Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

City Tour “Conhecendo Maricá” realiza seu primeiro passeio

texto: Rosely Pellegrino, fotos: Rosely Pellegrino e Clarildo Menezes

Uma experiência que marca o início do turismo voltado para moradores e turistas, que querem conhecer a beleza dos pontos turísticos de Maricá

Galera participando do primeiro City Tour Conhecendo MaricáCity Tour de Maricá no vermelhinhoCity Tour Conhecendo Maricá. 2

Na manhã, deste sábado (16.07), saímos da Praça Orlando de Barros Pimentel, as 9h da manhã, embarcamos no Vermelhinho especialmente reservado para o tour, tendo no roteiro: visita a Aldeia da Mata Verde Bonita, em São José do Imbassaí, onde fomos recebidos com muito carinho pelo cacique Darci Tupã Nunes de Oliveira, que nos falou sobre a origem e cultura dos Guaranis que ali vivem, enquanto degustávamos um café da manhã com café moído na aldeia, chá de erva cidreira e pão indígena.

Chegada na Aldeia da Mata Verde BonitaCity Tour na Aldeia da Mata Verde Bonita

DSCN0559DSCN0564DSCN0568DSCN0565

DSCN0566DSCN0572

Cacique da Aldeia Darci Tupã, nos falou sobre a história de seu povo, do quase genocídio, da sua luta de seu povo, do convite recebido pelo prefeito de Maricá, Washington Quaquá, da gratidão de seu povo, da benção da terra, da igualdade e do respeito.

Seus ancestrais viveram nesta região e a história da vida os trouxe de volta

DSCN0573DSCN0584

Café da manhã na Aldeia da Mata Verde Bonita City Tour de MaricáCity Tour Maricá, na Aldeia artesanato indígena

Pintura indígena foi oferecida aos participantes do tour

DSCN0562DSCN0599

DSCN0583DSCN0598City Tour pintura indígena

A seguir, fizemos um passeio pela aldeia, assistimos a corrida de tora, com direito a torcida

DSCN0610DSCN0622

City Tour de Maricá, corrida de tora na Aldeia da Mata Verde BonitaCity Tour de Maricá, corrida de tora na Aldeia da Mata Verde Bonita 2City Tour de Maricá, corrida de tora na Aldeia da Mata Verde Bonita 3City Tour de Maricá, corrida de tora na Aldeia da Mata Verde Bonita 4City Tour de Maricá, corrida de tora na Aldeia da Mata Verde Bonita 5

DSCN0624DSCN0627

Conhecemos a escola da aldeia, admiramos e alguns adquiriram a arte e o artesanato indígena exposto para venda

DSCN0635DSCN0640

DSCN0655 Encontro dos participantes do City Tour Conhecendo Maricá, com o mestre das trilhas Eli Ninja, e a galera do Circuito Ecológico

DSCN0667DSCN0678

Fomos ao canal onde eles pescam e praticam arco e flecha

DSCN0684 Local paradisíaco

Finalizando a visita a aldeia participamos de uma reunião na Casa de Reza, onde todos puderam conhecer as crenças indígenas, um dos momentos que mais envolveu os participantes.

DSCN0704DSCN0700

A seguir, retornamos pela estrada e passamos pelo Centro onde as guias de turismo, Simone Couto Rodrigues, da CODEMAR, Sabina Lux da Secretaria Municipal de Políticas Especiais , e a jornalista Rosely Pellegrino, da secretaria municipal de Cultura, foram contando a história e curiosidades de cada um dos locais por onde passamos, como Igreja Matriz Nossa Senhora do Amparo, Pesca Miraculosa de José de Anchieta na Lagoa de Araçatiba, passamos pela Barra de Maricá, seguimos para Ponta Negra, passando pela Ponte Marco Antônio Cardoso Siqueira, onde foi destacada a importância desta obra para os moradores. Já na avenida Maysa, passamos pela casa de cantora e compositora Maysa Monjardim, Casa de Darci Ribeiro, em Cordeirinho, e seguimos para o farol, passando pela praia e pelo canal de Ponta Negra.

DSCN0717City Tour de Maricá Lagoa de AraçatibaDSCN0715DSCN0721DSCN0723DSCN0729City Tour de Maricá no Farol de Ponta Negra MaricáCity Tour no Farol de Ponta Negra  Maricá RJ

DSCN0739DSCN0733

City Tour Conhecendo Maricá no Farol de Ponta Negra. 2City Tour Conhecendo Maricá no Farol de Ponta NegraCity Tour Conhecendo Maricá

DSCN0741DSCN0732

Chegando no Farol de Ponta Negra a deslumbrante vista encantou os visitantes, que elogiaram a beleza do local. Já no retorno passamos pela Igreja de Nossa Senhora das Graças, seguimos pelo Bananal, onde Oscar Niemeyer foi lembrado, na estrada observamos a beleza do caminho para Bambuí, e para o Espraiado.

Retornamos ao ponto de partida com o coração feliz e gostinho de quero mais. Todos os participantes elogiaram a iniciativa da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) pela parceria com a Empresa Pública de Transportes (EPT), que com o apoio da Prefeitura através das secretarias de governo, de Comunicação, Políticas Especiais e de Cultura, contribuíram para a realização deste projeto turístico, que acontecerá sempre aos sábados.

Os passeios gratuitos serão feitos em um ônibus “Vermelhinho” com capacidade para 25 passageiros, oferecendo o City Tour Conhecendo Maricá, para aqueles que quiserem visitar e saber um pouco mais sobre os pontos turísticos do nosso município. As inscrições devem ser feitas previamente no módulo da Codemar (container) instalado na Praça Orlando de Barros Pimentel. O local funciona como ponto de informações turísticas com exposição e venda de arte e artesanato produzido na cidade. Aberto das 9h às 17h. Participaram deste primeiro City Tour, moradores do Parque Eldorado, Barra de Maricá, Bambuí, Bairro da Amizade, Centro e Boqueirão. Faça sua inscrição e venha passear conosco.

Sabina Lux, Cacique Darci Tupã, Rosely Pellegrino e Simone no City Tour de Maricá Equipe organizadora do City Tour Conhecendo Maricá, Sabina Lux da secretaria municipal de Políticas Especiais, Cacique da Aldeia da Mata Verde Bonita Darci Tupã, produtora de eventos e jornalista Rosely Pellegrino da secretaria municipal de Cultura e a idealizadora do projeto Simone Couto Rodrigues da CODEMAR – Companhia de Desenvolvimento Econômico de Maricá

Foi bom demais!!!

Gratidão ao amigo e fotógrafo Clarildo Menezes Rodrigues da secretaria municipal de Comunicação, que além de boa companhia, registrou todos os momentos do nosso passeio. 

Nosso agradecimento a equipe da TV+Maricá, nas pessoas de Fabiano Medina e sua esposa Alexandra Brasil, que fizeram a cobertura do nosso passeio na Aldeia.

DSCN0588DSCN0590

“Foi uma honra participar da elaboração de execução deste projeto que veio para ficar” (jornalista Rosely Pellegrino, produtora de eventos da Secretaria Municipal de Cultura de Maricá, editora deste blog de Notícias)

Acompanhe nosso tour no álbum de fotos do fotógrafo Clarildo Menezes, seguindo o link abaixo:

https://www.facebook.com/clarildo.menezes/media_set?set=a.10207158604951065.1073742412.1460694330&type=3

Anúncios

Julho 17, 2016 Posted by | Circuito Ecológico, cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, Trilhas de Maricá, turismo | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vermelhinhos da EPT voltam a operar durante a madrugada

Texto: Sérgio Renato | Fotos: Clarildo Menezes

Após o início da circulação das quatro novas linhas da Empresa de Transportes Públicos de Maricá (EPT), na última segunda-feira (07/09), mais um trajeto começa a operar na madrugada desta quarta-feira (09/09). A linha, que só opera durante a noite, passa a circular a partir das 22h desta terça-feira (08/09) e vai até as 4h20, indo do Recanto de Itaipuaçu até o terminal rodoviário do Centro e, de lá, para Ponta Negra e vice-versa. O roteiro do "Corujão" da EPT já vinha sendo operado antes da paralisação parcial obtida na Justiça pelo sindicato que representa as concessionárias. A diferença agora é que o intuito da operação é suprir a ausência dos coletivos das empresas que atuam nessas linhas e que param de circular durante o período noturno apesar da demanda observada no horário. Com isso, o sistema de Tarifa Zero que  colocou Maricá no centro dos debates nacionais sobre mobilidade volta a ser oferecido 24h por dia, sete dias por semana, de acordo com os interesses da população da cidade.

Nesta terça-feira, primeiro dia útil após o início da atividade, passageiros ainda se habituavam com as novas linhas e buscavam informações sobre os itinerários com os despachantes e motoristas. No geral, porém, a novidade agradou. “Será ótimo para todos nós aqui”, afirmou o autônomo Antônio Esteves, de 44 anos, morador da Divinéia, na Barra de Maricá, que pegou um dos coletivos com destino ao Parque Nanci passando pelo Centro da cidade.

As quatro novas linhas atendidas pelos “vermelhinhos” beneficiam sobretudo áreas relegadas há anos pelas concessionárias.  A Linha 2 Santa Paula-Inoã, mais longa, terá 28 km e será circular, com previsão de 43 minutos de itinerário. O percurso mais demorado será na ida da Linha 1 Itaocaia Valley-Itaipuaçu, com 24,9 km e  previsão de 1h35 para o percurso (veja a relação de ruas abaixo e os itinerários nos mapas). A Linha 3 Parque Nanci-Barra de Maricá (via Araçatiba) tem 13,8 km de extensão nos dois sentidos, porém a ida tem previsão de 71 minutos e o retorno 29 minutos. Já a Linha 4 Espraiado-Divinéia (via Bambuí) tem 20 km de extensão e previsão de 38 minutos para cada percurso. O sistema, que continuará sendo gratuito, já transportou 1,8 milhão de passageiros desde dezembro do ano passado. A Prefeitura continuará ampliando a frota com outros 34 veículos, que serão entregues até dezembro e mantém as ações de fiscalização permanentes sobre as concessionárias.

Setembro 9, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte | , | Deixe um comentário

EPT altera cronograma para concurso público da autarquia

Texto: Marcelo Ambrosio

A Empresa Pública de Transportes (EPT), torna  pública (veja abaixo) a alteração no cronograma do concurso público a ser realizado pela autarquia.

De acordo com ofício assinado pelo presidente, Luiz Carlos Santos, as inscrições poderão ser feitas até o dia 13/09, em caso de ser presencial ou via internet. 

A retirada dos cartões de confirmação poderá ser feita de forma presencial entre os dias 26/10 a 28/10, das 10h às 16h, na sede da EPT (Rodovia Amaral Peixoto RJ-106, em Itapeba, Defesa Civil) ou no site da IESAP (www.iesap.com.br), 24h, até o dia de realização da prova. 

A data prevista para a realização das provas para os cargos de nível superior e fundamental é 15/11. A data para as provas objetivas de nível médio é dia 22/11, com exceção das provas para Fiscal de Transporte, que ocorrerão no dia 29/11.

Os gabaritos serão divulgados no dia 17/11 (níveis superior e fundamental) e 24/11 (nível médio), e os recursos contra o gabarito poderão ser apresentados nos dias 17/11 e 18/11, 24/11 e 25/11 e 01/12 e 02/12, sendo que estes últimos apenas para o cargo de Fiscal de Transporte.

A divulgação do resultado das provas será no dia 11/12, com entrega de títulos (para o caso previsto no edital) nos dias 15/12 e 16/12 e o resultado final, com a homologação, está previsto para o dia 28/12. A autarquia também publicou errata referente ao texto do edital (veja aqui).

Setembro 9, 2015 Posted by | concursos, jornalismo, Maricá, transporte | | Deixe um comentário

Maricá compartilha modelo de Tarifa Zero no Congresso Brasileiro de Transportes e Trânsito

Texto: Marcelo Ambrosio | Fotos: Divulgação

A discussão sobre a universalização do modelo de Tarifa Zero em cidades maiores do que Maricá será o tema principal do próximo encontro

O presidente da Empresa Pública de Transportes (EPT), Luiz Carlos dos Santos, participou esta semana, em Santos (SP), do 20º Congresso Brasileiro de Trânsito e Transportes.  O evento, que deixou claro mais uma vez que a Tarifa Zero de Maricá faz parte da agenda nacional de mobilidade, contou com a presença de centenas de especialistas de todo o país, além de empresas que atuam no setor. Durante três dias, os participantes discutiram, entre outros temas, o papel dos planos de mobilidade nos planos diretores, transporte público, uso de bicicletas e padrões de qualidade dos sistemas BRT.  Ainda no âmbito do congresso, o presidente da EPT participou também do Fórum Nacional de Secretários de Transporte, onde pode compartilhar com representantes de vários estados e municípios o modelo da EPT, implantado de forma pioneira no país pela Prefeitura de Maricá.

Entre os temas na agenda do fórum, um dos mais debatidos envolveu a sugestão de medidas que possam desonerar a folha de pagamento das empresas concessionárias como forma de trazer impacto positivo às tarifas pagas pela população. Nesse contexto, Luiz Carlos dos Santos intercedeu e fez uma apresentação do Tarifa Zero e da EPT como a melhor solução de transporte com inclusão social com custo zero para o usuário. “Sugeri justamente que os municípios deviam aderir ao nosso modelo por se tratar de uma iniciativa que já provou sua viabilidade, além de ser gratuita, universal e não ter caráter segregacionista”, conta o presidente da EPT, acrescentando que a sugestão recebeu elogios da grande maioria. As ressalvas – aplicação impraticável em grandes cidades e dependência de receita de royalties – foram facilmente rebatidas por Luiz Carlos. “Mostrei que a economia com o pagamento de vales-transportes dos funcionários municipais representa uma grande parcela do custo da empresa, o que torna o modelo muito pouco dependente desse tipo de aporte”, afirma. “Essa economia, aliás, se estende às empresas da cidade, que também podem reduzir esse custo nas suas próprias folhas. O impacto é grande pelo custo que as passagens representam para todos”, completou.

O tema interessou tanto que o fórum decidiu incluir como tema principal do próximo encontro a discussão sobre a universalização do modelo de Tarifa Zero em cidades maiores do que Maricá, a primeira do país com mais de 100 mil habitantes a implantar a medida.

Luiz Carlos dos Santos defendeu a Tarifa Zero como a melhor solução de transporte com inclusão social e custo zero para o usuário

Junho 30, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte | , , , | Deixe um comentário

Transporte gratuito de Maricá recebe mais uma sentença favorável

Justiça sentencia mais uma vitória para o povo e vermelhinhos continuarão circulando

Fonte PMM Texto: Marcelo Ambrosio | Fotos: Fernando Silva

Sentença judicial negou a concessão de liminar com suspensão do serviço prestado pela EPT desde dezembro

A Prefeitura de Maricá e a Empresa Pública de Transportes (EPT) receberam da Justiça mais uma confirmação, a terceira, em favor dos ônibus que transportam, gratuitamente, a população da cidade. Da mesma forma que nas duas ocasiões anteriores, sentença preliminar da 1ª Vara Cível, proferida na segunda-feira (22/06), negou a concessão de liminar com suspensão do serviço prestado pela EPT desde dezembro – a medida proposta incluía também a apreensão da frota de 13 ônibus. A questão agora será analisada no tribunal, o que ainda não tem data para acontecer. A ação foi movida pelo Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Setrerj), representando as duas concessionárias que há quarenta anos controlam o sistema de transporte em Maricá, contra o município e a empresa responsável pela Tarifa Zero na cidade.

“Trata-se de mais uma vitória do povo de Maricá sobre o poder e a força de um grupo que detém o monopólio do transporte coletivo na cidade”, avaliou o presidente da EPT, Luiz Carlos Santos, ressaltando que as empresas já haviam perdido uma ação semelhante e recorreram ao sindicato dessa vez. “Querem impedir que a cidade ofereça um transporte público de caráter universal”, completou. Ainda segundo o presidente da EPT, a decisão é importante por mostrar a disposição do Poder Judiciário em não permitir prejuízos à população. “É um trabalho pioneiro voltado para a exclusiva finalidade social”, acrescentou.

A nova decisão não acolheu preliminarmente nenhum dos pontos nos quais a argumentação do sindicato e das concessionárias se baseou, entre eles o de que a Tarifa Zero implantada pela Prefeitura fere a exclusividade nos contratos de concessão.  À Justiça, a EPT ressaltou que a exclusividade mencionada se refere apenas às linhas licitadas, não a todo o transporte público na cidade. Como a fiscalização permanente e a aplicação de multas não reduziram a deficiência histórica ou trouxeram melhorias para os usuários, a criação da Tarifa Zero foi a reação do poder público em defesa dos moradores. Também afirmou que o transporte gratuito tem o intuito claro de beneficiar a população mais carente que não vinha sendo atendida de forma satisfatória.

Lançado em 18 de dezembro do ano passado, o projeto já bateu a marca de um milhão de passageiros transportados e seu modelo, pela viabilidade e eficiência, já chamou a atenção de várias outras cidades do país, tornando-se um item permanente no debate nacional sobre mobilidade urbana. Em sentença anterior, a Justiça já havia reconhecido a relevância social do  Tarifa Zero ao negar a suspensão do serviço baseada no forte impacto social que causaria.

Junho 24, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte | | Deixe um comentário

Sucesso de políticas sociais de Maricá é tema de encontro entre Quaquá e Pedro Paulo

Fotos e textos divulgação

“Maricá, definitivamente virou exemplo de bom governo para o Brasil e todo o mundo. Recebemos no dia 06/04/2015, a visita do Pedro Paulo Deputado Federal e pré-candidato a prefeito da capital do Estado do Rio de Janeiro, em nossa amada cidade. Nesta oportunidade, o deputado Pedro Paulo conheceu a implantação do projeto de desenvolvimento econômico e social que esta transformando a vida de milhares maricaenses. E em especial, conheceu na prática o ônibus gratuito da EPT e uma experiência do Programa da Moeda Social Mumbuca, que melhoram a quantidade de vida, aquecem economia local e geram empregos na cidade.” (escreveu a Deputada Estadual Rosangela Zeidan em sua página do Face)

O prefeito Washington Quaquá ressaltou a importância desse encontro e ratificou que sua gestão busca o projeto de desenvolvimento econômico da cidade pautado em ações de inclusão social. “É essencial trocarmos experiências e apresentarmos nossos projetos que são referências nacionais, como o tarifa zero e a moeda social. Nossa proposta é acabar com a pobreza oferecendo casa, emprego e qualificação profissional. Estamos transformando a cidade combinando investimentos no turismo e no desenvolvimento econômico e social”, declarou o prefeito.

Tarifa Zero

Sobre a Empresa Pública de Transportes (EPT), implantada em dezembro de 2014, o prefeito explicou ao secretário municipal que a tarifa zero é uma ferramenta de resgate da cidadania por meio da mobilidade. “Maricá é a primeira cidade brasileira com o maior número de habitantes a adotar a tarifa zero. Assim como educação e saúde gratuitas, transporte público é um direito do cidadão, respaldado na Constituição Federal. Estamos provando que transporte público é uma conquista do povo, e isso me faz acreditar que podemos ter uma sociedade mais justa, já que a mobilidade é inclusão social e redução das desigualdades entre pobres e ricos”, frisou.

O presidente da EPT, Luiz Carlos dos Santos, apresentou um balanço dos três primeiros meses de funcionamento da autarquia municipal cuja frota de 13 ônibus gratuitos circulam, 24h por dia, sete dias por semana, com tarifa zero. “Até o dia 31 de março, foram transportados 743.260 passageiros em 5.616 viagens e 338.865 km percorridos, em duas linhas que percorrem toda extensão da cidade – de Ponta Negra ao Recanto de Itaipuaçu”. Para Luiz Carlos, o resultado comprova não apenas a aceitação do serviço, como o entendimento pela população de que a tarifa zero tornou-se realidade. O secretário Pedro Paulo se interessou por detalhes relacionados ao custo da operação, tamanho de frota, volume de pessoal transportado, entre outros detalhes informados pelo presidente da EPT. “São experiências desafiadoras, principalmente a do ônibus, considerando o sistema de transporte que temos hoje em nosso estado. O projeto da moeda social é algo que se pode implantar em regiões específicas da cidade do Rio. Estamos observando essas boas práticas de políticas públicas aplicadas em Maricá, uma cidade que fica tão perto de nós”, avaliou Pedro Paulo.

Como meta para 2016, a prefeitura avalia a ampliação da oferta, com a circulação de 16 ônibus somente na principal linha (Recanto de Itaipuaçu – Ponta Negra) e planeja a aquisição de 20 micro-ônibus elétricos, que não emitem CO2, para completar a frota como alimentadores dos troncos principais. “Com isso, atenderemos a todos os bairros e garantiremos ainda mais a mobilidade para 100% da população”, completou o presidente da EPT.

Moeda Social Mumbuca

O secretário municipal adjunto de Economia Solidária, Miguel Moraes, também apresentou um balanço sobre o Programa Social Moeda Mumbuca – primeira moeda social eletrônica do país criada em dezembro de 2013 para combater a pobreza extrema na cidade. "Mais de 70% das famílias maricaenses recebem menos que três salários mínimos e mais de 15 mil ganham até um salário mínimo. Queremos oferecer condições mais dignas às famílias carentes, melhorando a renda da população”.

Segundo o secretário, atualmente, 14.096 famílias estão sendo beneficiadas com uma ajuda mensal de R$ 85 para compra de produtos em estabelecimentos cadastrados no município. “Ao todo, existem 112 estabelecimentos cadastrados e mais de R$ 1.200 mil estão sendo injetados na economia local para a construção de uma política pública de transferência de renda”, acrescentou Miguel Moraes.

Para a segunda fase do programa, serão concedidas linhas de empréstimo, por meio do banco comunitário, de até R$ 15 mil para as famílias e para microempreendedores, agricultores familiares, pescadores, artesãos e pequenos comerciantes, além de produtos como seguros e cursos de capacitação.

Visita a comércio local

Após a reunião, o prefeito Washington Quaquá, o secretário Pedro Paulo Carvalho, o deputado federal Fabiano Horta, a deputada estadual Rosângela Zeidan, além de parte da equipe do governo maricaense, embarcaram em um coletivo da EPT e foram até o mercado Jolumar, no Centro, onde o secretário carioca conferiu o funcionamento do programa de economia solidária.

Dentro do estabelecimento, Pedro Paulo conversou com a gerência sobre as vantagens e o aumento no faturamento com o uso do cartão Mumbuca. Segundo Pedro Paulo, ambos os projetos devem ser estudados de maneira cuidadosa, mas os considerou viáveis para a capital fluminense.

Washington Quaquá considerou positiva a visita do secretário carioca. “O interesse dele em nossos projetos mostra a boa repercussão que as ações do governo estão tendo fora de Maricá”, afirmou o prefeito.

Abril 8, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, Moeda Social Mumbuca, política, transporte | , , , , , | Deixe um comentário

Tarifa zero: empresa da Prefeitura de Maricá transportou 200 mil passageiros em 28 dias

Texto: Leandra Costa (edição: Marcelo Ambrosio) | Fotos: Fernando Silva

Tarifa zero: empresa da Prefeitura de Maricá transportou 200 mil passageiros em 28 dias

O Prefeito de Maricá, Washington Quaquá, apresentou nesta terça-feira (20/01), no auditório do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), na Mumbuca, um balanço do primeiro mês de funcionamento da Empresa Pública de Transportes (EPT), autarquia municipal cuja frota de dez ônibus gratuitos vem rodando desde o dia 18 de dezembro, 24h por dia, sete dias por semana, com tarifa zero. As duas linhas percorrem toda extensão da cidade – de Ponta Negra ao Recanto de Itaipuaçu. O resultado comprova, segundo Quaquá, não só a aceitação do serviço, como o entendimento pela população de que a tarifa zero tornou-se uma ferramenta de resgate da cidadania através da mobilidade. "Em 28 dias de operação nós transportamos 201.571 passageiros", comemorou o prefeito. Foram 1.543 viagens  e mais de 86 mil km percorridos, em um modelo pioneiro para cidades com mais de 100 mil habitantes e que já começa a chamar a atenção de outros municípios por sua viabilidade. 

“Maricá é o município brasileiro com o maior número de habitantes a adotar a tarifa zero. Assim como educação e saúde gratuitas, transporte público é um direito do cidadão, respaldado na Constituição Federal", avaliou o prefeito. "As empresas privadas se apropriaram desse serviço, público em essência, e, em Maricá, monopolizaram e controlaram o setor por mais de 40 anos, prejudicando o direito de ir e vir das pessoas”, declarou Quaquá, lembrando que o custo de instalação da EPT é atraente também por conta da economia gerada aos cofres públicos. Mensalmente, em torno de R$ 400 mil em vales-transportes deixarão de ser pagos pela Prefeitura às empresas de ônibus, agora que os funcionários dispõem de transporte gratuito para ir e voltar do trabalho. O valor economizado corresponde a pouco mais de 50% do custo total de operação.

Outros benefícios são indiretos, mas igualmente significativos e de longo prazo. "A adoção da tarifa zero propiciou maior movimento ao comércio local. As lojas já começaram a fechar mais tarde porque agora existe ônibus rodando em qualquer hora do dia ou da noite, o que garante o retorno para casa”, acrescentou o prefeito, anunciando a meta para 2016 de ampliação da oferta, com a circulação de 16 ônibus somente na principal linha (Recanto de Itaipuaçu – Ponta Negra), que atende a 70% da população.  A Prefeitura também planeja comprar 20 micro-ônibus elétricos, que não emitem CO2, para completar a frota como alimentadores dos troncos principais, além de integrar o transporte alternativo com vans ao sistema. “Com isso, atenderemos a todos os bairros e garantiremos ainda mais a mobilidade da população”, completou, garantindo que não haverá recuo. "É como Saúde e Educação, trata-se de um direito básico de todos", concluiu.

O vice-prefeito, Marcos Ribeiro, elogiou a criação da EPT pelo impacto no cotidiano. “O transporte de massa é muito ruim e acaba sendo um sacrifício para as pessoas, que gastam muito tempo com o deslocamento, o que prejudica outras atividades  e interesses. Os ônibus da EPT diminuem esse sofrimento”, frisou. Também presente ao evento, a deputada estadual Rosângela Zeidan destacou o papel integrador do transporte gratuito, que permite ao morador do próprio município conhecer outros pontos da cidade onde reside. “Mais do que transportando pessoas, o transporte gratuito está transformando a vida do maricaense e provando que é possível oferecer qualidade", afirmou, garantindo que levará para a Assembleia Legislativa a experiência de Maricá como ponto de partida de uma rediscussão da questão das concessões no serviço de transporte público em todo o estado. "Farei isso de forma que possam ser implantadas novas empresas públicas como a EPT em outras cidades do país”, salientou. O Presidente da EPT, Luiz Carlos dos Santos, chamou a atenção para a quebra de um paradigma. “Estamos provando que transporte público é uma conquista do povo, e isso me faz acreditar que podemos ter uma sociedade mais justa, já que a mobilidade é inclusão social e redução das desigualdades entre pobres e ricos”, concluiu.

Após entrevista, Quaquá entregou aos funcionários da autarquia municipal uma carta de elogio pelo trabalho prestado.  

Saiba mais sobre os ônibus tarifa zero em Maricá

Com a implantação da EPT, Maricá é a terceira cidade no estado (as outras são Porto Real e Silva Jardim) e a primeira com mais de 100 mil habitantes a oferecer a tarifa zero. As quatro primeiras linhas saem do Recanto para Ponta Negra e vice-versa (via Manoel Ribeiro e Cordeirinho) e funcionam 24 horas, inclusive nos finais de semana. As linhas municipais passam pelos terminais rodoviários do Centro e de Itaipuaçu e atendem também as principais escolas e unidades de saúde do município, inclusive nos bairros que até então não eram atendidos pelas empresas, como o Retiro.

Dez veículos – equipados com ar condicionado, sensores de portas (somente trafegam com as portas fechadas) e elevadores para deficientes físicos – circulam com intervalos de 20 minutos, das 5h às 22h. No período de menor movimento (22h às 5h), os ônibus funcionam com intervalos de uma hora. Os pontos de partida são na Rua Barão de Macaúba, em frente à Escola Municipal João Monteiro, no Recanto, e na Praça de Ponta Negra (Rua São Pedro Apóstolo). Outros três ônibus funcionam como reserva e quatro encontram-se ainda em linha de montagem no fabricante. Um reboque também foi adquirido e está disponível para utilização. O investimento do município até o momento foi de R$ 4,8 milhões.

O controle de passageiros nos veículos é feito por catracas instaladas na parte dianteira (os passageiros entrarão pela porta dianteira e sairão pela porta traseira). Todos os veículos possuem portas centrais com elevadores, exclusivos para embarque e desembarque de cadeirantes. A capacidade máxima dos coletivos é de 43 passageiros sentados e 43 em pé. 

A equipe da EPT conta com 30 motoristas e quatro despachantes, além de manobreiro (2), inspetor de tráfego (2), consultor de operações (2), consultor de manutenção (2), auxiliar de controle de frota (1), almoxarife (1) e abastecedor (1). Ao todo, 45 pessoas compõem o quadro de funcionários da autarquia municipal.

Público presente na apresentação de um mês de funcionamento da EPT

O Prefeito de Maricá, Washington Quaquá, apresentou um balanço do primeiro mês de funcionamento da EPT

Para o Presidente da EPT, Luiz Carlos dos Santos, transporte público é uma conquista do povo maricaense

O vice-prefeito, Marcos Ribeiro, elogiou a criação da EPT pelo impacto no cotidiano

A deputada estadual Rosângela Zeidan destacou o papel integrador do transporte gratuito

Funcionários da EPT receberam uma carta de elogio pelo trabalho prestado

Janeiro 21, 2015 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte, Transporte Publico Gratuito de Maricá | , | Deixe um comentário

Vice-prefeito de Maricá participa de ato público em defesa ao transporte gratuito

Fonte PMM  Fotos: Fernando Silva e Rosely Pellegrino

Vice-prefeito Marcos Ribeiro e demais autoridades municipais lideraram ato público em defesa ao transporte gratuito no município

No último sábado (27/12), o vice-prefeito Marcos Ribeiro e demais autoridades municipais de Maricá lideraram um ato público em resposta à tentativa do monopólio de impedir que a população tenha o direito básico ao transporte gratuito. A manifestação que ocorreu na Rodoviária do Povo, no Centro da cidade, contou com a participação de centenas de pessoas, entre elas o presidente da EPT, Luiz Carlos dos Santos; o atual presidente da Câmara de Vereadores e recém-eleito deputado federal Fabiano Horta; a primeira-dama e recém-eleita deputada estadual Rosângela Zeidan e o vereador e recém-eleito presidente da Câmara Chiquinho. Em razão de um problema de saúde, o prefeito Washington Quaquá, que convocou a manifestação em defesa desse direito da população, não pode comparecer ao evento.

DSCN6560 DSCN6546

DSCN6586DSCN6521

O ato ocorreu após empresários de ônibus da cidade solicitarem, na última quarta-feira (24/12), uma liminar na 5ª Vara Civil da Comarca de São Gonçalo para impedir o funcionamento da Empresa Pública de Transportes (EPT). O pedido não foi aceito pela justiça.

Com a implantação da EPT, Maricá é a terceira cidade no estado (as outras são Porto Real e Silva Jardim) e a primeira com mais de 100 mil habitantes a oferecer a tarifa zero. A iniciativa, integralmente custeada pela Prefeitura, é considerada um marco histórico no combate ao monopólio que há 40 anos controla os transportes públicos no município contra todos os interesses da coletividade. As quatro primeiras linhas saem do Recanto para Ponta Negra e vice-versa (via Manoel Ribeiro e Cordeirinho) e funcionam 24 horas, inclusive nos finais de semana. A população aprovou o serviço, tanto que nas primeiras 24 horas de operação, quando a presença dos ônibus vermelhos ainda não estava consolidada na paisagem da cidade, a EPT transportou cerca de 3 mil pessoas.

DSCN6621Centenas de pessoas comparecerem ao ato público

Manifestantes fizeram um grande círculo para simbolizar o abraço à rodoviária

DSCN6629 abraço simbólico

Nas primeiras 24 horas de operação, a EPT transportou cerca de 3 mil pessoas

Dezembro 29, 2014 Posted by | jornalismo, transporte | , , , , | Deixe um comentário

Um marco histórico: Transporte Gratuito em Maricá é realidade

Fotos: Rosely Pellegrino, Clarildo Menezes, Paulo Polônio e Michelle Tuzzi

Começaram a circular na manhã desta quinta-feira (18/12) os ônibus da Empresa Pública de Transportes de Maricá (EPT)

As quatro primeiras linhas de ônibus com tarifa zero (sem cobrar passagem) começam a circular nesta quinta-feira, 18, em Maricá, o terceiro município do estado do Rio de Janeiro a oferecer transporte público sem a cobrança de passagens, os outros são Porto real e silva Jardim, sendo que Maricá é o maior com mais de 150 mil habitantes. Inicialmente, o serviço terá 10 veículos e ligará os bairros de Recanto e Ponta Negra, nas extremidades do município.

A viagem inaugural foi realizada pelo prefeito Washington Quaquá (PT), que seguiu de Inoã até o terminal rodoviário no Centro de Maricá, onde houve um ato de inauguração. Os 10 primeiros ônibus já começaram a transportar passageiros sem cobrar passagem, uma novidade para cidades com mais de 100 mil habitantes no Estado do Rio de Janeiro.

 

Personalidades presentes na inauguração do Transpote Publico Gratuito de MaricáPersonalidades presentes a inauguração do Transporte Publico Gratuito de Maricá

10482073_837569176327864_6602204008686254365_n Ao lado de Lurian Silva, filha do eterno presidente Lula, e de seu filho Diego Zeidan, o prefeito de Maricá Washington Quaquá lê a matéria no jornal, sobre o transporte gratuito no Município.

10849791_837689466315835_8875414419732066911_n Prefeito de Maricá, Washington Quaquá, tendo ao lado sua esposa e Deputada Estadual Rosangela Zeidan, e o filho do casal Diego Zeidan

10334276_10203482298205694_3379556638576945332_n10846084_837689809649134_4296569374906585129_n10481166_10203482299285721_5712176843101207647_n10565227_10203482299645730_1801106496525229414_n

Prefeito de Maricá Washington Quaquá fala sobre Transporte Publico Gratuito de Maricá foto Clarildo Menezes“Transporte, como saúde, habitação, são direitos do povo que não podem ser apropriados pelo mercado. Maricá dá o passo para assegurar este direito fundamental aos seus cidadãos, Além disso haverá um impacto econômico. Mais empresas irão se instalar na cidade pela diminuição dos custos do vale-transporte.” Disse o prefeito Washington Quaquá em seu discurso, logo após a viagem inaugural.

DSCN5887 Os deputados, Estadual Rosangela Zeidan e Fabiano Horta Federal, no palanque do evento ao lado de Lurian Silva, do Vice Prefeito Marcos Ribeiro, do Presidente da Câmara Municipal Chiquinho, dos vereadores Tatai, Adelso Pereira, Aldair de Linda, e Frank Costa, e do Secretário de Segurança Publica Municipal Fabrício Bittencourt.

Os ônibus circularão com intervalos de 20 minutos entre 5h e 22h, e de hora em hora durante a madrugada. No itinerário, estão paradas no fórum da cidade, unidades de saúde e a prefeitura. As linhas que existem atualmente, da Viação Nossa Senhora do Amparo, não serão extintas, mas a intenção da prefeitura é criar um sistema de transporte independente delas:

"Esse é o corredor principal da cidade e a ligará de ponta a ponta, atendendo a 70% da população. Uma pessoa que sai do Distrito de Itaipuaçu, por exemplo, teria que pegar três ônibus para chegar em algumas partes da cidade, pagando R$ 2,70 cada um", diz o prefeito Washington Quaquá, que pretende contratar vans até o fim de 2015 para alimentar esse corredor principal.

Quaquá criticou a qualidade do serviço da empresa de ônibus privada que atua há 40 anos em Maricá, e disse que a prefeitura pretende entrar na Justiça para cobrar melhorias. "Eles não cumprem o contrato. Os ônibus são horrorosos". A Agência Brasil não conseguiu contato com a assessoria de imprensa da Viação Nossa Senhora do Amparo e o Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro não se pronunciou sobre o assunto.

Para a auxiliar de odontologia Priscila Silva, de 29 anos, o estado de conservação dos ônibus na cidade não chega a ser um problema. Na visão dela, o cidadão do município sofre mais com a demora: "Moro em Itaipuaçu, e ônibus para o centro de Maricá demora demais. Às vezes, não passa nenhum, e, depois, vem cinco de uma vez. É mal organizado", critica a moradora.

Acostumada a ir trabalhar a pé, a professora Jane Maria, de 38 anos, também enfrenta demora quando precisa pegar ônibus. Para ela, faltam opções de transporte na cidade: "Essa (linha de ônibus) que será inaugurada hoje, vai facilitar, porque antes não tinha ônibus por esse caminho; mas o que precisamos mesmo é ônibus intermunicipal, para Araruama, as cidades da Baixada Fluminense e outros municípios", diz ela, que desconfia do serviço gratuito: "Não precisava ser gratuito, podia ter um valor simbólico. Será que vai dar para manter essas linhas?"

DSCN5884O prefeito afirma que o serviço custará R$ 700 mil por mês à prefeitura e, depois que for complementado pelas vans, R$ 1,3 milhão. Acrescenta que, só a prefeitura vai economizar R$ 400 mil em vale-transporte dos funcionários e que as empresas da cidade também vão se beneficiar disso.

O projeto prevê a criação de câmaras populares para avaliar a qualidade do serviço, e também avaliações periódicas de desempenho.Para prestar o serviço, o município criou uma autarquia, a Empresa Pública de Transportes, e contratou 30 motoristas de ônibus por meio de concurso público, em caráter temporário, por 12 meses. Somando outros profissionais, a autarquia tem 45 funcionários. De acordo com a prefeitura, foram investidos R$ 4,8 milhões.

Os ônibus são equipados com ar condicionado, acesso para cadeirantes por elevadores e internet sem fio. O itinerário e as paradas são informados por meio de aviso em áudio e telões, para portadores de necessidades especiais. O sistema começou em Silva Jardim em fevereiro de 2014 e é utilizado por 2 mil pessoas por dia. Na cidade de Porto Real, no sul do estado, a tarifa zero existe desde 2008 e custa R$ 200 mil por mês à prefeitura, o que equivale a 2% da receita municipal. Oito ônibus fazem o transporte e transportam diariamente 5 mil pessoas.

Com quase 150 mil habitantes, Maricá vai ser a maior cidade do estado do Rio a ter transporte com tarifa zero. Porto Real e Silva Jardim são os outros municípios que adotaram a política. Segundo a comerciante Margareth Xavier, de Silva Jardim, a medida agradou os moradores da cidade e fez diferença também para o comércio: "Clientes de bairros mais distantes passaram a comprar na minha loja. Os moradores dos distritos agora vêm mais para a cidade".

Ônibus saíram em carreata pela rodovia Amaral Peixoto (RJ-106) de Inoã até o Centro de Maricá. (Foto: Paulo Polônio) Ônibus saíram em carreata pela rodovia Amaral Peixoto (RJ-106) de Inoã até o Centro de Maricá. (Foto: Paulo Polônio)

10647198_837573712994077_8078807290575298960_n10849842_10203482302405799_8895557498400796608_n (1)

Sobre os ônibus
Dez veículos – equipados com ar condicionado, sensores de portas (somente trafegam com as portas fechadas) e elevadores para deficientes físicos – circularão com intervalos de 20 minutos, das 5h às 22h. No período de menor movimento (22h às 5h), os ônibus funcionarão com intervalos de uma hora. Os pontos de partida serão na Rua Barão de Macaúba, em frente à Escola Municipal João Monteiro, no Recanto, e na Praça de Ponta Negra (Rua São Pedro Apóstolo). Outros três ônibus funcionarão como reserva e quatro encontram-se ainda em linha de montagem no fabricante. Um reboque também foi adquirido e está disponível para utilização. O investimento do município até o momento foi de R$ 4,8 milhões e o custo para manter a Empresa Pública de Transportes será arcado pela Prefeitura Municipal de Maricá através dos impostos e repasses.

 DSCN9122 Sérgio Mesquita, Leci Alberti e Gaio na inauguração

O secretário Municipal de Cultura de Maricá,Sérgio Mesquita, em sua página pessoal do Facebook, comentou: No dia seguinte que o povo cubano derrota o bloqueio americano de mais de 50 anos, o governo Washington Quaquá coloca para rodar os "vermelhinhos" com tarifa zero. Ônibus com ar condicionado, elevador para cadeirante e passagem gratuita. Depois da Moeda Mumbuca, que concorre a prêmio internacional, agora a distribuição de renda atinge a todos que utilizam transporte público, independente da renda familiar. Para abrilhantar ainda mais a data, no dia de hoje está sendo realizada a cerimônia de Diplomação da Presidenta da República, reeleita, Dilma Rousseff (PT). Primeira mulher presidente do Brasil.

10374975_775408099162223_696691102839744501_nA equipe da EPT conta com 30 motoristas e quatro despachantes, além de manobreiro (2), inspetor de tráfego (2), consultor de operações (2), consultor de manutenção (2), auxiliar de controle de frota (1), almoxarife (1) e abastecedor (1). Ao todo, 45 pessoas compõem o quadro de funcionários da autarquia municipal.

 

10423907_837691306315651_8153289492568401284_n

ITINERÁRIO:Confira o itinerário dos ônibus:
Linha 1– RECANTO X PONTA NEGRA (via Manoel Ribeiro)
– Rua Barão de Macaúba (ponto de partida em frente à Escola Municipal João Monteiro) – RJ-102 (Rua Engenho Domingos Barbosa) – Avenida do Canal – Rua João Goulart – Rua Antônio Modesto de Sá – Praça do Barroco – Avenida Zumbi dos Palmares – Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34) – Rua Professor Cardoso de Menezes (Terminal Rodoviário de Itaipuaçu) – Estrada Carlos Mariguela – Estrada de Itaipuaçu – Travessa Campos – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Avenida Roberto Silveira – Rodoviária do Povo de Maricá – Avenida Roberto Silveira – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – RJ-118 (Estrada de Ponta Negra) – Rua São Pedro Apostolo – Praça de Ponta Negra;
Linha 2 – RECANTO X PONTA NEGRA (via Cordeirinho)
– Rua Barão de Macaúba (ponto de partida em frente à Escola Municipal João Monteiro) – RJ-102 (Rua Engenho Domingos Barbosa) – Avenida do Canal – Rua João Goulart – Rua Antônio Modesto de Sá – Praça do Barroco – Avenida Zumbi dos Palmares – Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34) – Rua Professor Cardoso de Menezes (Terminal Rodoviário de Itaipuaçu) – Estrada Carlos Marighella – Estrada de Itaipuaçu – Travessa Campos – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Avenida Roberto Silveira – Rodoviária do Povo de Maricá – Avenida Roberto Silveira – Rua Abreu Sodré – Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa – Rua Abreu Rangel – Rua Domício da Gama – Rua Alferes Gomes – Avenida Nossa Senhora do Amparo – Avenida Ivan Mundin – Rua João Saldanha – Rua 12 – Avenida Central – Avenida Maysa – RJ-102 (Avenida Beira Mar) – Rua São Pedro Apostolo – Praça de Ponta Negra;
– Linha 3 – PONTA NEGRA x RECANTO (Via Cordeirinho)
– Praça de Ponta Negra – Rua São Pedro Apostolo – RJ-102 (Avenida Beira Mar) – Rua 114 – Avenida Beira da Lagoa – Rua 43 – Avenida Maysa – Rua 13 – Rua João Saldanha – Avenida Ivan Mundin – Rua Azamor José da Silva – Rua Padre Arlindo Vieira – Rua Clímaco Pereira – Rua Domício da Gama – Rua Senador Macedo Soares – Praça Conselheiro Macedo Soares – Avenida Roberto Silveira – Rodoviária do Povo de Maricá – Avenida Roberto Silveira – Rua Abreu Sodré – Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno (KM 29) – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno no Spar – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Travessa Campos – Estrada de Itaipuaçu – Avenida Carlos Marighella – Rua Professor Cardoso de Menezes (Terminal Rodoviário de Itaipuaçu) – Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34) – Avenida Zumbi dos Palmares – Praça do Barroco – Rua Antônio Modesto de Sá – Rua João Goulart – Avenida do Canal – RJ-102 (Rua Eng. Domingos Barbosa) – Rua Barão de Macaúba (ponto final em frente à Escola Municipal João Monteiro);
Linha 4 – PONTA NEGRA x RECANTO (Via Manoel Ribeiro)
– Praça de Ponta Negra – Rua São Pedro Apostolo – RJ-118 (Estrada de Ponta Negra) – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno no KM 28 – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Avenida Roberto Silveira – Rodoviária do Povo de Maricá – Avenida Roberto Silveira – Rua Abreu Sodré – Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno (KM 29) – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno no Spar – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Travessa Campos – Estrada de Itaipuaçu – Avenida Carlos Marighella – Rua Professor Cardoso de Menezes (Terminal Rodoviário de Itaipuaçu) – Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34) – Avenida Zumbi dos Palmares – Praça do Barroco – Rua Antônio Modesto de Sá – Rua João Goulart – Avenida do Canal – RJ-102 (Rua Eng. Domingos Barbosa) – Rua Barão de Macaúba (ponto final em frente à Escola Municipal João Monteiro)

Dezembro 18, 2014 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte, Transporte Publico Gratuito de Maricá | , , , , , , | Deixe um comentário

Itinerário dos ônibus da Empresa Pública de Transportes de Maricá – EPT

Confira o itinerário dos ônibus:

Linha 1– RECANTO X PONTA NEGRA (via Manoel Ribeiro)

– Rua Barão de Macaúba (ponto de partida em frente à Escola Municipal João Monteiro) – RJ-102 (Rua Engenho Domingos Barbosa) – Avenida do Canal – Rua João Goulart – Rua Antônio Modesto de Sá – Praça do Barroco – Avenida Zumbi dos Palmares – Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34) – Rua Professor Cardoso de Menezes (Terminal Rodoviário de Itaipuaçu) – Estrada Carlos Mariguela – Estrada de Itaipuaçu – Travessa Campos – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Avenida Roberto Silveira – Rodoviária do Povo de Maricá – Avenida Roberto Silveira – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – RJ-118 (Estrada de Ponta Negra) – Rua São Pedro Apostolo – Praça de Ponta Negra.

Linha 2 – RECANTO X PONTA NEGRA (via Cordeirinho)

– Rua Barão de Macaúba (ponto de partida em frente à Escola Municipal João Monteiro) – RJ-102 (Rua Engenho Domingos Barbosa) – Avenida do Canal – Rua João Goulart – Rua Antônio Modesto de Sá – Praça do Barroco – Avenida Zumbi dos Palmares – Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34) – Rua Professor Cardoso de Menezes (Terminal Rodoviário de Itaipuaçu) – Estrada Carlos Marighella – Estrada de Itaipuaçu – Travessa Campos – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Avenida Roberto Silveira – Rodoviária do Povo de Maricá – Avenida Roberto Silveira – Rua Abreu Sodré – Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa – Rua Abreu Rangel – Rua Domício da Gama – Rua Alferes Gomes – Avenida Nossa Senhora do Amparo – Avenida Ivan Mundin – Rua João Saldanha – Rua 12 – Avenida Central – Avenida Maysa – RJ-102 (Avenida Beira Mar) – Rua São Pedro Apostolo – Praça de Ponta Negra. 

Linha 3 – PONTA NEGRA x RECANTO (Via Cordeirinho)

– Praça de Ponta Negra – Rua São Pedro Apostolo – RJ-102 (Avenida Beira Mar) – Rua 114 – Avenida Beira da Lagoa – Rua 43 – Avenida Maysa – Rua 13 – Rua João Saldanha – Avenida Ivan Mundin – Rua Azamor José da Silva – Rua Padre Arlindo Vieira – Rua Clímaco Pereira – Rua Domício da Gama – Rua Senador Macedo Soares – Praça Conselheiro Macedo Soares – Avenida Roberto Silveira – Rodoviária do Povo de Maricá – Avenida Roberto Silveira – Rua Abreu Sodré – Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno (KM 29) – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno no Spar – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Travessa Campos – Estrada de Itaipuaçu – Avenida Carlos Marighella – Rua Professor Cardoso de Menezes (Terminal Rodoviário de Itaipuaçu) – Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34) – Avenida Zumbi dos Palmares – Praça do Barroco – Rua Antônio Modesto de Sá – Rua João Goulart – Avenida do Canal – RJ-102 (Rua Eng. Domingos Barbosa) – Rua Barão de Macaúba (ponto final em frente à Escola Municipal João Monteiro).

Linha 4 – PONTA NEGRA x RECANTO (Via Manoel Ribeiro)

– Praça de Ponta Negra – Rua São Pedro Apostolo – RJ-118 (Estrada de Ponta Negra) – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno no KM 28 – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Avenida Roberto Silveira – Rodoviária do Povo de Maricá – Avenida Roberto Silveira – Rua Abreu Sodré – Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno (KM 29) – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno no Spar – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Travessa Campos – Estrada de Itaipuaçu – Avenida Carlos Marighella – Rua Professor Cardoso de Menezes (Terminal Rodoviário de Itaipuaçu) – Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34) – Avenida Zumbi dos Palmares – Praça do Barroco – Rua Antônio Modesto de Sá – Rua João Goulart – Avenida do Canal – RJ-102 (Rua Eng. Domingos Barbosa) – Rua Barão de Macaúba (ponto final em frente à Escola Municipal João Monteiro).

Dezembro 18, 2014 Posted by | jornalismo, Maricá, transporte | , , | Deixe um comentário