Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

CEU de Maricá divulga programação de atividades

Fonte: Prefeitura Municipal de Maricá

Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) Marco Antônio Cardoso Siqueira: Programação semanal inclui teatro, ballet, jazz, contação de histórias, aulas de reforço e artesanato, nos turnos manhã e tarde

Imagem da fachada do Centro de Artes e Esportes Unificados Atividades esportivas são oferecidas gratuitamente no CEU, na Mumbuca – Foto: Michel Monteiro

O Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) Marco Antônio Cardoso Siqueira, localizado na Mumbuca, da Secretaria de Cultura, está promovendo uma série de atividades para pessoas de diversas idades. A programação semanal é permanente e inclui teatro, ballet, jazz, contação de histórias, aulas de reforço e artesanato, com aulas nos turnos da manhã e tarde.

Confira abaixo a relação:

Segunda-feira

Ballet clássico – Profa. Dayanna – 6 a 9 anos – 15h às 16h (turma fechada)

Ballet clássico iniciante – Profa. Dayanna – 6 a 9 anos – 16h às 17h

Ballet Moderno/Contemporâneo – Prof Leandro – a partir 13 anos de  – 17h às 19h

Terça-feira

Ballet Clássico – Profa. Dayanna – 6 a 9 anos – 9h às 10h (turma fechada)

Ballet clássico iniciante – Prof Dayanna – a partir de 06 a 09 anos 10h as 11h

Ballet iniciante – Prof Leandro – 8 a 12 anos – 14h às 15h

Ballet Intermediário – Prof Leandro – 8 a 12 anos – 15h às 16h (turma Fechada)

Jazz intermediário – Prof Leandro – 8 a 12 anos – 16h às 17h

Ballet adulto Intermediário – Prof Leandro – 17h às 18h

Jazz adulto intermediário – Prof. Leandro – 18h30 às 19h30

Quarta-feira

Maquiagem – Prof Lunah – a partir de 14 anos – 13h às 14h

Ballet clássico – Profa Dayanna – 6 a 9 anos – 15h às 16h (turma fechada)

Ballet clássico iniciante – Profa. Dayanna – de 6 a 9 anos 16h às 17h

Teatro Infantil – Prof Washington – 8 a 13 anos – 17h às 19h

Quinta-feira

Ballet clássico – Prof Dayanna – 6 a 9 anos – 9h às 10h (turma fechada)

Ballet clássico iniciante – Prof Dayanna – a partir de 6 a 9 anos 10h às 11h

Ballet iniciante – Prof Leandro – 8 a 12 anos – 14h às 15h

Maquiagem –  Prof Lunah  –  a partir de 14 anos – 11h às 12h

Ballet Intermediário – Prof Leandro – 8 a 12 anos – 15h às 16h (turma Fechada)

Jazz intermediário – Prof. Leandro – 8 a 12 anos – 16h às 17h

Ballet Intermediário – Prof. Leandro – a partir 13 anos – 17h às 18h

Ballet Juvenil – Prof. Leandro – 10h às 11h – 10 a 12 anos

Sexta-feira

Ballet Clássico Iniciante – Prof. Leandro –  a partir 12 anos – 15h às 16h

Jazz iniciante – Prof. Leandro – a partir 12 anos – 16h às 17h

Ballet moderno/contemporâneo – Prof. Leandro – a partir de 13 anos – 17h às 19h

Teatro juvenil – Prof. Washington – 14 a 17 anos – 18h30 às 20h30

Teatro Adulto – Prof. Washington – a partir de 18 anos – 20h30 às 22h30

Outras atividades

Pintura em tecido – Profº Míriam – a partir 10 anos –  19h às 21h  –  (segunda-feira)

Contação de Histórias (Biblioteca)  – Bruno Marçal – a partir de 12 anos – 18h às 19h30 (quarta-feira)

Aula de reforço – Profa. Carolina – 3º ao 5º (Ensino Fundamental I), 6º ano (Ensino Fundamental II – Exceto Matemática) – 9h às 10h e 10h às 11h/ 13h às 14h, 14h às 15h e 15h às 16h – (somente quarta e sexta)

Pet apliquet – Profª Miriam – a partir 14 anos –  (quarta-feira, de 9h às 11h, e quinta-feira, de 14h às 16)

Aula de reforço – Profa. Carolina – 3º ao 5º (Ensino Fundamental I), 6º ano (Ensino Fundamental II –– Exceto Matemática) – 9h às 10h e 10h às 11h/13h às 14h, 14h às 15h e 15h às 16h (terça-feira)

Pintura em tecido – Profa. Míriam – a partir 10 anos –  9h às 11h e 14h às 16h  (terça e sexta-feira).

De segunda à quinta:

Desenho Artístico – Profa. Marlon – a partir 7 anos – 9h30 às 10h30h e 10h30 as 11h30/ 14h às 15h  e 15h às 16h.

Para se inscrever, as pessoas devem levar cópia de Identidade, CPF e comprovante de residência. As inscrições, que são gratuitas, estão sendo feitas no local, das 9h às 17h. O Centro de Artes e Esportes Unificados Marco Antônio Cardoso Siqueira (CEU), fica na Rodovia Amaral Peixoto, s/n. Km. 27,5, Mumbuca. Tel: 2637-2713.

Março 9, 2017 Posted by | arte, artesanato, cultura, Dança, esportes, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural, Teatro | , , , | Deixe um comentário

Art Popular, Revelação, Leandro Sapucahy, Swing e Simpatia comandam Carnaval de Maricá 2017

Está tudo pronto para o Carnaval de Maricá. A Prefeitura, através da Secretaria de Turismo, organiza uma festa com shows gratuitos de Art Popular, Revelação, Leandro Sapucahy, Swing e Simpatia, Claudinho Guimarães, da Escola de Samba União de Maricá, além de artistas da região, como Fulia do Pimenta, Rafael Caçula, Agura’s Bands, Forró Brasil, Bruno Berner, Tô Kerendo, Samba dos Manos, Jô Borges, Me Puxa, Samba.com, Tá Tudo Em Casa, Moniquinha Ângelo e Amakina, que se apresentarão de 25 a 28/02 em 16 palcos espalhados pela cidade.

Bruno Berner CLAUDINHO GUIMARÃES

GRUPO TO KERENDO JÔ BORGES

LEANDRO SAPUCAHY - FOTO FERNANDO SILVA MONIQUINHA

RAFAEL CAÇULA SAMBA DOS MANOS

SAMBAPONTOCOM Swing e Simpatia

A novidade deste ano é a criação da Passarela do Samba, por onde desfilarão os 18 blocos que saem pelas ruas do Centro – ao todo, serão 75 blocos carnavalescos nos quatro distritos. O ponto principal é a Rua Abreu Rangel.

De 25 a 28/02, acontecem os shows em 16 palcos espalhados pela cidade. No Centro, se apresentam Rafael Caçula, Jô Borges e Samba dos Manos (dia 25), Art Popular (26), Rickson Maioli (27) e Revelação (28). Em Ponta Negra, a programação conta, respectivamente, com Claudinho Guimarães, Swing e Simpatia, Me Puxa e Leandro Sapucahy. Na Passarela do Samba, além dos desfiles dos blocos, acontece o Baile Infantil no domingo, dia 26, às 17h. Já a Escola de Samba União de Maricá se apresenta na terça-feira (28), às 23h.

A programação contará ainda com a Banda Sinfônica Ambulante (Centro); Bruno Berner, Samba.com, Moniquinha Ângelo e Me Puxa (São José do Imbassaí); Tô Kerendo e Rafael Caçula (Inoã); Bruno Fortes e Fulia do Pimenta (Santa Paula); Agura’s Bands (Minha Casa Minha Vida de Itaipuaçu); AMAKINA e Samba dos Manos (Praia do Francês); entre outros.

Os palcos serão instalados no Centro (Praça Orlando de Barros Pimentel) e Passarela do Samba (Rua Abreu Rangel), São José do Imbassaí (quadra do Dínamo), Inoã (Travessa Flamengo), Santa Paula (Estrada de Cassorotiba), Residencial Carlos Alberto Soares de Freitas – Minha Casa Minha Vida de Inoã (Rua Leonardo José Antunes), Barra de Maricá (Praça da Divinéia), Praia de Cordeirinho (Rua 91), Bambuí (Praça Lucas Peão), Ponta Negra (Avenida Litorânea), na Praia de Jaconé, além de Itaipuaçu com palcos no Residencial Carlos Marighella (Minha Casa Minha Vida – Rua Antônio Neiva), na Praia do Francês (Rua 83), Rua Professor Cardoso de Menezes (antiga Rua 1) com Avenida da Praia, Praça dos Gaviões (Avenida Zumbi dos Palmares) e Praia do Recanto.

Fevereiro 22, 2017 Posted by | Carnaval 2017, Carnaval de Maricá 2017, jornalismo, Lazer, Maricá, turismo | , | Deixe um comentário

Maricá: laboratório brasileiro da ‘renda básica universal’

fonte: Revista Isto é

A primeira moeda social virtual do Brasil foi lançada há três anos - AFP A primeira moeda social virtual do Brasil foi lançada há três anos – AFP

Cliente usa o cartão Mumbuca em uma farmácia de Maricá - AFP Cliente usa o cartão Mumbuca em uma farmácia de Maricá – AFP

O vermelho está em praticamente todos os prédios públicos de Maricá, cidade de 150 mil habitantes na Região dos Lagos que se tornou laboratório da implantação progressiva de um programa de renda básica universal.

“Falta criatividade no mundo, e Maricá tem a singela pretensão de dar o exemplo de uma cidade que sabe redistribuir suas riquezas”, declarou, orgulhoso, o ex-prefeito petista Washington Quaquá (2008-2016).

Abalado pela recessão e pelos escândalos de corrupção, o PT sofreu uma derrota histórica nas eleições municipais de outubro passado. Em Maricá, porém, depois de dois mandatos consecutivos, Quaquá conseguiu eleger seu herdeiro político, Fabiano Horta.

“Somos um laboratório para a esquerda brasileira”, insiste esse ardoroso admirador de Che Guevara, em seu escritório repleto de imagens do líder revolucionário.

Em breve, um hospital local que está em construção receberá o nome do célebre argentino.

Há três anos, Quaquá lançou o Mumbuca, a primeira moeda social virtual do país. Graças a um cartão magnético – vermelho -, os beneficiários do programa recebem um “complemento de renda” para comprar artigos de primeira necessidade em algumas lojas.

Dinheiro do petróleo para todos

No final de 2015, no âmbito dessa iniciativa, Quaquá lançou um projeto de “Renda Básica de Cidadania” (RBC), dedicado a beneficiar os moradores de Maricá, incluindo os bebês.

A experiência chamou tanta atenção que a revista britânica The Economist dedicou uma matéria a esse projeto ainda embrionário.

De qualquer modo, ainda se está longe, por exemplo, da promessa de renda universal de 750 euros por mês que o candidato socialista à eleição presidencial na França Benoît Hamon pretende implantar gradualmente em dois mandatos.

Hoje, apenas as 14 mil famílias mais carentes de Maricá têm acesso a uma “RBC” modesta de 10 Mumbucas, o equivalente a R$ 10. Essa quantia se soma aos R$ 85 em benefícios sociais mensais concedidos a essas famílias.

No caso dos jovens de 14 a 29 anos e das grávidas de baixa renda, é possível acumular outros benefícios, cujo valor é sempre depositado no cartão Mumbuca.

A prefeitura quer aumentar a RBC para R$ 100 até o fim deste ano, mas ainda não se pronuncia sobre um cronograma para sua universalização.

Apesar da recessão no país desde o início de 2015, o atual prefeito espera financiar integralmente o projeto, já contando com a receita proveniente do pré-sal. Horta tem a expectativa de vê-la “aumentar de maneira exponencial nos próximos dez anos”, graças, entre outros, ao “Campo Lula”, um campo em águas profundas descoberto perto de Maricá.

“A equação fundamental consiste em fazer esse dinheiro circular nas camadas populares, estimulando a economia local”, explica o prefeito.

‘Cultura do assistencialismo’

Por enquanto, apenas 131 lojas locais aceitam o Mumbuca, menos de 10% do total, admite a prefeitura. Os comerciantes alegam que são reembolsados pelo governo apenas entre 30 e 40 dias após as compras feitas pelos titulares do “cartão vermelho”.

“Graças ao Mumbuca, eu consigo comprar alguns remédios e produtos de primeira necessidade, mas a carne continua muito cara”, lamenta Paula Pereira, de 34 anos, que deixa a padaria com garrafas de leite compradas com o benefício.

O vereador da oposição Filippe Poubel (DEM) denuncia a instauração de uma “cultura de assistencialismo”.

“As pessoas querem trabalhar, ganhar seu próprio dinheiro com dignidade. Elas seriam bem mais felizes, se a prefeitura criasse esses empregos e lhes oferecesse atendimento decente no hospital”, criticou.

“Os ricos adoram ganhar milhões em benefícios fiscais, mas ficam furiosos quando a gente quer dar R$ 100 para os pobres”, rebate Washington Quaquá.

Em abril deste ano, ele irá à França para falar de seu programa de renda universal, a apenas alguns dias do primeiro turno das eleições presidenciais.


assista a matéria completa aqui:
https://www.youtube.com/watch?v=7FnkI9WtC84&feature=youtu.be 

Fevereiro 15, 2017 Posted by | Maricá | , , , | Deixe um comentário

Prefeito eleito e diplomado de Maricá, Fabiano Horta (PT) apresenta secretariado de governo a partir de 2017

Novo secretariado da Prefeitura de Maricá é apresentado

O prefeito eleito e diplomado de Maricá, Fabiano Horta (PT), anunciou nesta quinta-feira (29/12), na Casa Darcy Ribeiro, em Cordeirinho, a composição do governo que irá gerir a cidade a partir de 1º de janeiro de 2017. A nova estrutura da administração municipal traz uma redução das atuais 35 secretarias para 21. O corte representa uma economia de R$ 222,9 mil. A redução nos cargos comissionados é de 15% e segue regime de austeridade fiscal refletindo o momento econômico atual. A nova organização está definida na Lei Complementar nº 282/2016.

O novo secretariado reúne quadros técnicos e políticos com experiências em suas áreas e é composto em sua grande maioria de maricaenses. As mulheres também ganham destaque na nova administração com papel importante na Secretaria de Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher. As políticas para a Terceira Idade também estão mantidas.

A posse de Horta acontece no dia 1º de janeiro, às 18h, em cerimônia da Câmara de Vereadores no Colégio Cenecista de Maricá. O prefeito afirmou que fará um governo próximo das pessoas e com justiça social. “Quero ser desafiado para que essa gestão tenha uma marca absoluta. As pessoas que precisam do público devem ter acesso ao serviço público. Não sou administrador de empresas. Sou agente público, gestor público. Vamos organizar as contas, planejar e tocar as políticas para os cidadãos”, disse.

Horta destacou o perfil dos novos secretários e pediu aos gestores que o espírito público predomine no exercício da função pública. “Aqui está uma composição de forças políticas, reconhecimento de natureza técnica e pessoas com capacidade para construir Maricá. Não tenho dúvidas que os próximos 20 anos da cidade serão projetados nestes próximos quatros anos”, afirmou.

Secretariado de Governo para 2017 em Maricá Foto FERNANDO SILVA 01

A nova estrutura terá as seguintes secretarias:

I – SECRETARIAS:

a) Secretaria de Administração – Márcio Mauro Leite de Souza, 40 anos, morador de Maricá, administrador, já ocupou os cargos de Secretário Executivo de Governo e Secretário Municipal de Controle Interno e Fiscalização de Maricá, Secretário Adjunto de Controle Interno do Município de Nova Iguaçu, Subsecretário de Gestão Pública – da Secretaria de Controle Interno, Chefe do Setor de Compras e Licitação e Presidente da CPL do Comando Militar Leste.

b) Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca – Júlio César Silva Santos, 40 anos, advogado, pecuarista, morador de Maricá há 22 anos, pós-graduado em Direito Civil pela Faculdade Estácio de Sá e Fomento Mercantil pela Anfac.

c) Secretaria de Assistência Social – Jorge Luiz Cordeiro da Costa (Castor), 64 anos, natural de Maricá, formado em Administração de Empresas, vereador, ocupou os cargos de Secretário de Comunicação, Ouvidor Geral, Secretário de Governo, Chefe de Gabinete, Secretário Geral de Fiscalização e Secretário de Assistência Social de Maricá.

d) Secretaria de Comunicação, Ciência e Tecnologia – Sérgio Luiz de Oliveira Mesquita, 59 anos, morador de Maricá há 25 anos, servidor público federal, cursos em Gestão de Projetos Culturais pela UERJ, em Gestão Pública pela Fundação Perseu Abramo e em Gestão de Projetos Habitação, ocupou os cargos de Secretário de Cultura (2013/2014) e Assessor de Projetos Especiais da Secretaria de Habitação (2015/2016) na Prefeitura de Maricá.

e) Secretaria de Cultura – Andrea Cunha, 46 anos, natural de Maricá, formada em Ciências Sociais com habilitação em Produção em Políticas Culturais; Artista plástica; formada em Arte e Educação e Mídia e Educação, desenvolveu projetos culturais em escolas públicas e participou da direção executiva de Cultura e Juventude do Partido dos Trabalhadores (PT) de Maricá.

f) Secretaria de Conservação – Adelso Pereira, 52 anos, natural de Maricá, professor primário. Foi vereador por quatro mandatos, subsecretário de Iluminação Pública de 2009 a 2012 e Secretário Municipal de Iluminação Pública de 2013 a 2016.

g) Secretaria de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Petróleo – Alan Aparecido Novaes de Alves, 40 anos, advogado, oriundo do movimento estudantil, ocupou os cargos de Secretário de Urbanismo e Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano de Maricá, Chefe de Gabinete da Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Rio de Janeiro e Ouvidor do INEA.

h) Secretaria de Economia SolidáriaAndré Braga 55 anos, metalúrgico e sindicalista, presidente do Partido dos Trabalhadores do Rio de Janeiro (capital), Secretário de Economia Solidária de Maricá desde maio de 2015.

i) Secretaria de Educação – Professora Adriana Luíza da Costa, 52 anos, natural de Maricá, professora da rede pública estadual, ocupou os cargos de Diretora de Escolas do Estado, como Colégio Elisiário Matta, e Município e Secretária Municipal de Educação.

j) Secretaria de Esporte e Lazer – Filipe Dias Bittencourt, 34 anos, natural de Maricá, contador, é vereador e já ocupou o cargo de Secretário de Transporte.

k) Secretaria de Obras – Marcos Câmara Rebelo, 38 anos, morador de Maricá há 4 anos, engenheiro civil, ocupou diversos cargos na administração pública entre eles Secretaria de Urbanismo, Meio Ambiente e Obras. Por último, esteve à frente da Secretaria Executiva de Infraestrutura de Maricá.

l) Secretaria de Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher – João Carlos de Lima (Birigu), 52 anos, ocupou os cargos de Subsecretário de Cultura em Maricá, Subsecretário de Economia Solidaria do Rio de Janeiro, e coordenador do projeto de implantação das lonas culturais no Estado do Rio de Janeiro.

m) Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão – Leonardo de Oliveira Alves, 40 anos, administrador público, pós-graduado em Gestão Pública pelo IBMEC, já ocupou os cargos de Diretor da Telebras e Chefia de Gabinete Parlamentar em Brasília.

n) Secretaria de Políticas para a Terceira Idade – Lezirée Rejane Figueiredo, 57 anos, moradora de Maricá, doutora em Administração Pública pela FGV e Universidade Ohio (EUA); ocupou diversos cargos na Prefeitura de Maricá, entre eles, o de Secretária do Idoso.

o) Secretaria de Saúde – Dra. Simone Costa Silva, 46 anos, natural de Maricá, médica, especialista em Geriatria e Pneumologia, mestre em Gerontologia, é Diretora Geral do Hospital Conde Modesto Leal e Diretora Geral do SAMU Maricá.

p) Secretaria de Segurança Pública e TrânsitoCelso Almeida Netto, 55 anos, natural do Rio de Janeiro, já ocupou os cargos de Secretário de Transportes de Mesquita/RJ e Procurador Geral do Município de Mesquista/RJ.

q) Secretaria de Trabalho Paulo Alberto Fatigati de Carvalho, 61 anos, morador de Maricá há 14, já ocupou os cargos de Secretário de Articulação Política de Maricá; Assessor da Presidência da Casa da Moeda; Subsecretário de Criança e Adolescente do Governo do Estado do Rio de Janeiro e Superintendente de Prevenção à Dependência Química do Estado do Rio de Janeiro.

r) Secretaria de Transporte – será anunciado na próxima semana

s) Secretaria de Turismo – Robson Dutra da Silva, vereador por quatro mandatos

t) Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente – Adyr Ferreira da Motta Filho, 71 anos, já ocupou os cargos de vereador de Niterói, Secretário Regional e Secretário de Urbanismo em Niterói em duas oportunidades e também Assessor da Prefeitura de Maricá para Assunto do Plano Diretor.

u) Secretaria Geral e de Governo – Renato Machado, 37 anos, natural de Maricá, empresário da construção civil e foi Secretário Municipal de Assuntos Religiosos.

Autarquias, Fundações e Empresas Públicas

CODEMAR: José Orlando, 53 anos, morador de Maricá há 20 anos, contador e Mestre em Engenharia de Produção.

Controladoria Geral do MunicípioJoab Santana de Carvalho, 43 anos, morador de Maricá há 6 anos, ocupou os cargos de Controladoria Geral de Maricá; Analista de Economia e Finanças do Ministério da Cultura; Assessor de Auditoria do Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro; Sub-Controlador da Prefeitura de São Gonçalo (2004) e Diretor de Auditoria da Prefeitura de Magé.

Procuradoria Geral – Fabrício Porto, 40 anos, advogado, ocupou o cargo de Sub-procurador Geral por seis anos e nos últimos dois anos ocupou o cargo de Procurador Geral do Município de Maricá.






Coordenação de Comunicação

Prefeitura de Maricá

Dezembro 29, 2016 Posted by | jornalismo, Maricá, política | , , , | Deixe um comentário

Maricá: Jubileu de Ouro da capela de Nossa Senhora das Graças em Ponta Negra

Fonte: Maricá Conte uma História

Ontem, domingo dia 27 de novembro de 2016, a comunidade de Ponta Negra foi agraciada com um momento ímpar. Em plena Praça pública foi exibido um documentário em comemoração ao Jubileu de Ouro da capela e ao centenário de nascimento do Capital José Caetano de Oliveira, seu fundador.

 

O documentário foi produzido pelo neto do Capitão, Eduardo Brantes, e emocionou a todos presentes.
Também se encontra à venda na capela o livro escrito pelo Capitão "Onde e quando encontrei Deus".
A família do Capitão estava presente.

 

https://www.facebook.com/maricaconteumahistoria/videos/pcb.1401946936512563/1401946273179296/?type=3&theater assista aqui momentos do Jubileu de Ouro da Capela de Nossa Senhora das Graças em Ponta Negra, Maricá RJ

Um pouco da história em fotos:

 

 

Novembro 28, 2016 Posted by | jornalismo, Maricá, religioso, turismo | | Deixe um comentário

Jornalistas conquistam a primeira vitória na preservação da casa de Maysa Monjardim em Maricá

A belíssima e exótica construção em Cordeirinho foi o refúgio de Maysa Monjardim

DSCN0891 Após encontro dos mais renomados jornalistas de Maricá (Rosely Pellegrino, Pery Salgado, Paulo Celestino e Gilson Barcellos), juntamente com a coordenadora Cultural da Secretaria Municipal de Cultura de Maricá Claudia Schulz, na quinta feira 17 de novembro na residência de Maysa Monjardim, foi constatada a agressão imobiliária que o patrimônio da Cultura de Maricá e do Brasil está sofrendo com construções irregulares em uma de suas laterais, tirando a privacidade da casa onde era o refúgio do ícone da nossa MPB – Maysa Monjardim, estes resolveram se unir e "compraram" a briga do filho de Maysa, o diretor de tv, Jayme Monjardim, que declarou ao jornalista Paulo Celestino (seu amigo pessoal), que estava triste e desmotivado e por este motivo não vinha mais à Maricá para curtir a casa onde passou sua adolescência, devido ao descaso da atual prefeitura em tentar preservar este patrimônio da cultura nacional.

A casa está preservada, está linda, é de uma beleza de construção exótica, diferente do que vemos pela orla das cidades brasileiras, além de ter um jardim belíssimo e móveis que foram usados por Maysa no seu refúgio de vida. A parte da família Monjardim está muito bem feita e preservada por dedicados funcionários que trabalham e mantém o local.

O problema, é que numa das laterais, onde o prefeito Washington Siqueira, o Quaquá, garantiu que seria construída uma praça, até hoje, isso não aconteceu e em parte deste terreno de esquina das ruas Santa Sofia (antiga 89), com avenida Maysa Monjardim (antiga RJ 102) no bairro de Cordeirinho, algumas construções começaram a ser feitas.

Nossa reportagem esteve no local e verificou que o prédio que hoje tira a privacidade da casa de Maysa Monjardim e que degrada visualmente o local, é de propriedade da irmã do vereador Bidi.

DSCN0796DSCN0794

DSCN0861

Jornalistas estiveram no local e abraçaram a causa de preservação do patrimônio cultural do município

Na tarde da segunda feira 21 de novembro, após a sessão da Câmara, os jornalistas Paulo Celestino (Gazeta) e Pery Salgado (Barão de Inohan), estiveram com o vereador Bidi, explicaram a situação e após relatos do vereador também explicando o que aconteceu no local, conseguiram do vereador a promessa de que em muito breve, serão levantadas três paredes na parte traseira do prédio (que dá visão direta para casa de Maysa) com tijolos vazados de máxima inclinação, sem tirar a ventilação necessária aos atuais habitantes do prédio, mas devolvendo de imediato a privacidade à casa de Maysa Monjardim.

Sobre a praça, o jornalista Paulo Celestino ficou responsável de falar diretamente com o prefeito de Maricá, para ver quais os procedimentos que poderão ser adotados para que a parte não construída do terreno, vire efetivamente uma praça, compondo com o conjunto arquitetônico da casa de Maysa Monjardim.

O vereador Bidi se comprometeu em construir o mais breve possível paredes com tijolos vazados de máximo inclinação para dar privacidade a casa de Maysa Monjardim.

Novembro 22, 2016 Posted by | cultura, denuncia, jornalismo, Maricá, projeto cultural, Urbanização | , | Deixe um comentário

Orquidário Maricaense irá realizar grande Exposição de Orquídeas e plantas ornamentais no início de dezembro em Maricá

O berço do Orquidário Imperial é a cidade de Maricá, no Estado do Rio de Janeiro

arte

Originalmente adotamos o nome de Orquidário Maricaense em função de nossa primeira área de produção estar sediada nesta cidade.

Maricá é circundada por grandes municípios: Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Saquarema. Todas, cidades muito populosas que acessam Maricá por intermédio de boas rodovias, desfrutando assim de um amplo complexo lagunar, praias e também opções campestres.

E este é o momento e esta é a hora! O Orquidário Imperial, em parceria com a Secretaria Adjunta de Cultura, Ciência e Tecnologia e com a Prefeitura de Maricá, organizam mais uma Exposição & Venda de Orquídeas e plantas ornamentais.

A Exposição acontecerá nos dias 02 a 04 de Dezembro de 2016, na praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, no centro. A praça principal da cidade, onde também se encontra a Casa de Cultura e a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Amparo.

Convidamos a todos os clientes e amigos para este evento, que promete uma grade de oficinas de cultivo de Orquídeas, Cactos e Suculentas, Rosas do Deserto e muito mais! E tudo isso gratuitamente!

Divulgaremos os dias e os horários das oficinas diretamente em nossa pagina no Facebook. Ainda não nos adicionou? É só procurar por Orquidário Imperial! https://www.facebook.com/orquidarioimperial

Venha e traga toda a sua família! Prometemos uma grande festa!

Além de Orquídeas e Bromélias, o visitante poderá adquirir cactos & suculentas, bonsais, temperos, rosas do deserto, e plantas ornamentais em geral. Material de cultivo e atenção especial são garantidos.

E quem está longe, não deixe de acompanhar todas as nossas novidades diretamente em nosso site em www.orquidarioimperial.com

Se você lendo esta mensagem em alguma rede social e quer receber todos os nossos emails com informações, dicas de cultivo, divulgação de exposições e promoções exclusivas, não deixe de se cadastrar com apenas dois cliques no seguinte link:

https://business.facebook.com/orquidari…/…/175978879231314/…

Novembro 22, 2016 Posted by | cultura, Exposições, jornalismo, Lazer, Maricá, oficinas culturais, projeto cultural, social, turismo | , , | Deixe um comentário

Palestras, exposições, homenagens, oficinas e filmes, no primeiro dia em comemoração ao Mês da Consciência Negra em Maricá

Mês da Consciência Negra 

Com uma programação recheada de atividades, as comemorações do Mês da Consciência Negra tiveram início na manhã de hoje (18/11), no Cinema Público Municipal Henfil, Centro. Palestras, debates, exposições da cultura afro, oficinas e exibição de um documentário "Cais do Valongo – Sangra da Terra" que mostra a descoberta de valongos onde viviam negros, que estavam escondidos no centro do Rio e foram redescobertos com as obras do Porto Maravilha. Ah, a programação está distribuída em dois dias. Hoje, sexta-feira, e domingo (20/11). O evento, organizado pela Secretaria Adjunta de Direitos Humanos, através da Coordenadora de Diversidade Racial, tem participação de estudantes e entidades do movimento negro da cidade.

DSCN0990DSCN0993

 

Na programação: exposição de fotos e artes plásticas, oficina de grafite, de tranças e turbantes, palestras e contação de histórias, entre outras ações. A abertura oficial aconteceu com a presença de autoridades, alunos da rede publica e defensores da causa.

DSCN1044DSCN1041

Destaque para a palestra “A herança africana de Maricá”, proferida pela historiadora Renata Gama.

DSCN1076

Na sequência, será feita oficina de língua Banto, mostrando a influência no português falado no Brasil e às 11h30 começam as mesas de palestras:
Lei 10.639, com Sandra Gurgel; Anemia Falciforme, com Marton e Luciane Vieira.
– Liberdade Religiosa – Basta de Intolerância Religiosa, com o pastor Oliver Goiano e a Ialorixá Rosinha de Oxum.

– Mulher Negra – Carolina Rocha

– Genocídio da Juventude Negra – Marcelo Monteiro

– A influência Africana na nossa culinária

DSCN0964DSCN0966

DSCN0967DSCN0968

DSCN0969DSCN0970

DSCN0971

DSCN1072DSCN0972

DSCN1047DSCN1049

DSCN1066DSCN0974

DSCN0977DSCN1000

DSCN1001DSCN0980

DSCN0984DSCN1081

DSCN0992DSCN1006

DSCN1007DSCN1017

DSCN1022DSCN1027

DSCN1003DSCN1006

DSCN1009DSCN1047

DSCN1074DSCN1075

Na parte da tarde será feita, a partir de 13h, uma homenagem aos que contribuíram para engrandecer a imagem do negro e da cultura afro brasileira em Maricá, seguida de feijoada com roda de samba e de apresentação de danças afro e percussão por parte de alunos de escolas municipais. Das 17h às 22h será a vez das atividades culturais, com capoeira, roda de rima hip-hop e de uma apresentação do projeto Sala Cult com o tema “Sou negro, soul Brasil”; com a Banda de Gigoga & Amigos da Cultura, da Escola de Samba União de Maricá e de um Baile Black. No domingo (20/11), a programação começa às 16h e vai até às 20h, com exposição de fotos e artes plásticas de negros e negras de Maricá, além de filme com debate (exibição do documentário); “Cais do Valongo Sangra da Terra”, do diretor Wavá de Carvalho).

Novembro 18, 2016 Posted by | direitos humanos, jornalismo, Maricá, social | | Deixe um comentário

Sábado tem feijoada na Aldeia Indígena de Maricá

Neste sábado, dia 19, das 14h as 17h, na Aldeia da Mata Verde Bonita tem Feijoada preparada na lenha, ao som do melhor MPB  e Samba de Raiz

Feijoada na Aldeia da Mata Verde BonitaDSCN0888

DSCN0915DSCN0799

DSCN0924DSCN0926

15027426_1522153734468533_3878807237591368872_n Tem samba de raiz e feijoada na Aldeia indígena Mata Verde Bonita ,com Dalva Alves, Leandro Junnhyor e Evaldo Risadinha… contamos com a sua presença

Venha conhecer a cultura indígena, e curtir a beleza da natureza ao som de uma boa música.

No local: Exposição e venda de artesanato indígena.
Estrada dos Macacos . São José.

Como chegar? Siga sentido vindo para Maricá, entre a direita no Km 19, Estrada dos Macacos, passar a ponte… seguir um pouco, na bifurcação… entrar a direita, seguir uns 200 mts +\-, olhando para direita, a entrada da Aldeia é do lado direito
De 14h as 17h.  Custo R$20,00(vinte reais) por pessoa.


Novembro 18, 2016 Posted by | culinária, cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, musica, shows e eventos, social, turismo | , | Deixe um comentário

Maricá realiza homenagens no mês da Consciência Negra

Dia da Consciência Negra em Maricá

Dia da Consciência Negra em Maricá 2

Prefeitura de Maricá, através da Secretaria Municipal Adjunta de Direitos Humanos e Participação Popular, e de sua Coordenadoria de Diversidade Racial, realizará nos próximos dias 18/11 (sexta-feira, das 9h às 22h) e 20/11 (domingo, das 16h às 22h), no Cinema Público Municipal Henfil, eventos comemorativos ao mês da Consciência Negra.

Mês da Consciência Negra A programação terá exposição de fotos e artes plásticas, oficina de grafite, de tranças e turbantes, palestras e contação de histórias, entre outras ações. A abertura oficial será às 10h, seguida da palestra “A herança africana de Maricá”, proferida pela historiadora Renata Gama.

Na sequência, será feita oficina de língua Banto, mostrando a influência no português falado no Brasil e às 11h30 começam as mesas de palestras:
Lei 10.639, com Sandra Gurgel; Anemia Falciforme, com Marton e Luciane Vieira.
– Liberdade Religiosa – Basta de Intolerância Religiosa, com o pastor Oliver Goiano e a Ialorixá Rosinha de Oxum.

– Mulher Negra – Carolina Rocha

– Genocídio da Juventude Negra – Marcelo Monteiro

– A influência Africana na nossa culinária

Na parte da tarde será feita, a partir de 13h, uma homenagem aos que contribuíram para engrandecer a imagem do negro e da cultura afro brasileira em Maricá, seguida de feijoada com roda de samba e de apresentação de danças afro e percussão por parte de alunos de escolas municipais. Das 17h às 22h será a vez das atividades culturais, com capoeira, roda de rima hip-hop e de uma apresentação do projeto Sala Cult com o tema “Sou negro, soul Brasil”; com a Banda de Gigoga & Amigos da Cultura, da Escola de Samba União de Maricá e de um Baile Black. No domingo (20/11), a programação começa às 16h e vai até às 20h, com exposição de fotos e artes plásticas de negros e negras de Maricá, além de filme com debate (exibição do documentário); “Cais do Valongo Sangra da Terra”, do diretor Wavá de Carvalho).

História

O mês da Consciência Negra é celebrado em novembro, com feriado no dia 20, data de morte de Zumbi dos Palmares (20/11/1695), líder do quilombo de mesmo nome e símbolo da resistência contra a escravidão. O quilombo dos Palmares foi fundado em 1597, na Serra da Barriga (AL) e, organizado, cumpriu seu ideal de liberdade e cidadania. Em 1695, o bandeirante Domingos Jorge Velho comandou a expedição que assassinou Zumbi e destruiu completamente o quilombo. Trezentos anos depois, em 20/11/1995, a data passou a ser considerada feriado nacional. A Marcha Zumbi dos Palmares contra o racismo e pela igualdade e a vida, realizada naquele ano, reuniu milhares de afrodescendentes em Brasília para recuperar o ideal de Zumbi e resgatar um exemplo de luta e organização pela emancipação do povo brasileiro.

Novembro 17, 2016 Posted by | direitos humanos, jornalismo, Lazer, Maricá | , | Deixe um comentário