Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Prefeitura de Maricá interrompe temporariamente transporte gratuito oferecido à população

Texto: Marcelo Ambrosio | Fotos: Fernando Silva

Em respeito à decisão do Tribunal de Justiça, por determinação do prefeito Washington Quaquá o transporte público gratuito, que beneficia diariamente milhares de pessoas desde dezembro do ano passado, será temporariamente interrompido.  O município lamenta a decisão, motivada pelo sindicato patronal das empresas de ônibus, que na prática impõe uma punição aos mais carentes por devolver esse enorme contingente de pessoas novamente à dependência dos caros e péssimos serviços prestados pelo monopólio que o sindicato representa. As recentes fiscalizações realizadas pelo poder público nessas empresas, cujo resultado foi a apreensão de dezenas de veículos que rodavam sem mínimas condições de segurança, são uma eloquente comprovação da necessidade de se dar fim a um modelo de concessão que tornou Maricá e seus moradores reféns de um grupo econômico.

A suspensão valerá até que sejam esclarecidas, junto ao Poder Judiciário, as dúvidas em relação à convergência entre itinerários da Empresa Pública de Transportes (EPT) e das concessionárias, uma vez que a medida judicial determina que os “vermelhinhos”  não circulem nos mesmos roteiros das linhas protegidas pela exclusividade. O serviço será retomado assim que os estudos de trajeto sejam concluídos pelos técnicos da autarquia de transportes. A Prefeitura também continuará recorrendo em todas as instâncias judiciais possíveis em defesa dos interesses dos seus munícipes.

O direito à mobilidade resgatado com a Tarifa Zero de Maricá é uma conquista de todos os moradores da cidade. Esse modelo os transformou em referência nacional na luta contra o enorme poder dos grupos que controlam o transporte público em todo o país. O compromisso do prefeito Washington Quaquá e de todo o governo com essas pessoas continua inalterado. A EPT não só vai continuar como o sistema será ampliado e melhorado até que todo o transporte municipal seja gratuito.

Agosto 19, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte | | Deixe um comentário

Prefeitura de Maricá flagra vários ônibus de concessionárias em situação irregular

Texto: Marcelo Ambrosio, Tiago Campello, Jorge André e Michele Tuzzi | Fotos: Fernando Silva

Ação foi acompanhada pelo prefeito Washington Quaquá e integra um conjunto de medidas adotadas pelo município para proteger os interesses da população

A Prefeitura de Maricá deflagrou nesta segunda feira (27/07), tanto na Rodoviária do Povo, no Centro, quanto no Terminal de Itaipuaçu, uma operação de vistoria completa de toda a frota de veículos das concessionárias que fazem o transporte público no município.  A ação foi acompanhada pelo prefeito Washington Quaquá e faz parte do conjunto de medidas adotadas pelo município para proteger os interesses da população, no qual a operação do transporte público gratuito, com os ônibus vermelhinhos da Empresa Pública de Transporte (EPT), é o principal ponto. Segundo o prefeito, a ação nasceu da intenção do governo de iniciar um processo de revisão completa de todas as concessões, dado o histórico de péssimos serviços prestados pelas empresas que há quarenta anos monopolizam o setor na cidade. No primeiro balanço da operação, entre 7h e 17h, os fiscais da EPT confirmaram denúncias de passageiros e autuaram ou apreenderam nada menos do que doze veículos, cinco da Viação Costa Leste e sete da empresa Nossa Senhora do Amparo.

“Sofremos uma derrota inicial na justiça, e em reação disso, tivemos que antecipar o nosso planejamento que determinava o uso do transporte público e gratuito para toda cidade”, afirmou o prefeito durante a ação na rodoviária. “Estamos fazendo uma operação padrão, tirando de circulação todos os ônibus das concessionárias que não tenham condições de circulação, que no caso é a maioria”, acrescentou. “Vamos também cassar as concessões para colocar ônibus públicos e gratuitos nos bairros. Então, de uma derrota judicial, nascerá uma vitória para a população de Maricá que é a retomada das concessões com 100% do transporte público no município”, completou o prefeito, anunciando também a aquisição de novos ônibus para ampliar a frota da EPT, atualmente com 13 ônibus. “Vamos comprar mais 30 e faremos a revolução da mobilidade urbana no município”, acrescentou.

A relação de irregularidades flagradas pelos fiscais é extensa e justifica o argumento do município em favor do fim das concessões atuais por má prestação do serviço. Em alguns pontos, claramente comprometiam a segurança dos passageiros transportados, com pneus carecas, extintores de incêndio com validade vencida, para brisas dianteiro trincado, tacógrafo (aparelho que registra a velocidade do veículo, cuja máxima é 60 km/h) com lacre violado e rampas de acessibilidades quebradas. Além disso, os veículos estavam com documentação irregular – um deles tinha vistoria vencida desde 2013 e outro transitava com uma cópia colorida do documento – e usavam placa de outro município, o que é irregular, entre outros exemplos. Depois de multarem, os fiscais determinaram que parte dos veículos fosse recolhida para as garagens. Quatro dos ônibus, com irregularidades mais graves, foram apreendidos e levados para o Pátio Legal da Prefeitura, em São José do Imbassaí.

A EPT disponibilizou dois reboques para a remoção dos ônibus em situação imprópria. A ação continuará ao decorrer da semana. O prefeito informou ainda que será encaminhado à Câmara um pedido de sessão extraordinária para votação de alteração da Lei Orgânica do município, através da qual todo o transporte público de Maricá seja feito apenas por empresas públicas. “A partir de agora, a Costa Leste e a Amparo não irão mais operar em Maricá. A vontade do povo prevalecerá”, finalizou o prefeito.

A população apoiou a iniciativa. “Os vermelhinhos estão me ajudando muito. Minha filha estuda no turno da manhã e da tarde, e com os ônibus gratuitos não tenho com o que me preocupar. Além de ser gratuito, vejo minha filha sendo transportada com segurança. Agradeço a Deus por me manter viva e presenciar o que vem acontecendo na cidade”, disse a dona de casa Arlete dos Santos, de 31 anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Julho 29, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte | Deixe um comentário

EPT fará seminário sobre transporte escolar em Maricá

Texto: Tiago Campello

A Empresa Pública de Transportes (EPT) fará nesta quinta-feira (16/07), na Casa Digital, no Centro, um seminário voltado para a conscientização do uso correto do transporte escolar. A ênfase do encontro, direcionado para diretores de escolas particulares, pais de alunos e permissionários, é o de enfatizar o bom atendimento, a segurança e a importância da responsabilidade do poder público com o transporte. O seminário, com início às 9h e estimativa de reunir pelo menos 50 participantes, será o pontapé inicial de uma série de ações que a EPT realizará, voltadas para esse público.

O diretor de Transportes da EPT, Jorge Carvalho, salienta a importância do evento para pais e diretores que desejam um melhor esclarecimento e entendimento do bom serviço prestado. “Serão abordados vários assuntos, além da divulgação do calendário de vistoria do transporte escolar", afirma. "O objetivo é aprimorar a imagem do atendimento do transporte público no nosso município e é importantíssima a presença de todos que lidam com esse tema", completa.

Serviço:

Local: Casa Digital – Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel – Centro

Data: 16/07/2015

Horário: 9h

Julho 14, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, Seminários, transporte | , | Deixe um comentário

Maricá compartilha modelo de Tarifa Zero no Congresso Brasileiro de Transportes e Trânsito

Texto: Marcelo Ambrosio | Fotos: Divulgação

A discussão sobre a universalização do modelo de Tarifa Zero em cidades maiores do que Maricá será o tema principal do próximo encontro

O presidente da Empresa Pública de Transportes (EPT), Luiz Carlos dos Santos, participou esta semana, em Santos (SP), do 20º Congresso Brasileiro de Trânsito e Transportes.  O evento, que deixou claro mais uma vez que a Tarifa Zero de Maricá faz parte da agenda nacional de mobilidade, contou com a presença de centenas de especialistas de todo o país, além de empresas que atuam no setor. Durante três dias, os participantes discutiram, entre outros temas, o papel dos planos de mobilidade nos planos diretores, transporte público, uso de bicicletas e padrões de qualidade dos sistemas BRT.  Ainda no âmbito do congresso, o presidente da EPT participou também do Fórum Nacional de Secretários de Transporte, onde pode compartilhar com representantes de vários estados e municípios o modelo da EPT, implantado de forma pioneira no país pela Prefeitura de Maricá.

Entre os temas na agenda do fórum, um dos mais debatidos envolveu a sugestão de medidas que possam desonerar a folha de pagamento das empresas concessionárias como forma de trazer impacto positivo às tarifas pagas pela população. Nesse contexto, Luiz Carlos dos Santos intercedeu e fez uma apresentação do Tarifa Zero e da EPT como a melhor solução de transporte com inclusão social com custo zero para o usuário. “Sugeri justamente que os municípios deviam aderir ao nosso modelo por se tratar de uma iniciativa que já provou sua viabilidade, além de ser gratuita, universal e não ter caráter segregacionista”, conta o presidente da EPT, acrescentando que a sugestão recebeu elogios da grande maioria. As ressalvas – aplicação impraticável em grandes cidades e dependência de receita de royalties – foram facilmente rebatidas por Luiz Carlos. “Mostrei que a economia com o pagamento de vales-transportes dos funcionários municipais representa uma grande parcela do custo da empresa, o que torna o modelo muito pouco dependente desse tipo de aporte”, afirma. “Essa economia, aliás, se estende às empresas da cidade, que também podem reduzir esse custo nas suas próprias folhas. O impacto é grande pelo custo que as passagens representam para todos”, completou.

O tema interessou tanto que o fórum decidiu incluir como tema principal do próximo encontro a discussão sobre a universalização do modelo de Tarifa Zero em cidades maiores do que Maricá, a primeira do país com mais de 100 mil habitantes a implantar a medida.

Luiz Carlos dos Santos defendeu a Tarifa Zero como a melhor solução de transporte com inclusão social e custo zero para o usuário

Junho 30, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte | , , , | Deixe um comentário

Novo ônibus reforça o transporte escolar gratuito em Maricá

Texto: Sérgio Renato | Fotos: Fernando Silva

Novo micro-ônibus possui elevador de acessibilidade, limitador de velocidade para até 70 km/h e capacidade para 22 alunos

A frota do transporte escolar gratuito em Maricá passa a contar com mais um veículo a partir de julho. O vice-prefeito e secretário municipal adjunto de Educação, Marcos Ribeiro, apresentou nesta segunda-feira (29/6) o novo micro-ônibus que possui um elevador de acessibilidade, limitador de velocidade para até 70 km/h e capacidade para 22 alunos da rede municipal de ensino, aumentando para 17 a quantidade desses coletivos em circulação.

Segundo o secretário e vice-prefeito, o pedido de um novo veículo do programa federal Caminho da Escola havia sido feito ao Ministério da Educação em 2013. Atualmente, os ônibus transportam 2.780 alunos da rede em toda a cidade. Os primeiros coletivos do programa foram entregues ao município em 2010, na primeira gestão de Marcos Ribeiro à frente da pasta.

“Quando nós assumimos na ocasião, eram usados ônibus emprestados e Kombis arrendadas de particulares. Conseguimos desde aquela época tornar o transporte escolar muito mais digno para os alunos da rede municipal, e esse novo ônibus é mais um avanço nesse sentido”, ressaltou ele.

Além da chegada do novo coletivo, 16 novos motoristas que vão atuar na frota estão recebendo qualificação junto ao sistema Sest/Senat. Atualmente, o programa tem 28 condutores em atividade em Maricá. Os cursos para os profissionais são oferecidos com frequência desde a implementação do serviço, há cinco anos.

Segundo o secretário e vice-prefeito, Marcos Ribeiro, o pedido de um novo veículo havia sido feito ao Ministério da Educação em 2013

Junho 30, 2015 Posted by | Educação, jornalismo, Maricá, transporte | Deixe um comentário

Transporte gratuito de Maricá recebe mais uma sentença favorável

Justiça sentencia mais uma vitória para o povo e vermelhinhos continuarão circulando

Fonte PMM Texto: Marcelo Ambrosio | Fotos: Fernando Silva

Sentença judicial negou a concessão de liminar com suspensão do serviço prestado pela EPT desde dezembro

A Prefeitura de Maricá e a Empresa Pública de Transportes (EPT) receberam da Justiça mais uma confirmação, a terceira, em favor dos ônibus que transportam, gratuitamente, a população da cidade. Da mesma forma que nas duas ocasiões anteriores, sentença preliminar da 1ª Vara Cível, proferida na segunda-feira (22/06), negou a concessão de liminar com suspensão do serviço prestado pela EPT desde dezembro – a medida proposta incluía também a apreensão da frota de 13 ônibus. A questão agora será analisada no tribunal, o que ainda não tem data para acontecer. A ação foi movida pelo Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Setrerj), representando as duas concessionárias que há quarenta anos controlam o sistema de transporte em Maricá, contra o município e a empresa responsável pela Tarifa Zero na cidade.

“Trata-se de mais uma vitória do povo de Maricá sobre o poder e a força de um grupo que detém o monopólio do transporte coletivo na cidade”, avaliou o presidente da EPT, Luiz Carlos Santos, ressaltando que as empresas já haviam perdido uma ação semelhante e recorreram ao sindicato dessa vez. “Querem impedir que a cidade ofereça um transporte público de caráter universal”, completou. Ainda segundo o presidente da EPT, a decisão é importante por mostrar a disposição do Poder Judiciário em não permitir prejuízos à população. “É um trabalho pioneiro voltado para a exclusiva finalidade social”, acrescentou.

A nova decisão não acolheu preliminarmente nenhum dos pontos nos quais a argumentação do sindicato e das concessionárias se baseou, entre eles o de que a Tarifa Zero implantada pela Prefeitura fere a exclusividade nos contratos de concessão.  À Justiça, a EPT ressaltou que a exclusividade mencionada se refere apenas às linhas licitadas, não a todo o transporte público na cidade. Como a fiscalização permanente e a aplicação de multas não reduziram a deficiência histórica ou trouxeram melhorias para os usuários, a criação da Tarifa Zero foi a reação do poder público em defesa dos moradores. Também afirmou que o transporte gratuito tem o intuito claro de beneficiar a população mais carente que não vinha sendo atendida de forma satisfatória.

Lançado em 18 de dezembro do ano passado, o projeto já bateu a marca de um milhão de passageiros transportados e seu modelo, pela viabilidade e eficiência, já chamou a atenção de várias outras cidades do país, tornando-se um item permanente no debate nacional sobre mobilidade urbana. Em sentença anterior, a Justiça já havia reconhecido a relevância social do  Tarifa Zero ao negar a suspensão do serviço baseada no forte impacto social que causaria.

Junho 24, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte | | Deixe um comentário

Maricá terá linha de ônibus para Itaboraí

Fonte: MaricáInfo.com

Maricá terá linha de ônibus para Itaboraí linha de ônibus para Itaboraí

Após anos aguardando, os moradores de Maricá e Itaboraí terão uma linha direta que deverá ligar os dois municípios através da RJ-114. O Detro-RJ (Departamento de Transportes Rodoviários) confirmou nesta semana que irá licenciar todas as linhas de ônibus intermunicipais do Estado do Rio, incluindo a criação da linha Maricá x Itaboraí, através de determinação judicial, já que o processo corre na justiça desde 2011.
Os ônibus que farão o transporte de passageiros deverão ter ar condicionado e ser adaptados para pessoas com necessidades especiais.
É grande a dificuldade que moradores de Maricá que trabalham em Itaboraí passam diariamente, tendo que pegar duas conduções em estado de precariedade. Quem trabalha em Itaboraí e precisa ir todo dia e voltar para Maricá sofre com a baldeação e com os horários dos ônibus da Costa Leste que levam até o Lagarto, local onde saem vans com destino a Itaboraí.

Licitação

De acordo com o Detro-RJ, o edital de licitação para as linhas intermunicipais de todo o Rio de Janeiro está em fase de elaboração. O Governo do Estado tem se reunido com representantes do Banco Mundial e da Fundação Getúlio Vargas (FGV) para acompanhar o desenvolvimento do estudo técnico que vai diagnosticar as necessidades do sistema e estabelecer os parâmetros do edital. A linha deverá ser a 100-R.

Em 2013, nossa equipe de reportagem entrou em contato com o Departamento Estadual de Transportes que nos informou que não houve empresas interessadas em operar a linha na época da licitação e que agora, todas as linhas intermunicipais passarão por novas licitações que estão sendo conduzidas pela Casa Civil do Governo do Rio de Janeiro com o projeto da Fundação Getúlio Vargas.

Abril 16, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte | Deixe um comentário

Detro-RJ mantém transporte para Itaipu e ponto final de trajeto gonçalense em Inoã

Texto: Sérgio Renato (edição: Gisele Paiva) | Fotos: Divulgação

Durante a reunião, definiu-se que os transportes que fazem a ligação entre Itaipuaçu e Itaipu vão continuar operando no trecho da Serrinha

O encontro entre o prefeito Washington Quaquá e o secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osório, trouxe boas notícias para Maricá nesta quarta-feira (15/4). Durante a reunião realizada na sede da secretaria, em Copacabana, ficou acertado que os transportes que fazem a ligação entre Itaipuaçu e Itaipu, na Região Oceânica de Niterói, vão continuar operando no trecho da Serrinha até que haja uma licitação para a linha, que é intermunicipal.

Outro item abordado no encontro foi o ponto final da linha 53, que liga o centro de São Gonçalo ao bairro Calaboca, vizinho a Inoã. Ficou decidido que o local onde termina o trajeto será mantido, na altura do quilômetro 13 da RJ-106, já em território maricaense. Além disso, Quaquá e Osório iniciaram as primeiras conversas sobre uma linha direta entre os centros dos dois municípios.

Além do prefeito e do secretário estadual, também participaram da reunião a deputada estadual Rosângela Zeidan e os presidentes do Departamento Estadual de Transportes Rodoviários (Detro-RJ), Carlos Luiz Martins, e da Empresa Pública de Transportes de Maricá (EPT), Luiz Carlos dos Santos, que confirmou também que o Detro vai reiniciar a licitação para outra linha intermunicipal, entre Maricá e Itaboraí. O processo havia sido iniciado em 2011, mas acabou suspenso após um pedido de vista do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Em seu perfil numa rede social, Washington Quaquá comemorou o resultado positivo do encontro. “Foi uma reunião de vitórias para Maricá”, exaltou o prefeito.

O presidente da EPT afirmou que as conversas foram o início de entendimentos que serão muito benéficos para a cidade. “Começamos a tratar da regularização da linha da Serrinha, que é de grande utilidade. Além disso, mantivemos o local da linha 53, que também serve aos maricaenses, e vislumbramos duas novas linhas intermunicipais. Vamos seguir com essas tratativas para proporcionar um transporte digno aos nossos moradores e a quem nos visita”, disse Luiz Carlos dos Santos.

Abril 16, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte | Deixe um comentário

Maricá é referência em evento internacional em Brasília

Texto: Socorro Ramalho | Fotos: Socorro Ramalho

Presidente da EPT, Luiz Carlos chamou a atenção dos gestores ao expor modelo de tarifa zero no transporte público implantado pela Prefeitura

Modelo de tarifa zero foi destaque na apresentação do secretário municipal adjunto de Transportes

Ao lado de experiências bem sucedidas em cidades como Seul (Coreia do Sul), Amsterdan (Alemanha) e  Lyon (França), a cidade de Maricá foi destaque em Brasília, durante o III Encontro de Municípios com Desenvolvimento Sustentável (EMDS)​, que está sendo realizado em Brasília até quinta-feira (09/04). Com a exposição sobre o modelo adotado pela Prefeitura para implantar a tarifa zero no transporte público municipal, o presidente da Empresa Pública de Transportes (EPT),  Luiz Carlos dos Santos, chamou a atenção da plateia de gestores presentes à 1ª Conferência Internacional Cidades Sustentáveis, realizada na tarde de terça-feira (07/04).

O presidente da EPT relatou as soluções encontradas para transformar Maricá na primeira e única cidade brasileira a ter transporte público totalmente gratuito, custeado pela Prefeitura. "Criamos uma autarquia de transporte para atender esse projeto e hoje transportamos uma média de 250 mil passageiros por mês com uma frota de 13 ônibus", revelou.

Segundo Luiz Carlos, o novo sistema mudou a rotina da cidade e gerou economia para o município e para o cidadão. "Não é custo o que se tem hoje em Maricá com a tarifa zero. Temos investimento", frisou. "Tínhamos um serviço que era ruim e não atendia à população, carente de um transporte que operasse 24 horas. Hoje a realidade é outra e conseguimos oferecer esse serviço", informou.

Ele esclareceu ainda que há um investimento de R$ 440 mil mensais, mas garantiu que o retorno compensa. "Além do ganho financeiro temos o ganho social. As pessoas saem mais de casa, conhecem o lugar onde moram. Houve até aumento na demanda de empregos, visto que os empregadores não têm gastos com passagens", destacou.

Entre os desafios enfrentados para implantar a tarifa zero, o presidente da EPT destacou a dificuldade para criar uma autarquia que atendesse às exigências legais para o funcionamento desse serviço, porque o sindicato das empresas impôs condições que a Prefeitura não conseguia atender do ponto de vista legal. "Até hoje enfrentamos dificuldades, ameaças de processos", revelou Luiz Carlos, mas reconhece que o retorno dessa iniciativa pioneira é maior.

O transporte público de Maricá é custeado com uma parcela da verba dos royalties do petróleo, segundo lei federal, e também não exclui a operação de empresas privadas. Hoje há duas linhas operando na cidade. Durante o seminário também foram apresentadas experiências exitosas da Prefeitura de Rio Branco (Acre) para organizar o trânsito da cidade.

Abril 9, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte | Deixe um comentário

Sucesso de políticas sociais de Maricá é tema de encontro entre Quaquá e Pedro Paulo

Fotos e textos divulgação

“Maricá, definitivamente virou exemplo de bom governo para o Brasil e todo o mundo. Recebemos no dia 06/04/2015, a visita do Pedro Paulo Deputado Federal e pré-candidato a prefeito da capital do Estado do Rio de Janeiro, em nossa amada cidade. Nesta oportunidade, o deputado Pedro Paulo conheceu a implantação do projeto de desenvolvimento econômico e social que esta transformando a vida de milhares maricaenses. E em especial, conheceu na prática o ônibus gratuito da EPT e uma experiência do Programa da Moeda Social Mumbuca, que melhoram a quantidade de vida, aquecem economia local e geram empregos na cidade.” (escreveu a Deputada Estadual Rosangela Zeidan em sua página do Face)

O prefeito Washington Quaquá ressaltou a importância desse encontro e ratificou que sua gestão busca o projeto de desenvolvimento econômico da cidade pautado em ações de inclusão social. “É essencial trocarmos experiências e apresentarmos nossos projetos que são referências nacionais, como o tarifa zero e a moeda social. Nossa proposta é acabar com a pobreza oferecendo casa, emprego e qualificação profissional. Estamos transformando a cidade combinando investimentos no turismo e no desenvolvimento econômico e social”, declarou o prefeito.

Tarifa Zero

Sobre a Empresa Pública de Transportes (EPT), implantada em dezembro de 2014, o prefeito explicou ao secretário municipal que a tarifa zero é uma ferramenta de resgate da cidadania por meio da mobilidade. “Maricá é a primeira cidade brasileira com o maior número de habitantes a adotar a tarifa zero. Assim como educação e saúde gratuitas, transporte público é um direito do cidadão, respaldado na Constituição Federal. Estamos provando que transporte público é uma conquista do povo, e isso me faz acreditar que podemos ter uma sociedade mais justa, já que a mobilidade é inclusão social e redução das desigualdades entre pobres e ricos”, frisou.

O presidente da EPT, Luiz Carlos dos Santos, apresentou um balanço dos três primeiros meses de funcionamento da autarquia municipal cuja frota de 13 ônibus gratuitos circulam, 24h por dia, sete dias por semana, com tarifa zero. “Até o dia 31 de março, foram transportados 743.260 passageiros em 5.616 viagens e 338.865 km percorridos, em duas linhas que percorrem toda extensão da cidade – de Ponta Negra ao Recanto de Itaipuaçu”. Para Luiz Carlos, o resultado comprova não apenas a aceitação do serviço, como o entendimento pela população de que a tarifa zero tornou-se realidade. O secretário Pedro Paulo se interessou por detalhes relacionados ao custo da operação, tamanho de frota, volume de pessoal transportado, entre outros detalhes informados pelo presidente da EPT. “São experiências desafiadoras, principalmente a do ônibus, considerando o sistema de transporte que temos hoje em nosso estado. O projeto da moeda social é algo que se pode implantar em regiões específicas da cidade do Rio. Estamos observando essas boas práticas de políticas públicas aplicadas em Maricá, uma cidade que fica tão perto de nós”, avaliou Pedro Paulo.

Como meta para 2016, a prefeitura avalia a ampliação da oferta, com a circulação de 16 ônibus somente na principal linha (Recanto de Itaipuaçu – Ponta Negra) e planeja a aquisição de 20 micro-ônibus elétricos, que não emitem CO2, para completar a frota como alimentadores dos troncos principais. “Com isso, atenderemos a todos os bairros e garantiremos ainda mais a mobilidade para 100% da população”, completou o presidente da EPT.

Moeda Social Mumbuca

O secretário municipal adjunto de Economia Solidária, Miguel Moraes, também apresentou um balanço sobre o Programa Social Moeda Mumbuca – primeira moeda social eletrônica do país criada em dezembro de 2013 para combater a pobreza extrema na cidade. "Mais de 70% das famílias maricaenses recebem menos que três salários mínimos e mais de 15 mil ganham até um salário mínimo. Queremos oferecer condições mais dignas às famílias carentes, melhorando a renda da população”.

Segundo o secretário, atualmente, 14.096 famílias estão sendo beneficiadas com uma ajuda mensal de R$ 85 para compra de produtos em estabelecimentos cadastrados no município. “Ao todo, existem 112 estabelecimentos cadastrados e mais de R$ 1.200 mil estão sendo injetados na economia local para a construção de uma política pública de transferência de renda”, acrescentou Miguel Moraes.

Para a segunda fase do programa, serão concedidas linhas de empréstimo, por meio do banco comunitário, de até R$ 15 mil para as famílias e para microempreendedores, agricultores familiares, pescadores, artesãos e pequenos comerciantes, além de produtos como seguros e cursos de capacitação.

Visita a comércio local

Após a reunião, o prefeito Washington Quaquá, o secretário Pedro Paulo Carvalho, o deputado federal Fabiano Horta, a deputada estadual Rosângela Zeidan, além de parte da equipe do governo maricaense, embarcaram em um coletivo da EPT e foram até o mercado Jolumar, no Centro, onde o secretário carioca conferiu o funcionamento do programa de economia solidária.

Dentro do estabelecimento, Pedro Paulo conversou com a gerência sobre as vantagens e o aumento no faturamento com o uso do cartão Mumbuca. Segundo Pedro Paulo, ambos os projetos devem ser estudados de maneira cuidadosa, mas os considerou viáveis para a capital fluminense.

Washington Quaquá considerou positiva a visita do secretário carioca. “O interesse dele em nossos projetos mostra a boa repercussão que as ações do governo estão tendo fora de Maricá”, afirmou o prefeito.

Abril 8, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, Moeda Social Mumbuca, política, transporte | , , , , , | Deixe um comentário