Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Zeidan reage contra pacote de maldades do desgoverno Pezão

Deputada Estadual Zeidan reage contra desgoverno Pezão na Alerj

Nada pode ser aprovado a toque de caixa, sem discussão também com as categorias. Esse pacote é uma vergonha, um tapa na cara do povo. Esperaram passar as eleições para dar essa punhalada na população e no funcionalismo. Trata-se de um desmonte descarado das políticas sociais e um ataque ao direito dos trabalhadores. Esse desgoverno de Pezão e Cabral levaram a essa situação, foram 150 bilhões de isenções para empresas que não precisavam e que poderiam pagar pelo menos cinco anos de funcionalismo. Eu votei contra o Estado de Calamidade por entender que foi um problema de gestão calamitosa e não de calamidade, como é uma tragédia natural. A população pode contar comigo e com deputados combativos para enfrentar esse pacote na Alerj. Nós já avisamos que eles não poderiam tomar medidas drasticas contra os servidores e aumentar impostos. Essa questão de limitar o bilhete único, de cortar o aluguel social, o progrma Renda Melhor, além de criar o desconto no vencimento do servidor, tanto na previdência quanto na ativa, é um descalabro. Vamos nos unir e chamar à razão o legislativo para barrar esse pacote de maldades. Assim, não dá! , reagiu a deputada e líder da bancada do PT.

O pacote de maldade de Pezão quer o aumento de 11% para 14% de desconto na previdência dos servidores que ganham mais de R$ 5 mil. O governo propõe ainda uma alíquota extraordinária de 16% de todos os servidores que ganham mais de R$ 5 mil por tempo determinado.
Outra mudança é uma proposta para aposentados e pensionistas: quem ganha menos que esse teto, passaria a ter um desconto de 30%. Benefícios e programas sociais também sofreriam mudanças. Os gastos com o Bilhete Único por passageiro seriam limitados a R$ 150. O Aluguel Social, para quem está desabrigado, e o Renda Melhor, para quem está incluído no Bolsa Família, seriam extintos.

Outra medida seria aumentar a alíquota do ICMS para alguns setores. Isso vai afetar o preço da energia, da cerveja e do cigarro. O pacote prevê também mudanças no pagamento do funcionalismo. Reajustes já aprovados seriam adiados. Os secretários e o governador também vão ganhar menos. Com as medidas o governo quer aumentar as receitas em R$ 28 bilhões até 2018.

Anúncios

Novembro 4, 2016 Posted by | jornalismo, política | , , | Deixe um comentário

Deputada Zeidan denuncia onda de violência na Eleição em Maricá

Zeidan na ALERJ Denúncia de violência nas eleições municipais de MaricáA  deputada estadual Zeidan denunciou no plenário da Alerj que homens armados estão ameaçando candidatos da campanha em Maricá. Citou o nome de Guilherme Jandre Delaroli que segundo os registros de ocorrência feitos na delegacia, relatam a ameaça com armas e perseguição ocorridos a um jovem militante.

"Estão querendo fazer uma carneficina nestas eleições. O candidato em Itaboraí foi assassinado; a baixada fluminense teve diversos episódios, vimos agora o episódio em Goiás,  e onde está a segurança nestas eleições? Essa Casa tem também que cobrar mais segurança neste processo eleitoral. Estamos entrando com uma representação hoje e pedindo providências urgentes ao governador ", reagiu a deputada que também está fazendo a denúncia à Corregedoria da Polícia Militar, a Secretaria de Segurança Pública, ao Governador e ao TRE. As denúncias estão registradas na policia civil e queremos providências urgentes.

Esse policial é irmão do candidato a prefeito Delaroli, que tem sua candidatura indeferida em Maricá pela Justiça Eleitoral e hoje está cedido para o INEA.

Outubro 1, 2016 Posted by | eleições, Eleições 2016, jornalismo, Legislativo, Maricá | | Deixe um comentário

Deputada Zeidan denuncia onda de violência na Eleição em Maricá

Zeidan na ALERJ Denúncia de violência nas eleições municipais de Maricá

A  deputada estadual Zeidan denunciou no plenário da Alerj que homens armados estão ameaçando candidatos da campanha em Maricá. Citou o nome de Guilherme Jandre Delaroli que segundo os registros de ocorrência feitos na delegacia, relatam a ameaça com armas e perseguição ocorridos a um jovem militante.

"Estão querendo fazer uma carneficina nestas eleições. O candidato em Itaboraí foi assassinado; a baixada fluminense teve diversos episódios, vimos agora o episódio em Goiás,  e onde está a segurança nestas eleições? Essa Casa tem também que cobrar mais segurança neste processo eleitoral. Estamos entrando com uma representação hoje e pedindo providências urgentes ao governador ", reagiu a deputada que também está fazendo a denúncia à Corregedoria da Polícia Militar, a Secretaria de Segurança Pública, ao Governador e ao TRE. As denúncias estão registradas na policia civil e queremos providências urgentes.

Esse policial é irmão do candidato a prefeito Delaroli, que tem sua candidatura indeferida em Maricá pela Justiça Eleitoral e hoje está cedido para o INEA.

Outubro 1, 2016 Posted by | Eleições 2016, jornalismo, Legislativo, Maricá | | Deixe um comentário

Vitória do parlamento! Vitória do Mandato Zeidan!

O estado do Rio de Janeiro tem 78 novas leis em vigor, dos 70 parlamentares da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. As normas foram publicadas na sexta-feira (15/07), no Diário Oficial do Legislativo, depois que a Alerj derrubou vetos do governador a projetos de lei que haviam sido aprovados na Casa.

A deputada Zeidan aprovou três leis importantes, a que obriga as concessionárias a darem desconto por dia de água não fornecido; a da transparência na seleção para a pós-graduação e a que destina para os jovens 5% do Fundo Especial de Habitação para a aquisição de casas construídas pelo governo do Estado.

Entre as 78 leis, estão a de outros deputados, como a que garante a reserva de vagas de emprego para mulheres vítimas de violência doméstica em empresas contratadas pelo estado; a criação de regras para cuidadores de idosos, e a destinação de 7,5% da arrecadação do Detran-RJ para o pagamento de inativos do órgão.

Foto de Deputada Zeidan.

Agora é Lei Juventude quer moradia Agora é Lei Sem água, sem conta

Agora é Lei Transparência na pós-graduação

Julho 18, 2016 Posted by | jornalismo, Legislativo | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Bancada feminina da Alerj lança campanha “Violência contra a mulher não tem desculpa, tem lei”.

Nesta quinta-feira, a bancada feminina da Alerj lançou a campanha “Violência contra a mulher não tem desculpa,tem lei”. As deputadas vestiram camiseta com o tema da ação, exibiram cartazes repudiando o crime de estupro e leram um manifesto durante a sessão plenária.

Deputada Zeidan em Defesa dos Direitos da Mulher 1 As Deputadas Zeidan (foto), Ana Paula Rechuan (PMDB), Cidinha Campos (PDT), Daniele Guerreiro (PMDB), Lucinha (PSDB), Márcia Jeovani (DEM), Martha Rocha (PDT), Tia Ju (PRB) realizam, na próxima segunda-feira, 6/06, uma audiência pública conjunta para debater a cultura do estupro.Deputada Zeidan em Defesa dos Direitos da Mulher 2 “Violência contra a mulher não tem desculpa, tem lei” campanha lançada pela bancada feminina da ALERJ

Um dos convidados a prestar esclarecimentos será o delegado de Repressão aos Crimes de Informática, Alessandro Thiers, afastado da investigação do caso de estupro coletivo de uma jovem de 16 anos no último domingo. A titular da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), Cristiana Bento, que assumiu o caso, também deverá ser convidada.
As deputadas darão entrada num projeto de lei que multa e retira do ar toda e qualquer veiculação publicitária misógina, sexista ou estimuladora da agressão e violência sexual”

Junho 2, 2016 Posted by | direitos humanos, jornalismo, política | , , | Deixe um comentário

Deputada Estadual Zeidan fecha uma semana intensa de luta pela educação

13237767_1697170357202202_4357043638083023774_n13265856_1697170347202203_4999174225187853544_n

Deputada Zeidan brilhante defesa pela Educação

O Diário Oficial publica hoje, logo na primeira página, a aprovação da indicação legislativa da deputada Zeidan que levará para Maricá uma unidade de ensino profissionalizante, o CVT. A deputada é membro da Comissão de Educação da Alerj e tem atuado intensamente, ao lado de alunos e professores em greve das escolas ocupadas do Estado.

Nesta quarta-feira, dia 19, Zeidan participou de uma audiência pública da Faetec. Durante essa semana, ela e os deputados se empenharam em ajudar a negociação com Estado.

Zeidan foi aplaudidaZeidan atuando em favor da Educação "A educação é uma prioridade. A situação de falência do Estado vem minando o futuro destes estudantes.Vamos propor uma ação civil pública em defesa dos direitos desses alunoa. Mas, em termos de de política e cidadania, eles é que estão ensinando às autoridades o que é organização, mobilização, solidariedade. Eles querem apenas estudar. Quer coisa mais bonita do que isso?", pergunta a deputada.

Deputada Zeidan Caso o governador não honre com o compromisso de construção do CVT em Maricá, a deputada adiantou que fará uma emenda no orçamento do próximo ano para garantir os recursos. Zeidan quer discutir com governo as dificuldades enfrentadas pelos estudantes com o Rio Card e Passe Livre.

Os alunos, professores e funcionários das 11 unidades da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) que estão ocupadas há cerca de dois meses apresentaram uma pauta com reivindicações à Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio que contam com o apoio de Zeidan: eleição direta para presidente da Faetec, a melhoria na estrutura dos prédios e o pagamento dos salários dos terceirizados, atrasados há quatro meses.

Maio 19, 2016 Posted by | Educação, jornalismo, Legislativo | , | Deixe um comentário

Comissão de Educação promove Audiência Pública na FAETEC

A Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) promove, nesta quarta-feira, uma audência pública de três unidades da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), em Marechal Hermes, para conversar com alunos da região que participam do movimento "Ocupa Escola". A audiência pública será no auditório da Faetec, às 10h.

"O presidente da Faetec acaba de ser nomeado secretário de educação num momento de crise, com professores em greve,alunos ovmcupando escolas e unidades da Faetec. O governo do Estado perdeu o controle da situação", afirmou a deputada Zeidan que é membro da Comissão.

Na véspera da saída de Victer, a deputada Zeidan participou de uma reunião de quatro horas com o governo e a Comissão para encontrar uma solução para o impasse. Mas os deputados foram surpreendidos pela troca do comando sem que fossem sequer participados o que gerou protesto dos parlamentares hoje no plenário.
Foto Divulgação Mandato Zeidan Paulo Polônio

Foto de Deputada Zeidan.

Foto de Deputada Zeidan.

Maio 18, 2016 Posted by | Educação, jornalismo, Legislativo | , , , | Deixe um comentário

Zeidan vota contra aumento de ICMS para o comércio

Num momento de grave crise econômica, a deputada Zeidan votou contra a lei 7.176/15, que criou a Taxa Única de Serviços Tributários da Receita estadual, aprovada em dezembro do ano passado. Se a taxa começasse a valer, o comércio sairia fortemente prejudicado.

Foto de Deputada Zeidan. "Atendi ao apelo do CDL de Maricá, da sua presidente Marisete Moreira Cardoso, e de outras regiões também que nos procuraram, por entender que vários empregos seriam ameaçados com esse aumento do ICMS", justificou Zeidan.
Em março, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro concedeu uma liminar suspendendo os efeitos da Lei.

Os comerciantes, ao invés de pagarem pelo serviço sempre que o demandarem, terão que desembolsar a cada três meses um valor preestabelecido na tabela progressiva, ainda que não haja solicitação de qualquer prestação de serviço.

"Até mesmo uma empresa com zero de saída, zero de faturamento e zero de documentos terá que pagar trimestralmente a taxa. Isso é um absurdo", explicou a deputada Zeidan

Foto: Divulgação Mandato Zeidan / Paulo Polônio

Maio 17, 2016 Posted by | jornalismo, Legislativo | , , , | Deixe um comentário

Deputada Zeidan critica Pezão e defende Lula em discurso

Neste dia em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher, nós, mães, mulheres, trabalhadoras, refletimos sobre os vários setores sociais do Estado do Rio de Janeiro

Abaixo acompanhe na íntegra a fala da Deputada Estadual Zeidan (PT)

 “Vivemos hoje tempos difíceis, com graves prejuízos à democracia, quando a arbitrariedade se traveste de justiça, estabelecendo um quase estado de exceção. Em manifesto flagrante de perseguição ao nosso ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o mais popular e melhor Presidente que o Brasil já teve, na minha opinião, na opinião de muitos brasileiros e de instituições internacionais, que tiveram o único Presidente do Brasil compondo grupos como o G-8, por exemplo. Afinal, condução coercitiva acontece quando alguém que é intimado a depor perante o juiz não comparece, e Lula jamais se negou a depor e sequer foi intimado.

Todavia, os lamentáveis fatos que atentam a política nacional não podem, Sra. Presidente, desviar nossa atenção do cenário, do caos administrativo que se abate hoje sobre o Estado do Rio de Janeiro. São fatos que também não podem, colegas Deputadas e Deputados, impedir nossa avaliação sobre as fragilidades e deficiências do Governador Pezão na conduta desse Governo. Nesse sentido, quero fazer coro às corajosas palavras do nosso Presidente Jorge Picciani, que denunciou que o Governo Pezão é muito fraco e sem direção. É inadmissível que o Governo insista em prejudicar os mais pobres, os mais fracos e mais excluídos em sua política de contenção de gastos, sem coragem de cortar privilégios e atacar grandes contratos – alguns, inclusive, com graves denúncias de corrupção.

Neste dia em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher, nós, mães, mulheres, trabalhadoras, refletimos sobre os vários setores sociais do Estado do Rio de Janeiro. Ainda hoje temos as mulheres com grande diferença salarial em relação aos homens, mas alguns desafios estão sendo enfrentados por esta Casa, como a questão da violência contra mulher, de cuja Comissão Parlamentar de Inquérito tive a honra de ser relatora, visitando as unidades prisionais do estado e ouvindo setores do estado e da sociedade civil, em conjunto com minhas companheiras Deputadas desta Casa.

Vivemos em um estado conflagrado, cujas categorias de servidores se levantam contra o sucateamento da máquina pública, e até mesmo a ameaça de extinção de serviços essenciais. Mobilizações para greves e paralisação de servidores, servidoras e usuários têm sido constantes em escolas estaduais, postos do Detran e postos de saúde.

Como ficar cega para a escalada da violência, principalmente nas nossas comunidades, quando balas perdidas e intencionais vitimizam, sobretudo, nossos jovens e nossas jovens, crianças negras e faveladas? Como tolerar os constantes atrasos salariais de trabalhadoras e trabalhadores terceirizados, em grande parte corresponsáveis pelos serviços prestados à nossa população? Como suportar que o pagamento do 13º salário tenha virado uma novela sem previsão de final feliz, a que todos assistimos aqui no ano passado?

Por fim, Sra. Presidente, lamento a atitude daqueles que fazem uso político da tragédia de Maricá e do drama dos maricaenses para atacarem meu partido, o PT, com acusações levianas e infundadas. Considerando que o debate eleitoral só é saudável quando oportuno e verdadeiro, resta perguntar onde estavam quem atacou o PT enquanto a chuva desabava sobre Maricá. O que fizeram para diminuir a dor de nossos desabrigados?

Quero esclarecer aos meus nobres colegas Deputadas e Deputados que o condomínio Minha Casa, Minha Vida não foi construído em área de risco, tendo inclusive obedecido ao código de obras e a órgãos ambientais, inclusive com licenciamento do Inea. A prova disso é que, tão logo a Prefeitura abriu o canal do Recanto de Itaipuaçu, a água escoou.

A Prefeitura de Maricá solicitou, ainda em dezembro do ano passado, a limpeza desses canais como medida preventiva para as chuvas de março, oferecendo-se para realizar o serviço. A recusa do Governo Estadual, por intermédio do Inea, favoreceu as enchentes e suas consequências que vimos na mídia durante a semana passada. A Prefeitura de Maricá tem os documentos que comprovam a negativa do Inea, que impediu e proibiu o município de realizar o trabalho preventivo de dragagem dos rios e canais – estão à disposição em meu gabinete para qualquer Deputado que queira consultar.

Tão logo as chuvas se intensificaram, na própria segunda-feira, liguei para o Governador Pezão, alertando sobre a conduta do Inea. Os técnicos do órgão só apareceram na cidade alagada quando a Prefeitura já havia decidido abrir o canal da Barra de Maricá e desobstruir todos os outros pontos de estrangulamento na cidade.

Colegas do Parlamento, a Prefeitura ainda esperou 24 horas, pasmem Exmos. Srs. Deputados, pelo documento oficial. E mesmo assim, após muita insistência da Secretaria da Prefeitura de Maricá.

Vale ressaltar que na enchente de 2010 que afetou todo o Estado do Rio, os senhores devem se lembrar, inclusive marcada pela tragédia do Morro do Bumba em Niterói, o então Governador Sérgio Cabral para mim e para todos nós em Maricá agiu como um Governador de fato, pois mesmo com o PMDB do Município de Maricá tendo outro candidato, o mesmo sobrevoou a cidade e se reuniu com o Prefeito Quaquá em Maricá para discutir ações conjuntas de emergência para aquele momento.

Muito diferente do acontecido agora, em que o Governador Pezão não deu um telefonema sequer para o nosso Prefeito. Eu inclusive não era Deputada, estava lá e recebi o Governador Pezão na minha cidade para discutir essas ações em 2010.

Quero esclarecer a esta Casa que o Partido dos Trabalhadores nunca fez nem faz parte do Governo Pezão. E que a bancada do partido decidiu pela independência crítica, onde a maioria dos Deputados petistas desta Casa, eu inclusive, temos votado contra o Governo sempre que os direitos dos trabalhadores estão ameaçados. Mas cabe ressaltar, somos aliados nacionais e respeitamos a aliança da política nacional PT-PMDB.

Por outro lado, muito me sensibiliza a imediata solidariedade desta Casa, da maioria dos Deputados aqui e de seu Presidente Jorge Picciani, que prontamente aprovaram a doação de cestas básicas e kits de higiene pessoal para as vítimas das chuvas em Maricá e Região dos Lagos, encaminhadas por mim e pela Deputada Márcia Jeovani. Muito obrigada a todos vocês.

De minha parte, como mulher, mãe, trabalhadora e parlamentar, sempre estarei ao lado dos atingidos dialogando com quem puder ajudar, independente se é desse ou daquele partido, se do Governo ou da oposição.

Por fim, quero agradecer a todos os Deputados e cidadãos do Estado que prestaram solidariedade ao povo de Maricá, aos homens e mulheres, mães e crianças, mães e pais, idosos de Maricá.

Quero aproveitar para parabenizar todas as equipes de voluntários e funcionários das Secretarias da Prefeitura de Maricá que começaram a agir com eficiência já durante a madrugada de segunda-feira, que foi o primeiro dia de chuva.

Quero agradecer em especial também às igrejas evangélicas da minha Cidade de Maricá e à igreja católica, aos pastores e aos padres que abriram suas portas numa parceria com a Prefeitura.

E quero parabenizar a solidariedade da população do Estado do Rio de Janeiro que cobriu Maricá e os demais municípios da região.

Quero agradecer em especial também às Secretarias de Estado: à Secretaria de Estado de Saúde, à Secretaria de Estado de Assistência Social, à Defesa Civil Estadual e à Marinha do Brasil, que atuaram rapidamente em conjunto com a Prefeitura de Maricá.

Por fim, sabemos todos que vivenciamos uma grande crise no Estado do Rio de Janeiro. Como Deputada, quero reafirmar aqui o meu compromisso de diálogo com todos aqueles que querem construir alternativas, independente de posições partidárias e políticas, para melhorar a vida da população do Estado do Rio de Janeiro”. (Conclui a leitura)

Esta tem sido a minha posição e a minha postura nesta Casa com todos os Deputados aqui presentes.

Muito obrigada a todos vocês, muito obrigada, Sr. Presidente Deputado Jorge Picciani.

No link abaixo assista a fala da Deputada Zeidan (PT)

https://www.youtube.com/watch?v=8Erv3Om8Mzk&feature=youtu.be

Março 11, 2016 Posted by | jornalismo, Legislativo | , , , , | Deixe um comentário

Mulheres homenageadas com prêmio da Alerj

Fotos Paulo David/ Divulgação mandato Zeidan

No Dia Internacional da Mulher, 8 de março, dez mulheres atuantes na defesa dos direitos femininos receberam o Diploma Mulher Cidadã Leolinda Figueiredo Daltro em cerimônia na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj)

A petista e integrante do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, Cristina Dorigo, defendeu a igualdade de direitos para um mundo melhor. "Muitas de nós estamos juntas há décadas batalhando, unidas pela vontade de mudar o mundo. Mulher não é inimiga de mulher. Todas temos um mesmo ideal", disse em seu discurso.

Completam o grupo de condecoradas: Maria da Penha Macena; Bruna Gurgel ; Lilia Guimarães Pougy, do Conselho Estadual de Direitos da Mulher; Thereza Christina Cypreste, médica mastologista; Cristina Dorigo, do Conselho dos Direitos da Mulher; Maria da Glória do Desterro, técnica de enfermagem; Raimunda Leone de Jesus, diretora da União Brasileira de Mulheres; Eliete Soares Cunha, do Movimento de Mulheres de São Gonçalo; Carmen Lúcia Fogaça, do Movimento de Mulheres com Deficiência, e Regina Coeli Vieira da Silveira, fundadora do Núcleo de Estudos sobre a Mulher e Gênero da Universidade Salgado de Oliveira.

O prêmio
O nome escolhido para batizar o prêmio foi o da educadora baiana Leolinda F. Daltro, precursora do movimento feminista no Brasil. Sufragista, depois que teve seu pedido de alistamento eleitoral negado, fundou em 1910, no Rio de Janeiro, o Partido Republicano Feminino. Em 1917, reuniu quase cem mulheres em manifestação, no Rio, pelo pleno direito ao voto. Entre as dez mulheres escolhidas, estão representantes de organizações sociais, partidos políticos, sindicatos e centrais que atuem em defesa das mulheres, além de militantes e/ou membros da Academia que atuem na produção de saber voltada para a questão de gênero.

Foto de Deputada Zeidan. As deputadas Martha Rocha (PSD), Daniele Guerreiro (PMDB), Tania Rodrigues (PDT), Zeidan (PT) e Ana Paula Rechuan (PMDB) participaram do evento. Também compuseram a mesa Maria Lúcia Jardim, primeira-dama do estado do Rio e presidente do RioSolidário; Ana Rocha, secretária Municipal de Políticas para a Mulheres do Rio; Marizete Waineirais, subsecretária de Políticas para Mulheres do Governo do Estado; Nanci Rodrigues, presidente do Conselho Estadual de Saúde, e Lucia Eloízio, coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Violência contra a Mulher do Ministério Público. Integrantes de movimentos feministas também marcaram presença na solenidade, que reuniu mais de 350 pessoas lotando o plenário.

Foto de Deputada Zeidan. 

Março 11, 2016 Posted by | direitos humanos, jornalismo, Legislativo | , , , , | Deixe um comentário