Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Cultura de Maricá exibe hoje curta-metragem sobre o Cineclube Henfil

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Clarildo Menezes

Em abril, o projeto apresentou um documentário sobre os índios do Xingu, com participação do diretor de fotografia Lula Araújo

A Secretaria Municipal de Cultura de Maricá realiza um Cineclube Henfil especial nesta quarta-feira (21/05). O projeto de cinema gratuito é a atração desta semana da programação "Maricá na tela do cinema". Produzido pela própria secretaria, o curta-metragem traz imagens dos filmes apresentados no Cineclube Henfil desde o início do projeto, em dezembro de 2012. A sessão é gratuita e acontece na Casa de Cultura, às 19h. Senhas de acesso serão distribuídas as 18h30.

No Cineclube Henfil são exibidos filmes gratuitos de grandes autores do cinema mundial. Já passaram pelas telonas do projeto clássicos de Alfred Hitchcock, Charlie Chaplin, Mazzaropi, além de musicais de Hollywood – "Cantando na Chuva" e "Chicago" –, documentários sobre as obras de Vinícius de Moraes, Carlos Drummond de Andrade, Violeta Parra, Pablo Neruda e Graciliano Ramos; além de filmes sobre o Golpe de 64, Carlos Marighella, Luís Carlos Prestes, Darcy Ribeiro, João Goulart, episódios de resistência da cultura africana, documentário sobre as tribos indígenas do Parque Nacional do Xingu, no Mato Grosso, entre outros.

A programação deste mês contará ainda com curtas-metragens sobre a cultura do Espraiado (debulhar o feijão guando, Carnaval, Casa de Farinha do Espraiado e Casa de Farinha da Serra do Camburi), que serão apresentados na próxima quarta-feira (28/05). A Casa de Cultura fica na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, no Centro.

O musical de Hollywood "Cantando na Chuva" também foi exibido no Cineclube Henfil

Filmes de animações para o público infantil também fazem parte do projeto

Anúncios

Maio 22, 2014 Posted by | cinema / produção, cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural, social | | Deixe um comentário

Cineclube Henfil de Maricá apresenta documentário sobre Darcy Ribeiro

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Divulgação

Documentário sobre o antropólogo e escritor Darcy Ribeiro é a atração de hoje no Cineclube Henfil

Sessão especial acontece nesta terça-feira (25/03), às 19h, na Casa de Cultura, e faz parte da programação de março "Ditadura Nunca Mais"

O Cineclube Henfil de Maricá presenteia o público com uma edição especial nesta terça-feira (25/03). A partir das 19h, o projeto da Secretaria Municipal de Cultura exibe o filme "Darcy Ribeiro, o guerreiro sonhador" (2007 – Brasil), documentário sobre a vida do intelectual, antropólogo, professor e escritor que se destacou com trabalhos em defesa dos índios e na área de educação. A sessão é gratuita e acontece na Casa de Cultura (Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, Centro). Os interessados precisam chegar 30 minutos antes para garantir uma senha de acesso.

Com produção e direção de Fernando Barbosa Lima, o documentário traz narração da atriz Cássia Kiss, apresentação da índia Tainá e depoimentos de Oscar Niemeyer, Ziraldo, Leonel Brizola, Sergio Cabral, Cristóvão Buarque, Vivaldo Barbosa, entre outros. Os destaques são duas sequências, gravadas pelo próprio Darcy, entre 1942 e 1949, período em que trabalhou como etnólogo junto às tribos do Pantanal e da Amazônia, que mostram os índios urubus Kadiwéu fazendo suas flechas e outra retratando a história do enterro do cacique bororo Tenente.

O mineiro de Montes Claros trabalhou no Serviço de Proteção ao Índio e colaborou para a Fundação do Museu do Índio e do Parque Nacional Indígena do Xingu, no Mato Grosso do Sul. O educador morou em Maricá e teve sua casa projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Em fevereiro de 2009, através de um comodato, a Fundação Darcy Ribeiro passou o espaço para a Prefeitura.

De volta à civilização, Darcy ajudou a estruturar a Universidade Nacional de Brasília, tornou-se seu primeiro reitor e assumiu o Ministério da Educação e Cultura de João Goulart. Com o Golpe Militar de 1964, teve seus direitos políticos cassados e foi exilado no Chile e no Peru. Em 1976, de volta ao Brasil, dedicou-se à educação pública. Durante o governo de Leonel Brizola, foi responsável pela implantação dos Centros Integrados de Ensino Público (CIEP), no Rio de Janeiro. Darcy foi eleito para a cadeira nº 11 da Academia Brasileira de Letras e é patrono da cadeira nº 28 do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros (MG). Ele faleceu em Brasília, vítima de câncer, em 1997, aos 74 anos.

Março 25, 2014 Posted by | cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, política | | Deixe um comentário

Cineclube Henfil da Casa de Cultura de Maricá mostra para alunos as torturas sofridas na ditadura

Texto: Valéria Vianna

O Cineclube Henfil da Casa de Cultura de Maricá  recebeu, na tarde desta quinta-feira (14.03), alunos do 9º ano do C.E.M. Joana Benedicta Rangel para assistirem ao filme “Quanto durou 21 anos”. A sessão foi precedida pelo microdocumentário “Golpe de 64” com o intuito de trazer o clima político de então à mente dos jovens. Ambos abordam as torturas e a censura impingidas pelos governos militares à esquerda brasileira.

Após o término da película, o professor de História Egídio Carneiro Alves elogiou a iniciativa da secretaria, ressaltando a importância de atividades extraclasse para a turma: “Isto permite a eles uma bagagem do que foi a ditadura que, quando eu chegar a esse ponto da matéria, vai agilizar bastante. Eles adoraram e já estão pedindo para ver mais filmes”, festejou.

Imagem 147 Elisa Barbosa, de 14 anos, comentou a sensação de tomar conhecimento das formas de torturas e a surpresa em saber que os presidentes militares praticavam corrupção. “Pensava que, por serem militares, não eram corruptos. Também me chocou ver um homem no pau-de-arara”, disse.

Imagem 154 João Victor, também 14 anos, ficou fã de Jango e ressaltou “a liberdade de expressão” de que hoje gozamos, mas que foi tirada dos jovens nessa época de maneira covarde.

DSCF5429DSCF5430

Alunos da turma 825 do CEM Joana Benedicta Rangel também assistiram ao filme

DSCF5437DSCF5439

O secretário municipal de Cultura, Sérgio Mesquita, mostrou-se satisfeito com o link produtivo entre o cineclube e a Educação e espera poder proporcionar mais eventos que aproximem cada vez mais as duas secretarias.

Março 26, 2013 Posted by | cultura, Educação, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural | | Deixe um comentário