Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Índios Kuikuro visitam aldeia Guarani em Maricá e fazem tour pelo Rio

Texto: Fernando Uchôa (edição: FSB Comunicação) | Fotos: Fernando Silva

Onze índios da etnia Kuikuro, assentados no Parque Nacional do Xingu (MT), foram recebidos no último dia 05/08, pelos membros da aldeia guarani Kaaguy Tekoa Ovy Porã (“Mata Verde Bonita, em tupi), em São José do Imbassaí. A visita funcionou como intercâmbio cultural entre povos indígenas e foi promovida pela Secretaria Nacional de Esportes, Lazer e Inclusão Social, em parceria com a Secretaria Municipal Adjunta de Cultura, Ciência e Tecnologia. Os representantes da etnia Kuikuro chegaram na sexta-feira à noite (05/07), e pernoitaram na aldeia. Pela manhã, encontraram-se em frente à Casa de Reza, para uma reunião de reconhecimento e agradecimento aos anfitriões. O primeiro a falar foi o cacique José Carlos Kuikuro, 69 anos, que agradeceu a acolhida dos “parentes” guaranis. “Somos de outra etnia, falamos outro dialeto (tronco linguístico Karibe), mas sofremos as mesmas perseguições, por causa de nossas terras e nossa cultura”, adiantou. O cacique anfitrião Darcy Tupã declarou que a aldeia guarani “estará sempre de portas abertas para abrigar os “parentes”. "Assim como fomos recebidos em Maricá, terra que nos adotou e que adotamos de coração”, acrescentou.

O gestor da Secretaria Nacional de Esportes, Ivan Mayer, explicou os motivos da visita. “Faz parte de um programa da secretaria, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura. A ideia é o intercâmbio cultural através da troca de saberes dos mais diversos grupos indígenas do país", explicou. "Temos uma agenda de visitas que iniciou na aldeia, e que prosseguirá no Espaço Etnias, no Armazém 13, e na Casa Brasil (no Rio), onde os Kuikuro mostrarão sua cultura com música (flautas, maracás) e dança, além do seu artesanato, que é riquíssimo”, disse. No domingo (07/08), o grupo, do qual fizeram parte a subsecretária municipal de Cultura, Branca Schulls, a pesquisadora Cordelia Fourneau De Mello Mourão, e do mestre em Antropologia Social e intérprete do grupo, Mutuá Kuikuro, fez um tour pelo município, onde conheceu a Lagoa do Boqueirão e o Projeto Navegar, onde crianças da cidade recebem aulas de canoagem e vela.

Ainda no sábado, na aldeia guarani, os Kuikuro realizaram uma pequena mostra de seu rico artesanato. Colares em forma de flores, pulseiras, peitorais de miçangas retratando onças, bancos de madeira entalhada com formato de macacos e tamanduás, além de arcos, flechas e bordunas, enfeitaram o ambiente da grande oca de reuniões. As peças exibiam rico colorido e acabamento perfeito. O cacique Kuikuro exibia o seu cocar de penas de araras azul e vermelha (Canindé), além de um outro, feito com fibras de buriti. Várias peças foram compradas e outras trocadas. O cacique guarani Miguel Vera Mirim foi um dos compradores e negociadores do artesanato. “É muito bonito. A compra valoriza o trabalho e a troca faz parte da cultura indígena”, comentou. O artesanato restante ficará exposto e à venda, sob responsabilidade da Prefeitura de Maricá.

O guerreiro Sepé Kuikuro, 48 anos, disse que sua tribo é composta de várias famílias, dispostas em ocas próximas em um grande terreno. Os homens caçam, pescam e exercitam-se com lutas e tiro com arco. As mulheres plantam, cozinham, cuidam das crianças e fazem artesanato. “O artesanato mais bruto, bancos, bordunas, redes, arco e flexa, é dos homens”, garantiu. Satisfeitos, os Kuikuro despediram-se em sua língua, disseram que gostaram muito do acolhimento e da visita a Maricá, prometendo voltar em breve.

Anúncios

Agosto 9, 2016 Posted by | cultura, jornalismo, Maricá | , , , | Deixe um comentário

City Tour “Conhecendo Maricá” realiza seu primeiro passeio

texto: Rosely Pellegrino, fotos: Rosely Pellegrino e Clarildo Menezes

Uma experiência que marca o início do turismo voltado para moradores e turistas, que querem conhecer a beleza dos pontos turísticos de Maricá

Galera participando do primeiro City Tour Conhecendo MaricáCity Tour de Maricá no vermelhinhoCity Tour Conhecendo Maricá. 2

Na manhã, deste sábado (16.07), saímos da Praça Orlando de Barros Pimentel, as 9h da manhã, embarcamos no Vermelhinho especialmente reservado para o tour, tendo no roteiro: visita a Aldeia da Mata Verde Bonita, em São José do Imbassaí, onde fomos recebidos com muito carinho pelo cacique Darci Tupã Nunes de Oliveira, que nos falou sobre a origem e cultura dos Guaranis que ali vivem, enquanto degustávamos um café da manhã com café moído na aldeia, chá de erva cidreira e pão indígena.

Chegada na Aldeia da Mata Verde BonitaCity Tour na Aldeia da Mata Verde Bonita

DSCN0559DSCN0564DSCN0568DSCN0565

DSCN0566DSCN0572

Cacique da Aldeia Darci Tupã, nos falou sobre a história de seu povo, do quase genocídio, da sua luta de seu povo, do convite recebido pelo prefeito de Maricá, Washington Quaquá, da gratidão de seu povo, da benção da terra, da igualdade e do respeito.

Seus ancestrais viveram nesta região e a história da vida os trouxe de volta

DSCN0573DSCN0584

Café da manhã na Aldeia da Mata Verde Bonita City Tour de MaricáCity Tour Maricá, na Aldeia artesanato indígena

Pintura indígena foi oferecida aos participantes do tour

DSCN0562DSCN0599

DSCN0583DSCN0598City Tour pintura indígena

A seguir, fizemos um passeio pela aldeia, assistimos a corrida de tora, com direito a torcida

DSCN0610DSCN0622

City Tour de Maricá, corrida de tora na Aldeia da Mata Verde BonitaCity Tour de Maricá, corrida de tora na Aldeia da Mata Verde Bonita 2City Tour de Maricá, corrida de tora na Aldeia da Mata Verde Bonita 3City Tour de Maricá, corrida de tora na Aldeia da Mata Verde Bonita 4City Tour de Maricá, corrida de tora na Aldeia da Mata Verde Bonita 5

DSCN0624DSCN0627

Conhecemos a escola da aldeia, admiramos e alguns adquiriram a arte e o artesanato indígena exposto para venda

DSCN0635DSCN0640

DSCN0655 Encontro dos participantes do City Tour Conhecendo Maricá, com o mestre das trilhas Eli Ninja, e a galera do Circuito Ecológico

DSCN0667DSCN0678

Fomos ao canal onde eles pescam e praticam arco e flecha

DSCN0684 Local paradisíaco

Finalizando a visita a aldeia participamos de uma reunião na Casa de Reza, onde todos puderam conhecer as crenças indígenas, um dos momentos que mais envolveu os participantes.

DSCN0704DSCN0700

A seguir, retornamos pela estrada e passamos pelo Centro onde as guias de turismo, Simone Couto Rodrigues, da CODEMAR, Sabina Lux da Secretaria Municipal de Políticas Especiais , e a jornalista Rosely Pellegrino, da secretaria municipal de Cultura, foram contando a história e curiosidades de cada um dos locais por onde passamos, como Igreja Matriz Nossa Senhora do Amparo, Pesca Miraculosa de José de Anchieta na Lagoa de Araçatiba, passamos pela Barra de Maricá, seguimos para Ponta Negra, passando pela Ponte Marco Antônio Cardoso Siqueira, onde foi destacada a importância desta obra para os moradores. Já na avenida Maysa, passamos pela casa de cantora e compositora Maysa Monjardim, Casa de Darci Ribeiro, em Cordeirinho, e seguimos para o farol, passando pela praia e pelo canal de Ponta Negra.

DSCN0717City Tour de Maricá Lagoa de AraçatibaDSCN0715DSCN0721DSCN0723DSCN0729City Tour de Maricá no Farol de Ponta Negra MaricáCity Tour no Farol de Ponta Negra  Maricá RJ

DSCN0739DSCN0733

City Tour Conhecendo Maricá no Farol de Ponta Negra. 2City Tour Conhecendo Maricá no Farol de Ponta NegraCity Tour Conhecendo Maricá

DSCN0741DSCN0732

Chegando no Farol de Ponta Negra a deslumbrante vista encantou os visitantes, que elogiaram a beleza do local. Já no retorno passamos pela Igreja de Nossa Senhora das Graças, seguimos pelo Bananal, onde Oscar Niemeyer foi lembrado, na estrada observamos a beleza do caminho para Bambuí, e para o Espraiado.

Retornamos ao ponto de partida com o coração feliz e gostinho de quero mais. Todos os participantes elogiaram a iniciativa da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) pela parceria com a Empresa Pública de Transportes (EPT), que com o apoio da Prefeitura através das secretarias de governo, de Comunicação, Políticas Especiais e de Cultura, contribuíram para a realização deste projeto turístico, que acontecerá sempre aos sábados.

Os passeios gratuitos serão feitos em um ônibus “Vermelhinho” com capacidade para 25 passageiros, oferecendo o City Tour Conhecendo Maricá, para aqueles que quiserem visitar e saber um pouco mais sobre os pontos turísticos do nosso município. As inscrições devem ser feitas previamente no módulo da Codemar (container) instalado na Praça Orlando de Barros Pimentel. O local funciona como ponto de informações turísticas com exposição e venda de arte e artesanato produzido na cidade. Aberto das 9h às 17h. Participaram deste primeiro City Tour, moradores do Parque Eldorado, Barra de Maricá, Bambuí, Bairro da Amizade, Centro e Boqueirão. Faça sua inscrição e venha passear conosco.

Sabina Lux, Cacique Darci Tupã, Rosely Pellegrino e Simone no City Tour de Maricá Equipe organizadora do City Tour Conhecendo Maricá, Sabina Lux da secretaria municipal de Políticas Especiais, Cacique da Aldeia da Mata Verde Bonita Darci Tupã, produtora de eventos e jornalista Rosely Pellegrino da secretaria municipal de Cultura e a idealizadora do projeto Simone Couto Rodrigues da CODEMAR – Companhia de Desenvolvimento Econômico de Maricá

Foi bom demais!!!

Gratidão ao amigo e fotógrafo Clarildo Menezes Rodrigues da secretaria municipal de Comunicação, que além de boa companhia, registrou todos os momentos do nosso passeio. 

Nosso agradecimento a equipe da TV+Maricá, nas pessoas de Fabiano Medina e sua esposa Alexandra Brasil, que fizeram a cobertura do nosso passeio na Aldeia.

DSCN0588DSCN0590

“Foi uma honra participar da elaboração de execução deste projeto que veio para ficar” (jornalista Rosely Pellegrino, produtora de eventos da Secretaria Municipal de Cultura de Maricá, editora deste blog de Notícias)

Acompanhe nosso tour no álbum de fotos do fotógrafo Clarildo Menezes, seguindo o link abaixo:

https://www.facebook.com/clarildo.menezes/media_set?set=a.10207158604951065.1073742412.1460694330&type=3

Julho 17, 2016 Posted by | Circuito Ecológico, cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, Trilhas de Maricá, turismo | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Jornada Indígena reúne tribos de todo país em Maricá

Texto: Jorge André, Fernando Uchôa e Sérgio Renato | Fotos: Fernando Silva e Clarildo Menezes

Com apoio da Prefeitura Municipal de Maricá, a Jornada Esportiva e Cultural Indígena (Jeci) reuniu índios de todo Brasil na aldeia Tekoa Ka’aguy Ovy Porã (Mata Verde Bonita), em São José do Imbassaí, para uma festa com jogos, danças, músicas, lutas e gastronomia indígena entre os dias 22 e 24/04. Na sexta-feira, primeiro dia do evento, a abertura contou com uma apresentação de corais entoando cânticos indígenas, que atraíram boa parte do público presente à tenda onde um palco foi montado.

Uma das mais empolgadas era a veterinária Clarisse Matuck, de 39 anos, que não parava de dançar e fotografar a performance dos grupos. “Sou uma entusiasta da cultura indígena, gosto muito mesmo. Até fazíamos doações para eles no centro espírita que eu frequentava e, quando soube do evento aqui, divulguei pelas redes sociais”, contou ela, que mora no Jardim Atlântico e considera importante o apoio do governo municipal às comunidades. “O Brasil descente dos índios e eles não podem viver à margem da sociedade. É muito bom este incentivo da prefeitura”, acrescentou.

Entre os grupos que visitaram a aldeia, havia um composto por cerca de 30 alunos do Colégio Estadual Joaquim Gomes de Souza, de Niterói, que também abriga o Instituto Intercultural Brasil-China. De acordo com a direção, ambas as unidades realizam um projeto de diversidade cultural que inclui alunos e professores (alguns vindos do Oriente), todos interagindo com a comunidade nativa. “Nós desenvolvemos o trabalho há mais ou menos um ano e é muito importante esse contato direto com uma população da qual eles só ouviam falar”, ressaltou a animadora cultural do colégio, Elda Storani.

Nas competições, a tribo Guarani de Maricá (ou seja, o ‘time da casa’) foi a grande vencedora do cabo de guerra e da corrida de toras, competindo com povos vindos de outros estados. Logo após as provas, foi a vez de uma edição especial do Sarau da Utopia – evento preparatório para o Festival Internacional da Utopia, marcado para junho –, que começou com o grupo Teatro do Oprimido e teve ainda poesia e apresentações de voz e violão com os cantores Ronaldo Valentim, Dalva Alves e Vinícius Mozart.

No sábado, os índios ofereceram aos visitantes um café da manhã com um ingrediente típico da cultura: o xipá – massa frita feita com farinha de trigo, água e sal. Algumas dessas pessoas chegaram à aldeia após participarem passeios do “Circuito Ecológico” e “Pedala Maricá” pela restinga, iniciativas da Secretaria Municipal Adjunta de Turismo. O índio guarani Karaí Mirim, do Espírito Santo, foi o vencedor do arremesso de flecha. Já no futebol, a equipe guarani de Parati foi à campeã do torneio disputado por oito times. O guarani Rodrigo Aquilio, conhecido como Karai Tucumbo, de Angra dos Reis, foi o vencedor do arco e flecha. Já o também guarani Jorge Luís Martins (Nhãdewa), da aldeia Rio Pequeno, em Parati, ganhou a competição de natação.

No domingo, último dia do encontro, foi marcado por música com o forró Batidão dos Garotos (banda indígena) e Coral Guarani Mirim (com cânticos tribais e de exaltação à natureza). O público também assistiu a uma mostra de cinema alternativo com os curtas “Tekorá” (que fala da  sobrevivência de um índio acidentado e da luta pela preservação de sua identidade), “Yhovi” (intercâmbio entre etnias), “Jepapo” e “Petyngua”, os dois últimos sobre o ritual xamânico da etnia M’bia. O cacique Darcy Tupã agradeceu o apoio da Prefeitura. “Encontramos paz e felicidade em Maricá. Aqui fomos bem recebidos e vivemos de acordo com nossos costumes”, declarou. "Foi uma relação de respeito e direito e acima de tudo a garantia da tradição cultural”, afirmou o secretário municipal adjunto de Direitos Humanos, Mauro Ramos. O evento foi encerrado com uma roda de confraternização animada pelo show da banda de reggae Mondinegos.

Abril 28, 2016 Posted by | cultura, direitos humanos, esportes, eventos esportivos, jornalismo, Lazer, Maricá, shows e eventos, turismo | , , , , , , | Deixe um comentário