fernando Silva e Rosely Pellegrino

Na abertura do Festival Internacional da Utopia, evento realizado pela Prefeitura de Maricá na Barra de Maricá e em outros locais da cidade, o prefeito Washington Siqueira (Quaqua) deu as boas vindas às caravanas de todo país e da América Latina ao lado de Aleida Guevarra, médica cubana e filha de Ernesto Che Guevara, João Pedro Stédile, do MST, e da Deputada Estadual Rosângela Zeidan.

Serão cinco dias com a participação de pensadores internacionais, artistas, escritores, sindicalistas, movimentos sociais, populares e da juventude discutindo ações progressistas com uma programação distribuída em várias tendas pela cidade contemplando debates, feiras de literatura, feira da agricultura familiar, música e arte. Cerca de 1.500 pessoas acompanharam a abertura oficial do Festival, na tenda dos Pensadores.

DSCN8902DSCN8927

"Nós vivemos num tempo onde temos lutado por aquilo que é possível. Quando convocamos o Festival da Utopia foi para pensarmos e para provar para as pessoas que devemos lutar pelo impossível. E a nossa Utopia é ter uma escola de qualidade em tempo integral, distribuição de renda e riquezas, meios de comunicação democráticos e a participação popular efetiva. Essa é a Utopia da nova sociedade, essa é a nossa Utopia", disse Quaqua.

DSCN8939DSCN8955Aleida Guevara traçou uma análise etimológica da palavra utopia e defendeu posicionamentos importantes na inserção social das pessoas. “É necessário que tenhamos uma Utopia Socialista de discussão com as pessoas com uma distribuição igualitária de bens para que os cidadãos desempenhem, em harmonia, os trabalhos. O povo nos reconhece com dignidade e transparência quando agimos em sintonia e com a participação dele. Assim, ganhamos o respeito. Utopia é como a fome zero no Brasil. Ela não acontece ser não fizermos uma reforma agrária. A terra é do povo. Temos de fazer da nossa terra uma propriedade coletiva”, afirma Guevara que também lembrou emocionada a participação de um médico cubano na condução da tocha olímpica na cidade de Lagoa Grande (PE). Aleida Guevara também é medica pediatra.

DSCN8942DSCN8948

DSCN8926DSCN8931O líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, João Pedro Stédile, defendeu mais ações efetivas para combater as desigualdades. “Temos que pensar alternativas para combater o capitalismo explorador. Não basta gritarmos “Viva o Socialismo”! Temos que ter propostas concretas para que o povo lute conosco para mudar as desigualdades”, assegura. 

As programações acontecem por toda cidade. Na Barra, concentram-se as tendas da diversidade, tenda dos trabalhadores e a tenda dos pensadores, além do palco principal para apresentações musicais. No centro, na Praça Orlando de Barros Pimentel, estão a feira de reforma agrária, a feira literária e o encontro internacional de teatro. A programação completa pode ser conferida pelo www.festivaldautopia.com.

 

Saiba mais:

Fonte Brasil de Fato: Rute Pina

Aleida Guevara: "Do que vale uma esquerda que não é reconhecida pelo povo?"

Durante a conferência de abertura do Festival da Utopia, a ativista também comentou a aproximação entre os EUA e Cuba

A ativista Aleida Guevara (ao centro) em mesa de abertura do Festival da Utopia, em Maricá (RJ) - Créditos: Norma Odara/Brasil de Fato A ativista Aleida Guevara (ao centro) em mesa de abertura do Festival da Utopia, em Maricá (RJ) / Norma Odara/Brasil de Fato

A fragilidade e fragmentação da esquerda na América Latina foi criticada pela ativista cubana Aleida Guevara durante seu discurso na conferência de abertura do 1º Festival Internacional da Utopia, que está acontecendo em Maricá (RJ) a partir desta quarta (22).

Para ela, a esquerda deve basear suas ações nas demandas concretas do cotidiano das pessoas e deve aprender com as populações mais carentes e com os povos tradicionais. “Temos que ser mais firmes, coerentes e responsáveis. (…) Temos que ganhar o respeito de quem nos escuta. Do que vale uma esquerda se ela não é reconhecida pelo povo?”, questionou.

A pediatra, que é filha do guerrilheiro Che Guevara, disse acreditar que o grande erro das esquerdas da região é se dividir “em pedacinhos”. “Há uns 20 partidos que se dizem de esquerda, mas que não se unem pelos objetivos comuns. Se não juntarmos nossas forças, não venceremos nunca”, afirmou.

Aleida ainda criticou a postura das forças progressistas que ocuparam o Estado. “Tomamos o poder e não mudamos as leis criadas pela burguesia. Assim, não conseguiremos fazer nenhuma transformação profunda”, criticou.

Na mesa também estava o dirigente nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), João Pedro Stedile, e o prefeito do município de Maricá, Washington Quaquá (PT).

Relações entre Cuba e EUA

A ativista criticou ainda o governo estadunidense e a recente reaproximação dos EUA com Cuba, que ela classificou como uma “utopia do inimigo”.

“Eles têm, há séculos, a utopia de se unir à ilha. É seu sonho irrealizável. E agora estão mudando os métodos. Eles perceberam que cometeram erros com o povo cubano, trataram a revolução cubana com um bloqueio criminal. E agora falam de abrir novas negociações”, afirmou.

Aleida acredita que uma possível normalização da relação entre os dois países só será possível com a extinção da lei que facilita a permanência dos cidadãos cubanos ilegais, “os únicos no planeta que tem esse privilégio”, com o fim do bloqueio econômico e com o fechamento da base naval estadunidense em Guantánamo.

“Eles terão que seguir sonhando com essa utopia, porque não é possível de maneira alguma acabar com a revolução cubana”, sentenciou a ativista.

Aleida definiu a palavra utopia como "o desejo de dar sentido à vida e a busca por um mundo melhor, mais solidário e mais justo”.

Modelos de Estado

Durante sua fala, Stedile afirmou que o maior desafio para os setores progressistas é o questionamento do modelo de Estado que se deseja a partir de um debate que pense diferentes temas de maneira "correlata".

Para ele, o capitalismo enlatou questões, e a esquerda abandonou questões como a cultura e meio ambiente.

“Temos que apresentar uma formulação sobre o meio ambiente, por exemplo. Fomos salvos por um papa, que produziu a melhor conteúdo programático sobre essa questão”, brincou. "Uma sociedade utópica que é diferente de sonho. É uma sociedade baseada na justiça, na solidariedade e na igualdade", disse o dirigente.

Para o prefeito de Maricá, Washington Quaquá, os setores progressistas têm lutado pelo possível, dada a injustiça e concentração de riqueza, mas são parte de uma esquerda “fez e questionou muito pouco”.

“Aquilo que queremos desenhar da nossa sociedade é possível se a gente se largar os horizontes utópicos. (…) Eles dizem que a história acabou, mas o socialismo nunca vai acabar enquanto pessoas morrerem nas ruas por causa de frio. Enquanto uma pessoa morrer por injustiça, o socialismo estará vivo”, disse.

Anúncios

Junho 23, 2016 Posted by | civismo, culinária, cultura, direitos humanos, Festival da Utopia, jornalismo, justiça, literatura, manifestação popular, Maricá, meio ambiente, moradia, musica, palestra gratis, projeto social, shows e eventos, social, turismo | | Deixe um comentário

Editora Matarazzo lança livros no Rio de Janeiro reunindo escritores colunáveis

A Editora MATARAZZO, de São Paulo, está convidando para o lançamento, no Rio de Janeiro, dos livros "VAMOS FALAR DO RIO DE JANEIRO" e "VIAJAR É A MELHOR COISA DO MUNDO", quinta-feira, dia 16 de junho, na Blooks Livraria em Botafogo à partir das 19 horas.

Convite livros RIO Ed Matarazzo No livro "VIAJAR É A MELHOR COISA DO MUNDO", entre outras, destacam-se as crônicas reportagens O SRI LANKA E SUAS MARAVILHAS, descrita por Thiago de Menezes, que é presidente da ‘Federação das Academias de Letras e Artes do Estado de São Paulo – FALASP’ e da ‘Ordem Honorífica Cultural Brasil Sri Lanka’; NA PENÍNSULA ARÁBICA: O SULTANATO DE OMÃ, descrita por Sylvia Roriz de Carvalho, que é presidente da ‘Confederação dos Felinos do Brasil’ e VIVENDO A ESLOVÁQUIA, descrita por Vera Lúcia Gonzalez Teixeira, que é presidente da tradicional ‘Academia Brasileira de Belas Artes – ABBA’. Os três são membros da ACONBRAS, que é a Associação dos Cônsules no Brasil e possuem vivência e trânsito internacional e integram, ainda, a “Ordem Honorífica Cultural Brasil Eslováquia”. Há, no livro, também a interessante crônica VIAJANDO PELA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO, descrito pelo professor Washington Santos, que é vice-presidente da ‘Câmara de Indústria e Comércio Brasil/República Democrática do Congo’

Dentre os escritores temos:

Helcio Hime e Thiago de Menezes Helcio Hime e Thiago de Menezes

Vera Gonzalez Vera Lúcia Gonzalez Teixeira, presidente da tradicional ‘Academia Brasileira de Belas Artes – ABBA’

Sylvia Roriz de Carvalho – Acadêmica da “Academia Brasileira de Belas Artes” e Membro da “ACONBRAS – Associação dos Cônsules no Brasil”

Ex – Vice Cônsul Honorário da República do Suriname para o Estado do Rio de Janeiro, o escritor Thiago de Menezes, que mantém, ainda, relações estreitas com vários países é um verdadeiro apaixonado pela ‘Cidade Maravilhosa’ onde residiu por onze anos e ingressou em entidades como a ‘Academia Carioca de Letras’ e a ‘Academia de Letras do Estado do Rio de Janeiro’. Menezes declara seu amor em "VAMOS FALAR DO RIO DE JANEIRO", fazendo uma apologia ao símbolo máximo do glamour da cidade, que é o Hotel Copacabana Palace que aparece descrito na crônica BELMOND COPACABANA PALACE.

"VAMOS FALAR DO RIO DE JANEIRO" traz ainda BELEZA NÃO CUSTA NADA, descrita por Vera Hime tradutora e escritora, já tendo escrito três romances, uma novela, e mais de cinquenta contos (a maioria publicados em revistas de circulação nacional); ARPOADOR, SEMPRE!, descrita por Isa Chloris, escritora e roteirista, autora de “Norberto e outros amores”, homenageada pela União Brasileira de Escritores e FALASP é uma mineira apaixonada pelo Rio de Janeiro, sendo sobrinha de Carlos Drumond de Andrade e de Ibrahim Sued, figura icônica da cidade. Já a crônica AMANHECENDO COPACABANA apresenta Helcio Hime, que nascido e criado em Copacabana, é ator, cantor, empresário, tradutor e escritor, vencedor de vários concursos como o Prêmio Hans Christian Andersen de Literatura do Governo Dinamarquês e Academia Brasileira de Letras e o Prêmio SEBRAE de Melhor Empresa, entre outros.

“Em nome da Equipe do Noticiário RJ on line, parabenizo os  amigos ensejando sucesso”. (Rosely Pellegrino)

Junho 14, 2016 Posted by | jornalismo, literatura, social | , , , , , | Deixe um comentário

Luau da Utopia lota a praia em Barra de Maricá

Texto: Jorge André (edição Marcelo Ambrosio) | Fotos: Clarildo Menezes e Wavá de Carvalho

A segunda edição do Luau da Utopia, realizada no último sábado (26/03), em frente à Rua 13 na Barra de Maricá lotou a areia. O evento integra o pré-lançamento do Festival Internacional da Utopia, que acontece entre os dias 22 e 26 de junho e, devido às fortes chuvas do início do mês, foi destinado a arrecadar alimentos não perecíveis, além de roupas e brinquedos para as famílias que foram atingidas. Desenvolvido pela Secretaria Executiva de Políticas Sociais, o projeto reuniu centenas de jovens na praia. Para o secretário municipal executivo Alexandre Rodrigues, a festa reúne jovens de diversas idades do município e fomenta a expectativa para o festival. “Este é o segundo luau e ver a juventude participando de forma tão ativa é um incentivo ainda maior para a realização do evento”, afirmou.

a galera lotou a praia da Barra de Maricá no Luau da Utopia Solidário em MaricáPedro Gerolimich, Andrea Cunha Lula da Silva, Milena Soares Teixeira e Wavá de  Carvalho

Luau da Utopia 4Luau da Utopia 1

Mariana Mello, Pedro Tatuí, Davi Rocha e a galera jovem do Luau da UtopiaLuau da Utopia 3

Wavá de Carvalho, Amaury Vicente e Alexandre RodriguesLuau da Utopia 2

Luau da Utopia 5Bia Lula da Silva no Luau da Utopia na Barra de Maricá

Marcelle Vieira, Adriana Costa e Carlos Alves.O hap embalando a galera

Felipe Benicá, Mariana Caruso, Andrea Cunha, Janine Sousa e Jaime FernandesA programação começou com uma apresentação de zumba através da Academia Jimp, e seguiu com a participação de grupos de rap e DJs. No Espaço Lounge, os participantes encontravam uma mesa de frutas e recebiam massagens para relaxamento muscular. Para entrar no espirito da festa, um dos espaços também disponibilizava pinturas fluorescentes. Todo o lugar estava decorado com balões e tochas, além de luzes coloridas.

A estudante Ana Clara Mendonça, 17 anos, participou pela segunda vez do luau. Para ela, este é um dos eventos que deve ser realizado com mais frequência na cidade. A estudante afirmou ainda que no primeiro participou mais pela curiosidade, mas desta vez convidou vários amigos. “Acho simplesmente maravilhoso”, afirmou.

O luau da Utopia não ficou restrito aos jovens. Embora a média de idade estivesse na casa dos 20 anos, muitos que passaram desta faixa etária também marcaram presença. O autônomo Marcos Antônio de Miranda, 47 anos, participou pela primeira vez e não poupou elogios. “No primeiro evento fiquei meio com o pé atrás para vir, achei que ficaria deslocado, mas quando vi que também tinham pessoas mais velhas participando resolvi vir. Muito bom, parabéns”, comentou.

 

Março 29, 2016 Posted by | cultura, Dança, jornalismo, Lazer, literatura, Maricá, musica, shows e eventos | , | Deixe um comentário

Thiago de Menezes homenageia Linda Conde

Linda Conde por Com a crônica “Linda Conde, fotógrafa e colecionadora de sapatos e emoções”, o escritor e jornalista Thiago de Menezes, autor de biografias de mulheres como Elvira Pagã, Luz del Fuego e Celly Campello, homenageia a socialite, ex-modelo e atriz do cinema europeu Linda Conde, que é dinamarquesa, mas há mais de 45 anos escolheu o Brasil para viver. Ela se formou em cinema e descobriu o verdadeiro encanto da fotografia, com 35 anos se dedicando a essa arte. Realizou trabalhos importantes de publicidade e editoriais para publicações como Interview e Vogue, além de ter fotografado muitos dos principais artistas do país, assim como personalidades e colunáveis. É também escritora, apaixonada pelo carnaval brasileiro e mantém uma coleção com calçados desde 1890.

livro-mulheres A crônica faz parte do livro “Mulheres Notáveis Além do Tempo”, que é uma homenagem ao ‘Dia Internacional das Mulheres’, comemorado em 8 de março, desde 1910. Data tão sublime em honra a diversas operárias que morreram queimadas por protestarem por melhores condições de trabalho. E muitas mulheres continuam nessa luta, em pleno século XXI, por melhores condições de vida, saúde, trabalho, respeito e uma lista interminável de melhoras. O livro é uma publicação da Editora Matarazzo, dirigida por Thais Matarazzo, e tem o apoio cultural do Jornal o Brás, de São Paulo. O lançamento será no dia 8 de março, às 19 horas, com um sarau poético, na Casa das Rosas, Av. Paulista, 137, em São Paulo. Na ocasião terá uma participação especial do escritor Hamilton Santos, que estará autografando na data, o livro biografia "Núbia Lafayette, a voz sentimento".

Março 11, 2016 Posted by | cultura, jornalismo, literatura | , | Deixe um comentário

Luau da Utopia acontecerá dia 23 na Barra

Texto: Fernando Uchôa

O Luau da Utopia, o mais novo projeto do pré-Festival da Utopia em Maricá, acontecerá no dia 23/01, a partir das 21h, na Rua 13, Barra de Maricá. Dançarinos, malabares e demais artistas, estarão se apresentando em um palco montado com projeção de luzes neon e muita música jovem sob o comando de diversos DJs. A coordenação do evento é de Wavá de Carvalho, assessor cultural do Festival da Utopia.

 

O Luau é mais uma atividade do pré- Festival da Utopia, projeto cultural realizado pela Secretaria Municipal Executiva de Políticas Sociais de Maricá. O evento já se tornou conhecido pelos saraus e atividades como a libertação de livros. O Sarau da Utopia acontece toda primeira quinta-feira do mês com a participação de artistas antigos e novos, convidados e populares que queiram apresentar sua produção em música, dança, poesia, ou outra forma de arte. Lançado no ano passado, o Festival Internacional da Utopia será realizado de 22 a 26 de junho de 2016, em Maricá, com a presença de diversas autoridades nacionais e internacionais.

Janeiro 19, 2016 Posted by | arte, cultura, jornalismo, Lazer, literatura, Maricá, musica, shows e eventos | | Deixe um comentário

Sarau da Utopia tem noite de brilho em sua terceira edição

Texto: Fernando Uchôa | Fotos: Fernando Silva

Uma noite de brilho. Assim foi a terceira edição do Sarau da Utopia, promovido pela Prefeitura de Maricá, que aconteceu nesta quinta-feira (07/01), em frente ao Mercado das Artes, na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro. A iniciativa integra o pré-lançamento do Festival Internacional da Utopia, que acontece em junho deste ano na cidade. O Sarau acontece toda primeira quinta-feira do mês com apresentação de poetas, escritores, músicos, artistas circenses, bailarinos, e demais pessoas que desejam dar vez e voz às suas produções.

DSCN2371DSCN2407DSCN2421DSCN2375DSCN2434DSCN2441DSCN2457DSCN2462DSCN2466DSCN2496DSCN2524DSCN2571DSCN3111DSCN3123DSCN3124DSCN3155DSCN3157A terceira edição iniciou com apresentação de Ronaldo Valentim (violão e voz), Paulo Ernâni (cajón), e Sérgio Aranda (percussão). Apresentaram-se em seguida, os poetas – destaque para o jovem Gabory Solrac, com poemas de seu livro Anjovial. A

cantora mirim Sofia Bezerra Costa Lima, de 10 anos, levantou o público com sua afinação e ritmo,  e a dupla Lucas (violão) e Carolina Ribeiro (voz), cantou sucessos da MPB, como “Por enquanto”, de Renato Russo. Crianças, acompanhadas dos pais, pintaram um grande quadro com tintas à base de água, orientadas pela professora de Artes Plásticas da Secretaria Adjunta de Cultura, Tatiana Velasco. A menina Isabela Lux, 9 anos, aprovou a atividade. “É divertido pintar”, disse.

Hip-hop, break e funk tiveram como sempre seu espaço, na voz e nos passos de Bruno Garf, Lucas Jackson e do grupo “O Outro Lado”. As crianças índias do coral Curumim, da Aldeia Mata Verde Bonita, em São José do Imbassaí, acompanhadas dos caciques Darcy Tupã, Miguel Veramim e Jurema, e da pajé Lídia, apresentaram números de canto e dança da etnia Tupi-Guaran. O cacique Darcy Tupã aproveitou para convidar os presentes a participarem da I Jornada Esportiva Indígena em Maricá, que faz parte do calendário turístico da cidade e acontecerá nos dias 30/04 e 01/05, na aldeia de São José. “Um programa de índio de verdade. O maricaense é um povo educado, unido, que estende a mão. Consideramos vocês  nossos irmãos. Encontramos aqui um povo acolhedor, que nos ofereceu uma terra para morar. A gratidão e amizade do nosso povo estará sempre com vocês”, declarou o cacique. O Sarau encerrou com a apresentação da cantora Bombom Lessa e banda tocando o melhor da música afro-brasileira.

 

Janeiro 9, 2016 Posted by | arte, cultura, Dança, jornalismo, Lazer, literatura, Maricá, musica, projeto cultural, shows e eventos, Teatro | | Deixe um comentário

Segunda edição do Sarau da Utopia reuniu poesia, musica e dança na Orlando de Barros Pimentel

Texto: Jorge André | Fotos: Fernando Silva

A segunda edição do Sarau da Utopia, que aconteceu nesta quinta-feira (10/12), na Praça Orlando de Barros Pimentel, movimentou o Centro da cidade. Música, dança e declamação de poesia fizeram parte de um cardápio cultural variado. Realizado pela Secretaria Municipal Executiva de Gestão de Políticas Sociais, o sarau é realizado toda primeira quinta-feira do mês e tem como objetivo fomentar o cenário cultural da cidade. Para o secretário municipal executivo da pasta, Alexandre Rodrigues, o sarau é parte do Festival Internacional da Utopia, evento multicultural que acontecerá de 22 a 26 de junho do próximo ano. “A ideia e conciliar as atividades oferecendo ao público participante uma mostra do que será o festival”, comentou.

Para a compositora Julia Sorrentino, que se apresentou na noite desta quinta-feira, o Sarau tem se mostrado um grande incentivador da cultura local. “Acho sensacional a iniciativa e o clima é delicioso. Este evento é um grande motivador”, comentou. Moradora em Niterói, Sorrentino apresentou suas canções junto com o grupo Amigos da Cultura, formado por funcionários da Secretaria Municipal Adjunta de Cultura, Ciências e Tecnologia.

“O microfone pertence a todos e a todas”, afirmou Pedro Gerolimich, um dos organizadores do evento. A declamação era livre e um varal de poesia com textos de Sérgio Vaz, Manuel Bandeira e Fernando Pessoa, entre outros dava uma “forcinha” aos que não tinham uma em mente. A dona de casa Márcia Almeida Cruz, 57 anos, moradora em Araçatiba, preferiu apenas olhar as apresentações. Segundo ela, estas manifestações são importantes para a cidade. “Gosto de poesia e acho importante este tipo de evento. A timidez não me deixa participar, mas estou adorando”, comentou.

O médico cubano Luiz Manoel, que atende no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, através do Programa “Mais Médicos”, também declamou poesia. A iniciativa, segundo ele, ajuda na união entre as pessoas e no intercâmbio cultural. “Acredito que quem participa destes eventos fica mais feliz, as pessoas trocam ideias e faz com que o povo se sinta melhor”, destacou.

Além das poesias e músicas, as apresentações de dança tiveram seu espaço garantido no Sarau. Teve participante imitando Michael Jackson e outro fazendo demonstração de street dance. Foi uma noite de diversidade cultural e que contou ainda com a presença da drag queen e Rainha LGBT Maricá, Lunah Verdan, que aproveitou para convidar a todos a participar da terceira parada LGBT, que acontecerá neste domingo (13/12) no Centro da cidade.

  

DSCN1323DSCN1364

DSCN1373DSCN1387

DSCN1401DSCN1407

DSCN1410DSCN1426

DSCN1294DSCN1296DSCN1441 

Mais fotos em https://www.facebook.com/helenarosely.fagundespellegrino/media_set?set=a.10201106948233361&type=3&pnref=story

Dezembro 11, 2015 Posted by | arte, cultura, Dança, jornalismo, Lazer, literatura, Maricá, musica, projeto cultural, Sarau da Utopia, shows e eventos, social | Deixe um comentário

Prefeitura de Maricá lança “Sarau da Utopia” nesta quinta-feira

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Arte – Manuelle Oliveira

Para incentivar o hábito pela leitura no município, a Prefeitura de Maricá lança nesta quinta-feira (05/11) o projeto “Sarau da Utopia” com batalhas de poesias, leituras dramatizadas, apresentações musicais e doação de livros. A iniciativa integra o pré-lançamento do Festival Internacional da Utopia, que acontecerá em junho de 2016 na cidade. Organizado pela Secretaria Municipal Executiva de Políticas Sociais, o projeto será realizado toda 1ª quinta-feira do mês, às 18h, em frente ao Mercado das Artes (Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro), com uma agenda cultural diversificada.

A programação de estreia contará com uma roda cultural de rap com Felippe Miranda, show da Música Popular Brasileira (MPB) com o grupo Amigos da Cultura, contação de histórias ciganas, apresentação de poesias sociais em ritmo de funk com o MC Meia Noite, leitura dramatizada com o escritor Manoel Lago, além da “Libertação de Livros”, parceria do projeto “Livro de Rua” com a Secretaria de Políticas Sociais, onde serão disponibilizados 500 títulos entre contos, crônicas, poesias e romances. As obras serão colocadas em um estande e qualquer pessoa poderá ler e levar os livros, sem precisar de cadastro. A única exigência é não deixar o livro guardado e passá-lo adiante após a leitura.

O coordenador do Festival da Utopia, Pedro Gerolimich, explica que o objetivo do sarau é criar uma identidade cultural na cidade e incentivar os moradores a serem protagonistas deste processo. “O hábito da literatura qualifica a pessoa que se expressa melhor, amplia o desenvolvimento na escola, se impõe no mercado de trabalho, entre outros benefícios proporcionados pela leitura”, destaca o coordenador. “Quem se sentir a vontade pode declamar uma poesia, cantar uma música, tocar um instrumento. O importante é a interação da população”, completou Pedro.

Novembro 5, 2015 Posted by | arte, jornalismo, Lazer, literatura, Maricá, musica | | Deixe um comentário

“Uma Vida Só Não Basta” obra de Thiago Menezes será lançada na ABBA

Capa Oficial A Presidente da ACADEMIA BRASILEIRA DE BELAS ARTES, Acadêmica Iracy Carise, convida V.Exa. e Exma. Família para nossas atividades do mês de setembro com o lançamento do livro“Uma Vida Só Não Basta” (Memórias de um jovem conde aventureiro e cinéfilo) de nosso Acadêmico Honoris Causa Thiago de Menezes, Presidente da FALASP e da ‘Academia de Letras Menotti del Picchia’, e palestra de nosso convidado Dr. Abílio Kac, médico e Acadêmico da ‘Academia Brasileira de Médicos Escritores’, que discursará sobre o tema  “Oswaldo Cruz, o Saneador”. Seguida de homenagens da FALASP e chá Acadêmico de confraternização ao final do evento.

Dia 10 de setembro de 2015 (quinta-feira), às 16 hs.

Traje: Social completo – Obs.: Aos Acadêmicos solicitamos o uso do Medalhão, joia da Academia – não se faz necessário o uso da capa acadêmica.

Aguardamos sua presença!

Rua Teixeira de Freitas nº 5 – 3º andar (Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro), esquina de Augusto Severo, Glória, Rio de Janeiro – RJ.

Convite ABBA Setembro 2015

Setembro 8, 2015 Posted by | jornalismo, literatura | , | Deixe um comentário

Itapira/SP reverencia literatura

Itapira reverencia literatura O Clube do Livro “Outra Xícara por Favor” promoveu em Itapira, SP, a III Edição da Feira de Troca de Livros Beneficente que reuniu um grande público na tarde desse domingo, 26 de julho. O escritor e jornalista Thiago de Menezes compareceu e doou alguns de seus lançamentos editados nos anos de 2014 e 2015, com destaque no livro “Desvendando o Sítio do Pica Pau Amarelo”, que foi muito elogiado pela crítica. Na foto, ele posa com o Prefeito Municipal de Itapira, José Natalino Paganini (PSDB) e com a atriz e professora Juliana Avancini, diretora da Cia. de Teatro “Paulino Santiago”. Na pauta da conversa, o legado deixado na cidade por Menotti Del Picchia e o retorno das atividades das duas academias literárias de Itapira, a “Academia Itapirense de Letras e Artes – AILA” e a “Academia de Letras Menotti Del Picchia”, fundadas, respectivamente em 1993 e 1996. (Press FALASP Assessoria de Imprensa)

Julho 27, 2015 Posted by | cultura, jornalismo, literatura | , | Deixe um comentário