Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

IPEAFRO na Memória do Mundo da UNESCO

Gente amiga, boa tarde!

Cerimônia MoWBrasil 11.12.2014 - Ipeafro Com  muita alegria informamos que o IPEAFRO recebeu na última quinta-feira (11/12), em agradável cerimônia na sede do Arquivo Nacional do Rio de Janeiro, o diploma e o selo da nominação do acervo documental e iconográfico Abdias Nascimento ao Registro Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo da UNESCO (MOW  Brasil). Em anexo, foto em que recebo o diploma das mãos do diretor do Arquivo Nacional, professor Jaime Antunes. Uma honra!

Essa nominação equivale à de Patrimônio Histórico, Cultural ou Imaterial, identificando conjuntos documentais que tenham valor de patrimônio documental da humanidade.

Em 2010, o acervo recebeu o registro de Memoria do Mundo na América Latina e Caribe (MOWLAC).

O acervo  reúne diversos documentos e imagens que registram a trajetória de Abdias Nascimento e aspectos da história e cultura afro-brasileira e dos povos da África e sua diáspora. O conjunto está dividido em cinco seções: Teatro Experimental do Negro, Museu de Arte Negra, Atuação Política de Abdias Nascimento, Biografia e Produção Acadêmica de Abdias Nascimento e IPEAFRO. A seção IPEAFRO reúne documentos recebidos e produzidos pela instituição ao longo de seus 30 anos de atividades.

O IPEAFRO vem realizando o tratamento técnico do acervo, sua microfilmagem e digitalização em parceria com a Biblioteca Nacional, o Arquivo Nacional, a Fundação Ford, o Centro de Bibliotecas e Pesquisas (CRL) e a  Biblioteca do Congresso dos EUA (representação Consulado do Rio de Janeiro). O objetivo é colocar o conteúdo do acervo à disposição do público para consulta através de nossa página na internet ou de visitas previamente agendadas.

Para saber mais sobre:

MOW Brasil: http://migre.me/nsK1g

MOW LAC: http://mowlac.wordpress.com/registro-regional/

Acervo IPEAFRO: http://www.ipeafro.org.br/home/br/acervo-digital

Saudações!

Elisa Larkin Nascimento, Ph.D.

Anúncios

Dezembro 15, 2014 Posted by | direitos humanos, jornalismo | , , | Deixe um comentário

Elisa Larkin Nascimento convida para o lançamento do livro "Educação Afirmativa Sankofa: A política da boa esperança" na Gávea

Lançamento livro convite de Elisa Larkin do Nascimento

Pessoas amigas, saudações!

Tive a honra de contribuir com o ensaio "Educação Afirmativa Sankofa: A política da boa esperança" à coletânea organizada por Ángela Paiva. Terei um enorme prazer em encontrá-las no lançamento!

Dia 25 de Fevereiro, ás 17h lançamento, 19h coquetel. Salão da Pastoral da PUC Rio – Gávea

Os autores são:

Adam Habib (Universidade de Wits, África do Sul) e Kristina Bentley (Universidade da Cidade do Cabo, África do Sul)

Angela Randolpho Paiva (PUC-Rio)

Carlos Alberto Medeiros

Daniel Sabbagh (Science Pos, Paris)

Elielma Ayres Machado (UERJ)

Elisa Larkin Nascimento (Ipeafro)

Graziella Moraes e Silva (UFRJ)

Jean-François Véran (UFRJ)

João Feres Jr. (IESP-UERJ) e Luiz Augusto Campos (UNIRio)

Marcelo Tragtenberg (UFSC)

Maria Alice Rezende Gonçalves (UERJ)

Randall Kennedy (Harvard Law School)

Rosana Heringer (UFRJ)

Thula Rafaela Pires (PUC-Rio)

Até lá, um abraço!

Elisa Larkin Nascimento, Ph.D.
IPEAFRO – Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros
Afro-Brazilian Studies and Research Institute
Rio de Janeiro, Brasil

Fevereiro 19, 2014 Posted by | cultura, jornalismo, Lazer, literatura, social | , | Deixe um comentário

Casa de Cultura recebe exposição sobre o ativista político Abdias Nascimento

FLYER-MARICÁ

Peças produzidas por Abdias, que era artista plástico, colorem a Casa de Cultura de Maricá

DSC04102DSC04103DSC04105DSC04106DSC04107DSC04108DSC04109

Imperdível. Essa é a palavra que define “África Brasil – O legado de Abdias Nascimento”, exposição em cartaz na Casa de Cultura até 06 de janeiro de 2012 e que mostra a trajetória do político e ativista do movimento negro no país.

DSC04189DSC04062DSC04063DSC04077

DSC04175Filho de Abdias, Henrique Nascimento, ao lado da foto do pai

DSC04096Viuva de Abdias, Elisa Larkin Nascimento na palestra durante lançamento da exposição

DSC04154DSC04156Ao encerrar sua palestra, ao lado do Secretário Municipal de Cultura de Maricá, Ricardo Cravo Albin, presidente do ICCA (Instituto Cultural Cravo Albin) , a presidente do IPEAFRO Elisa Larkin Nascimento entregou a poeta, educadora mineira Conceição Evaristo, autora do premiado romance afro-brasileiro, que fala da identidade negra, Ponciá Vicêncio, o Prêmio IPEAFRO Sankofa.

A mostra foi aberta na última quinta-feira (24.11), com a apresentação de um documentário de 20 minutos sobre Abdias, que também era dramaturgo, escritor e artista plástico. Foi ele o idealizador e diretor do Teatro Experimental Negro (TEN) no Brasil.
“Para mim, é mais do que uma honra participar dessa primeira grande homenagem feita a Abdias no Brasil aqui, em Maricá, onde será instalado o Museu de Arte Negra, declarou Ricardo Cravo Albin, secretário Municipal de Cultura.
Elisa Larkin Nascimento, viúva de Abdias e curadora da mostra, estava, inevitavelmente, emocionada com o resultado da exposição e lembrou do marido. “O que mais me toca é a força da personalidade combinada à convicção dele aos princípios e ideais que defendia com profunda ternura pelo ser humano, sobretudo pelas crianças.”
Ela conta que no velório de Abdias, na Cinelândia, crianças vendedoras de balas queriam entrar no palácio da Câmara dos Vereadores. Perguntadas pelo porteiro se queriam entrar para vender, responderam que queriam apenas ‘ficar com o vovô’. Entraram e ficaram, velando o corpo. “Ele era assim, tinha uma relação estreita com as crianças”, ressaltou Elisa.
Henrique Nascimento, filho de Abdias, refere-se ao pai como um homem multimídia, com uma bagagem intelectual vasta, e ainda não totalmente conhecido pelos brasileiros.
Elisa também aproveitou o lançamento da exposição para convidar a população de Maricá para prestigiar a mostra. "Essa é a nossa cultura, a verdadeira cultura brasileira, com origem no povo africano, que construiu esse país", declarou.
A exposição “África Brasil – O legado de Abdias Nascimento” pode ser visitada de segunda a quinta, das 9h às 17h, e aos sábados e domingos, das 13h, às 17h. A Casa de Cultura fica na praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro.

Novembro 29, 2011 Posted by | arte, cultura, direitos humanos, Exposições, jornalismo, literatura, Maricá, social | , | Deixe um comentário

Mensagem de Elisa Larkin Nascimento viúva do Senador Abdias Nascimento

Senhor Presidente,

Senhoras e Senhores Senadores.

Gostaria de compartilhar com todos aqui presentes, a mensagem enviada pela viúva Elisa Larkin Nascimento, que foi casada com nosso saudoso senador Abdias do Nascimento.

 

“Rio de Janeiro, 21 de novembro de 2011.

 

Ao senador Paulo Paim,

Ao senador Eduardo Suplicy

A todas e a todos reunidos na Sessão Plenária

 

Neste dia em que o Senado Federal realiza homenagem ao Dia Nacional da ConsciênciaNegra e lembra o senador Abdias Nascimento, meu recém-falecido marido,…

 

… eu quero saudá-los em nome da família e do Instituto de Pesquisas e EstudosAfro-Brasileiros, instituição criada por Abdias com minha ajuda e que hoje tenho a honra de dirigir.

 

Nossa convicção é que a melhor maneira de homenagear a memória de Abdias Nascimentoé continuar a sua luta por um mundo melhor para todas as pessoas e por um Brasil melhor para todos os cidadãos…

… Por isso, o IPEAFRO realiza a exposição África-Brasil, Ancestralidade e Expressões Contemporâneas e o Fórum EducaçãoAfirmativa Sankofa e a Oficina Matriz Africana e Ação Educativa em vários municípios do Rio de Janeiro,…

 

… contribuindo à implantação da política nacional de ensino da história e da cultura negras e africanas e das relações étnico-raciais.

 

Neste Ano Internacional dos Afrodescendentes, nós finalmente assistimos a sanção presidencial à lei que institui oficialmente o dia 20 de novembro como Dia Nacional da Consciência Negra,…

 

… momento em que se torna importante lembrar todas e todos os ativistas que trabalharam desde a década dos 1970 para tornar realidade essa proposta, idealizada pelo saudoso poeta Oliveira Silveira e o Grupo Palmares do Rio Grande do Sul…

 

… A proposta foi assumida pelo conjunto do movimento negro do Brasil, reunido no Memorial Zumbi. Essa organização iniciou em 1980 a peregrinação ao alto da Serra da Barriga no dia 20 de novembro…

 

… Naquele momento, Abdias Nascimento subiu a pé conduzindo a Mãe Hilda do Ilê Axé Ogun, mãe do Vovô, fundador do Ilê-Aiyê. Ela seguiu em lombo de jegue…

 

… Essa visita às terras de Zumbi dos Palmares, com a participação de ativistas de dezenas de entidades do movimento negro, inclusive o MNU, marcou uma nova etapa de luta do povo negro brasileiro contra o racismo.

 

No dia 13 passado, eu e a família – a atriz Léa Garcia e seus dois filhos Henrique Cristóvão e Abdias do Nascimento Filho, o Bida; a bisneta Luíza Guzman do Nascimento e meu filho Osiris Larkin Nascimento – …

 

… realizamos a deposição das cinzas de Abdias no alto da Serra da Barriga, com o apoio e a participação do conjunto do movimento negro nacional.

 

… Plantamos um pé de gameleira branca, árvore que abriga o Iroco, espírito dosancestrais. Enterramos as cinzas no espaço de plantio de um pé de baobá,…

 

… árvore considerada sagrada, que vive três a seis mil anos e que simboliza a presençados ancestrais em nossas vidas.

 

A plenitude desse momento se complementa com a sanção do Dia Nacional daConsciência Negra, data já comemorada oficialmente em vários Estados e Municípios…

 

… A campanha do governo federal Igualdade Racial é pra Valer, liderada pela SEPPIR,dá continuidade à política mais efetiva de combate à pobreza no Brasil:…

 

… a de “mobilizar agentes econômicos e sociais para vencer o núcleo mais resistente de nossas desigualdades: a desigualdade racial”, nas palavras da ministra LuízaBairros.

 

Senador Paulo Paim, Senador Eduardo Suplicy, e todos os senadores da República hoje reunidos: não há dúvida de que o recorte racial foi a inovação e o diferencial das políticas recentes que apresentaram resultados positivos no combate à pobreza…

 

… Por isso, em nome da memória de Abdias Nascimento, o IPEAFRO comemora aoficialização do Dia Nacional da Consciência Negra conclamando a sociedade brasileirae o Governo Dilma Rousseff a continuar e consolidar cada vez mais…

 

… a implantação de políticas específicas de combate ao racismo. Essas políticas estão articuladas em vários programas de governo que precisam dos meios e do compromisso político efetivo para serem efetivamente executadas.

 

Abdias Nascimento propôs à sociedade brasileira o Quilombismo como modelo de organização política baseada na experiência histórica brasileira dos quilombos.A efetiva implantação de políticas de reparação e de combate às desigualdades raciais seria a melhor maneira de homenagear a sua memória.

 

Saudações quilombistas,

 

Elisa Larkin Nascimento

Viúva de Abdias Nascimento

Diretora do IPEAFRO”

 

Era o que tinha a dizer,

Sala das Sessões,21 de novembro de 2011.

 

Senador Paulo Paim – PT/RS.


Elisa Larkin Nascimento,Ph.D.
IPEAFRO – Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros
Afro-Brazilian Studies and Research Institute
Rio de Janeiro, Brasil

Novembro 22, 2011 Posted by | cultura, direitos humanos, jornalismo | | Deixe um comentário

Exposição África-Brasil O Legado de Abdias Nascimento em Maricá, terá filmedocumentário e mesa redonda

 

A EXPOSIÇÃO “ÁFRICA-BRASIL O LEGADO DE ABDIAS NASCIMENTO” será inaugurada no dia 24 de novembro, e permanece até 6 de Janeiro 2012, na Casa de Cultura de Maricá

Com apoio da Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura de Maricá, o IPEAFRO realiza na Casa de Cultura de Maricá a exposição“África-Brasil: O Legado de Abdias Nascimento”.

A mostra apresenta uma abordagem áudio visual dascivilizações africanas e sua história, bem como da criatividade plástica queexpressa o saber, a tradição e a simbologia epistemológica dos povos africanosna sua expressão plástica brasileira atual. O legado africano se expressa emduas vertentes: a cultural-artística e a dimensão política de defesa dosdireitos humanos dos povos negros escravizados e discriminados.

A exposição homenageia a memória do recém-falecido pintor,poeta, escritor e professor universitário Abdias Nascimento, que também foisenador, deputado federal e duas vezes secretário do Governo do Estado do Riode Janeiro. Apresentará o trabalho das instituições que ele criou desde oTeatro Experimental do Negro (1944) e o Museu de Arte Negra (1950) até oIpeafro (1981-presente).

Parte integral do trabalho do IPEAFRO com matriz africana eeducação, a mostra apresenta parte do conteúdo da exposição “África-Brasil,Ancestralidade e Expressões Contemporâneas” (aberta a visitação no CentroCultural Justiça Federal, Rio de Janeiro, até dia 4 de dezembro). Uma mostrasemelhante integrou o Fórum Educação Afirmativa Sankofa que o Ipeafro realizouem Duque de Caxias, e está aberta à visitação na Biblioteca Leonel de MouraBrizola, até 9 de dezembro. Essa ação do IPEAFRO continuará em março de 2012 emCampos dos Goytacazes, onde o fórum e a exposição estão marcados pararealização no campus da Universidade Estadual do Norte Fluminense.

Baseada no conteúdo do acervo Abdias Nascimento/IPEAFRO, amostra apresenta pinturas de Abdias Nascimento e de outros artistas, bem comotrabalhos do IPEAFRO como a Linha do Tempo dos Povos Africanos que ilustramcomo os africanos produziram cultura e conhecimento durante milênios, emliberdade e soberania.

Na noite de abertura no dia 24 de novembro, está prevista a seguinte programação.

Exibição do filmedocumentário Abdias Nascimento, da TVCâmara, direção de Fernando Bola.

Mesa redonda

Abdias e o seu Legado

Ricardo Cravo Albin,Secretário de Cultura de Maricá e presidente do Instituto Cultural Cravo Albin

Abdias Nascimento e o Museu de Arte Negra

Conceição Evaristo,poeta e romancista

“Ab(dias) de luta” e outros poemas

Helena Theodoro,pesquisadora e professora da FAETEC

Abdias, o Guerreiro da Liberdade

Elisa LarkinNascimento, curadora da exposição e diretora do IPEAFRO

Projeto Museu de Arte Negra – História e Perspectivas

Durante o evento, a curadora autografará o catálogo daexposição

África-Brasil, Ancestralidade e Expressões Contemporâneas

Noite de Abertura

Quinta-feira, dia 24 de novembro às 19h

Visitação

25 de novembro de 2011 a 6 de janeiro de 2012

Segunda a quinta das 9h às 17h

Sábados e domingos das 13h às 17h

Casa de Cultura de Maricá

Rua Álvares de Castro nº 103

Praça Orlando de Barros Pimentel

Centro

Maricá, RJ

Tel: 21.3731.1432

Novembro 18, 2011 Posted by | cultura, direitos humanos, Educação, Exposições, jornalismo, Lazer, literatura, Maricá, social | , , | Deixe um comentário

IPEAFRO convida para exposição em homenagem a Abdias Nascimento

Ontem (!6.11), aconteceu com sucesso, o lançamento do filme documentário da TV Câmara sobre Abdias, em sessões abertas ao público e convidados.

O período de visitação é de 8 de outubro a 4 de dezembro, de terça a domingo,das 12h às 19h, no Centro Cultural Justiça Federal – Av. Rio Branco, 241, 2 Andar. Ao lado da Biblioteca Nacional.

O catálogo bilíngue, ilustrado em cores, está belíssimo! Não perca olançamento: sexta-feira, dia 18 de novembro na Sala de Leitura, 2o andar doCCJF, às 18h30.

No mesmo momento, o autor Patrick Bellegarde-Smith, hougan (pai-de-santo) dovodou haitiano e professor emérito de Africalogia da Universidade de Wisconsinem Milwaukee autografa o livro

Vodou Haitiano

com prefácio de Elisa Larkin Nascimento, curadora da exposição

A exposição ficará aberta à visitação, excepcionalmente, até às 21h

A exposição está aberta à visitação até 4 de dezembro de 2011

De terça a domingo das 12h às 19h

Av. Rio Branco, 241 – Centro – Rio de Janeiro, tel. 21-3261-2550

Um grande abraço!


ElisaLarkin Nascimento, Ph.D.
IPEAFRO – Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros
Afro-Brazilian Studies and Research Institute
Rio de Janeiro, Brasil

Novembro 17, 2011 Posted by | cultura, direitos humanos, Exposições, jornalismo | , , | Deixe um comentário