Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Prefeitura doa terreno para construção da escola técnica federal em Maricá

Texto: Marcelo Ambrosio | Fotos: Divulgação

A prefeitura deu um importante e definitivo passo para a construção do campus da escola técnica do Instituto Federal Fluminense (IFF) em Maricá. Na última segunda-feira (06/05), foi realizada a assinatura de doação do terreno em Ubatiba entre a administração municipal e o IFF, representado pelo reitor Luiz Augusto Caldas Pereira. A área escolhida fica no bairro de Ubatiba, tem no total 44 mil m² e está a pouco mais de 8 km do Centro da cidade. A construção do campus na cidade é um compromisso do prefeito Washington Quaquá no sentido de qualificar os jovens de Maricá para o mercado de trabalho.

O vice-prefeito, coordenador geral de governo e prefeito em exercício, Marcos Ribeiro, assinou em nome da Prefeitura, acompanhado pela procuradora do município, Maria Inez Pucello, responsável pelo processo de doação, que nesta primeira etapa contemplou 24 mil m2. Marcos Ribeiro ressaltou que gostaria que o prefeito tivesse presente para materializar o ato, pelo esforço deste em conseguir trazer um campus tão qualificado para a cidade. "Trata-se de uma conquista histórica para os moradores de Maricá". Segundo a procuradora, não foi possível aguardar o retorno do chefe do Executivo, já que o prazo para a entrega da titularidade termina na próxima sexta-feira (10/05).

O terreno está avaliado em R$ 481 mil. O custo para erguer o campus da escola técnica federal gira em torno de R$ 10 milhões e a manutenção anual – normalmente a cargo da União – chega a R$ 2,5 milhões.

Maio 10, 2013 Posted by | Educação, Maricá | | Deixe um comentário

Definidos local e cursos da Escola Técnica Federal em Maricá

Texto: Leandra Costa e Marcelo Moreira | Fotos: Fernando Silva

Projeto padrão da unidade de Maricá. Foto: Fernando Silva

Foram acertados ontem (03/07) os últimos detalhes para a implantação da Escola Técnica Federal em Maricá, que consolida o investimento da administração municipal em educação de qualidade. Nesta terça-feira (03/07), o reitor do Instituto Federal Fluminense, Luiz Augusto Caldas Pereira, e o prefeito Washinton Quaquá definiram a área que receberá o campus da instituição na cidade – numa extensa área de 135mil m2, próxima a capela de Nossa Senhora da Saúde, em Ubatiba.

Segundo o reitor Luiz Augusto, a localização geográfica, às margens da estrada que liga Maricá a Itaboraí, e o tamanho da área foram fatores decisivos para a escolha do local – que receberá as salas de aulas, laboratórios, auditório, cantina e refeitório. “Estou muito entusiasmado com a nossa vinda para Maricá, porque vamos atender a uma demanda local importante. Queremos, por isso, que a população particippe do projeto e defina as suas prioridades de qualificação, destacou o reitor, antecipando que serão realizadas audiências públicas para ouvir os moradores da região”.

Juntamente com uma equipe pedagógica e de infraestrutura do IFF, o reitor apresentou um projeto arquitetônico padrão para o Campus de Maricá, com especificações técnicas e legais recomendadas pelo Ministério da Educação. O projeto, orçado em R$ 10 milhões, será financiado com recursos do tesouro municipal. A previsão é que a unidade atenda, inicialmente, 1.200 alunos em três turnos.

O prefeito Washinton Quaquá considera a implantação da Escola Técnica Federal uma conquista histórica para os moradores de Maricá. “A construção dessa unidade é de extrema importância para ampliar o processo de qualificação de mão-de-obra em um momento em que começam a ser desenvolvidos grandes projetos na área de infraestrutura, como o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro e o Pólo Naval de Jaconé”, explicou o prefeito.

Cursos já em agosto

Além do local, outra importante ação definida foi o funcionamento provisório da unidade técnica na Escola Municipal Caic Professor Elomir Silva, em São José do Imbassaí, com a oferta inicial para agosto de quatro cursos: Autocad (desenhista de construção civil), auxiliar de plataforma, eletricista e operador de computador. Em setembro, também serão oferecidos cursos de soldador e marcenaria. Ainda serão definidos os critérios de seleção, assim como o número de vagas e o período de inscrição para esses cursos. Será exigida dos candidatos a inscrição no NIS (Número de Identificação Social), do Cadastro Único, o CADúnico.

Quem não possui essa inscrição, deverá procurar a secretaria municipal de Assistência Social ou uma das unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Para o funcionamento provisório até a construção do campus de Maricá, o Caic vai passar por obras de reforma e adaptação. Além dos cursos oferecidos nesse primeiro momento, a proposta da administração municipal é lançar uma pesquisa de opinião no site da prefeitura e também realizar a audiência pública para que a população escolha os cursos técnicos de maior interesse..

Outra ação prevista para agosto, na volta do recesso escolar, será uma visita de um grupo de alunos do 8º e 9º ano das escolas municipais para conhecer o funcionamento de três unidades do IFF, em Campos dos Goitacazes, Quissamã e São João da Barra. A instituição também mantém polos de ensino em Itaperuna, Bom Jesus do Itabapoana, Cabo Frio, São João da Barra e Cambuci.

Projeto prevê construção de salas de aula, cantina, refeitório, laboratório e auditório. Foto: Fernando Silva.

Área em Ubatiba de futura instalação da escola técnica. Foto: Fernando Silva

Prefeito considera a implantação da escola técnica uma conquista histórica para os moradores de Maricá. Foto: Fernando Silva

Reitor do Instituto Federal Fluminense apresentando o projeto recomendado pelo MEC.  Foto: Fernando Silva

Julho 4, 2012 Posted by | cursos, Educação, jornalismo, Maricá | | Deixe um comentário